201501_UNISA_Biomedicina_Meios de cultivo para bactérias e

Propaganda
Meios de cultivo utilizados na
Bacteriologia Clínica
Introdução à Microbiologia Clínica
O exame microbiológico deve responder às seguintes
perguntas:
Exame bacterioscópico
-
Há bactérias presentes na amostra? Cultura
-
Qual?
-
Quais medicamentos devem ser utilizados?
Provas de identificação
Teste de sensibilidade
aos antimicrobianos
Cultura de bactérias – Aspectos
Gerais
Coleta da amostra:
 Uso de antibióticos?
 Evitar contaminação da amostra
 Quantidade de amostra suficiente
 Transporte da amostra
 Qual o sítio anatômico da coleta
 Correta identificação da amostra
 Em que momento deve ser feita a coleta?
Cultura de bactérias – Aspectos
Gerais
Semeadura:
 Quais meios de cultura semear?
 Como semear?
Incubação:
 Qual temperatura?
 Quanto tempo?
 Qual concentração de CO2?
Semeadura - Técnicas
Técnicas de isolamento de microrganismos:
técnica de esgotamento
técnica de semeadura em superfície
método de pour-plate
Semeadura por esgotamento
Semeadura em superfície
Semeadura – Qual meio utilizar?
MacConkey:
seletivo e diferencial (lactose) para Gram negativos
Sangue:
enriquecimento e diferencial (hemólise)
Tioglicolato:
enriquecimento, cultura de anaeróbios estritos
SS:
seletivo e diferencial (lactose).
Thayer-Martin: enriquecimento e seletivo
Meios de cultura e amostras biológicas
Ferida cirúrgica:
AS, MC, LJ e SAB
Coprocultura:
MC e SS
Escarro:
AS e MC
Escarro-tuberculose: LJ
Secreção nasal:
AS e MC
Ponta de cateter:
AS
Urina:
CLED e MC
AS: agar sangue
LJ: Lowenstein-Jensen
MC: MacConkey
SAB: Sabouraud
Condições de crescimento
Oxigênio
Aeróbicos estritos
Anaeróbicos facultativos
Anaeróbios obrigatórios
Anaeróbios aerotolerantes
Microaerófilas
Incubação
Estufa
Jarra de anaerobiose
Meios de Cultura
Aspectos gerais
 Cultivar
e
laboratório
manter
microrganismos
viáveis
 Substâncias
essenciais para o crescimento das
bactérias
 Crescimento seletivo
 Demonstração de propriedades biológicas
 Isolamento
no
Meio de Cultura
Principais produtos e compostos utilizados
 Hidrolizados de proteínas
 Carboidratos
 Tampões
 Enriquecimento
 Inibidores
Meio de Cultura
Principais produtos e compostos utilizados
 Indicadores de pH
 Outros indicadores
 Ágar
 Substratos para a ação de enzimas
Classificação
Formulação

Sólidos (ágar)
 1 a 2,0 %

Semi-sólidos (ágar)
 0,05 a 0,3 %

Caldos
 Ativação das culturas, repiques de microorganismos, provas bioquímicas
Finalidade
Meios de pré-enriquecimento
 Microrganismos injuriados

Ex: Água peptonada,, Caldo lactosado
Caldo lactosado
Caldo lactosado
Finalidade
Meios de Enriquecimento
 Ideal para quando há poucos micro-organismos,
crescimento lento, exigentes e fastidiosos.
 Ex: infusão de cérebro e coração (BHI), Caldo Tioglicolato
Caldo tioglicolato
Finalidade
Diferenciais
Identifica micro-organismos parecidos
Ex: Ágar Sangue, Ágar MacConkey
Ágar MacConkey
Finalidade
Seletivos
 Contém substâncias que inibem o desenvolvimento de
determinados grupos de microrganismos, permitindo o
crescimento de outros
 Ex: Ágar Salmonella-Shigella (SS) - Isolamento Salmonella e Shigella sp
Ágar Salmonella-Shigella (SS)
Finalidade
Identificação
 Realização de provas bioquímicas e verificação de
funções fisiológicas de organismos
 Ex: Ágar Citrato, Ágar Bile-Esculina
Ágar bile-esculina
Finalidade
Identificação
 Avaliam determinadas atividades metabólicas permitindo
caracterização e identificação
 Ex: Uréia, Ágar TSI (Tríplice açucar ferro)
Ágar TSI (tríplice açúcar ferro)
Meios de Transporte e Conservação
 Meio Stuart
 Cary Blair
 Salina Tamponada
 Ágar Nutriente
Meios de Transporte e Conservação
Meio Stuart

Impede a multiplicação do microrganismos e garante
apenas sua sobrevivência.
 Cor original do meio: Branco opalescente.
 Não há evidência de crescimento bacteriano.
Meios para Crescimento e Isolamento
Ágar Chocolate

Meio rico e não seletivo

Microrganismos exigentes

Base - sangue de cavalo, carneiro ou coelho
em temperatura alta (hemina e hematina)

Haemophilus sp., Neisseria sp.,
Meios para Crescimento e Isolamento
Ágar Chocolate
Haemophilus sp.
Neisseria sp.
Meios para Crescimento e Isolamento
Thayer Martin
Ágar Chocolate com Vancomicina (G+), Colistina (G-), Nistatina (f)
e Trimetoprim
Meios para Crescimento e Isolamento
Ágar Sangue



Meio rico e não seletivo
Gram negativo e Gram positivo, fungos filamentosos (bolores) e
leveduras
Eritrócitos íntegros (padrões de hemólise nítidos)
Meios para Crescimento e Isolamento
Ágar Sangue
S. aureus - colônias -hemolíticas
Meios para Crescimento e Isolamento
Ágar MacConkey
 Isolamento de bacilos Gram negativos (seletivo)
 Inibe bactérias Gram positivas
 Utilização de lactose (diferencial)

Lactose positiva – coloração avermelhada

Lactose negativa – coloração inalterada
Meios para Crescimento e Isolamento
Ágar MacConkey
Salmonella.
E.coli
Meios para Crescimento e Isolamento
Ágar MacConkey
Klebsiella sp
Meios para Crescimento e Isolamento
Ágar Salmonella-Shigella (SS)

Inibem microrganismos Gram positivos (sais de bile,
verde brilhante e citrato de sódio)

Tiossulfato de sódio e o citrato férrico

Colônias com centro negro (H2S) ou colônias incolores: suspeita de
Salmonella.

Colônias incolores: suspeita de Shigella spp
Meios para Crescimento e Isolamento
Ágar Salmonella-Shigella (SS)
Salmonella e Shigella
Meios para Crescimento e Isolamento
Ágar CLED – cystine lactose electrolyte deficient

Utilizado para semear amostras de urina

Isolar e quantificar microrganismos Gram positivos,
Gram negativos e leveduras.
 Cor original do meio: azul claro.
 Colônias lactose positiva: cor amarela.
 Colônias lactose negativa: cor azul.
Meios para Crescimento e Isolamento
Ágar CLED – cystine lactose electrolyte deficient
Meios para Crescimento e Isolamento
Löwenstein Jensen

Base formada por ovos integrais

Isolamento primário de micobactérias.
 Cor original do meio: verde claro
 Positivo: Crescimento de colônias
amarelas/vermelhas
 Negativo: ausência de crescimento
Meios para Crescimento e Isolamento
Löwenstein Jensen
Identificação e Classificação
Ágar Sangue
esverdeado
Identificação e Classificação
Ágar Sangue
S. aureus - colônias -hemolíticas
Alpha-hemólise
(Streptococcus pneumoniae)
Beta-hemólise
(Streptococcus pyogenes)
Gama-hemólise
(Enterococcus faecalis)
Provas de Identificação
Ágar DNAse
Meios para Teste de Sensibilidade
aos Antimicrobianos
 Ágar Mueller Hinton
 Ágar Sangue
Sensibilidade aos Antimicrobianos
Ágar Mueller Hinton

Kirby e Bauer e pelo CLSI - condições de crescimento das principais
bactérias.

Avaliação da resistência aos antimicrobianos - métodos de difusão
em disco e E-test para enterobactérias, não fermentadores,
Staphylococcus, Enterococcus sp.
Teste de Sensibilidade aos Antimicrobianos
Ágar Mueller Hinton
Sensível a novobiocina
S. Saprophyticus
Resistente
S. epidermidis
Teste de Sensibilidade aos Antimicrobianos
Ágar Mueller Hinton
Resistente e sensível à oxacilina
MRSA
Resumo dos tipos de meio e quais microorganismos costumam crescer
Meios de cultura para fungos
Ágar Sabouraud (meio sólido)
BHI (meio líquido)
Semeadura: em superfície
Incubação: temperatura de 25 a 30
graus por até 4 semanas.
Agar Sabouraud
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards