Enviado por Do utilizador3132

1 FICHA 4 PERÍODO - PRONTO

Propaganda
RODOLFO RIBEIRO FERREIRA
RELATÓRIO 1
SAUDE E SOCIEDADE 4
ITAPERUNA
2019
RELATÓRIO DO DIA 06/08/19
No dia 06/08/19 foi realizada a primeira atividade da disciplina de Saúde e
Sociedade 4 cujo foco reside no conhecimento das redes de saúde. Nessa ocasião, foi
visitado o Abrigo de Idosos José Lima, que se situa em Bom Jesus do Itabapoana, no
estado de Rio de Janeiro, especificadamente na Rua Pedro Rodrigues do Carmo, em
Bairro Novo. O responsável pela orientação dos médicos em formação foi o tutor
Douglas. Os últimos (estudantes) presentes eram: Rodolfo Ferreira, Christian Fricks, Ana
Clara Marangoni, Bárbara Maria, Caroline Azevedo, Laura Erthal, Lorena Madriaga,
Marcos Paulo e Wanessa Gualandi, do quarto período de medicina da UniRedentor.
A priori, o grupo havia se encontrado na frente do abrigo de idosos. Desde já, o
tutor Douglas apresentou aos estudantes a filha do fundador do abrigo, Madre Virginia.
O tutor salientou que o abrigo se trata de uma instituição filantrópica que é um constituída
de: uma fisioterapeuta, uma médica; uma enfermeira; uma técnica de enfermagem; 13
cuidadores; uma assistente social; 4 cozinheiros, além dos vários profissionais de
limpeza e as irmãs presentes. Virginia, por sua vez, havia relatado a história do abrigo o
qual foi inaugurado em 22 de agosto de 1970. A princípio, um terreno havia sido doado
a José Lima seu pai, que depois fundou a instituição. Ademais, no dia 22 de agosto é
quando se comemora a fundação do abrigo por meio de uma procissão.
É importante frisar que a instituição possui 80 idosos. A entrada e saída de idosos
é intermediada pela assistente as social do local. Não obstante, o recebimento de idosos
também pode ser determinado por meio do ministério público e também judicialmente.
Acresce que existem 235 idosos na lista de espera para entrar no abrigo. O perfil dos
pacientes da instituição é acima de 60 anos. Contudo, foi mencionado o fato de que havia
ficado uma criança uma vez depois do falecimento do pai da mesma o qual estava dentro
daquele perfil etário. Todavia, visto como a criança não tinha onde ficar, ela recebeu
abrigo na instituição.
Além do mais, foi frisado que, consoante o estatuto do idoso, cabe
obrigatoriamente à instituição gastar 70% de seus insumos determinados com o idoso,
com os 30% restantes destinados aos familiares dos mesmos. Mencionou-se que a
média do custo dos cuidados de saúde gira em torno de R$1200,00 – R$1400,00. Em
situações de grande dependência por parte do paciente, não obstante, esses custos
podem alcançar a faixa dos R$ 2000,00, que é o valor máximo. No que tange a esses
valores, o tutor Douglas frisou que eles são pré-determinados pela ANVISA e pelo
Ministério Público. Desse modo, quem fiscaliza a instituição são aqueles dois órgãos logo
antes mencionados, juntamente com o Conselho Municipal do Idoso.
Consoante Camarano e Kanso (2010), a ANVISA determina que instituições de
longa permanência para idosos se tratam de instituições governamentais ou não, de
cunho residencial, que são destinadas à morada coletiva de pessoas de 60 ou mais anos
que possuem ou não apoio familiar, “em condição de liberdade, dignidade e cidadania”.
No que tange ao Conselho Municipal do Idoso, de acordo com AMUNESC (2007), aquele
se trata de um órgão que representa os idosos e que também serve de “interlocução
junto à comunidade e aos poderes públicos na busca de soluções compartilhadas”.
Desse modo, o Conselho deve estar em conformidade não só com o estatuto do idoso
como também com políticas nacionais e estaduais.
Saliente-se ainda que, consoante Conselho Nacional do Ministério Público (2016),
o Ministério Público tem uma importante ação na fiscalização de instituições de longa
permanência de idosos. Acerca disso, cabe àquele órgão despertar o respeito por parte
da sociedade para com os idosos de sorte que os direitos dos últimos sejam prezados,
com a garantia de que esse grupo social tenha voz nos demais segmentos sociais. Em
outras palavras, cabe ao Ministério Público por meio daquelas atribuições contribuir para
que um indivíduo tenha acesso a um envelhecimento de qualidade, que inclua bem-estar,
objetivo este que é identificado pela ONU como a principal meta do PIAE (Plano de Ação
Internacional sobre o Envelhecimento).
Acresce que no Abrigo de Idosos José Lima são realizadas atividades de bingo
como forma de entretenimento, pintura, desenho, dentre outros. Madre Virginia havia dito
que os pacientes idosos tendem a ficar acamados devido ao declínio natural como
consequência de suas enfermidades. Ademais, ela frisou que a instituição oferece
alimentação, carinho, banho, higiene, um cuidado humanizado. A assistente social do
abrigo analisa se vai encaminhar determinados pacientes para um programa social, para
receber algum cuidado, exame em específico. Além do mais, os homens são separados
das mulheres no abrigo. Uma das outras irmãs conhecidas pelos médicos em formação
havia dito que a questão da crença religiosa dos pacientes também é respeitada, isto é,
não é admitido que alguém imponha determinada crença em outrem.
Como médico em formação, notei que o abrigo de idosos de fato é um lugar muito
bem cuidado. Trata-se de um ambiente muito bem higienizado, organizado. A respeito
disso, o tutor Douglas havia mencionado que a ANVISA determina que deve haver no
máximo 4 dormitórios em um quarto. Contudo, devido ao fato de os quartos serem muito
bem ventilados, o órgão permitiu que houvesse mais de quatro. A alimentação que é
oferecida aos idosos é muito rica em nutrientes, verdura, legumes, carnes. Acresce que
há médicos que fazem exames voluntários nos idosos além de haver, inclusive, educador
físico.
Foi de fato uma experiência muito gratificante poder visitar o asilo. Percebe-se o
quanto há idosos que de fato precisam de atenção, cuidado e carinho. Impressionei-me
ao me deparar com uma senhora de 109 anos que aparentava ser mais nova. Muitos
dos que vi gostam muito de conversar, de contar histórias, especialmente quando
encontram pessoas novas que vão visitá-los.
Se fosse um profissional de saúde do abrigo, certamente iria exercer minha função
tendo em vista o cuidado do idoso de forma humanizada, biopsicossocial. Ademais, iria
buscar conversar com o idoso, quebrar um pouco a formalidade da interação entre
médico e paciente no sentido de promover um diálogo mais descontraído com o idoso
para que o último possa se sentir confortável para relatar o que está lhe afligindo. Desse
modo, tornaria a linguagem médica mais simples, de fácil entendimento para que o
mesmo possa compreender a sua situação de saúde e faria as devidas referências a
outros profissionais da saúde de acordo com aquela (situação).
Posteriormente, a atividade de visita domiciliar foi finalizada, os médicos em
formação juntamente com o tutor tiraram uma foto no final com algumas pacientes e
funcionárias do abrigo.
Figura 1 – Médicos em formação da UniRedentor com seu tutor e idosos do Abrigo José
Lima
Fonte: Elaborada pelo autor
REFERÊNCIAS
CAMARANO, A.; KANSO, S. As instituições de longa permanência para idosos no Brasil,
2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010230982010000100014/>. Acesso em: 11 ago. 2019.
AMUNESC. FINALIDADE E ATRIBUIÇÕES DO CONSELHO DO IDOSO, 2007.
Disponível
em:
<https://www.amunesc.org.br/noticias/index/ver/codMapaItem/52156/codNoticia/204313
/>. Acesso em: 11 ago. 2019.
CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO. Manual de atuação funcional : o
Ministério Público na Fiscalização das Instituições de Longa Permanência para Idosos,
2007. Brasília : CNMP, 2016.
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards