Química - Sistema de Ensino Futuro

Propaganda
Química
Módulo 5
Verdadeira.
Verdadeira.
4.
Questões de aplicação
1.
2.
O modelo atômico apresentado é o modelo de Bohr. No
modelo de Bohr, os elétrons giram em torno do núcleo,
em níveis específicos de energia, chamados de camadas.
No caso do modelo do átomo de hidrogênio apresentado,
pode-se observar que a órbita não é elíptica, e o elétron
gira em torno do núcleo, em uma região própria, ou em
uma camada chamada de camada K. Aceita-se também
a resposta como modelo de Rutherford-Bohr.
5. 01- Falsa: Partículas alfa eram conhecidas e definidas
como núcleos de átomos de Hélio, logo positivas;
02- Falsa: A massa dos elétrons é desprezível em relação
a massa do núcleo, logo elétrons não seriam capazes de
desviar a trajetória das partículas alfa.
Questão interdisciplinar
A. Podemos entender que o fato de uma a cada 105
partículas alfa representa uma probabilidade de acerta o
núcleo do átomo. E essa probabilidade se repete 1000 vezes, pois temos 1000 camadas de átomos. Considerando
o átomo como uma esfera, a vista frontal seria um círculo.
O núcleo também pode ser considerado uma esfera, e
novamente a visão frontal seria um círculo.
a) Isótopos do elemento químico carbono de números
de massa 12 e 14.
98, 90 × 12, 000 + 1, 10 × 14, 003
=
100
1186, 80 + 15, 4033
= 12, 02uma
100
b) MA =
3.
A. O Modelo do Sistema Planetário de Rutherford menciona: núcleo central positivo, pequeno e denso, com
elétrons girando ao redor, como planetas em torno do
Sol.
4.
B. Modelo de Thomson: Esfera positiva não maciça e eletricamente neutra devido às cargas negativas espalhadas
por sua extensão.
5.
As partículas que desviam da trajetória acertam o núcleo.
As que não sofrem desvio passaram ao lado do núcleo.
Logo, podemos estimar o tamanho do núcleo em relação
ao átomo como sendo a razão entre o número de partículas que acertam o núcleo e o número de partículas
que atravessaram a lâmina. Assim:
RN
287
=
⇒ RN = 10−4 × R A
R A 2, 87 × 106
Concluímos que o raio do núcleo é 104 vezes menor
que o raio do átomo.
Apenas a afirmação (01) é falsa pois gases em geral só
apresentam boa condutividade elétrica quando são armazenados sob baixa pressão e alta voltagem, pois isso
facilita a ionização dos átomos.
Devemos acertar o círculo menor (núcleo) e temos um
círculo maior (átomo). Poderemos entender a probabilidade como razão entre as áreas do círculo menor e do
círculo maior. Logo:
1
π × (RN )2
= 103 ×
⇒
5
10
π × (R A )2
(RN )2 =
(10−8 )2
= 10−24 ⇒ RN = 10−12 cm
105 × 103
Conhecendo o ENEM
1.
5-3-4-2-1
Módulo 6
Questões de aplicação
1.
A
O-2: 1s2 2s2 2p6
8
Questões complementares
1.
Prótons, nêutrons e elétrons.
2.
C. O modelo proposto por Dalton não menciona a existência de cargas elétricas no átomo.
3. Falsa, pois a experiência foi realizada com uma fina película de ouro.
Verdadeira.
Falsa, pois os prótons encontram-se no núcleo ao passo
que os elétrons encontram-se na eletrosfera.
9
F-1: 1s2 2s2 2p6
2.
A. Para termos um íon, é necessário que o número de
prótons seja diferente do número de elétrons.
3.
C. Podemos entender que o raio de um átomo é uma
medida indireta de seu tamanho. Na formação de um
ânion, o átomo ganhou elétrons, tendo sua eletrosfera
aumentada, logo seu raio aumentou. Na formação de um
cátion, o átomo perdeu elétrons, tendo sua eletrosfera
reduzida, logo seu raio diminuiu.
Se A é maior que B, A representa o ânion e B representa
o cátion.
4.
5.
4.
Subnível s totalmente preenchido implica em distribuição
terminada em ns2, logo temos apenas o Sr atendendo
tal condição.
C. Isótopos são átomos de mesmo número atômico e
diferentes números de massa.
Ca42; 18Ar40
5.Fe+2: 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 3d6
20
Se X e Ca são isótopos, X apresenta número de prótons
igual a 20.
Se X e Ar são isóbaros, X apresenta número de massa
igual a 40.
Como A = Z + n, para X temos: 40 = 20 + n
Questões complementares
1.
Na: 1s2 2s2 2p6 3s1;
No segundo nível de energia, n = 2, e = 1. Para = 1,
m pode variar entre –1, 0 ou +1. Assim, temos apenas
a opção C.
n = 20.
B
2.
30
I. (F) São isótopos, igualmente em número atômico.
3.
D
III. (F) O primeiro isótopo tem 8, o segundo 9 e o terceiro
isótopo 10 nêutrons.
2.
A
Cr: 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2 3d4
Cr+3: 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 3d3
4.
5.
Y+2 apresenta 18 elétrons,como o ânion é isoeletrônico
tem 18 elétrons,então o átomo que formou esse ânion
apresenta número atômico 15.
pode ser 0 (m = 0), 1 (m = –1, 0 ou +1),
Para n = 4
2 (m = –2, –1, 0, +1 ou +2) ou 3 (m = –3, –2, –1, 0, +1,
+2 ou + 3); s = +½ ou –½ .
5.
A30
B30
15
B
I.Verdadeiro;
20
14
E
pode ser 0 (m = 0), 1 ( m = –1, 0 ou +1)
Para n = 3
ou 2 (m = –2, –1, 0, +1 ou +2); s = +½ ou –½.
IV. (F) A massa atômica é a média ponderada de todos
os isótopos.
D. Na tabela é representada por símbolos em ordem
crescente de número atômico(prótons) e pode apresentar
vários isótopos com número de nêutrons diferentes.
Zn+2: 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 3d10
24
4.
I. (F) São os elétrons.
3.
C
11
Questões complementares
1.
D
II. Falso: número de prótons corresponde ao número
de prótons no núcleo;
C31 , o átomo C apresenta 16 nêutrons.
III. Falso: número de massa corresponde à soma do
número de prótons com nêutrons;
15
Questão interdisciplinar
IV.Verdadeiro;
D. Questão interdisciplinar envolvendo princípio multiplicativo e formulação química.
V.Verdadeiros.
A molécula de água é constituída por 3 átomos: 2 átomos
de H e 1 átomo de O, assim, o número de tipos diferentes
de moléculas de água é dado por:
Questão Interdisciplinar
D. Lembrando que uma progressão aritmética corresponde a uma sequência onde cada termo é igual ao anterior
acrescido de uma parcela fixa denominada razão. Logo,
podemos ter a PA: a, a+r, (a+r) +r,...
2 . 3. 1. 3 = 18
(multiplica o número de átomos de H com o número de
isótopos)
Átomo mais pesado é do elemento químico ferro: Z = 26;
e como no átomo mais leve da série Z = n, temos:
(multiplica o número de átomo de O com o número de
isótopos)
A=Z+n
A = Z + Z = 2Z
X (n = Z)
A = 2Z;
ensino MÉDIO 1.a SÉRIE
Z
Módulo 7
Y (n = Z + 5)
Z+4
W (n = Z + 10)
Z+8
A = 2Z + 18;
1.
T (n = Z + 15)
Z+12
A = 2Z + 27;
A
Falso: 4s2 4p6 4d10 4f14
32 elétrons.
Z+16 = 26
Verdadeiro.
Ag: 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2 3d10 4p6 5s1 4d10;
Elétron mais externo
A = 2Z + 36;
Z = 10.
X20, 14Y29, 18W38, 22T47, 26Fe56.
10
Terceiro átomo da série: A = 38
47
nível mais afastado: 5s1.
n = 5; = 0; m = 0; s = -½
3.
D
K+1 possui 20 nêutrons e distribuição eletrônica 1s2 2s2
2p6 3s2 3p6 (18 elétrons).
K possui 19 elétrons e 19 prótons.
2
Fe (n = Z + 20)
Z+16
Falso: 26Fe: 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 3d5.
2.
A = 2Z + 9;
Módulo 8
1.
Trifásico com um componente.
2.
Uma fase, pois trata-se de um sistema homogêneo.
3.
a) 10°C a 20°C
b) 20°C a 40°C
c) 40 °C
4.
B. 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2 3d10 4p3. As perde 3 elétrons
na camada de valência.
5.
C. Quando o elétron está na camada externa e passa para
camada interna libera energia em forma de luz(fóton).
6.
A. Carga nuclear: prótons + nêutrons,não houve alteração no núcleo. Ocorreu perda ou ganho de elétrons na
eletrosfera.
7.
D
1 fase: C7H8 + I2
2 fase: água destilada
3 fase: CC 4 + I2
São quatro componentes: C7H8 + I2 + H2O + CC
4
São cinco elementos químicos: C, H, O, I e C
8.
B. Fósforo branco e fósforo vermelho.
Enxofre rômbico e enxofre monoclínico.
9.
B. O material Z está acima do ponto de ebulição.
10. C. A gasolina comum é constituída de 76% de gasolina
comum e 24% de álcool anidro, portanto uma mistura
homogênea.
11. E. Homogênea (solução formada por líquidos miscíveis),
ebulição (passagem do estado líquido para o estado gasoso) e azeotrópica (substância com o patamar no ponto
de ebulição).
12. F – V – V – V
O principal setor industrial em Goiás, é a indústria farmacêutica.
GABARITO COMENTADO
3
4
ensino MÉDIO 1.a SÉRIE
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

teste

2 Cartões juh16

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards