Enviado por Do utilizador3711

Cadeia de Suprimento

Propaganda
Cadeia de Suprimento
Supply Chain
Q
uando você faz a compra de um pacote de arroz ou
feijão em algum momento deve se perguntar, como
grãos de arroz e feijão saem de uma colheita para
servirem de alimento para minha família? Alguém da área de
Logística pode perguntar, como ocorre esse processo? Qual o
caminho que eles percorrem!? As respostas para essas perguntas
estão totalmente ligadas com a cadeia de suprimento que
acreditamos nós ser o assunto mais importante da logística atual.
Assista o vídeo deste
artigo pelo QR Code
acima
Cadeia de Suprimento ou em inglês Supply Chain é a evolução atual da logística, ela
mostra que todos os produtos e serviços percorrem um caminho desde a retirada da matéria
prima até o consumidor final. A Logística deve ser vista como um processo abrangente que
integra o fluxo de materiais e informações, desde a fase de projeto e planejamento de um
produto, desenvolvimento de fornecedores, recebimento de matérias-primas e componentes,
produção, armazenagem, distribuição e transporte, de forma a atender as necessidades do
cliente.
Existem três pontos importantes para você
Quer descobrir como eram os
entender: Logística de suprimento, de produção e de
modelos de logística do século passado?
distribuição.
Veja o vídeo “A evolução da Logística”
no nosso canal.
Logística de Suprimento
Figura 1 -Fonte: autor
Tudo que o ser humano consome ou usa vem de recursos naturais; os alimentos, as
embalagens dos alimentos, eletrodomésticos, veículos, roupas, bebidas...todos esses recursos
1
são extraídos na natureza. É nesse momento que começa a logística de suprimento, a partir do
momento que se planeja o que será extraído e como isso será feito.
As plataformas de petróleo são bem localizadas a possuem estrutura para extração do
petróleo, o cultivo de soja está em regiões onde é bem propicio a produção desse grão, as
mineradoras retiram toneladas de solo para separação de metais. Todos esses são exemplos que
há empresas responsáveis pela parte inicial da cadeia logística.
Esses recursos são retirados e transportados aos fornecedores de matéria-prima, que
possuem estoque chamado almoxarifado de matéria-prima. Nesse momento é importante a
administração de materiais em relação a extração, separação, quantidade e armazenamento.
As palavras chaves são: suprimentos, transportes, armazenagem de matéria-prima e
controle de estoques.
Logística de produção
Figura 2 - Fonte: Autor
Os fornecedores de matéria-prima possuem clientes, as fábricas, que transformam essa
matéria-prima em componentes, ou seja, o minério de ferro que foi separado dos outros minerais
lá com o fornecedor de matéria-prima agora passa por um processo físico/químico e é
transformado em peças de uma placa de computador ou peças de uma geladeira por exemplo.
Esse componente é chamado de produto semi-acabado já que ainda não é o produto em
si, mas sim uma peça. Ele passa por um processo de estocagem e depois se junta com outros
componentes para formar o produto acabado que também é estocado esperando para ser
distribuído. Durante todo esse processo as embalagens atuam em um papel fundamental na
preservação dos componentes no manuseio dos materiais.
As palavras em destaque são: planejamento e controle de estoques, planejamento e
controle de produção (PCP), estocagem em processo, embalagem e planejamento dos recursos
de distribuição.
2
Logística de Distribuição
Figura 3 - Fonte: Autor
Um processo muito importante começa quando o produto está pronto e precisa ser
distribuído, já que não adianta ter um bom produto se não está acessível aos compradores! Esse
material pode ir para: um centro de distribuição, loja, consumidor, armazéns secundários...
dependerá muito do tipo de material e do que chamamos em logística de canal de distribuição.
É essa parte da logística que o consumidor tem mais contato.
Quando um consumidor faz um pedido é verificado a disponibilidade do produto no
estoque da loja seja ela física ou virtual, ou seja, esses elementos da cadeia possuem
informações a respeito do consumidor que os outros elementos anteriores não possuem.
As palavras chaves nessa fase são: planejamento de recursos de distribuição,
armazenagem de produto acabado, transporte e processamento de pedido.
Figura 4 – fonte - http://www.guiadotrc.com.br/figuras/cadeialog.gif
3
Todo esse processo desde a retirada dos recursos da natureza até o consumidor final é
chamado de cadeia de suprimento. Existe um custo para todo esse processo, suponhamos que
ao passar pela logística de suprimento um produto tenha o valor de $ 2,00 e depois da produção
passe para $ 4,00 e enfim na distribuição chegue a $ 6,00. Quando você compra algo está
pagando o custo que todos os elementos da cadeia tiveram para produzir aquele material além
o lucro que cada empresa precisa ter para se sustentar.
Esse processo pode mudar de produto para produto, alguns tem o processo maior que
outros, por isso essa sequência que apresentei pode não aparecer em determinados materiais
podendo existir uma cadeia maior ou menor.
Os fornecedores possuem clientes que são as fabricas, os clientes das fabricas são os
atacadistas, os dos atacadistas são os varejistas, por fim, o cliente final. Isso é importante pois
o Supply Chain mostra que os agentes da cadeia devem usar a logística de forma estratégica
para ganhar competitividade e induzir novos negócios. Todos os agentes trabalham em uníssono
buscando melhores resultados possíveis em termos de redução de custos, de desperdícios e de
agregação de valor para o consumidor final.
O Supply Chain também mostra que não deve existir barreiras entre os agentes a respeito
de troca de informações e estratégia. As características desse modelo são:
➢ Ênfase absoluta na satisfação plena do consumidor final.
➢ Formação de parcerias entre fornecedores e clientes ao longo da cadeia.
➢ Abertura plena, entre parceiros, possibilitando acesso mútuo às informações
operacionais e estratégicas.
➢ Aplicação de esforços de forma sistemática e continuada para agregar máximo
valor para o cliente final, eliminar desperdícios, reduzir custos e aumentar a
eficiência.
Nem todas as empresas trabalham desse jeito, algumas atuam como se tivessem ainda nos
modelos do século passado.
Então esse foi nosso estudo da semana, espero que tenha gostado! Você pode entrar em
contato conosco pelas nossas redes rociais. Se inscreva no nosso canal para acompanhar toda
semana um conteúdo novo.
Jefferson Carlos – Técnico em Logística. 05/11/2017.
4
Referências
Imagem figura 4 - http://www.guiadotrc.com.br/figuras/cadeialog.gif. Acessado em
17/10/2017.
Dicionário de Logística GS1 Brasil.
Novaes, Antônio Galvão, Logística e Gerenciamento da cadeia de distribuição/ Antônio
Galvão Novaes – 2001, Editora Curitiba, ISBN: 9788535208191.
5
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards