Determinação em fluxo de rutina em fármacos utilizando

Propaganda
Sociedade Brasileira de Química ( SBQ)
Determinação em fluxo de rutina em fármacos
multicomutação com inibição quimiluminescente
1
2
utilizando
3
Déborah Christine Azzi (IC)*, Geiser Gabriel de Oliveira (PG), Orlando Fatibello-Filho (PQ)
*[email protected]
Palavras Chave: rutina, quimiluminescência, FIA
Tabela 1- Parâmetros estudados.
A rutina (Figura 1) é um flavonóide que possui
propriedades vasodilatadoras, antiinflamatórias,
antioxidantes e, vem sendo muito empregada em
medicamentos para o tratamento de varizes, úlceras
1
e outras doenças.
Figura 1 - Estrutura molecular da rutina.
O sistema de análise por injeção em fluxo (FIA) é
um processo de mecanização/automação de
procedimentos analíticos, no qual a amostra em
solução é introduzida em um fluido que a transporta
2
em direção ao detector.
Neste trabalho, desenvolveu-se um método em fluxo
envolvendo multicomutação com inibição da
quimiluminescência para a determinação da
concentração
de
rutina
em
formulações
farmacêuticas.
Resultados e Discussão
Parâmetros
Faixa
Selecionado
0,5 a 5
1
[Luminol]/ mmol L
0,5 a 5
5
Tempo de
amostragem
(ClO + Rutina)/ s
1a6
4
Tempo de amostragem
(Luminol)/ s
1a6
3
Percurso Analítico/ cm
25 a 150
75
-
-1
[ClO ]/ mmol L
-1
1000
Intensidade do Sinal/ mV
Introdução
800
600
400
200
0
0
2
4
6
-5
Rutina/ x10 mol L
A determinação da rutina baseou-se na redução do
hipoclorito de sódio (NaClO) pelo fármaco, sendo o
excesso
de
ClO
determinado
por
quimiluminescência empregando-se luminol em
meio básico. O sistema empregado esta
representado na Figura 2. O sinal analítico foi obtido
pela variação da intensidade luminosa do branco
(ClO + luminol) menos a intensidade luminosa do
hipoclorito em excesso (que não reagiu com a
rutina) com o luminol (ClO (excesso) + luminol).
8
10
-1
Figura 3 - Curva analítica
Após otimização dos parâmetros, obteve-se uma
curva analítica com a seguinte relação: QL (mV) =
3
-1
0,968 – 8,32 x 10 [Rutina] (mol L ), r = 0, 994 para
-6
o intervalo de concentração de 5,00 x 10 a 1,00 x
-4
-1
-6
10 mol L , com limite de detecção de 2,00 x10
-1
mol L
Conclusões
O método de análise por injeção em fluxo com
inibição do sinal quimiluminescente proposto
mostrou-se eficiente para a determinação de rutina
em formulações farmacêuticas, além de ser simples,
preciso, podendo ser aplicado em laboratórios de
análise de rotina.
Figura 2 - Diagrama de fluxo empregado para a
determinação de rutina. C= solução transportadora
(solução alcalina); A= solução padrão ou amostra;
R1= solução de ClO ; R2= solução de luminol; D=
detector; B= percurso analítico; W= descarte; X e Y=
pontos de confluências
33a Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Química
Agradecimentos
Os autores agradecem à CNPq, CAPES e FAPESP.
____________________
1
Rodrigues, H.G.; Diniz, Y.S.; Faine,L.A.; Fernandes,A.A.H.;
Novelli,E.L.B. Rev. Nutr. 2003, 16, 3
2
Arruda, M.A.Z.; Collins, C.H.; Quim. Nova, 2005, 28, 739
Sociedade Brasileira de Química ( SBQ)
25a Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Química - SBQ
2
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards