Caracterização e comparação do desempenho de escolares com

Propaganda
Caracterização e comparação do desempenho de escolares com
dificuldades de aprendizagem na adaptação brasileira do CTOPP.
Aline David de Farias
Faculdade de Filosofia e Ciências, UNESP, Marília.
1. Objetivos
O presente estudo tem por objetivos
caracterizar o desempenho de escolares com
dificuldades de aprendizagem e comparar o
desempenho destes com escolares sem
dificuldades de aprendizagem na adaptação
brasileira
do
Comprehensive
Test
of
Phonological Processing – CTOPP.
2. Material e Método
Participaram deste estudo 40 escolares
de 1ª a 4ª séries, de ambos os gêneros, na
faixa etária de 6 a 10 anos de idade,
regularmente
matriculados
em
Escola
Municipal de Ensino Fundamental do Município
de Marília-SP. Os escolares foram distribuídos
em dois grupos:
Grupo I (GI) composto por 20 escolares
com
dificuldades
de
aprendizagem
identificados pelos professores e Grupo II (GII)
composto por 20 escolares sem dificuldades de
aprendizagem identificados pelos professores e
pareados segundo gênero, escolaridade e faixa
etária com o GI.
Antes do início deste estudo, os pais ou
responsáveis pelas crianças assinaram o
Termo de Consentimento Livre e Esclarecido
autorizando a aplicação do procedimento em
seus filhos. As crianças foram submetidas à
aplicação da versão adaptada para o português
do Comprehensive Test of Phonological
Processing (CTOPP) desenvolvido por Wagner,
Torgensen, Rashote (1999). O teste tem por
objetivo avaliar a consciência fonológica, a
memória fonológica e a nomeação rápida.
Das provas que constituem o CTOPP,
foram realizados três sub-testes associados às
provas que foram elaboradas por Rosal (2002)
para complementação dos dados por terem
relação direta com o objetivo proposto. As
provas foram as seguintes: Nomeação Rápida
de Objetos, Segmentação Fonêmica e em
Letras de Palavras e Segmentação Fonêmica e
em Letras de Pseudo-palavras.
3. Resultados
Os
dados
foram
analisados
estatisticamente e evidenciaram diferença
significante entre o desempenho dos escolares
do GI e GII, revelando desempenho superior
dos
escolares
sem
dificuldades
de
aprendizagem em nomeação rápida de objetos
e segmentação em letras de palavras e
pseudo-palavras. Não ocorreu diferença
estatisticamente significante entre os dois
grupos quando comparado o desempenho em
segmentação fonêmica de palavras e pseudopalavras.
4. Conclusões
Os achados deste estudo revelam a
necessidade do enfoque no trabalho com a
percepção fonológica para estruturação de
palavras para desta forma, serem identificadas
precocemente
as
dificuldades
de
aprendizagem,
proporcionando
melhor
desempenho dos escolares em situação de
aprendizagem escolar.
5. Referências Bibliográficas
[1] ROSAL, C. A. R. Habilidades de
segmentação fonêmica em crianças normais de
primeira, segunda e terceira séries do ensino
fundamental. 2002. Dissertação (Mestrado em
Semiótica e Lingüística Geral). Faculdade de
Filosofia, Letras e Ciências Humanas da
Universidade de São Paulo. São Paulo, 2002.
[2] WAGNER, R. K., TORGENSEN, J.K.,
RASHOTE, C. Comprehensive Test of
Phonological
Processing
(CTOPP).
Proed,1999.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards