Enviado por Do utilizador6400

Topico 01 Historia da Musculacao

Propaganda
Centro de Educação Extensão e Pesquisa de Porto Franco - Travessa Alagoas 115
65970-000 Porto Franco - Maranhão – Brazil CNPJ 29.992.365/0001-21
Cel(99)98112-2091
TÓPICO 01 História da Musculação
Introdução
A musculação nos dias de hoje tem deixado de ser vista apenas como sinônimo de
treinamento de força. Os mitos que a envolvem têm caído por terra, graças, em parte, à mídia,
que vem esclarecendo e despertando a população em geral para seus benefícios.
Desta forma, os próprios alunos têm buscado profissionais mais qualificados nas
academias, que sejam realmente capazes de lhes prestar uma melhor assistência e orientação.
Os treinamentos mais tradicionais de musculação têm passado por muitas
mudanças e adequações, devido aos resultados de trabalhos científicos que apontam novos
caminhos e estratégias para atingir os resultados esperados. Além disso, a necessidade de
novos estímulos e oscilações nas cargas de treino para atender às bases do treinamento físico
impõe a especialização cada vez maior dos profissionais de Educação Física que trabalham com
treinamento de força muscular.
De maneira geral, treinamentos de musculação produzem resultados importantes
para indivíduos que buscam esse tipo de exercício. Contudo, diante dos resultados de uma
avaliação física, das limitações impostas por um atestado médico ou das necessidades e
objetivos dos clientes, boas práticas para se propor uma prescrição adequada de treinamento
são ler os últimos trabalhos publicados nos principais periódicos da área que tratam do tema
ou seguir as recomendações de renomadas instituições, como o American College of Sports
Medicine (ACSM), o Conselho Regional de Educação Física do Estado de São Paulo (CREF4/SP)
e a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC).
Estas instituições propõem recomendações para cada tipo de necessidade e
determinam as melhores estratégias para o treinamento a ser realizado, porém não abordam
como podem ser realizadas montagens de programas ou como podem ser aplicados sistemas
de treinamento.
Assim, este material busca preencher tal lacuna e oferecer aos profissionais de
Educação Física conhecimentos para uma prescrição atualizada e adequada, bem como para
que realizem de maneira correta os controles de carga de trabalho.
Esta proposta se limita a prescrição de treinamento e controles de carga de forma
geral. Caso depare com necessidades específicas, o profissional deve consultar pesquisas e
orientações de determinadas instituições para, em conjunto com o que está sendo oferecido
neste material, seja capaz de realizar um ótimo trabalho.
A História da Musculação
Primeiro Relatos
Não podemos precisar quando a musculação teve início. Porém em escavações na
cidade de Olímpia foram encontradas pedras com entalhes para as mãos, permitindo aos
historiadores intuir a utilização destas em treinamentos com pesos.
Foram encontradas esculturas datadas de 400 anos antes de Cristo, que relatam
formas harmoniosas de mulheres, mostrando preocupação estética já nesta época. Também
existem relatos de jogos de arremessos de pedras que datam de 1896 a.C. Estes dados
mostram que a musculação é mais antiga do que muitos possam pensar.
Se analisarmos a musculação como uma atividade física e não exercício físico, e
segundo a definição de GODOY 1994, que estabelece que a musculação seja uma atividade
física desenvolvida predominantemente através de exercícios analíticos, utilizando resistências
progressivas fornecidas por recursos materiais tais como: halteres, barras, anilhas,
aglomerados, módulos, extensores, peças lastradas, o próprio corpo e/ou segmentos, etc. com
certeza esta forma de atividade é tão antiga quanto o ato de caminhar.
1
Centro de Educação Extensão e Pesquisa de Porto Franco - Travessa Alagoas 115
65970-000 Porto Franco - Maranhão – Brazil CNPJ 29.992.365/0001-21
Cel(99)98112-2091
Vejamos: nos primórdios da humanidade, quando o homem mais “rudimentar”
saia para caçar, carregava pedras entre outros feitos, este ser já estava exercendo uma
atividade contra uma determinada resistência, portanto musculação.
O Precursor da Musculação
A história de Milón de Crotona discípulo do matemático Pitágoras (500 a 580
a.C.), seis vezes vencedor dos Jogos Olímpicos, ilustra um dos métodos de treinamento mais
antigos da humanidade, cujo princípio fundamental é utilizado até hoje, isto é, a evolução
progressiva da carga.
Segundo a história Milón treinava com um bezerro nas costas a fim de aumentar a
força dos membros inferiores, e quanto mais pesado o bezerro ficava, mais sua força
aumentava, ou seja, o princípio da progressão de cargas. Os relatos mostram que Milón foi um
dos primeiros a se preocupar com a suplementação alimentar, já que a história relata que ele
comia por dia 9 kg de carne, 9 kg de pão e 10 litros de vinho - gerando um total de 57mil kcal.
Figura 1: Milón de Crotona
Ele também era capaz de matar um boi com as mãos e comê-lo sozinho. O nome
da cidade de Milão é em sua homenagem. Diz à lenda que Milón morreu devorado por lobos,
pois ficou preso ao dar um golpe em uma árvore.
Os primeiros Jogos Olímpicos da era moderna, em Atenas (1896) envolveram 14
países, 241 atletas, tiveram uma duração de 10 dias e foram assistidos por 280 mil pessoas.
Eles foram marcados por uma precária organização, infra-estrutura, qualidade
técnica, respeito às regras e, não admissão de mulheres nas provas, contudo, os
levantamentos de pesos já faziam parte das 43 provas entre os nove (9) esportes olímpicos da
época.
No levantamento de pesos com as duas mãos o campeão foi o dinamarquês Viggo
Jensen e na exótica prova do levantamento de peso categoria “um braço” o campeão foi o
britânico Launceston Elliott que passou a posar seminu, exibindo seu físico para revistas de
fotografias. Fato que gerou um escândalo e que levou a não realização da prova na Olimpíada
seguinte em Paris (1900). O levantamento de peso retornou na Olimpíada seguinte em Saint
Louis (1904).
Figura 2: Launceston Elliott
2
Centro de Educação Extensão e Pesquisa de Porto Franco - Travessa Alagoas 115
65970-000 Porto Franco - Maranhão – Brazil CNPJ 29.992.365/0001-21
Cel(99)98112-2091
O Culturismo e o Halterofilismo
A história mostra que a partir do final do século XIX o chamado “culturismo”,
juntamente com o “halterofilismo”, tinha suas atenções voltadas para as companhias circenses
e teatros, onde eram apresentados “os homens mais fortes do mundo”.
Nomes expressivos daquela época tais como: Louis Áttila, Eugen Sandow e Charles
Samson participavam de exibições e confrontos, disputando este título. Áttila em 1887 na
Europa, durante o jubileu da Rainha Vitória recebeu do Príncipe de Gales uma pequena
estátua com a figura de Hércules cravejada com 36 diamantes, o que o tornou famoso. Como
consequência disto, pessoas de todo o mundo viram no desenvolvimento dos seus músculos
uma forma de enriquecer. Ginásios foram abertos por toda a Europa, que na época era o berço
dos homens fortes.
Figura 3: Professor Áttila (http://www.sandowmuseum.com/)
Áttila fundou o seu ginásio em Bruxelas onde recebia alunos da Universidade de
Leyden, gerando grandes nomes como Frederick Muller. Este num confronto com Charles
Samson venceu-o e tempo depois foi vencido por Sandow, denominado na época como
“Aristocrata dos Culturistas”.
Eugen Sandow nascido na Alemanha em 1867 se converteu em um ídolo do
esporte e por 30 anos foi considerado o melhor físico do mundo. Aos 16 anos já aparentava
um físico bem desenvolvido, que mostrava que tinha um potencial genético favorável.
Trabalhou em circo com a intenção de correr o mundo, e com isso adquiriu a base para um
grande desenvolvimento muscular. Porém o circo em que trabalhava foi à falência em Bruxelas
e ele se viu sem emprego. Conheceu ali o professor Áttila que viu em Sandow um grande
potencial de atleta. Áttila o tomou como pupilo e o ensinou a treinar com pesos e a posar.
Passaram então a fazer exibições em várias cidades com demonstrações de força.
Figura 4: Eugene Sandow (http://www.sandowmuseum.com/)
3
Centro de Educação Extensão e Pesquisa de Porto Franco - Travessa Alagoas 115
65970-000 Porto Franco - Maranhão – Brazil CNPJ 29.992.365/0001-21
Cel(99)98112-2091
Em 1889 separaram-se e Sandow foi rodar a Europa, sem destino certo
terminando em Veneza. Em Veneza um artista americano chamado Aubrey Hunt surpreendeu
Sandow banhando-se em um lago, e resolveu pintá-lo em um lenço.
Esta peça hoje se encontra na coleção particular de Joe Weider. Sandow então
passou a ser desafiado para provas de força. Retornando à Londres resolveu encarar um
desafio que era lançado por dois homens fortes da época e que pagavam 500 libras esterlinas
para quem conseguisse superá-los. Até Sandow aparecer ninguém tinha conseguido, ele então
facilmente venceu o desafio e a partir daí começaram exibições por toda Inglaterra.
Por quatro anos Sandow percorreu a Inglaterra com exibições de força e poses.
Até que em 1893 um empresário americano o convenceu que fosse para os EUA. Nos EUA ele
não se deu muito bem. Mas em uma exibição na Alemanha, conheceu o mais célebre
empresário de espetáculos de todos os tempos, Ziegfeld que percebeu que Sandow era uma
figura muito admirada pelas mulheres.
Ele o levou para a Exposição Mundial Comemorativa do Descobrimento da
América, em Chicago. Alugou um teatro e preparou uma aparição diferente do habitual que
eram apresentações de homens musculosos com peles de leopardo. Quando todos menos
esperavam entra Eugene Sandow com uma simples sunga. As mulheres foram à loucura. O
êxito foi fantástico e com isso rodaram Canadá e EUA.
Em São Francisco Sandow lutou e venceu um leão (previamente drogado e
desdentado). Fazia shows particulares para mulheres, shows de levantamento de pesos que
até hoje não foram superados, porém depois de alguns anos fazendo isso sem descanso
entrou em colapso nervoso. Regressou a Inglaterra onde se casou com uma garota muito bela
chamada Blanche Brokes. Recuperou-se física e mentalmente, e a partir daí se dedicou a abrir
ginásios de cultura física e reformular os hábitos alimentares das pessoas. Abriu com êxito
escolas de cultura física por toda Inglaterra.
Figura 5: Eugene Sandow (http://www.sandowmuseum.com/)
Iniciou uma revista em 1898 - "Sandow Magazine", publicou vários livros inclusive
uma obra que deu nome ao esporte internacionalmente: "Bodybuilding, or Man in the
Making". Inventou aparelhos e criou cursos de ginástica por correspondência que foram
marcantes na cultura física. Foi um dos primeiros defensores do ensino da educação física em
colégios e escolas, desenvolveu exercícios para reduzir as dores do parto, pediu a empresários
que deixassem que os assalariados fizessem um pouco de ginástica por dia. O que talvez sugira
que ele seja também o criador da ginástica laboral.
Foi talvez o primeiro personal trainer da história, pois era professor particular dos
reis Eduardo VII e George V, da Inglaterra. Foi um benfeitor da humanidade no que tange o
aspecto do treinamento com pesos, da cultura física, do exercício, da educação física. Não era
santo, sentia uma fraqueza por mulheres que também o assediavam. Isso causou muitos
problemas ao seu casamento.
4
Centro de Educação Extensão e Pesquisa de Porto Franco - Travessa Alagoas 115
65970-000 Porto Franco - Maranhão – Brazil CNPJ 29.992.365/0001-21
Cel(99)98112-2091
Morreu em 1925 tentando tirar o seu carro que caiu em um buraco após ter
derrapado na estrada. Com o esforço teve uma hemorragia cerebral, provavelmente não só do
esforço, mas também da queda e batida do carro. Foi enterrado como indigente, devido a
problemas com a mulher, no cemitério londrino de Putney Vale.
O homem que foi intitulado pelo rei George I da Inglaterra como: "Professor da
Ciência da Cultura Física de sua Majestade", hoje está imortalizado pela homenagem de Joe
Weider que escolheu sua imagem (segurando uma barra com pesos de bola) para o troféu de
premiação para o maior evento do mundo de musculação que é o Mr. Olympia. Neste sentido,
Eugene Sandow (1867-1925) deve ser respeitado e perpetuado como um dos grandes homens
de todos os tempos na Musculação.
Figura 6: Estatueta Mr. Olympia (http://www.sandowmuseum.com/)
O Culturismo propriamente dito surgiu do halterofilismo competitivo na década
de 1940 através do halterofilista canadense Josef (Joe) Weider, cuja iniciação no culturismo
aconteceu em 1939, quando ele por acaso teve acesso a uma revista de halterofilismo. Joe
decidiu então construir e modelar seu corpo com o propósito de afugentar e se proteger dos
tipos brigões que assolavam a vizinhança onde morava em Montreal.
Weider foi a um ferro-velho onde forjou duas barras com anilhas a partir de rodas
e eixos de automóveis e começou a treinar em casa. Quando começou a notar o aparecimento
dos resultados de seu treinamento, convenceu-se de que, como ele, outras pessoas gostariam
também de se beneficiar do treinamento com pesos.
Com os 7 dólares que tinha, Joe iniciou a publicação de um informativo chamado
“Your Physique”. Um ano depois, definiu seu esporte como algo diferente do halterofilismo de
competição, o que implicava num tipo de treinamento que utilizava especificamente
movimentos compostos, cujo único propósito era desenvolver tamanho muscular em uma
proporção equilibrada, dentro de padrões que seguiam determinadas regras.
Figura 7: Your Physique: Joe Weider's First Bodybuilding Magazine
5
Centro de Educação Extensão e Pesquisa de Porto Franco - Travessa Alagoas 115
65970-000 Porto Franco - Maranhão – Brazil CNPJ 29.992.365/0001-21
Cel(99)98112-2091
Seus métodos eram empíricos, já que observava, estudava e mesclava técnicas de
halterofilistas uma vez que a ciência do treinamento desportivo e a fisiologia do exercício
ainda estavam em seu início. Logo descobriu que o êxito para este novo esporte se baseava
antes de tudo em velocidade, técnica e, sobretudo, potência, porque ajuda o desenvolvimento
físico.
Preocupado também com a alimentação dos atletas, Joe pesquisou fontes de
nutrição que acreditava ser alimentação saudável, como por exemplo, uma taça de aveia com
fruta cortada em pedaços, acompanhada de suplementos.
O treinamento com pesos e a dieta adequada seriam a medicina preventiva do
século XXI. Atualmente, os treinamentos com pesos (ou treinamento resistido com pesos) são
requisitos prévios para melhorar o rendimento em todos os esportes e para uma melhor
qualidade de vida/saúde.
De 1940 até os anos 70 é considerada a idade de ouro do fisioculturismo. Grandes
lendas do esporte brilharam durante esta fase: Vince Gironda, Steve Reeves, Arnold
Schwarzenegger, Frank Zane e Walter Bernal.
Definições e Conceitos de Musculação
De acordo com DANTAS (1998, p.195) a musculação foi durante muito tempo
conhecida como halterofilismo. No entanto, a introdução de outros implementos no lugar dos
halteres provocou a mudança do nome.
Na verdade muitas vezes o treinamento neuromuscular se confunde com a
musculação, devido ao grande desenvolvimento desta prática em academias e sua crescente
popularidade. Podemos definir o treinamento, ou condicionamento neuromuscular, como um
conjunto de métodos e procedimentos que visam a treinar o aparelho locomotor com
interação neuromuscular, de forma a provocar adaptações em nível de músculo ou grupo
muscular.
E a musculação como:
“Meios de preparação física utilizada para o desenvolvimento das
qualidades físicas relacionadas com as estruturas musculares”. TUBINO
(1984)
“É o conjunto dos processos e meios que levam ao aumento e ao
aperfeiçoamento da forças musculares, associadas ou não a outra qualidade
física”. LAMBERT (1987)
“Atividade física desenvolvida predominantemente através de exercícios
analíticos, utilizando resistências progressivas fornecidas por recursos
materiais tais como: halteres, barras, anilhas, aglomerados, módulos,
extensores, peças lastradas, o próprio corpo e/ou segmentos, etc.” GODOY
(1994)
Segundo Chagas e Lima (2008), a musculação é um tipo de treinamento que se
caracteriza pela utilização de pesos e cargas, que têm como objetivo oferecer alguma carga
mecânica em oposição ao movimento dos segmentos corporais. Adeptos a este tipo de
exercícios têm como objetivo buscar através do treinamento, benefícios como o aumento da
força, aumento da massa muscular, aumento do desempenho esportivo e também diminuição
da gordura corporal (ARRUDA, 2010, p.605).
VIAIS (2015, p.6) ao citar Coelho, Natalli e Borragine (2010), diz que o termo
musculação é o mais usado para designar o treinamento com pesos, sendo assim, a
musculação não pode ser caracterizada como uma modalidade esportiva, mais sim como uma
forma de treinamento.
6
Centro de Educação Extensão e Pesquisa de Porto Franco - Travessa Alagoas 115
65970-000 Porto Franco - Maranhão – Brazil CNPJ 29.992.365/0001-21
Cel(99)98112-2091
Benefícios da Musculação
A grande maioria das pessoas ainda procura na musculação apenas uma melhor
aparência estética, contudo, isto na verdade não deveria ser objetivo e sim a consequência
natural de uma atividade física bem orientada e segura, num sentido maior - MELHORIA DA
QUALIDADE DE VIDA.
Assim sendo, dentro de um conceito de aptidão física, devemos buscar numa
sessão de musculação o desenvolvimento de três qualidades físicas básicas, a força ou
resistência muscular, flexibilidade e a resistência aeróbia. Esta como exercício físico regular
destas três qualidade físicas básicas citadas, traz uma série de benefícios como:
- Uma sensação de tranquilidade e bem-estar;
- Melhorias da autoimagem, do autoconceito e da autoestima;
- Melhoria na sociabilização e nos relacionamentos interpessoais;
- Melhoria da qualidade do sono;
- Melhoria em quadros de depressão e angústia;
- Melhoria dos aspectos cognitivos (atenção, concentração, memória e
aprendizagem);
- Diminuição do nível de ansiedade, refletindo em alguns do s problemas de
obesidade;
- Aumento do gasto calórico total diário, reduzindo e controlando a quantidade
de gordura corporal (desde que acompanhada de uma dieta adequada);
- Melhoria da capacidade de resposta muscular em situações de perigo devido
ao melhor condicionamento físico;
- Menor predisposição em desenvolver sintomas psicossomáticos, como úlceras
psicogênicas, impotência, ovulação e etc.;
- Aumento da resistência do sistema imunológico, diminuindo o risco de
infecções oportunistas;
- Diminuição do risco de problemas cardíacos;
- Diminuição do risco de hipertensão;
- Diminuição do risco de problemas de colesterol e diabete.
Vantagens e Desvantagens da Musculação
Vantagens
- Produz resultados em pouquíssimo tempo de treinamento;
- O controle do treinamento e da aplicação da sobrecarga é muito facilitado.
- Possibilita a execução de trabalhos analíticos e sintéticos;
- É um dos métodos de treinamento que melhor atende ao princípio da especificidade, o
que o coloca em lugar de destaque no treinamento de atletas de alto nível competitivo.
Desvantagens
- Devido à pequena componente cardiopulmonar dos trabalhos de musculação, torna-se
imprescindível sua complementação com trabalhos de caráter aeróbico;
- Poderá provocar lesões nos ossos desmineralização pela osteoporose dos gerontes e na
placa epifisária cartilaginosa das crianças durante a fase de crescimento;
- A hipertrofia muscular e a hipotonicidade resultante do treinamento de musculação,
poderão provocar uma diminuição do arco articular de alguns movimentos.
7
Centro de Educação Extensão e Pesquisa de Porto Franco - Travessa Alagoas 115
65970-000 Porto Franco - Maranhão – Brazil CNPJ 29.992.365/0001-21
Cel(99)98112-2091
Objetivos
Os objetivos da prática de musculação podem ter uma serie de possibilidades,
entre os quais, destacam-se as proposições a seguir.
- Controle do peso corporal
- Hipertrofia Muscular
- Tonificação Muscular
- Definição muscular
- Vascularização
- Profilática ou Terapêutica - Reabilitação
- Preparação para prática de esportes
- Socialização
Motivos para Praticar Musculação
Entre os motivos relacionados diretamente à prática regular de musculação,
temos:
- Aumento de massa magra (muscular e óssea);
- Perda de gordura;
- Melhora da flexibilidade;
- Diminui as dores nas costas
- Manutenção da massa muscular na terceira idade (sarcopenia1)
- Controle de Estresse e Ansiedade;
- Saúde e evitar doenças;
- Sociabilidade;
- Estética;
- Diminui a insônia e ansiedade;
- Melhoria da Autoestima e Prazer;
1
Sarcopenia é o processo natural e progressivo de perda de massa muscular (músculos), característico do envelhecimento.
8
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards