texto de opinião - Associação Portuguesa dos Nutricionistas

Propaganda
Hipertensão Arterial
Uma doença silenciosa que mata ou mutila centenas de milhares de portugueses
A Pressão Arterial (PA) é a força com que o sangue circula pelo interior das artérias
no corpo. A Hipertensão Arterial (HTA) ocorre quando esta pressão se encontra elevada de
forma crónica. A PA tem duas medidas: a pressão arterial sistólica ou "máxima" e a pressão
arterial diastólica ou "mínima". A primeira corresponde ao momento em que o coração
contrai, enviando o sangue para todo o corpo. A segunda ocorre quando o coração relaxa
para se voltar a encher de sangue.
Em Portugal, segundo os dados do mais recente estudo nacional (o Estudo PHYSA,
levado a cabo pela Sociedade Portuguesa de Hipertensão) 42% dos portugueses sofrem
desta doença.
Considera-se que uma pessoa é hipertensa, quando apresenta, em pelo menos duas
ocasiões diferentes, um dos valores de PA (sistólica ou diastólica) ou ambos, iguais ou
superiores a 140/90mmHg, determinados por um profissional treinado e utilizando um
aparelho calibrado e validado.
Os doentes com HTA têm um maior risco de morte ou desenvolvimento de
determinadas patologias, como a insuficiência cardíaca, acidentes vasculares cerebrais
(AVC), enfarte do miocárdio, insuficiência renal, perda gradual da visão, esclerose das
artérias, entre outros. A adoção de um estilo de vida saudável pode prevenir o aparecimento
da doença e a sua deteção e acompanhamento precoces podem reduzir o risco de vir a
desenvolver estas patologias.
Esta doença não é só uma doença de adultos. Cerca de 12,8% das crianças e
jovens entre os 5 e os 18 anos têm a PA elevada. Na verdade, a Hipertensão Arterial
(HTA) entre as crianças e os adolescentes está a registar uma dimensão preocupante,
associada à obesidade. Tal deve-se em grande parte ao estilo de vida pouco saudável das
crianças (alimentação rica em gordura e pobre em fibras, longos períodos de tempo em
frente à televisão ou ao computador, raros momentos de brincadeiras ao ar livre, entre
outros.
Muitos pacientes com Hipertensão acumulam também outros Factores de risco para o
desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Estes Fatores de Risco Cardiovascular
podem ser classificados em dois tipos: modificáveis e não modificáveis. Os primeiros são
aqueles que, numa perspetiva de prevenção, podemos intervir e corrigir. Incluem o
tabagismo, a hipertensão arterial, a dislipidemia (colesterol elevado), a diabetes, a
obesidade, a inatividade física, o consumo excessivo de álcool e o consumo
excessivo de sal. Um estilo de vida saudável tem uma influência positiva em todos estes
fatores de risco.
É de realçar que estes fatores interagem e potenciam-se, tendo a sua associação um
efeito sinérgico, aumentando de forma considerável a possibilidade de surgimento de doença
cardiovascular.
É assim importante um seguimento regular no seu Médico, de forma a que seja feita
uma avaliação do seu risco cardiovascular global, tendo em consideração a presença
concomitante destas condições, e estabelecido um plano de intervenções individualizado que
favoreça o controlo de todos os fatores de risco modificáveis.
Numa altura em que a Sociedade Portuguesa de Hipertensão e a Associação
Portuguesa de Nutricionistas unem esforços para combater este flagelo nacional, importa
porventura salientar dois aspectos fundamentais que contribuem para o desenvolvimento de
Hipertensão e Doenças Cardiovasculares:
Uma Alimentação inadequada e consumo excessivo de sal: Uma dieta rica em
calorias, com alto teor de gorduras saturadas e pobre em nutrientes essenciais é prejudicial
à saúde e contribui para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. É sabido que um
elevado teor de sal na dieta é, também, um dos mais importantes fatores de risco no
aumento da Pressão Arterial . O consumo de sal em Portugal é de cerca de 10,7 gramas por
dia, por habitante, permanecendo assim cerca de duas vezes acima do valor recomendado
pela Organização Mundial de Saúde (OMS) – menos de 5g por dia. O sal é responsável não
só pelo aumento da pressão arterial, mas também pela descoordenação de vários eixos
hormonais que virão, pela sua acção a prejudicar também directamente os vasos sanguíneos
e a actividade cardíaca.
Aprenda a prevenir e a controlar a HTA
As estratégias preventivas, se aplicadas precocemente na vida, apresentam um
potencial enorme para prevenir o desenvolvimento de HTA e de reduzir a carga total de
doença hipertensiva e suas complicações. Para diminuir a pressão arterial e o risco
cardiovascular, as alterações no estilo de vida são largamente consensuais e devem ser
instituídas a todas as pessoas, independentemente da necessidade de terapêutica antihipertensora:
• Redução do consumo de sal na alimentação (encontra-se naturalmente não só
no sal de cozinha, mas também em vários alimentos, como os produtos de charcutaria, os
queijos curados, o pão, os alimentos enlatados, as refeições congeladas ou pre-cozinhadas);
Quando for fazer as suas compras não se esqueça: há alimentos que naturalmente contêm
elevados valores de sódio. Tome atenção aos rótulos e evite os que têm mais de 5% da
dose diária recomendada (DDR) de sódio ou com mais de 1,5 g de sal por 100 g.
• Dieta equilibrada: aumento do consumo de frutas, legumes; diminuição da ingestão
de gorduras saturadas presentes em certos alimentos (por exemplo carnes vermelhas, gema
de ovo, manteiga, queijos curados, produtos de charcutaria e alimentos pré-cozinhados);
• Moderação do consumo de álcool (por exemplo, um copo de vinho tinto à refeição);
• Prática regular de exercício físico, sobretudo com movimentos aeróbios (marcha,
corrida, natação ou dança);
• Abandono do tabagismo;
• Redução e/ou controlo do peso, caso se verifique excesso de peso ou obesidade.
A HTA, como doença crónica que é, necessita da terapêutica e vigilância
continuada no tempo, sendo importante não esquecer que a interrupção da terapêutica,
absoluta ou intermitente, pode associar-se a um agravamento da situação clínica.
Estes e outros conselhos de saúde relacionados com a Hipertensão Arterial e a redução
do
consumo
de
sal,
podem
ser
consultados
no
site
http://www.sphta.org.pt/pt/informacao_publico_vivasaudavel.asp?id=2
Sociedade Portuguesa de Hipertensão
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Criar flashcards