1 / 4 FICHA DE AVALIAÇÃO 1. “Não só não temos de saber o valor

Propaganda
Profe ssor
Nome ____________________________________________
Nº _____
Turma 11º CT3
Data 27 de Outubro de 2010
Classificação
Filosofia 11º ano
FICHA DE AVALIAÇÃO
1. “Não só não temos de saber o valor de verdade que as premissas e as conclusões efectivamente
têm para podermos determinar a sua validade, como não temos sequer de saber que querem elas
dizer.”
W. H. Newton-Smith, Lógica Um Curso Introdutório
1.1. A partir do texto distinga:
a) argumento de proposição. (08 pontos)
b) premissa de conclusão. (08 pontos)
1.2 – Nos seguintes argumentos, identifique premissa(s) e conclusão. (18 pontos)
a) Visto que a vida faz sentido, tem de haver vida para além da morte.
b) Dado que tanto os homens como as mulheres contribuem de igual modo para a sociedade,
não deve haver qualquer discriminação entre os sexos.
c) Porque altera o clima, a poluição deve ser controlada.
1.3. Indique a verdade ou falsidade das afirmações a seguir apresentadas. Corrija as falsas. (24
pontos)
a) A validade de um argumento significa que este não pode ter premissas e conclusão falsas.
b) Um argumento sem solidez não pode ser válido.
c) Um argumento sólido é o que tem premissas e conclusão verdadeiras.
d) Alguns argumentos têm premissas válidas e outros não.
e) A validade é condição necessária e suficiente para que um argumento seja sólido.
f) Para um argumento ser válido basta que as suas premissas sejam de facto verdadeiras.
1/ 4
2. “A dedução é um método praticado em todas as ciências, mas é particularmente adequado às
ciências mais formalizadas, como sejam a lógica e a matemática.”
Manuel da Costa Freitas, in Logos, Enciclopédia Luso-Brasileira de Filosofia
2.1. Partindo do texto, distinga os argumentos dedutivos dos indutivos. (16 pontos)
3. Para cada um dos itens, seleccione a alternativa correcta. (27 pontos)
3.1. Os filósofos querem ser justos, pois são pessoas bondosas, e todas as pessoas bondosas
querem ser justas. O argumento é válido, porque…
a) a verdade das premissas implica a verdade da conclusão.
b) a conclusão é verificável.
c) é verdade que os filósofos querem ser justos.
d) as premissas são verdadeiras.
3.2. Os filósofos querem saber se o conhecimento é possível, porque procuram o conhecimento, e
quem procura o conhecimento quer saber se o conhecimento é possível. O argumento é…
a) válido, porque as premissas são verificáveis.
b) inválido, porque a conclusão não é uma consequência das premissas.
c) válido, porque a conclusão é uma consequências das premissas.
d) inválido, porque as premissas não são verificáveis.
3.3. Todos os argumentos são compostos por…
a) três proposições.
b) uma proposição complexa.
c) uma conclusão e um conjunto de premissas.
d) duas premissas e uma conclusão.
3.4. Há quem diga que a astrologia é uma ciência e há quem diga que não. A verdade é que a
astrologia não é uma ciência, porque, se fosse uma ciência, as teorias dos astrólogos seriam
submetidas a testes. Mas as teorias dos astrólogos não são submetidas a testes. Qual é a conclusão
deste argumento?
a) Há quem diga que a astrologia é uma ciência e há quem diga que não.
b) A astrologia não é uma ciência.
c) As teorias dos astrólogos não são submetidas a testes.
d) Se a astrologia fosse uma ciência, as teorias dos astrólogos seriam submetidas a testes.
2/ 4
3.5. Um argumento é dedutivamente válido em virtude…
a) da sua forma lógica.
b) do seu conteúdo.
c) de a conclusão ser particular.
d) de a conclusão ser verdadeira.
3.6. A validade é uma propriedade…
a) das premissas.
b) dos argumentos.
c) das conclusões.
d) das proposições.
3.7. Um argumento dedutivamente válido não pode ter…
a) todas as premissas e a conclusão falsas.
b) todas as premissas falsas e a conclusão verdadeira.
c) a conclusão falsa.
d) a conclusão falsa e todas as premissas verdadeiras.
3.8. Como é que as mulheres conquistaram os direitos que têm? Sem dúvida que foi através da luta
activa, pois foi através da luta activa que conquistaram o direito de voto, foi através da luta activa que
conquistaram o direito à igualdade de oportunidades no emprego, e também foi através da luta activa
que conquistaram o direito à igualdade de oportunidades no emprego, e também foi através da luta
activa que conquistaram o direito de frequentar o ensino superior. Qual é a conclusão deste
argumento?
a) Foi através da luta activa que as mulheres conquistaram o direito de voto.
b) Foi através da luta activa que as mulheres conquistaram o direito à igualdade.
c) Foi através da luta activa que as mulheres conquistaram os direitos que têm.
d) Foi através da luta activa que as mulheres conquistaram o direito de frequentar o ensino superior.
3.9. Um argumento é indutivamente forte quando…
a) parte do particular para o geral.
b) a verdade das premissas torna muito provável a verdade da conclusão.
c) é impossível as premissas serem verdadeiras e a conclusão falsa.
d) parte do geral para o particular.
3/ 4
4. Admitindo que uma condicional é falsa, qual é o valor de verdade de uma conjunção composta
pelas mesmas proposições simples? Justifique com uma tabela de verdade. (11 pontos)
5. Admitindo que uma conjunção é falsa, será possível determinar o valor de verdade da disjunção
composta pelas mesmas proposições simples? Justifique com uma tabela de verdade. (11 pontos)
6. Traduza as fórmulas seguintes para a linguagem natural, tendo em conta o dicionário apresentado.
(20 pontos)
a) ¬ P → ¬ (Q
R)
P = Deus existe.
Q = A vida tem sentido.
R = A vida vale a pena ser vivida.
Q) → ¬ P
b) (¬ R
P = A pena de morte é moralmente aceitável.
Q = A punição tem como objectivo a reabilitação.
R = Tirar a vida é moralmente aceitável.
7. Formalize os argumentos seguintes na linguagem da lógica proposicional, indicando as letras
utilizadas para representar as proposições simples. (30 pontos)
a) Se a verdade é relativa, não vale a pena discutir. Portanto, se vale a pena discutir, a
verdade não é relativa.
b) A arte é imitação ou é expressão de sentimentos. Ora, a arte não é imitação. Daí que seja
expressão de sentimentos.
8. Teste a validade das formas argumentativas seguintes, mediante a construção e a interpretação
de um inspector de circunstâncias. (40 pontos)
a) P
Q
b) P → ¬ Q
¬Q
¬Q
ƪP
ƪP
Bom Trabalho!
4/ 4
Download
Random flashcards
Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards