Material e Métodos - Portal FOP

Propaganda
Disciplina de Bioquímica ( DB-105 )
Aula Teórica
03/06/2002
Tópico 16 - Biossíntese de Aminoácidos, Nucleotídeos e compostos relacionados
Os seres humanos podem sintetizar apenas 10 dos 20 aminoácidos necessários para a biossíntese das
proteínas. Estes aminoácidos são chamados de aminoácidos não-essenciais e são sintetizados a partir da
amônia e de várias fontes de carbono. Os outros aminoácidos devem ser obtidos da dieta e são chamados
de essenciais.

O glutamato é formado a partir de amônia e sua síntese é muito importante, pois o glutamato é o
doador do grupo amino na biossíntese de outros aminoácidos
 A glutamina é formada a partir do glutamato pela ação da glutamina sintetase, que é uma enzima
alostérica. A glutamina é a principal forma de transporte de amônia no sangue.
 glutamato + piruvato  -cetoglutarato + alanina
 glutamato + oxaloacetato  -cetoglutarato + aspartato
 tirosina é um aminoácido não-essencial, sintetizada nos animais a partir do aminoácido essencial
fenilalanina.
 cisteína é sintetizada a partir da metionina e serina.
A biossíntese dos aminoácidos é geralmente controlada através da inibição alostérica da 1 a reação pelo
produto final e pela concentração das enzimas biossintetizantes. Além da sua função como unidade
fundamental das proteínas, os aminoácidos são precursores de outras biomoléculas, como:








porfirinas: glicina é o principal precursor.
fosfocreatina: reservatório de energia no músculo.
glutationa: considerada como um tipo de tampão redox
serotonina: derivado do triptofano.
dopamina, adrenalina, noradrenalina: neurotransmissores derivados da tirosina.
GABA: sintetizado a partir da descarboxilação do glutamato.
histamina: formada a partir da descarboxilação da histidina.
espermina e espermidina: empregados no empacotamento de DNA, derivados da ornitina e
metionina.
Biossíntese dos nucleotídeos: via “de novo”e via de recuperação

via “de novo”: bases livres não são intermediárias, a estrutura do anel da purina é construída
enquanto ligada à ribose.
 Nucleotídeos purínicos: Começa com o fosforibosilfosfato (PRPP).
 regulação: através de 3 mecanismos:
1. exercido na 1a reação pelos produtos finais (IMP,AMP,GMP).
2. excesso de GMP inibe formação de xantanilato e excesso de AMP inibe formação de
adenilsuccinato.
3. GTP é requerido na conversão de IMP a AMP; ATP é requerido na conversão de IMP a GMP.
Vias de recuperação da bases púricas: é muito mais simples e mais ‘barata’ do que a via “de novo”.
A adenina livre reage com o PRPP para produzir o AMP. O mesmo ocorre com a guanina.

Nucleotídeos pirimídicos: o anel pirimídico é feito primeiro e depois ligado à ribose-5-fosfato. É
necessário carbamil fosfato que reage com o aspartato na 1a reação, que é regulada por uma
enzima alostérica.
 Ribonucleotídeos são precursores dos desoxirribonucleotídeos: reação de redução; NADPH.
 Timidilato (dTMP) é derivado do dUMP por ação da enzima timidilato sintase.
Degradação das purinas e pirimidinas: há formação de ácido úrico e uréia, respectivamente.
Gota é uma doença das articulações provocada por uma elevada concentração de ácido úrico no sangue e
nos tecidos. Alopurinol: inibidor da xantina oxidase.
Agentes quimioterápicos que atuam em enzimas das vias biossintéticas de nucleotídeos: azasserina e
acivicina (análogos da glutamina), fluoruracil (inibe timidilato sintase), metotrexato e aminopterina (inibe a
diidrofolato redutase).
-1-
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Criar flashcards