Nota de Aula - A Primavera Árabe

Propaganda
Disciplina: Geopolítica, Regionalização e Integração
Líder da Disciplina: Prof Enzo Vasques
Professora: Rosely Gaeta
NOTA DE AULA POLÍTICAS TERRITORIAS - CONFLITOS PRIMAVERA ÁRABE
O que é a Primavera Árabe?
É o nome dado à onda de protestos, revoltas e revoluções populares contra
governos do mundo árabe que eclodiu em 2011. A raiz dos protestos é o
agravamento da situação dos países, provocado pela crise econômica e pela falta
de democracia. A população sofre com as elevadas taxas de desemprego e o alto
custo dos alimentos e pede melhores condições de vida.
Países envolvidos Egito, Tunísia, Líbia, Síria, Iêmem e Barein.
Ditaduras derrubadas A onda de protestos e revoltas já provocou a queda de
quatro governantes na região. Enquanto os ditadores da Tunísia e do Egito
deixaram o poder sem oferecer grande resistência, Muammar Kadafi, da Líbia, foi
morto por uma rebelião interna com ação militar decisiva da Otan. No Iêmen, o
presidente Saleh resistiu às manifestações por vários meses, até transferir o
poder a um governo provisório. A Síria foi o único país que até agora
(12/03/2012) não conseguiu derrubar o governo do ditador Bashar al-Assad.
Transição para as novas democracias Tunísia e Egito realizaram eleições em
2011, vencidas por partidos islâmicos moderados. A Tunísia é apontada como o
país com as melhores chances de adotar com sucesso um regime democrático.
No Egito, os militares comandam o conturbado processo de transição, e a
população pede a sua saída imediata do poder.
Geopolítica árabe Os Estados Unidos eram aliados de ditaduras árabes,
buscando garantir interesses geopolíticos e econômicos na região, que abriga as
maiores reservas de petróleo do planeta. A Primavera Árabe põe em cheque a
política externa de Washington para a região. A Liga Árabe, liderada pela Arábia
Saudita e pelo Catar, assume um papel de destaque na mediação das crises e
dos conflitos provocados pela Primavera Árabe.
Fonte: O Guia do Estudante – Atualidades
http://guiadoestudante.abril.com.br/estudar/atualidades/primavera-araberesumo-679427.shtml 13/03/2012 16h 44
ANEXO I – SÍRIA
Síria (história, política e economia) - resumo
Localização Situada no coração do Oriente Médio, a Síria faz fronteira com a
Turquia, Iraque, Líbano, Jordânia e Israel. Sua capital é Damasco.
Economia O país tem como base da sua economia a agricultura, o turismo e a
extração de petróleo.
História Habitado por povos semitas desde a Antiguidade, o território da Síria é,
no decorrer da história, dividido entre os impérios Persa, Macedônio e Romano. O
país foi ocupado por diversos povos, e a s marcas dessas passagens são visíveis
pelo território. Há desde antigas ruínas romanas, a castelos medievais da época
das Cruzadas e monumentos islâmicos.
Independência O país é dominado pelos franceses até a sua independência, em
1946. O primeiro governo sírio é deposto em 19499, por um golpe militar. Um
novo golpe reestabelece o regime constitucional em 1954. Em 1958, um
plebiscito aprova a fusão de Síria e Egito na República Árabe Unida, mas um
golpe em 1961 os separa. Outro golpe em 1963 coloca Baath no poder.
Ditadura militar Em 1967, o país perde as Colinas de Golã para Israel, na
Guerra dos Seis Dias. Em 1970, o ministro da Defesa, o general Hafiz al-Assad,
muçulmano alauita, dá um golpe. O general morre em 2000. Em junho do
mesmo ano seu filho, Bashar al-Assad, o sucede, permanecendo no poder até
hoje.
Fonte: Guia do Estudante atualidades vestibular + ENEM 2012
Fonte: Guia do Estudante – Atualidades
http://guiadoestudante.abril.com.br/estudar/geografia/siria-historia-politicaeconomia-resumo-679428.shtml 13/03/2012 16h 46
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Criar flashcards