Diretrizes e Estratégias para Modernização de Coleções Biológicas

Propaganda
1
Projeto CRIA/CGEE-MCT - 2005: “Diretrizes e Estratégias para Modernização de
Coleções Biológicas Brasileiras e a Consolidação de Sistemas Integrados de
Informação sobre Biodiversidade”.
Considerações - Documento Coleções Biológicas – Microbiologia
Geral: A leitura dos documentos recebidos na área de Microbiologia, bem como as
considerações realizadas em reuniões anteriores sobre o projeto, mostra a
necessidade de harmonização dos temas, mais precisamente a importância de apontar
os textos que são comuns para as três áreas, Botânica, Zoologia e Microbiologia, mas
que estão descritos em área específica. Por exemplo, considerando a Nota Técnica
“Certificação de Material Biológico”, redigida por Reinaldo Dias Ferraz de Souza, o
conteúdo é pertinente às três áreas, ainda que o autor dirija-se à área de
Microbiologia (vide páginas 4 e 5 da NT).
A NT ainda apresenta textos que são pertinentes ao documento geral de VP
Canhos/CRIA e à NT de Fabiana Fantinatti/CBMAI, que relata sobre “Autoridades
depositárias de Material Biológico para Fins de Patentes”. As recomendações para um
horizonte de 5 a 10 anos são claras e coerentes; ainda que a Capacitação Institucional
dos Centros de Recursos Biológicos tenha interfaces com a NT de Fabiana e,
provavelmente, com os documentos gerados pelo grupo de Informatização (Dora
Canhos).
Em relação à NT de Fabiana Fantinatti/CBMAI comenta-se: - a introdução
também contém textos comuns ao documento VP Canhos/CRIA; no entanto, é um
documento extremamente focado no tema solicitado à autora. A questão de patentes
é bem colocada e a descrição das autoridades depositárias internacionais parece
cobrir de forma ampla as informações demandadas. No item 7 – Depósito de material
biológico para fins de patente no Brasil – há necessidade de complementação, a
autora sugere VP Canhos para apontar as coleções. As recomendações são claras e
coerentes com a maioria dos textos apresentados.
O documento Taxonomia Microbiana – versão 2: Introdução Geral – pertinente,
ainda que mereça uma re-organização em relação ao Documento Final; pois, há
pontos comuns com documento VP Canhos. Não foi ainda totalmente organizado, em
termos da inclusão dos tomos considerados, a saber: Procariontes, Eucariontes –
2
Algas, Fungos e Protozoários e Vírus. Mas, apresenta um conteúdo de qualidade, ainda
que careça de uma organização mais precisa como diagnóstico e lacunas. Não foram
apresentados documentos referentes à Taxonomia de Fungos, Algas e Vírus. O texto
está forte em procariontes e, em parte, em protozoários.
Os Documentos outrora redigidos por VPCanhos/ CRIA, tais como: CRB-Nota
Técnica, CRIA-paper Canhos, Centros_de_Recursos_Biológicos e mais recentemente
“O que são coleções/bancos, abrangência” [Fórum de Biotecnologia], podem ser a
base do texto geral Microbiologia, que compreende: Estado da Arte, Situação no
Brasil, Pontos Fracos e Fortes, Ameaças e Oportunidades, Metas, Diretrizes e
Estratégias. Ainda, são documentos que contém informações relevantes para o tema
“Coleções de Culturas de Serviço e Centros de Recursos Biológicos”- Ainda que o
texto da Fabiana/CBMAI (“Autoridades Depositárias”) também se refira fortemente à
esse tema. Seria importante, harmonizar.
A relação/ diagnóstico das coleções no Brasil foi elaborada pela Cristina
Umino/CRIA consiste de contribuição importante ao Documento Geral.
Dos temas elencados, não foram recebidos: Bancos de Germoplasma
(EMBRAPA?] e Bancos de Células Humanas e Animais [UFRJ]. Não sei se enviaram
diretamente ao VP Canhos/ CRIA.
---------------------------------------------------------------------------------------------RFV 2005.
Download
Random flashcards
Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards