ateno integral pessoa com doena falciforme

Propaganda
ESTA PALESTRA NÃO PODERÁ
SER REPRODUZIDA SEM A
REFERÊNCIA DO AUTOR
Atenção Integral à Pessoa com
Doença Falciforme e a Atuação
da Enfermagem.
Adriana Torres Sá Dourado
Enfermeira
HEMOCE CRATO
2015
DOENÇA FALCIFORME? O que é isso?
APRESENTANDO A DOENÇA
UM BREVE HISTÓRICO
• A mutação teve origem no continente africano.
• Pode ser encontrada em diversas partes do
Planeta.
• No Brasil, constitui um grupo de doenças e
agravos relevantes.
MAIOR INCIDÊNCIA DA DF NO BRASIL
BAHIA
•A cada 650 crianças que nascem, 1 tem a DF
•A cada 17 crianças que nascem, 1 tem o traço
falciforme.
ATUALMENTE, ESTIMA-SE QUE NASÇAM A CADA ANO:
3.000 crianças com DF e 200.000 com Traço Falciforme
LETALIDADE:
É de 80% de Crianças com menos de 5 anos de idade que não
recebem os cuidados de saúde necessário.
DOENÇA FALCIFORME
• É uma patologia hereditária mais comum no
Brasil. Causada por uma mutação No gene da
HEMOGLOBINA que origina uma molécula
alterada denominada S(HbS), no lugar da
hemoglobina A (HbA).
HEMOGLOBINA
• Localiza-se dentro das Células do
sangue(hemácia).
• Dá a cor vermelha do sangue.
• Leva o oxigênio dos pulmões para todo o corpo.
HEMÁCIAS
HEMÁCIAS
HbA
HbS
PROCESSO DE “AFOIÇAMENTO”
POLIMERIZAÇÃO
FALCIZAÇAO
CONSEQUÊNCIA
Encurtamento da
vida média das
Hemácias
VASOCLUSÃO
CONSEQUÊNCIA
QUE RESULTAM EM:
•
•
•
•
•
Isquemia
Dor
Necrose
Disfunções
Danos Permanentes aos tecidos e
órgãos
• Hemólise Crônica
DENOMINAÇÕES
• Anemia Falciforme: SS
• Traço Falcêmico: AS
• Normal: AA
Outras Combinações:
HbSC, HbSD, HbSE, HbS-Beta Talassemia, HbS-Alfa
Talassemia.
Conjunto das Combinações: Doença Falciforme
HEMOGLOBINOPATIAS
GENÉTICA
DIAGNÓSTICO
• Teste do pezinho
• Eletroforese de Hemoglobina
TRATAMENTO
•Objetivo
Promover tratamento de qualidade que
proporcione vida longa, reduzindo as
crises e internações.
PORTARIAS
• Hemocentro do Ceará:Acolheu PORTARIA N. 1.018/GM de 1º de Julho
de 2005.Institui no âmbito do Sistema Único de Saúde, o Programa
Nacional de Atenção Integral às pessoas com Doença Falciforme e
outras Hemoglobinopatias.
• SESA: Acolhe a PORTARIA 675/2010, a qual atribui competência ao
HEMOCE para Coordenar o Programa Estadual de Atenção Integral às
pessoas com a Doença Falciforme e outras Hemoglobinopatias.
TRÍADE
• PREVENÇÃO
• CUIDADOS
• INTERCORRÊNCIAS
PRINCIPAIS ALTERAÇOES
• Crise Álgica
• Crise de anemia aguda
• Febre
• Icterícia
• Priaprismo
• AVC
• Ulceras de perna
MEDIDAS GERAIS/TRATAMENTO
• Inclusão do paciente em um Programa de Atenção Integral.
• Exames preventivos
• Profilaxia (Criança)
• Uso de medicamentos de alto custo (Hydrea e Exjade).
• Ácido fólico
MEDIDAS GERAIS/TRATAMENTO
• Vacinas extras
• Orientações gerais
• Orientações quanto ao traço
• Práticas de Educação em saúde
• Atendimento Multidisciplinar
MANEJO DA DOR
• A dor é uma experiência que se caracteriza pela sua individualidade,
subjetividade e complexidade.
DOR x DOENÇA FALCIFORME
• Imprevisível
• Recorrente
• Frequentemente Intensa
• Persiste durante toda a vida do indivíduo
DOR x DOENÇA FALCIFORME
Unidades de Emergência
Internações
REPERCUSSÃO NA QUALIDADE DE VIDA
AVALIAÇÃO DA DOR
•Parâmetros fisiológicos do paciente
•Observação comportamental
•Auto relato do paciente com relação à dor.
INTERVENÇÕES NÃO FARMACOLÓGICAS
• Diminuição níveis de barulho na unidade
• Diminuir iluminação na unidade
• Mínimo manuseio ao paciente
• Favorecer relaxamento do paciente.
DOENÇA FALCIFORME:
Um compromisso nosso
•Enfermidade de curso crônico
•Impactante
•Equipe Multidisciplinar, família,
comunidade
SITUAÇÃO HEMOCE CRATO
• 98 pacientes cadastrados – ANEMIA
FALCIFORME
• 40 pacientes cadastrados- TALASSEMIA
• 05 pacientes cadastrados- HbSC
A EQUIPE MULTIDISCIPLINAR
ENFERMAGEM
v
ORTOPEDISTA
TERAPEUTA
OCUPACIONAL
FISIOTERAPEUTA
MÉDICOS
PSICÓLOGA
NUTRICIONISTAAA
S
ODONTÓLOGO
FARMACÊUTICO/BI
OQUÍMICO
REALIDADE...
“Minhas hemoglobinas (toscas!) tem apelidos carinhosos dos amigos, e eu
cresci muiiiiiito com essa doença, que eu digo que não foi ruim tê-la já que
ela ensinou muito... a mim, a minha família, até as pessoas mais próximas...
já que vemos tanta gente ai esbanjando saúde e burrice, deixando de viver!
Imagino se eu não tivesse, será q eu viveria tão intensamente? Aprendi
principalmente respeitar a nós mesmo e a nosso corpo, numa vida de louco
q se tem hoje, e principalmente a ver a felicidade e trilhar mesmo com dor, e
como é verdadeira a frase que nos diz q as melhores coisas da vida são as
mais simples!!!”
Beijos a todos que tem ou não “meia luas”!!!"
Postado por Andrea
às 5:44 PM
OBRIGADA!
Download
Random flashcards
teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards