lombalgia, dor lombar, dor nas costas

Propaganda
Núcleo de Atividade Física Adaptada e Saúde
Grupo de Postura - CEPEUSP
Luzimar Teixeira, Fernanda Cerveira e Milena Dutra
LOMBALGIA, DOR LOMBAR, DOR NAS COSTAS
Este tipo de dor pode vir em uma variedade de formas. A dor ocorre ao nível da
cintura e pode se estender pela coxa ate o nível dos joelhos. A coluna é feita de
vértebras (ossos), discos intervertebrais e raízes nervosas. Qualquer um destes
componentes pode ser a fonte da dor que pode resultar de uma lesão aguda, de um
desgaste gradual ou estiramentos repetitivos.
Sintomas de dor lombar
Podemos sentir uma ampla variedade de sintomas se lesarmos as costas. Pode-se
sentir sensação de queimação, pontadas, dor em faixa, sentir um peso etc. Associado
a estes sintomas podemos ter ainda fraqueza nas pernas ou nos pés . Não é
necessário que haja um evento desencadeante para que se comece a ter dor nas
costas: ficar em pé por tempo prolongado, sentado por longo período ou levantando
algo pesado são alguns dos motivos. Então subitamente, um movimento simples como
pegar algo do chão ou mesmo o simples fato de dobrar o corpo pode desencadear
sintomas dolorosos intensos.
Muitos problemas lombares irão melhorar espontaneamente. A duvida esta em saber
se vai ser preciso atendimento medico ou se medidas caseiras serão suficientes para
melhorar o seu quadro doloroso.
Dor lombar pode ser aguda quando iniciou a pouco tempo (menos de um mês) ou
então crônica se acontece há mais de 1 mês. Enquanto ter dor nas costas mais de uma
vez é comum, ter dor crônica prolongada não é. Por isso devemos conhecer as
principais causas de dor lombar que são elas: hérnia de disco , discopatia degenerativa
lombar, estenose de canal, espondilolistese ,espondilolise e as escolioses do adulto.
Opções de tratamento
Muitas dores lombares não são serias e podem ser tratadas segura e efetivamente por
métodos não cirúrgicos. Dependendo da gravidade do caso o paciente pode ser
encaminhado para tratamento com um fisioterapeuta especializado em reabilitação dos
problemas da coluna para tratamento não cirúrgico. Será necessário a modificação das
atividades por um curto período de tempo. O paciente eh encorajado a realizar
exercícios específicos de reforço muscular bem como alongamentos o que tem sido
efetivo para a melhora do quadro.
Medicação para dor também pode ser usada para alivio dos sintomas. Uma vez que a
melhora ocorra iniciamos um programa de reabilitaçã para reforço da musculatura
lombar e conseqüente estabilização. O paciente ter’a que adquirir novos hábitos como:
corrigir a postura, maneiras corretas de levantar objetos pesados e evitar mais lesões.
Algumas patologias não respondem ao tratamento não cirúrgico. Procedimentos
cirúrgicos podem ser indicados para aliviar a irritação ou a compressão dos nervos
espinhais. O cirurgiao pode remover uma parte óssea (laminectomia/laminotomia),
parte do disco lesado (discectomia) ou ambos. Nos pacientes com instabilidade deve
ser realizada a estabilizacao através da colocação de um disco artificial ou de uma
fusão artrodese .
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards