Só uma moeda importante ficou mais forte em relação ao dólar

Propaganda
Caso não esteja visualizando este e-mail, clique aqui
Ano 1 | Número 22 | Terça, 4 de agosto de 2015
Exame
Só uma moeda importante ficou mais forte
em relação ao dólar
O dólar subiu mais de 1% nesta sexta-feira, fechando acima dos 3,40 reais pela
primeira vez em mais de 12 anos
Gerar Arquivo PDF
O dólar subiu mais de 1% nesta sexta-feira, fechando acima dos 3,40 reais pela primeira vez em mais de 12
anos.
A alta reflete a incerteza com a economia brasileira diante de revisão da meta fiscal, turbulências políticas e a
possível perda do grau de investimento.
Mas o dólar está forte no mundo inteiro, graças à força relativa da economia americana e a perspectiva de
uma alta dos juros ainda este ano.
Em relação ao euro, a cotação subiu 22% só nos últimos 12 meses - o que é uma dádiva para um bloco que
sofre com a demanda interna e depende de exportações para crescer.
O rublo da Rússia, que passou anos na faixa dos 30 por dólar, hoje flutua perto dos 60, situação parecida com
a da Turquia. Mas há uma exceção: o yuan chinês.
O momento mais baixo foi em janeiro de 2014, e seu valor se recuperou um pouco desde então, mas a
tendência de longo prazo é clara - e bem diferente das outras grandes moedas.
Já faz tempo que analistas acusam o governo chinês de manter o valor de sua moeda artificialmente baixo
para estimular exportações.
Um dólar forte não é necessariamente bom para os Estados Unidos. No primeiro trimestre, suas importações
cresceram 7,1% e suas exportações caíram 5,9%.
De acordo com o New York Federal Reserve, uma alta de 10% no dólar come o equivalente a 0,5% do PIB
do país.
Link original: Clique aqui para ver o link original
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Criar flashcards