Alimentação desequilibrada pode levar a problemas

Propaganda
O download desta publicação foi no formato DOC através do Socialland
Alimentação desequilibrada pode levar a problemas
gástricos
A má alimentação e os excessos cometidos, principalmente nos finais de semana podem causar grandes
incômodos. Os brasileiros, em geral, costumam fazer refeições exageradas, tanto em quantidade, quanto no
tipo de alimentos escolhidos, privilegiando doces, frituras e gorduras. Justamente por isso os problemas
gástricos são tão comuns na população. O médico gastroenterologista do Hospital Jayme da Fonte, Carlos
Brito, explica que é preciso estar atento a qualquer desconforto como, dor no estômago, azia (queimor),
empachamento e sensação de refluxo. Várias doenças podem levar a estes sintomas, entre elas a gastrite, a
úlcera, a esofagite (refluxo), cujo tratamento difere de acordo com a doença detectada.
Mas é necessário ressaltar que as restrições alimentares limitam-se apenas a pacientes com histórico de
doenças gástricas como o refluxo gastroesofágico (que significa o retorno do liquido gástrico para o esôfago).
“E mesmo assim, não se fala em proibição, o que recomendamos é evitar alimentos como chocolate, café,
cebola, tomate, gordura, bebidas gasosas que pioram os sintomas de azia por relaxar a válvula do esôfago que
segura o ácido no estômago”, acrescenta Dr. Carlos Brito.É importante lembrar que sintomas como tosse,
rouquidão, pigarro, pólipo de cordas vocais, sensação de entalo, sufocação e até a asma também podem indicar
o refluxo, mesmo na ausência de sintomas gástricos. Isto porque o ácido do estômago pode atingir as vias
respiratórias (faringe, laringe e pulmões) irritando as mesmas. “Hoje existe medicações que controlam
adequadamente o refluxo e em alguns casos é possível indicar a cirurgia antirrefluxo”, diz o médico.
A cólica intestinal é outro sintoma ligado à má alimentação. Ela acontece principalmente devido à ingestão de
grandes quantidades de comida ou de alimentos gordurosos. As substâncias ingeridas pela alimentação são
transportadas ao longo de todo o aparelho digestivo pelos movimentos peristálticos, que fazem com que os
órgãos contraiam e relaxem. Quando algo impede o fluxo normal de substâncias, ocorre o espasmo e,
conseqüentemente, a dor em cólica. Segundo Dr. Carlos Brito, “Habitualmente estas pessoas apresentam
alteração da evacuação, sobre a forma de constipação (prisão de ventre) ou diarréia. Além disto, podem
apresentar cólicas, empachamento, formação de gases, sangue e muco nas fezes”. Várias são as causas: desde
uma simples verminose, distúrbios de funcionamento do intestino, doença inflamatória intestinal, divertículos
e câncer. Uma avaliação clínica cuidadosa definirá quais os exames a serem solicitados para detectar estas
anormalidades. Um dos exames que podem ser solicitados na avaliação médica é a endoscopia digestiva.
Este exame chega a criar uma certa tensão nos pacientes. Mas, de acordo com o médico, não há necessidade
para o medo. A endoscopia é uma análise muito importante e hoje conta com aparelhos ainda mais modernos
para a sua realização; de fibra ótica, mais finos e flexíveis. “Além disso, é feito um sedativo na garganta e um
outro por via venosa que faz o paciente relaxar, dormir, não levando a incômodo algum”, afirma.
Hospital Jayme da Fonte
Endereço: Rua das Pernambucanas, 167, Graças.
Fone: (81) 3416.0000
Agradecemos por utilizar mais um dos nossos serviços.
www.socialland.com.br | Jornalismo
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards