Consolação - Secretaria da Cultura

Propaganda
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA
CONDEPHAAT
CONSELHO DE DEFESA DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO, ARQUEOLÓGICO, ARTÍSTICO E TURÍSTICO
SÃO PAULO/ CONSOLAÇÃO
CEMITÉRIOS DA CONSOLAÇÃO, DOS PROTESTANTES E DO CARMO
LOCALIZAÇÃO: entre rua da Consolação, Coronel José Eusébio, Mato Grosso, Sergipe - Consolação
PROCESSO: SCET 16264/70
TOMBAMENTO: Res. SC 28 de 28/6/05
PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO: Poder Executivo, Seção I, 04.10.2007, pg 32
LIVRO DO TOMBO HISTÓRICO: Inscrição nº 350, p. 94, 23/09/05
O Cemitério da Consolação foi inaugurado no dia 10 de julho de 1858, em conseqüência da
promulgação, por D. Pedro I, em 1828, da lei que obrigava as Câmaras Municipais a construírem
cemitérios a céu aberto. Até então os sepultamentos eram executados nas regiões centrais das
cidades, dentro e em torno das igrejas. Entre os primeiros enterramentos encontram-se muitos
escravos e pobres. Com a fundação de outros cemitérios, o da Consolação passou a abrigar
jazigos das famílias abastadas que contrataram escultores e artesãos estrangeiros,
principalmente italianos, entre eles Victor Brecheret, Galileo Emendabili, Bruno Giorgi, Materno
Giribaldi , Nicola Rollo. O pórtico de entrada, o necrotério, os muros de fechamento, a capela e
possivelmente a administração e os sanitários foram projetados por Ramos de Azevedo em
1902. Também fazem parte do tombamento os cemitérios contíguos: o dos Protestantes, de
configuração tipicamente protestante, com sepulturas contidas e discretas, instalado em 11 de
fevereiro de 1864, resultado da reivindicação de estrangeiros acatólicos e o da Venerável Ordem
Terceira de Nossa Senhora do Monte Carmo, inaugurado em 12 de novembro de 1868 em
terreno cedido pela Câmara Municipal a essa irmandade para construção de cemitério particular.
Fonte: Daisy de Camargo
Para ter acesso à Resolução de Tombamento, conforme publicada no Diário Oficial, copie e cole no navegador o endereço abaixo:
http://www.imprensaoficial.com.br/PortalIO/DO/BuscaDO2001Documento_11_4.aspx?link=/2007/executivo%20secao%20i/outubr
o/04/pag_0032.pdf&pagina=32&data=04/10/2007&caderno=Executivo%20I
COLÉGIO VISCONDE DE PORTO SEGURO
LOCALIZAÇÃO: Rua João Guimarães Rosa, 111 - Consolação
PROCESSO: 20063/76
TOMBAMENTO: Res. 03 de 8/5/79; RETIFICAÇÃO: Res. 15 de 27/5/80
PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO: Poder Executivo, Seção I, 09.05.1979, pg 53
Poder Executivo, Seção I, 28.05.1980, pg 65
LIVRO DO TOMBO HISTÓRICO: Inscrição nº 126, p. 23, 10/7/1979
Projetado pelo arquiteto alemão Augusto Fried, em 1910, o edifício, construído em alvenaria
de tijolos, sede da antiga Escola Alemã Deutsche Schule, foi inaugurado em 1913, graças
aos fundos obtidos de membros da colônia alemã e da venda do antigo prédio. Possui dois
pavimentos mais porão e conserva ainda as suas características originais. A edícula, incluída
no tombamento, é contemporânea à construção principal e pertence ao lote vizinho. Este
conjunto de edifícios é um exemplar do período eclético em São Paulo. Em 1976, o prédio foi
adquirido pelo governo estadual e restaurado, além de ter sido acrescido de novas
construções, nos fundos, pela antiga Conesp (Companhia de Construções Escolares do
Estado de São Paulo), em 1978. Atualmente, nele funciona uma escola pública.
Fonte Processo de Tombamento
Para ter acesso à Resolução de Tombamento, conforme publicada no Diário Oficial, copie e cole no navegador o endereço abaixo:
HTTP://WWW.IMPRENSAOFICIAL.COM.BR/PORTALIO/DO/BUSCAGRATUITADODOCUMENTO.ASPX?PAGINA=53&SUBDIRETORIO=
&DATA=19790509&DATAFORMATADA=09/05/1979&TRINCA=NULL&CADERNOID=1/4/1/0&ULTIMAPAGINA=88&PRIMEIR
APAGINA=0001&NAME=&CADERNO=PODER%20EXECUTIVO&ENDERECOCOMPLETO=/PORTALIO/DIARIO18901990/ENTREGA_220307/002646/I05_04_02_07_03_047/1979/PODER%20EXECUTIVO/MAIO/09/SCAN_0498.PDF
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA
CONDEPHAAT
CONSELHO DE DEFESA DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO, ARQUEOLÓGICO, ARTÍSTICO E TURÍSTICO
FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS – USP
LOCALIZAÇÃO: Rua Maria Antônia, 294 e 310 - Consolação
PROCESSO: 23394/85
TOMBAMENTO: Res. SC 53 de 3/10/88
PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO: Poder Executivo, Seção I, 04.10.1988, pg 19/ 20
LIVRO DO TOMBO HISTÓRICO: Inscrição nº 284, p. 73, 8/6/1989
A fundação da Faculdade de Filosofia e Letras (FFCL) coincidiu com a criação da Universidade
de São Paulo (USP), em 1934. Funcionou precariamente na Escola Politécnica e Faculdade de
Medicina, sendo transferida, em 1938, para antiga residência do industrial Jorge Street, na
Alameda Glete. A mudança para o prédio da Rua Maria Antônia corresponde à fase de
consolidação do curso de Ciências Sociais e maturação da Faculdade de Filosofia. De 1949 a
1964, passou por este edifício, em que aconteciam acalorados debates políticos e
conferências, grande parte da intelectualidade brasileira, tendo sido, na década de 60, palco
dos movimentos estudantis que questionavam a estrutura universitária e o regime militar.Em
1968, com a destruição das instalações da FFCL durante o confronto entre membros do CCC
(Comando de Caça aos Comunistas) e estudantes da USP, a faculdade foi transferida, em
1970, para a Cidade Universitária. Atualmente, o edifício é utilizado como sede do Centro
Universitário Maria Antônia.
Fonte Tânia Maria Martinez
Para ter acesso à Resolução de Tombamento, conforme publicada no Diário Oficial, copie e cole no navegador o endereço abaixo:
http://www.imprensaoficial.com.br/PortalIO/DO/BuscaGratuitaDODocumento.aspx?pagina=19&SubDiretorio=&Data=19881004&
dataFormatada=04/10/1988&Trinca=NULL&CadernoID=1/1/1/0&ultimaPagina=56&primeiraPagina=0001&Name=&caderno=Po
der%20Executivo%20-%20Se%C3%A7%C3%A3o%20I&EnderecoCompleto=/PortalIO/diario18901990/EntregaNov/002037/I05_04_01_04_03_017/1988/PODER%20EXECUTIVO/OUTUBRO/04/Scan_1261.pdf
INSTITUTO MACKENZIE
LOCALIZAÇÃO: Rua Itambé, 45 - Consolação
PROCESSO: 24020/85
TOMBAMENTO: Res. SC 27 de 15/12/93
PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO: Poder Executivo, Seção I, 16.12.1993, pg 53
LIVRO DO TOMBO HISTÓRICO: Inscrição nº 312, p. 78, 18/4/1994
As origens do Mackenzie remontam ao último quartel do século XIX, quando a educadora
Mary Annesley Chamberlain alfabetizava gratuitamente algumas crianças. Depois de dois
anos, foi transferido para um edifício mais amplo, na esquina das avenidas São João com a
Ipiranga. Por volta de 1890, a Escola Americana recebeu uma doação de John Mackenzie,
destinada à construção de sua sede, cujas obras se iniciaram com o edifício da esquina das
Ruas Itambé e Maria Antônia, que recebeu o nome do seu benfeitor. Os edifícios construídos
em períodos diferentes se constituem em exemplares arquitetônicos de grande
expressividade e, entre os tombados, incluem-se a Reitoria ou Edifício Mackenzie, Biblioteca
Central, "Castelinho" ou Faculdade de Filosofia, Ginásio de Esportes, Residência dos
Professores e Muro de Arrimo das Ruas Maria Antônia e Itambé.
Fonte José Carlos Ribeiro de Almeida
Para ter acesso à Resolução de Tombamento, conforme publicada no Diário Oficial, copie e cole no navegador o endereço abaixo:
http://www.imprensaoficial.com.br/PortalIO/DO/Popup/Pop_DO_Busca1991Resultado.aspx?Trinca=139&CadernoID=ex1&Data=
19931216&Name=13967CG0034.PDF&SubDiretorio=0
TEATRO CULTURA ARTÍSTICA
LOCALIZAÇÃO: Rua Nestor Pestana, 196
PROCESSO: 33.188/95
TOMBAMENTO: Res. SC-51, de 05.08.2009
PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO: 03.09.2009
LIVRO DO TOMBO HISTÓRICO: Inscrição nº 365, p. 100
Construído com esforço de gerações e abrigando atividades culturais que marcaram a cena
paulista durante décadas, o Teatro Cultura Artística desempenhou fundamental contribuição
para a metropolização e internacionalização da cultura da Cidade de São Paulo. O edifício
que abrigou a sede da Sociedade Cultura Artística foi projetado e construído entre 1942 e
1947, representando o programa funcional de salas de espetáculo e, modernizando o padrão
desse tipo de espaço na cidade. O prédio é de autoria de Rino Levi, arquiteto reconhecido por
sua contribuição para a arquitetura brasileira do século XX. Integra fachada frontal do prédio
um painel mural do artista Emiliano Di Cavalcanti. A despeito de ter sido destruído por
incêndio em agosto de 2008, manteve íntegra sua face voltada para o espaço público, com a
qual é identificada pela memória.
Para ter acesso à Resolução de Tombamento, conforme publicada no Diário Oficial, copie e cole no navegador o endereço abaixo:
http://www.imprensaoficial.com.br/PortalIO/DO/BuscaDO2001Documento_11_4.aspx?link=/2009/executivo%2520secao%2520i/s
etembro/03/pag_0090_528GD7MF4ML3De70T3IVUM8DCAI.pdf&pagina=90&data=03/09/2009&caderno=Executivo%20I&pagi
naordenacao=100090
Download
Random flashcards
A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards