Alexandre Monte

Propaganda
RELATO DE UM PROJETO INTERDISCIPLINAR NA EJA
COM ALUNOS DE 5ª A 8ª SÉRIE
Práticas Escolares e não-escolares e Organizações Alternativas
Alexandre Monte ( Professor de Língua Portuguesa )
Delmara Cava ( Professora de Geografia )
Fernanda Sampaio ( Professora de História )
Ofélia Aizza ( Professora de Língua Portuguesa )
“O ofício de ensinar não é para aventureiros, é para
profissionais, homens e mulheres que, além dos
conhecimentos na área dos conteúdos específicos e da
educação, assumem a construção da liberdade e da
cidadania do outro como condição mesma de
realização de sua própria liberdade e cidadania”.
Ildeu Moreira Coelho
A temática deste relato é o projeto Astronomia que foi desenvolvido por nós,
professores da EMEB Artur Natalino Deriggi da cidade de São Carlos, com alunos de 5ª a 8ª
série da Educação de Jovens e Adultos (EJA).
Temos uma heterogeneidade muito presente nessa comunidade. São pessoas
migrantes que, em sua maioria, vieram do Paraná, Minas Gerais e do Nordeste. É uma
comunidade periférica e a maioria das famílias que nela vivem têm uma vida economicamente
difícil, entre outras dificuldades de ordem social.
No entanto, a maior parte dos jovens e adultos que moram nessa comunidade
movem-se para a escola com forte motivação, buscam dar uma significação social para suas
competências, articulando conhecimentos, habilidades e valores. Sabemos que a educação,
como uma chave indispensável para o exercício da cidadania na sociedade contemporânea,
possibilita ao indivíduo jovem e adulto retomar seu potencial, desenvolver suas habilidades,
confirmar competências adquiridas na educação extra-escolar e na própria vida.
Sendo assim, nosso objetivo, com o projeto Astronomia, foi ampliar o
conhecimento dos alunos através da diversificação de estratégias de ensino e, dessa forma,
obter um maior envolvimento e participação dos mesmos no processo ensino-aprendizagem.
Foi um trabalho interdisciplinar que representa o esforço desse coletivo em atender as três
funções básicas da EJA: reparadora, equalizadora e qualificadora.
A princípio, pode parecer que o conhecimento sobre Astronomia é mera
curiosidade, informação com pouca importância para o nosso dia-a-dia. Na realidade, há
milhares de anos as descobertas da Astronomia fazem parte do nosso cotidiano e nos ajudam a
1
ter uma idéia melhor de como é o mundo e o universo em que vivemos. Afinal, até mesmo a
maneira como contamos o tempo (dia, mês e ano) é baseada em observações astronômicas.
Inicialmente os alunos tiveram uma aula expositiva sobre a formação do nosso
Sistema Solar. Em seguida, eles foram organizados em grupos e cada grupo ficou responsável
por ler, discutir e resumir um texto informativo sobre um dos planetas.
Com o propósito de socializar as informações contidas nos textos trabalhados,
cada grupo apresentou seu resumo, esclareceu dúvidas, trocou informações e opiniões com
toda a classe.
A discussão dos textos gerou a confecção coletiva de uma tabela que organizou
os dados mais relevantes sobre cada um dos nove planetas ( distância do Sol, diâmetro,
distância da Terra, período de rotação, período orbital, se possui satélites e anéis, temperaturas
mínima e máxima). Essa tabela mostrou uma relação de dados que foi importante na
montagem coletiva de uma maquete do Sistema Solar. Além da maquete, os alunos montaram
um Sistema Solar de arame com esferas de isopor de diferentes tamanhos, fazendo uma
representação do diâmetro do Sol e dos demais planetas.
Vale lembrar que a descoberta do décimo planeta, Sedna, foi bastante discutida
nas aulas. Afinal, os astrônomos já descobriram muitos fatos sobre o universo, mas ainda há
muito por descobrir.
Uma outra atividade desenvolvida foi o uso e a etimologia das palavras.
Mostramos como os nomes relacionados com a Astronomia entraram no uso de diferentes
línguas e culturas. O aluno soube, por exemplo, por que algumas línguas usam a Astronomia
nos nomes dos dias da semana, e o mesmo não acontece na nossa língua.
Os sete dias da semana
Antigos Espanhol Francês
Alemão
Inglês
Lua
Lunes
Lundi
Montag
Monday
Marte
Martes
Mardi
Dienstag
Tuesday
Mercúrio Miércoles Mercredi Mittwoch
Wednesday
Júpiter
Jueves
Jeudi
Donnerstag Thursday
Vênus
Viernes
Vendredi Freitag
Friday
Saturno
Sábado
Samedi
Samstag
Saturday
Sol
Domingo Dimanche Sonntag
Sunday
Português
Segunda-feira
Terça-feira
Quarta-feira
Quinta-feira
Sexta-feira
Sábado
Domingo
Como vemos, os aprendizes puderam notar que, em diversas línguas, os
nomes, de pelo menos alguns dias da semana, ainda têm relação com os nomes dos sete
2
deuses associados aos sete astros reverenciados pelos povos de antigamente. Nesse momento,
fizemos uma fascinante “viagem” pela história: falamos dos deuses, dos povos antigos, dos
grandes astrônomos...
A consulta e discussão de biografias de vários astrônomos como Galileu
Galilei, Nicolau Copérnico, Aristóteles, Ptolomeu, Filolau e Aisten, aproximou os alunos das
diferentes teorias da formação do universo, desde antes de Cristo com Filolau, que afirmava
existir no centro do universo um Fogo Central e corpos celestes girando ao seu redor,
passando por Ptolomeu com o geocentrismo até Copérnico com o heliocentrismo.
Com pesquisas realizadas na Internet e na biblioteca da escola, foi possível
também descobrir que a origem dos nomes dos planetas do Sistema Solar se deu através de
nomes de deuses gregos.
A possibilidade da existência de vida em outros planetas, até mesmo em outras
galáxias, foi muito questionada e discutida. Relatos de supostos contatos com objetos
voadores não identificados (OVNI) resultaram em ricas produções de textos.
Como já foi mencionado, no decorrer do projeto foram desenvolvidas
atividades de leitura, discussão e produção coletiva de textos, confecção de tabelas, maquetes
e cartazes. Procuramos explorar adequadamente as várias opções metodológicas para que a
comunicação se transformasse em conhecimento. Além das aulas expositivas e das pesquisas,
houve palestras, exibição de vídeos e, por último, visita ao observatório da USP. Visando
socializar os resultados com toda a escola e comunidade, foi realizada uma exposição com
todos os trabalhos realizados durante o projeto.
Para nós, educadores da EJA, foi uma experiência muito importante e
satisfatória, pois pudemos observar que os alunos atualizaram e adquiriram conhecimentos,
mostraram habilidades, trocaram experiências e demonstraram motivação para futuros
projetos interdisciplinares.
É importante ressaltar que estamos comprometidos com a adoção do
paradigma da educação continuada ao longo da vida, ou seja, a formação do indivíduo crítico,
consciente, capaz de atuar significativamente, interferindo e contribuindo para o
desenvolvimento da sociedade de que faz parte.
Bibliografia
MORAN, José Manuel, MASSETO, Marcos T., BEHRENS, Marilda Aparecida. Novas
tecnologias e mediação pedagógica. Campinas: Papirus, 2000.
3
MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. São Paulo: Cortez,
UNESCO, 2000.
Parecer CNE/CEB n° 11/2000 – Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação de Jovens
e Adultos.
RIOS, Terezinha Azerêdo. Compreender e ensinar: por uma docência da melhor qualidade.
São Paulo: Cortez, 2002.
4
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Criar flashcards