Entendendo o Metabolismo dos Carboidratos, Proteínas e Lipídios.

Propaganda
Versão On-line
ISBN 978-85-8015-076-6
Cadernos PDE
OS DESAFIOS DA ESCOLA PÚBLICA PARANAENSE
NA PERSPECTIVA DO PROFESSOR PDE
Artigos
ENTENDENDO O METABOLISMO DOS CARBOIDRATOS, PROTEINAS E LIPÍDIOS
Vandercy de Meira Alves1
Giovani Marino Fávero2
RESUMO
Entender a importância de uma boa alimentação conhecendo o metabolismo dos
principais grupos de alimentos presentes na dieta dos brasileiros, suas funções e
beneficios para o bom funcionamento e desenvolvimento do organismo auxiliando o
processo de ensino-aprendizagbem tornando os alunos aptos a fazer escolhas
certas para uma alimentação saudável. Para isso foram usados textos didáticos
explicativos sobre o metabolismo dos carboidratos, proteínas e lipídios, aulas
expositivas, aulas práticas, vídeos, atividades diversificadas, trabalho com a
reportagem: “Há calorias que engordam mais e calorias que engordam menos?”,
veiculada na revista Galileu, p. 14, Editora Globo, julho de 2013, nº 2614. O principal
objetivo foi formar nos alunos o conceito de uma alimentação saudável, que vai além
do modismo, visando uma relação aluno-conteudo-vivência. Foi aplicado nos alunos
do coletivo de Biologia 2014 – CEEBJA, os quais tiveram oportunidade de
interagirem com várias atividades, reconhecer carboidratos, proteinas e os lipídios
nos alimentos através de experiências, conhecer as opções de trocas de alimentos
que contém os mesmos nutrientes e elaborando um cardápio contemplando todos
os nutrientes necessários a uma ao alimentação.
PALAVRAS-CHAVE: Metabolismo. Alimentos. Carboidratos. Proteínas. Lipídios.
_______________________
1 Professora PDE licenciada em Biologia e pós-graduada em Instrumentalização do Ensino de
Ciências – FAFIJA-PR
2Professor Doutor em Alergia e Imunopatologia pela Universidade de São Paulo. Chefe do
Departamento de Biologia Geral (2010-2014). Presidente da Comissão de Ética no uso de Animais:
Editor Chefe da Revista Publicativo UEPG Ciências Biológicas e da Saúde.
INTRODUÇÃO
A
Biologia,
muitas
vezes
pode
se
tornar
muito
abstrata
ou
descontextualizada para os alunos.
Contextualizar significa abordar os conteúdos de forma a identificar a
situação na qual o aluno está inserido, ou seja, deve-se estabelecer uma relação
entre o que o aluno aprende na escola e sua vida cotidiana. Com isso, a
aprendizagem terá significado e será fundamental para a formação de um aluno
criativo, com pensamentos críticos, com capacidade de abstração, de trabalhar
sozinho ou em equipe e de aceitar críticas, de se comunicar e de pesquisar, de
desenvolver trabalho que beneficie a comunidade onde está inserido, um aluno que
se preocupe com causas sociais, com melhoria da qualidade de vida, assim
estaremos formando um cidadão.
Ao trabalhar os conteúdos: metabolismo dos carboidratos, proteínas e
lipídios é essencial que o aluno perceba a importância dessas substâncias para as
funções do organismo, quais os alimentos onde são encontrados, o que causa sua
falta ou seu excesso e como podemos nos alimentar de uma forma saudável sem
sentir fome ou fraqueza, sem aumentar o peso corporal.
Acredita-se com os conteúdos trabalhados na realidade dos alunos, com
atividades práticas teóricas, eles passam a contestar os benefícios de uma
alimentação saudável e os malefícios de uma alimentação errada levando ao
surgimento de doenças metabolicas.
Ao finalizar, os alunos deverão ser capazes de melhorar e até mudar seus
hábitos alimentares, e perceber que a alimentação saudável não é sinônimo de uma
alimentação cara fora da realidade da maioria dos brasileiros.
1. A PESQUISA
Este trabalho foi realizado no CEEBJA de Wenceslau Braz, com os alunos
do coletivo de Biologia do primeiro semestre do ano de 2014. Desenvolveu-se uma
reflexão sobre o metabolismo dos grupos de alimentos que contém carboidratos,
proteínas e lipídios.
Como nossos alunos são jovens e adultos, alguns já são pais e mães e
partimos da problematização.
“Brasil vive epidemia de Obesidade”
Dieta inadequada e sedentarismo são as principais causas do problema que
já atinge 16% da população entre 05 a 09 anos, conforme os últimos dados
do IBGE; na mesma faixa etária mais de 30% apresentam excesso de peso
(Carolina Avansini – Folha de Londrina – 10/02/2013)”
Alimentação
inadequada
é
uma
realidade,
que
nos
traz
como
consequência doenças metabolicas. Pretendeu-se com o estudo do metabolismo
dos carboidratos, proteínas e lipídios provocar mudanças nos hábitos alimentares
dos alunos e de suas famílias.
Tomamos com ponto de partida a reportagem e procuramos despertar
nos alunos interesse pelo conhecimento da composição dos alimentos juntamente
com suas funções no organismo. Pois alguns alunos encontram-se acima do peso,
ou tem filho na faixa etária citada na reportagem.
Para o bom desenvolvimento deste trabalho, levamos em consideração
que a Educação para Jovens, Adultos e Idosos é uma modalidade de ensino
diferenciada que tem como referencial para construção do conhecimento, o
atendimento ao perfil do aluno, torna-se necessário compreender o sentido deste
processo na vida do aluno que não teve acesso ou continuidade de seus estudos na
idade escolar, por vários motivos.
Na base da organização do trabalho pedagógico na EJA está o objetivo
de desenvolver processos de formação humana ligados a contextos sócio históricos,
cultural e econômico com a finalidade de reverter a exclusão e garantir aos
educandos (Jovens, Adultos e Idosos) o acesso, a permanência e o sucesso no
início ou no retorno desses, à escolarização básica como direito fundamental.
Os conteúdos estruturantes são saberes, conhecimentos de grande
amplitude, que identificam e organizam os campos de estudo de uma disciplina
escolar, considerados fundamentais para abordagens pedagógicas dos conteúdos
específicos e conseqüente compreensão de seu objeto de estudos e ensino (DCE,
pag. 55, 2008). Os conteúdos estruturantes da EJA são os mesmos do ensino
regular nos níveis Fundamental e Médio, porém com encaminhamento metodológico
diferenciado (DCE – EJA).
Os conteúdos estruturantes apresentados (DCEs) na disciplina de
Biologia são quatro modelos interpretativos do fenômeno VIDA, em momentos
diferentes da história da construção humana.
Os conteúdos estruturantes foram assim definidos:
a) Organização dos seres vivos;
b) Mecanismos Biológicos;
c) Biodiversidade;
d) Manipulação Genética.
Foram desenvolvidos metodologicamente juntos aos eixos articulados
para o EJA. Os eixos são: a cultura, o trabalho e o tempo.
Relacionando o tema metabolismo dos carboidratos, proteínas e lipídios
com o conteúdo estruturante “Mecanismos Biológicos” conforme as diretrizes
curriculares de Biologia do Estado do Paraná, mostra-se a ligação entre o
mecanismo e a composição dos alimentos juntamente com o metabolismo dos
carboidratos,
proteínas
e
lipídios,
oportunizando
a
criação
de
atividades
diversificadas que envolva os conteúdos: obesidade, doenças metabólicas,
classificação dos alimentos quanto aos nutrientes e quanto a função exercida no
organismo, alimentação básica dos brasileiros, a alimentação ideal, quantidade de
calorias.
Para as ações deste estudo e para alcançar os objetivos propostos,
optou-se pelo método da Prática Social de Saviani (1977) e Gasparin (2002) que
formalaram com a finalidade de superar os métodos tradicionais.
O método da prática social reforça a ação construtivista e segue cinco
passos descritos a seguir:
a) A prática social caracteriza como ponto de partida, com o objetivo de
dar significado ao senso comum trazido pelo aluno a respeito do conteúdo
trabalhado.
b) A problematização é o momento de apontar as questões a serem
resolvidas, após a abordagem do conteúdo com os conhecimentos adquiridos.
c) A instrumentalização é a apresentação dos conteúdos sistematizados
para os alunos assimilarem e os transformarem em instrumento para a construção
do conhecimento.
d) A catarse é a aproximação entre o conhecimento adquirido pelo aluno
e o problema em questão.
e) O retornoà pratica social se caracteriza pela apropriação do saber
concreto, capacitando o aluno a atuar na construção de uma sociedade mais
igualitária. O aluno passa a ter maior compreensão do conhecimento científico numa
visão sintética. O processo educacional põe-se a serviço da referida transformação
das relações de produção.
Quando trabalhamos metabolismo, nossos objetivos foram: conceituar
metabolismo, entender como ocorre o metabolismo no organismo humano,
compreender a relação metabolismo, nutrição e alimentos.
Começamos
com
a
Pratica
Social
Inicial
do
conteúdo,
com
questionamentos orais: “O que vem em sua mente quando ouve a palavra
metabolismo? Metabolismo e alimentação, tem alguma relação?” Após ouvir as
respostas e anotar na lousa, foi relembrado de maneira expositiva o conceito de
metabolismo, suas etapas, a relação entre metabolismo, nutrição e alimentos e
foram esclarecidas as dúvidas que surgiram.
Problematização:
“Brasil vive epidemia de Obesidade”
Dieta inadequada e sedentarismo são as principais causas do problema que
já atinge 16% da população entre 05 a 09 anos, conforme os últimos dados
do IBGE; na mesma faixa etária mais de 30% apresentam excesso de peso
(Carolina Avansini – Folha de Londrina – 10/02/2013)”
Feitas as discussões sobre a situação problema apresentada, relatadas
as supostas
soluções para resolver o problema, iniciou-se o terceiro passo: a
instrumentalização.
Na instrumentalização fizemos a leitura comentada e participativa dos
textos: metabolismo, nutrição e alimentos. Estes textos constam na Unidade Didática
que cada aluno recebeu. Nos textos é demonstrado de forma simples e didática, o
conceito de metabolismo, como o organismo humano realiza os tipos de
metabolismo e sua finalidade. E a importancia da nutrição para a manutenção do
equilibrio do organismo. Descreve a composição quimica, organica e mineral dos
alimentos, a função exercida por cada uma. No final desta etapa os alunos já tinham
formado os conceitos científicos.
O quarto passo, a catarse, se deu pela resolução das atividades escritas
que foram bem diversificadas.
O quinto e último passo, Prática Social dos Conteúdos, aconteceu no
momento de correção das atividades, onde todas as dúvidas foram esclarecidas.
E com mesmo método da Prática Social de Saviani (1977) e Gasparin
(2002), foi trabalhado os carboidratos, proteínas e lipídios seguindo os cinco passos.
Com o conteúdo carboidratos escolhemos os seguintes objetivos: saber o
que é carboidrato e reconhecer os carboidratos como nutrientes.
Prática Social Inicial do Conteúdo: por meio de questionamentos orais,
procuramos saber o que os alunos conheciam de carboidratos. A seguir, fizemos
uma exposição oral sobre carboidratos.
Problematização:
foi
iniciada
com
as
questões:
“O
que
são
carboidratos?” “Quais suas fontes?” “ Quais são suas funções?” “Os carboidratos
viram açucar no organismo?” “Devemos ingerir alimentos ricos em carboidratos?”
“Os carboidratos fazem mal ou fazem bem à saúde?”.
Instrumentalização: foi realizada uma leitura explicativa e comentada do
texto “carboidratos” (Cesar e Sezar, 2008) e a apresentação do vídeo: “Carboidratos
pt.3 – metabolismo – https://www.youtube.com/watch?u=56b81xglsky, acesso em
18/11/2013, as 10:50.
Catarse resolução das atividades escritas e a aula prática sobe
carboidratos: Prática de Detecção do Amido em Diferentes Amostras de Alimentos.
Prática Social Final do Conteúdo: ocorreu durante a correção das
atividades escritas, onde foram esclarecidas as dúvidas e no decorrer da aula
prática, e logo após foi feito o relatório.
Proteínas: escolhido os seguints objetivos:
a) Saber o que é proteína
b) Reconhecer proteína como nutriente
c) Analisar onde as proteínas estão presentes no corpo humano
d) Identificar as fontes e funções das proteínas.
Prática Social Inicial dos Conteúdos
Foi realizada uma exposição oral sobre proteínas e logo em seguida
alguns questionamentos junto aos alunos para a verificação sobre o conhecimento
dos mesmos em relação às proteínas.
Problematização
O que causa a falta de proteínas no organismo humano? O excesso de
proteínas pode causar algum mal ao ser humano? Quais são suas fontes e funções
no organismo humano?
Instrumentalização
Leitura, compreensão e interpretação do texto “Proteínas” (Cesar e Sezar,
2007). Um texto completo com o conceito de proteínas, com as principais funções,
ligações peptídicas, estrutura da proteína, constituição do fio proteico , forma da
molécula.
Catarse
Resolução das atividades escritas e participação na aula prática:
Detecção de Proteínas por meio do teste de biureto.
Prática Social Final do Conteúdo
Aconteceu em dois momentos: durante a correção das atividades escritas
onde foram esclarecidas as dúvidas e no decorrer da aula prática, sendo o conteúdo
revisado e finalizado com um relatório.
Para o conteúdo lipídios foram escolhidos os seguintes objetivos: saber
que é lipídio e identificar as fontes e funções dos lipídios.
Prática Social Inicial do Conteúdo
Foi realizada uma conversa informal sobre alimentos ricos em gordura,
quais os alunos preferem, onde são encontrados, quais suas funções, quais suas
fontes. Para verificação do quanto os alunos sabiam sobre lipídios.
Problematização
“Você consome alimentos ricos em lipídios? E seus familiares?” “O que é
colesterol?” “Será que o colesterol faz mal à saúde?”
Instrumentalização
Foi realizada uma leitura explicativa e comentada do texto “lipídios” e
apresentação do vídeo “aterosclerose” que é uma viagem no interior das artérias
explicando
como
ocorre
a formação de
placas
aterioscteróricas
e
suas
consequências para o organismo humano. (http://pt.wektionary.org.wiki/colesterol).
Catarse
Resolução das atividades escritas e participação na aula prática: Leite
Psicodélico com corante e detergente.
Prática Social Final do Conteúdo
Foi realizada em três momentos: logo após a apresentação do vídeo
aterosclerose, os alunos fizeram uma síntese sobre o vídeo que poderia ser feita
individul ou em dupla e apresentada à turma e comentada pela professora e os
alunos. No segundo momento as atividades escritas, durante a correção as dúvias
tiradas. E o terceiro momento a aula prática: Leite Psicodélico com corante e
detergente e a elaboração do relatório.
Trabalhamos todos os conteúdos propostos. Fizemos a leitura e
interpretação da reportagem da Revista Galileu: “Há calorias que engordam mais e
calorias que engordam menos?”
CEEBJA W. Braz – Alunos pesquisando sobre alimentos.
Analisamos o cardápio do CEEBJA de Wenceslau Braz, chegando à
conclusão de que a merenda contempla os nutrientes essenciais para um bom
funcionamento do nosso organismo. E cada aluno elaborou um cardápio utilizando a
lista de troca de alimentos.
CEEBJA W. Braz – Merenda diversificada e de qualidade.
CEEBJA W. Braz – Fila para a distribuição da merenda.
CEEBJA W. Braz – As frutas fazem parte do cardápio diário.
Trabalho em rede: Formação Continuada
No primeiro semestre de 2014, iniciou-se o trabalho em rede com os
professores da Rede Estadual de Ensino no Paraná.
Foi realizado treinamento para trabalhar no ambiente Moodle adicionando
materiais que foram trabalhados para promover a interação entre os professores
inscritos no GTR. Iniciamos as atividades como tutora responsável pelas atividades
propostas pelo curso.
Os professores inscritos residiam em várias cidades do Estado do Paraná
e este contato enriqueceu a troca de experiências entre os participantes cada um
com uma realidade diferente.
O GTR foi apresentado em módulos e a cada módulo foi disponibilizado
material para apreciação e análise.
No desenvolvimento do GTR, os professores relataram a importância do
tema O Metabolismo dos Carboidratos, Proteínas e Lipídios para que nossos alunos
tenham uma alimentação saudável e não fiquem só no modismo do momento.
Quanto à Unidade Didática desenvolvida, os professores participantes
concordaram que estava dentro do que foi proposto e muitos falaram que iam usar
em suas aulas.
As ações de implementação foram lidas e realizados comentários
elogiando o trabalho realizado. Relatos e sugestões enriqueceram todo o GTR
contribuindo assim, para que o ensino-aprendizagem se torne efetivo.
CONCLUSÃO
Os resultados obtidos com a implementação da Unidade Didática:
Entendendo o Metabolismo dos Carboidratos, das Proteínas e dos Lipídios, foram
satisfatórios diante dos objetivos propostos.
A implementação ocorreu com os alunos do coletivo de Biologia do
primeiro semestre de 2014 do CEEBJA Wenceslau Braz.
Para suporte dessa implementação, utilizou-se o referencial de vários
estudiosos, além das Diretrizes Curriculares do Estado do Paraná para a disciplina
de Biologia e as Diretrizes Curriculares do Estado do Paraná para Educação de
Jovens e Adultos.
Em todos os momentos do trabalho realizado teve-se o aval do Professor
Doutor (orientador) Giovani Marino Favero, a aceitação e participação dos alunos, da
equipe pedagógica, direção, agentes de execução I e II e dos professores de outras
disciplinas.
Após o encerramento do projeto, observou-se que os alunos olham
diferente para a merenda fornecida no CEEBJA. Tomaram consciência que é um
alimento balanceado contemplando os grupos de nutrientes essenciais ao bom
funcionamento do organismo. Merenda esta, enriquecida pelos alimentos do Projeto
Agricultura Familiar - Fome Zero.
O primeiro passo para uma mudança na alimentação correta foi dado,
levando o conhecimento dos valores nutritivos dos alimentos e a necessidade de
manter uma alimentação variada e saudável. Acredita-se que muitos dos alunos
mudaram seus hábitos alimentares para melhor.
REFERÊNCIAS
FIGUEIREDO, Maria Teresinha; CONDEIXA, Maria Cecília Guedes. Ciências:
Atitude e Conhecimento. 1ª Ed. São Paulo: FTP, 2009
GUELSIN, Maria de Lourdes Marquezini. Alimentos e Necessidades Nutricionais. O
Professor PDE e os Desafios da Escola Pública Paranaense. Maringá. V. n. ii.
2008.
LORDELO. Roberta A., MANCINI, Marcio C., CERCATO, Cíntia. Eixos Hormonais
na Obesidade: Causa ou Efeito? Arq Bras Endocrinol Metab. São Paulo. v. 51, n.
1, 2007.
PEDROSA, Rogério Graça, DONATO JUNIOR, José, TIRAPEGUI, Julio. Dieta Rica
em Proteína na redução do Peso Corporal. Rev. Nutr., Campinas. v. 22, n. 1, p. 105111, jan/fev., 2009.
SANTOS, Maria Ângela dos. Biologia Educacional. 17 ed. São Paulo: Editora
Ática, 2005.
Projeto Araribá: Ciências. Obra coletiva concebida, desenvolvida e produzida pela
Editora Moderna. 1ª ed. São Paulo: Moderna, 2006.
SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos; MÓL, Gerson de Souza (org.). Química e
sociedade. Volume unico. Ensino Médio. São Paulo: Nova Geração, 2005.
SOARES, José Luiz. Dicionário Etimológico e circunstanciado de Biologia. São
Paulo: Editora Scipione, 2005.
JUNIOR, Cesar da Silva; SEZAR, Sasson. Biologia. Vol 1 e 2. 8º ed. São Paulo:
Sarcuva, 2005.
PARANA. Secretaria de Estado da Educação do Paraná. Diretrizes curriculares da
Educação básica - Biologia.
PARANA. Secretaria de Estado da Educação do Paraná. Diretrizes curriculares da
Educação básica para jovens e adultos.
DANON, José (Coord.); POLINI, Luciana (org.). Guia de calorias de A a Z. São
Paulo: Estação Liberdade, 2002.
http://pt.wektionary.org.wiki/colesterol, acesso em 17/11/2013.
https://www.youtube.com/watch?u=56b81xglsky, acesso em 18/11/2013.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards