A primavera árabe

Propaganda
A primavera árabe
• Mundo árabe: países localizados no norte da África e no Oriente
Médio
• Liga árabe: 22 países membros, formada em 1945
• Fatores que ajudam a determinar se um indivíduos é árabe ou não
• Político: se vive em um país da liga árabe
• Linguístico: se sua língua materna é o árabe
• Genealógico: pode-se traçar sua ascendência até os habitantes originais da
península arábica
• Ditaduras em xeque
• Regimes autocratas (autoridade concentra-se nas mãos de um único partido
ou pessoa)
• Pouca participação política (Ex.: mesmo onde já existe alguma democracia,
mesmo os partidos mais proeminentes da oposição são regularmente banidos
do jogo político, e as eleições fraudadas)
• Luta por direitos políticos
• Estados criados depois da II GM
• Elite dominante corrupta
• População em situação de pobreza, desemprego elevado e alto custo de vida
• Aumento do preço dos alimentos apontado como um dos estopins da crise
árabe
• O que é a primavera árabe?
• Nome dado à série de revoltas populares ocorridos nas nações do mundo árabe desde 2011
• As revoltas se espalharam também para países não pertencentes ao mundo árabe
• Causas
• Regimes autoritários
• Economia
• Problemas sociais
• Reivindicações
•
•
•
•
•
Contra o desemprego
Contra a crise na economia
Contra a falta de liberdade (democracia)
Contra a concentração de poder
Melhores condições de vida, pela diminuição da pobreza
• Características
• Participação dos jovens (recém formados, enfrentam o quadro agravante do
desemprego)
• Origem
• Teve como estopim a auto-imolação (atear fogo no próprio corpo) de
Mohamed Bouazizi, que, em protesto contra o governo, ateou fogo no
próprio corpo, dando início a uma série de revoltas, culminando com a
derrubada do ditador Ben Ali
• Momentos Importantes
• Egito (aliado chave dos EUA)
•
•
•
•
O movimento de revolta ganha força no Egito e derruba o ditador Hosni Mubarak
Fevereiro/2012: 70 torcedores morrem numa briga de torcidas em Port Said
Mohamed Mursi é eleito em junho de 2012
O futuro do país ainda é uma incógnita, devido à instabilidade política e aos islâmicos terem
vencido as eleições
• Líbia
• Derrubada no ditador Muamar Kadafi, assassinado pelos insurgentes (rebeldes ao regime)
(outubro/2011)
• Intervenção da OTAN (EUA e Europa), aprovada pela ONU
• País não possui uma identidade nacional
• Eleições livres foram realizadas após 60 anos
• Falta de unidade prejudica o caminho para a democracia
• Síria: em ponto de tensão
• Contra a ditadura de Bashar Assad, no poder desde 2000 (família no poder desde 1970)
• Enfrentamento entre insurgentes e as forças do governo já deixaram 14 mil presos e 5
mil mortos
• País dividido religiosamente
• 70% sunitas: descendentes diretos do profeta Maomé
• 10% alauitas: facção dos xiitas (Ali)
•
•
•
•
Aliado do Irã (logo é contra EUA e Israel)
Acusações de limpeza étnica (contra os alauitas)
Síria não tem apoio dos EUA e EU
Atualmente sofre sanções econômicas que prejudicam sua balança comercial
• 95% do petróleo é vendido a EU
• Rússia é o principal aliado da Síria
• Situação indefinida, devido aos combates entre forças governistas e os insurgentes
• Bahrein
•
•
•
•
•
Ex-protetorado britânico
Importância estratégica
Importante produtor de petróleo e gás natural
Sede da frota dos EUA que controla o Golfo Pérsico
O governo recebeu apoio dos EUA e da Arábia Saudita
• Arábia Saudita
• Principal aliado americano no mundo árabe
• Maior produtor de petróleo do mundo e detentor das maiores reservas
• País com a ditadura mais fechada do mundo árabe
• Família do rei Abdula (2005) vive no poder desde 1927
• Perspectivas
• EUA sempre se beneficiaram das ditaduras árabes, tendo como aliados os
países chaves da região
• Onda de rebeliões não deve abalar a hegemonia e o imperialismo norteamericano, uma vez que Washington conta com o apoio dos países
mandatários da Liga Árabe (Arábia Saudita e Qatar)
• Israel, principal interessado nas mudanças, prefere, a manutenção das
ditaduras a correr o risco de ver no poder radicais islâmicos, declaradamente
anti-semitas
• A internet como arma
• Novas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC’s), ampliam o poder de
ação
• Os movimentos de rua, que não tem lideranças claras, são organizados pelo
simples digitar do teclado
• Imagens gravadas por celulares e colocadas na internet, funcionam como
pavio para espalhar o clima de insatisfação
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

Criar flashcards