ETI-3Modelagem

Propaganda
Introdução à Modelagem
(Aspectos Econômicos e Financeiros)
TECC - Economia de TI
UFCG / CCT / DSC
J. Antão B. Moura
[email protected]
Uso de modelos
• Modelo = uma representação simplificada
da realidade e normalmente é construído
para se avaliar o comportamento
(identificação de problemas e propostas de
solução) para um dado sistema
– Usado também para comparação entre
sistemas
• Usamos modelos para entender aspectos
de nosso cotidiano
Exemplos de modelos
• Planta imobiliária
– Linguagem entendida pelo
arquiteto
e pelo cliente
– Apenas detalhes relevantes são incluídos para
simplificar o modelo (não é preciso indicar a cor de
uma parede, mas apenas suas dimensões)
Exemplos de modelos
• Leis de Newton
– Solução matemática proposta para um problema
((
Princípio da Inércia
– Simplificam a realidade para propor teorias (mesmo
sabendo que o atrito entre os corpos sempre existe,
em algumas situações ele é considerado desprezível
= “situação ideal”)
Exemplos de modelos
• Mapa de fluxo de trânsito numa
rodovia
– Apenas as ruas e avenidas são
relevantes; os detalhes que
aparecem na realidade não
precisam estar presentes no modelo
– Modelo que pode ser entendido por
leigos e especialistas
Exemplos de modelos
• Ficha de cadastro de clientes
– Formato padrão a ser seguido para todos os
clientes
– Simplifica a realidade (várias fichas de
cadastro podem ser criadas, cada uma
incluindo os detalhes relevantes para seu
objetivo)
Exemplos de modelos
• Contabilidade = modelo (simplificado,
resumido) para as atividades financeiras
de uma empresa
– Periodicamente, a empresa “faz contas” para
avaliar e informar o seu desempenho
• Comunicação com “stakeholders”: diretoria,
funcionários, acionistas, investidores, governo,
sociedade, ...
– Modelo (ou “formato de apresentar” as
contas) pode variar em função do tipo de
empresa
• Ex: “Simples”
Importância do uso de modelos
• Modelos servem de linguagem comum
• Modelos podem também ajudar a identificar
problemas e falhas num processo (podem ser
usados em qualquer ramo)
– Ex: estudar o fluxo de trânsito ajuda a projetar
semáforos e cruzamentos
– Contabilidade de uma empresa ajuda a identificar
dificuldades ou “boa gestão”
Importância do uso de modelos
• Modelos ajudam a simplificar problemas
(foco)
– Princípio da separação de domínios
• Diferentes visões do mesmo sistema
– Ex: funcionamento do corpo humano
• A redução da complexidade diminui
também os custos e o tempo de
desenvolvimento de soluções de TI de
suporte
Criação de modelo
• Cinco passos importantes:
1) Entender o sistema de interesse da análise
PROBLEMA
Criação de modelo
• Cinco passos importantes:
2) Separar os aspectos relevantes dos
irrelevantes
ASPECTOS
IRRELEVANTES
ASPECTOS
RELEVANTES
ASPECTOS
IRRELEVANTES
Criação de modelo
• Cinco passos importantes:
3) Construir um modelo a partir dos aspectos
relevantes
ASPECTOS
RELEVANTES
MODELO
Criação de modelo
• Cinco passos importantes:
4) Delimitar o contexto da análise (acrescentar
ao modelo, características ou condições a
serem consideradas na solução)
• Resultado da empresa no “ano passado”
MODELO
+
Características
Criação de modelo
• Cinco passos importantes:
5) Desenvolver a solução (“resolver o modelo”)
• Normalmente, tem-se o apoio de TI
MODELO
+
Características
=
Software
Observações importantes
A solução (do modelo) é usada então, para
estudar o comportamento (desempenho) do
sistema, para propor mudanças (vantagens
operacionais, competitivas, ..)
Para que o desempenho do sistema de
interesse seja alterado (melhorado) – ou para
que os problemas possam ser resolvidos normalmente, fazem-se mudanças nos
processos do negócio (ou na maneira como a
empresa faz as coisas – funcionamento interno
e relacionamentos com fornecedores e clientes)
Mais de um modelo
• Modelo serve para “comunicar”
– “Arquitetura” no desenvolvimento de software
• Quando mais de uma pessoa modela um
mesmo sistema, podem resultar vários
modelos.
• Necessidade de “padronizar as
respostas”, usando um modelo comum.
– Ex: Normas e regras para a contabilidade
Modelo ($) de uma empresa
• Objetivo principal da maioria das empresas / instituições é
“dar lucro”
– Lucro deve resultar do cumprimento da missão da empresa
• Ex: “Desenvolver tecnologia de ponta para processamento de
fotos estrelares, de fácil uso, de modo a ampliar o emprego de TI
em empresas do setor aeroespacial”.
• “Lucro” é medida de desempenho de interesse
• “Modelo padrão” é contabilidade (“accounting”) = retrato
financeiro tridimensional (“referente normalmente ao final
do ano anterior”) – três relatórios:
– Balanço: [ativo-passivo] = posição financeira (econômica)
atualizada
• Ativo = soma de todos os bens
• Passivo = soma das dívidas de curto- e longo- prazos
– Fluxo-de-caixa: aumento ou diminuição de dinheiro disponível
– Demonstração do resultado: [receita – despesa] = ganhos
Contabilidade
•
Escrituração “inventada”
pelo Frei Paccioli (italiano;
~1500 AD)
–
Confiabilidade vem de dois
registros:
1. Origem do recurso
2. Destino do recurso
•
Atualmente, usam-se
mesmos princípios +
padrões estabelecidos
(legais)
Impacto da TI na contabilidade
• Temos como
identificar a
contribuição de TI nos
3 relatórios básicos?
Demonstração do resultado do exercício
•
Mede níveis do lucro (em certo ano=exercício)
1. Lucro bruto = [Vendas – Custos dos produtos /
serviços vendidos]
2. Lucro operacional = [Lucro Bruto – Despesas
Operacionais c/infra, admin ...]
3. Lucro antes de impostos = [Lucro operacional
– juros pagos + juros recebidos]
4. Lucro depois de impostos = [Lucro antes de
impostos – Impostos devidos]
5. Lucro retido = [Lucro depois de impostos –
dividendos pagos aos acionistas]
Itens importantes para análise do resultado
1. Percentual do lucro bruto / vendas não
deve cair!
– Interesse primário de émpresários,
investidores e acionistas.
– Como a TI pode ajudar a aumentar vendas
e reduzir os custos?
2. Percentual do lucro operacional indica
eficiência da gestão
– Comparativo entre concorrentes
– Como a TI pode ajudar?
Itens importantes para análise do resultado
3. Bottom Line (Lucro Retido) = ganho da
empresa para crescer
– Melhor no caixa do que no estoque (menor
liquidez)
Balanço
• Época em que foi feito favorece a empresa?
– No final do verão, empresa de “roupa de praia”
está com $ no banco e estoques baixos!
• Convenção é usar “custo histórico” (custo
original)
• Balanço só mostra custos e não indica valor
da empresa
– Intangíveis como marca e patentes
Balanço
• Ativo / passivo “circulante” exigível no curtoprazo (em 12 meses vai se transformar em
dinheiro)
• Ativo fixo = tangível, intangível e
investimentos LP
– Valores registrados depois de depreciação
– Empresas intensivas em capital (Indústria) X
Serviços (Ativo Fixo baixo)
• Cuidado do valor do estoque atribuído
• Saúde financeira: ativo > passivo
Balanço x TI
• Como usar a TI para quebrar barreiras de
sazonalidade (geográficas)?
• Como TI pode criar valores intangíveis como marca
e patentes?
• Ativo “circulante” = dinheiro da empresa nas mãos
dos outros
– Como a TI ajuda a gerenciar / diminuir contas a receber?
Qual o ganho disto (face a exercícios anteriores?
• Ex: Menor freqüência de empréstimos em bancos
• Como a TI pode baixar custos de estoque (JIT)?
Fluxo de caixa
• O mais importante para o gerente
– Resultado do exercício mostra lucros, mas
estes podem não ser cash
– Balanço mostra “grandes” fluxos, mas não se
há cash disponível
– Pode ser verificado contra movimentação nos
bancos
– Se negativo: cuidados com prazos para
clientes e fornecedores, investimentos em
ativos, estoque
• Complicações para empresa em expansão
– Rever reservas?
– Capitalização?
Avaliação de Desempenho x TI
• Análise de índices
– Índice = divisão de um número por outro
– Analisados regularmente ou ano-a-ano
– Interesse geral em:
• Lucratividade (Lucro retido / Vendas, ...)
• Eficiência (Ativo fixo, circulante ou total / Vendas
do produto mais vendido)
• Endividamento (Passivo longo prazo / {[Ativo
circulante + Ativo fixo - Passivo circulante] +
Passivo LP})
• Liquidez (Ativo circulante / Passivo circulante >>1)
Avaliação de Desempenho x TI
• Como a TI pode ajudar a melhorar os
índices?
– Lucratividade:
• redução de custos de vendas, produção e
administrativos;
• compras mais eficientes; ...
• Como medir ganhos?
• Caso: Portal de compras do Governo Federal
(www.comprasnet.gov.br)
– movimenta R$ 40B / ano (em compras)
– economizou R$ 500 M (2001, só no Min. do
Planejamento)
• Cálculo “a posteriori” X Estimativa “a priori”
Avaliação de Desempenho
• Índices de interesse de investidores
– ROI
– NPV
– IRR
Download
Random flashcards
Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

Criar flashcards