NORMAIS LIMÍTROFES PATOLÓGICAS Esquizotimia Esquizoidia

Propaganda
NORMAIS
LIMÍTROFES
PATOLÓGICAS
Esquizotimia
Esquizoidia
Esquizofrênia
Ciclotimia
Cicloidia
PMD
Instabilidade
Disritmia
Epilepsia
Histeriforme
Histeróide
Histeria
Escrupulosidade
Obsessividade
Compulsividade
Enfoque Paranóide
Paranóide
Paranóia
Dentre elas destacaremos as seguintes:
ESQUIZOTIMIA: Diz respeito a um temperamento básico introvertido,mais
voltado para o próprio interior; manifestam certa timidez, instabilidade nas
reações e há maior tendência a abstração.
Os traços no PMK :
 Traço fino, mais leve na mão dominada.
 Maior insegurança e instabilidade na execução dos modelos.
 Tendência a fazer linhas curvilíneas nos traçados retos, arestas e
ângulos nos traçados curvos.
 Leve inclinação do eixo
 Ângulos nulos ou reversíveis no Zigue, paralelas cruzadas
 Avanço retraído indicando dificuldade de relacionar-se com o meio
timidez (Zigue, Cadeias, Paralelas).
 Instabilidade Tensional
inadequadas às situações.
provocando
reações
bruscas
e
ESQUIZÓIDE: Fase de transição entre a Esquizotimia e as Psicoses
Esquizofrênicas, só que na Esquizoidia somam-se fatores estruturais (mãos
dominada)
com fatores reacionais (mão dominante)
que são a base da
predisposição para as reações de ruptura da unidade psíquica. Os esquizóides
são indivíduos muitos esquisitos, arredios, excêntricos, incompreensíveis, de
peculiar e complicada adaptação ao meio, são sempre inacessíveis a nossa
compreensão lógica. As reações são imprevisíveis e assinaladas pelo
negativismo.
Os traços no PMK incidem mais na mão dominada, aparecendo também na
mão dominante. Apresentam as mesmas características do esquizoímico só que
com mais intensidade e freqüência.
Acrescentando-se: Ângulos poligonais nos traçados curvos
Maior intratensão constitucional revelando atitude autista
Forte discordância intra-psíquica entre as 2 mãos do Zigue.
PSICOSE ESQUIZOFRÊNICA: Os sintomas são a dissociação, a ruptura da
unidade psíquica, rompendo as relações do sujeito com o mundo externo;
voltando-se sobre si mesmo (autismo). Revelam falta de adequação a realidade
com atitudes de oposição e de rejeição ao meio social evidenciando
modificações bruscas de seus afetos e idéias.
No PMK as características citadas no esquizotímico e esquizóide, aparecem
tanto na mão dominante, como na mão dominada, porém fortemente
acentuados.
 Todos os modelos do teste estão impregnados por traçados confusos,
incoerentes e inconstantes.
 Linhas curvas e desordenadas nos traçados retos, ângulos poligonais e
confusos nos movimentos circulares.
 Graves torceduras axiais do Zigue,
desorientação e incoerência nas atitudes.
Cadeias,
Paralelas,
revelando
 Os avanços aparecem bloqueados (Zigue, Paralelas, Cadeias).
 As incidências disrítmicas se acentuam havendo flutuações das dimensões
tensionais e das aberturas angulares.
 A intratensão é acentuada em ambas as mãos.
 Dissolução e desorganização das configuras complexas (Zigue - escada).
CICLOTIMIA: Corresponde a um temperamento expansivo, de fácil e rápida
adaptação ao meio, são flexíveis, de fácil palavra e de muitas idéias,
apresentam modificações periódicas no humor e no afeto em contrastes de
fases otimistas com fases de maior pessimismo e desânimo.
As características no PMK vão aparecer em ambas as mãos, porém mais
atenuadas na mão dominante:
 Em geral pressão normal, porém firme e decidida
 Boa configuração de todos os traçados
 Linhas retas e mantém as formas redondas bem feitas
 Leve predomínio da excitabilidade
 Extratensão estrutural e reacional
 Leve alternância do tônus psicomotor
 Leve oscilação da agressividade, ora aumentada, ora diminuída, junto com
alternância do tônus
 Facilidade nos avanços egocífugos
 Nível ideomotor normal ou superior
 Em geral, boa coerência intrapsíquica.
CICLÓIDE: É o estado intermediário entre a ciclotimia e as psicoses maníacodepressivas. Apresentam as mesmas características do ciclotímico, porém com
maior intensidade e freqüência. Há maior extratensão, são mais expansivos,
mas mais impacientes, com muita facilidade se encolerizam ou choram pois são
volúveis alternando o estado de excitabilidade e hiperatividade, com estados de
tristeza e de depressão.
As características no PMK apresentam essencialmente na mão dominada e
parcialmente na mão dominante.
 As linhas são bem retas e redondas, acompanhadas de um aumento do CL
assinalando maior excitabilidade.
 Tendência a ansiedade.
 Coerência intrapsíquica ainda na faixa da normalidade.
PSICOSE MANÍACO-DEPRESSIVA: Aqui temos que caracterizar duas fases:
a cíclica Maníaca e a cíclica Depressiva.
a) Fase Maníaca: Excitação verbo-motora expressando tudo o que pensa
adotando atitudes altivas e dominadoras, sua afetividade
exaltada engendra nele idéias delirantes (idéias de grandeza,
de invenção ou de reforma).
Desenvolve uma agressividade
periculosidade social.
que
pode
adquirir
No PMK: Síndrome Maníaco
 Boa configuração das formas retas e redondas.
 Forte aumento da excitabilidade associada a uma ansiedade descabida.
 Acentuada extratensão saindo para as margens do papel, em ambas as
mãos, especialmente nas paralelas indicando impaciência.
 Tônus vital aumentado, às vezes saindo para as bordas superiores do papel.
 Hetero-agressividade aumentada e sem controle.
 Facilidade de estabelecer contatos com o meio.
 Fraca coerência intrapsíquica.
 Ritmo rápido, acelerado, precipitado.
b) Fase Depressiva: Acentuada tristeza e melancolia, com aumento da
inibição, bloqueio da afetividade, mantendo-se fechado e
intratensivo com lentidão na associação de idéias e com
motricidade diminuída. Há uma perda da auto-estima que
se acompanha de auto-acusações e recriminações que
podem chegar ao suicídio.
No PMK: Síndrome Depressivo





Boa configuração geral
Aumento da inibição
O nível ideomotor normal ou bom
Intratensão, especialmente na mão dominante
Acentuado aumento da auto-agressividade endógena, com traços autopunitivos reacionais
 O ritmo é lento.
OBS.: Devemos ficar atentos para o caso onde a atitude autopunitiva precede a fase
depressiva, havendo maior probabilidade de suicídio. (Tônus alto, energia vital,
só que voltada contra si mesmo).
PERSONALIDADE INSTÁVEL: São pessoas que não ficam quietas por muito
tempo, nem tão pouco conseguem perseverar nas suas ocupações e nos seus
interesses. São indivíduos que, sem existir causas externas que justifiquem
atuam de forma variável. Seu comportamento é imprevisível, mudam sempre os
interesses, os gostos e os sentimentos.
No PMK: As características revelam um temperamento instável (na mão
dominada) com repercussões na mão dominante.
 Oscilação no CL variando entre +4 e -4.
 Há discrepância entre uma configuração e outra, no que se refere ao
tamanho.
 Oscilações nos DP sujeito a sacudidas, especialmente nos DPs revelando
conduta desordenada, precipitada.
 Oscilações na pressão das configurações do teste.
 Irregularidade no tempo de execução de um traçado e outro.
 Oscilações no tônus, na emotividade, agressividade e reação vivencial.
 Coerência intrapsíquica instável.
PERSONALIDADE DISRÍTMICA: Esta se caracteriza por um ritmo
desordenado devido a uma alteração na freqüência das pulsões neuroelétricas
do sistema nervoso. É sinal de um transtorno funcional sem lesão determinada;
são pessoas que se predispõem a impulsividade, brusquidão reacional maior
irritação que pode ser liberada pelas vias motoras.
No PMK: Disritmia
 A diferença de CL do Zigue e Paralelas situam-se na faixa de +5 e +8
revelando a atitude impulsiva.
 Acentuada irregularidade nas configurações, nos ângulos, nos degraus da
escada, no tamanho dos círculos, elos e us;
 Avanços impulsivos nos DP (avanço aos trancos e barrancos).






DS irregulares com sacudidas laterais.
Direção oscilante.
Pressão variável numa mesma configuração.
Ritmo variável dentro de uma mesma configuração.
Acentuação de todas as características da personalidade instável.
Fraca coerência intrapsíquica.
EPILEPSIA: Descrita por Mira Y Lopez como “Síndrome caracterizado pela
existência de descargas neuronais anormais, excessivas, espontâneas e
localizadas, que se traduz clinicamente por ataques e transtornos variáveis na
personalidade. Não há personalidade comum a todos os epilépticos mas
apresentam traços semelhantes, que se originam nos transtornos dos processos
de excitação e inibição cortical e nas múltiplas frustrações e limitações impostas
pela doença.”
No PMK: as características da Epilepsia








Intensa irregularidade do CL, das configurações gerais do teste.
Nível ideomotor fortemente prejudicado pela lesão.
Interrupção espontânea no teste, ocorrendo de 3 a 4 vezes.
Pressão compacta, grossa.
Tempo muito lento de execução.
Forte excitabilidade que o torna irritado e agitado.
Maior tendência a ansiedade.
Agressividade instável.
 Energia vital inconstante, facilmente diminuída.
 Bruscas mudanças do emocional.
 Incoerência intrapsíquica.
 Dificuldade de relacionamento com o meio social.
PERSONALIDADE OBSESSIVA: A escrupulosidade pode ser considerada útil
benéfica para a sociedade desde que seja de maneira moderada, mas quando
se acentua teremos então a personalidade obsessiva assinalando características
psicopáticas. As neuroses obsessivas se diferenciam das neuroses compulsivas
pelo fato que nas primeiras existe uma predisposição a fobias, obsessões que
atuam no universo das idéias revelando uma preocupação persistente sobre
uma determinada idéia que domina morbidamente (idéia fixa).
Características do PMK nos quadros de escrupulosidade:
 As características se manifestam na mão dominante como elementos
adquiridos por falhas no desenvolvimento da libido.
 Pressão leve ou muito leve indicando sensibilidade.
 Tendência geral a diminuir o CL
 Maior regularidade geral na execução dos traçados do movimento egocípeto
assinalam uma atitude exigente em relação a um valor subjetivo em que o
sujeito se impõem um dever ou uma obrigação, observando-se por trechos
de maior regularidade do zig, cadeias e paralelas egocípetas da mão
dominante
 Maior regularidade na execução dos traçados nos movimentos egocífugos
assinalando sua escrupulosidade e meticulosidade em relação as suas
atitudes externas
 Maior autocontrole em todos os traçados reacionais.
Características do PMK em obsessivos:
 As características aparecem sempre com maior ênfase na mão dominante,
porém, aparecem, também, embora mais atenuadas na mão endógena
 Pressão leve ou muito leve, com apoio quase superficial
 Tendência a microcinésia não só dos CL como de todas as configurações
revelando um maior índice de medo, de querer acertar
 Maior intensidade na regularidade dos traçados, especialmente, da mão
dominante
 Tendência ao perfeccionismo obtido pela maior lentidão e maior microsinesia
na escada descendente da mão dominante
 Em geral, leve intratensão da mão endógena
 Avanço freado, dubitativo na direção egocífuga
 Em geral, bom nível ideomotor
 Maior lentidão na execução de todo o teste.
Características do PMK nas neuroses compulsivas:
 As características aparecem mais uniformes tanto na mão reacional, como na
mão endógena. Todo o indivíduo está impregnado pela severidade dos
hábitos rígidos, fixos, obsessivos
 Pressão leve e hesitante
 Tendência à microcinésia que diminui progressivamente ocasionando
angústia
 Deslocamentos
irregulares
observando-se,
sobretudo,
nos
traçados
egocífugos movimentos iterativos (um traço em cima do outro) para depois
prosseguir
 Agressividade muito oscilante, aparece DPs bruscos e saltitantes que
correspondem aos atos compulsivos
 Maior intratensão endógena e reacional
 Maior dificuldade em relacionar-se com o meio social, o avanço se faz
hesitante e dubidativo
 Em geral, nível ideomotor normal ou muito bom
 Ritmo lento na execução do teste.
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards