Relatório Social

Propaganda
2009/2010 Relatório Social
Hospital do Coração – Associação do Sanatório Sírio
Certificado pela
Joint Commission International
Rua Desembargador Eliseu Guilherme, 147 – CEP 04004-030
Paraíso – São Paulo – SP
Telefones – Geral: (11) 3053-6611 – Central de Agendamento: (11) 3889-3939
Pronto-Socorro: (11) 3889-9944 – Fax: (11) 3887-3363 – www.hcor.com.br
Relatorio Social Capa final2.indd 2-3
Padrão Internacional de qualidade
em atendimento médico e hospitalar
17/11/10 19:00
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 2
17/11/10 18:52
Índice
Carta da diretoria 05
Histórico 07
Linha do tempo 09
O HCor hoje 11
Cuidado com o paciente 17
Cuidado com os colaboradores 21
Cuidado com a sustentabilidade 28
Cuidado com a sociedade 35
Cuidado com o ensino e a pesquisa 41
Reconhecimento internacional 48
Gestão 50
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 3
17/11/10 18:53
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 4
17/11/10 18:53
05
Carta da
diretoria
Muito tempo antes de ter sido cunhada a expressão “Responsabilidade
Social”, conceito que sintetiza o compromisso de uma corporação com a
comunidade em seus múltiplos aspectos – do indivíduo ao meio ambiente -,
o Hospital do Coração já pautava suas ações por esses princípios. Para sermos
mais precisos, essa filosofia nasce em 1918, quando senhoras da coletividade
árabe se reúnem com a missão de ajudar crianças órfãs da Primeira Guerra
Mundial, o que seria o embrião da Associação do Sanatório Sírio.
Na década de 40, diante da gravidade do problema da tuberculose, a Associação
construiu o Sanatório Sírio, em Campos do Jordão, que por três décadas colaborou
eficientemente para minorar os problemas da doença. Felizmente, o avanço científico
transformou a tuberculose em afecção passível de tratamento ambulatorial. Voltou-se,
então, a entidade, na década de 70, para as doenças do coração construindo no bairro
do Paraíso, em São Paulo, o Hospital do Coração, inaugurado em 1976.
Nesses mais de 30 anos de atividade, o HCor conseguiu construir uma credibilidade baseada
no exercício ético de equipes multidisciplinares altamente qualificadas, que engrandecem a
medicina brasileira, o que lhe valeu o reconhecimento pela Joint Commission International.
Atualmente, faz parte dos seis hospitais de excelência reconhecidos pelo Ministério da Saúde
para a realização de projetos voltados ao desenvolvimento do SUS (Sistema Único de Saúde).
Seu Instituto de Ensino e Pesquisa encontra-se envolvido e coordenando estudos multicêntricos
da maior relevância para a cardiologia e para a saúde do País.
Nos últimos anos, o HCor passou a contar com equipes de outras especialidades, que vieram ampliar
o potencial de atendimento do hospital. Atento aos mais modernos avanços científicos e tecnológicos,
sucessivas ampliações colocam o HCor na fronteira do conhecimento em todas as áreas que atua. Este
relatório, mais do que uma prestação de contas das ações de responsabilidade social, traduz a própria
essência de uma instituição que surgiu e orientou toda a sua história a partir de um sólido compromisso
com a sociedade.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 5
D. Ivone Maksoud
Dr. Adib Jatene
Presidente da Associação do Sanatório Sírio
Diretor Geral do Hospital do Coração - HCor
17/11/10 18:53
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 6
17/11/10 18:53
Histórico
07
Uma trajetória
de cuidados
A preocupação de assumir um papel responsável na
sociedade orienta as ações da Associação do Sanatório
Sírio desde a sua fundação, em 1918. Naquele ano, um
grupo de senhoras da comunidade árabe junta-se para
formar a associação com o objetivo de ajudar crianças
órfãs da I Guerra Mundial.
promovidas pelo HCor, a unidade oferece também
atendimento gratuito a crianças cardiopatas, incluindo
atenção ambulatorial e procedimentos cirúrgicos. Dentro
desse programa, anualmente são realizadas cerca de
300 cirurgias de alta complexidade e 1.200 atendimentos
ambulatoriais.
Anos mais tarde, quando a tuberculose era considerada
uma das mais sérias ameaças à saúde pública, a associação
dedica-se à implantação de uma unidade hospitalar que
atendesse esses pacientes. Surge, assim, o Sanatório Sírio
de Campos do Jordão (SP), inaugurado em 1947.
Em 1996, é inaugurado o edifício que abriga as unidades
de terapia intensiva adulta e pediátrica, além de unidades
de internação.
Com a diminuição dos casos de tuberculose, na década de
1960 a entidade começa a discutir os primeiros projetos
para a construção de um hospital dedicado às cirurgias
torácicas, dando origem ao que seria o HCor – Hospital
do Coração.
Os planos avançam e em 1976 o HCor atende seu primeiro
paciente, no edifício que reúne unidades de internação,
centro cirúrgico e pronto-socorro.
Sempre atento à incorporação dos recursos tecnológicos
que possibilitam oferecer um atendimento do mais alto
padrão, em 1989 o HCor inaugura o Centro de Diagnóstico,
um dos mais modernos parques tecnológicos da
América Latina voltado à medicina diagnóstica, equipado
para a realização de exames de praticamente todas
as especialidades e graus de complexidade.
Também na década de 1980, é implantada a área
de cardiologia pediátrica, que oferece atendimento
especializado a crianças com cardiopatias congênitas
e problemas cardiológicos adquiridos, diagnosticados
na faixa pediátrica. Como parte das ações de filantropia
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 7
Em 2006, o HCor conquista a acreditação concedida
pela Joint Commission International (JCI), uma das mais
respeitadas certificações internacionais de qualidade
hospitalar e marco histórico que consolida a excelência
do hospital na prestação de serviços de saúde, tanto pela
qualidade quanto pela humanização do atendimento.
Nos anos seguintes, o HCor prossegue seu plano de
expansão. Em 2007, é incorporado ao complexo o edifício
da Rua Abílio Soares, onde funcionam áreas administrativas
e consultórios.
Em novembro de 2008, o HCor assina acordo com
o Ministério da Saúde para realização de uma série de
projetos de apoio ao desenvolvimento institucional do
Sistema Único de Saúde (SUS), por meio de trabalhos
de pesquisa, aprimoramento da gestão e formação de
profissionais na área da saúde. Com isso, os benefícios
gerados por uma instituição de excelência como o HCor
são estendidos para o conjunto da comunidade.
Em 2009, é inaugurado um novo prédio, na Rua Bernardino
de Campos, onde passam a funcionar o Instituto do Joelho,
a hemodinâmica, novas áreas de exames diagnósticos
e unidades de hospital-dia.
17/11/10 18:53
Sanatório Sírio de
Campos do Jordão
Centro de
Diagnóstico
Unidade especializada
para atender pacientes
carentes com tuberculose.
Um dos mais modernos
da América Latina.
1947
1918
1989
1976
1996
Hospital
do Coração
Ampliação
do HCor
Primeiro paciente
atendido.
Unidades de internação,
UTI e Hemodinâmica.
Origem da Associação
do Sanatório Sírio
Um grupo de senhoras
da comunidade árabe
junta-se com o objetivo
de ajudar crianças órfãs
da I Guerra Mundial.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 8
17/11/10 18:53
Linha do
09
tempo
Acreditação
CBA / JCI
Consolidação do
padrão de excelência.
2006
Benefícios estendidos
para a comunidade.
2008
2007
Edifício
Incorporado
ao Complexo
Centro administrativo,
IEP e Consultórios.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 9
Hospital de
Excelência a
Serviço do SUS
Unidade Fetal
Atendimento à
criança cardiopata
desde a vida
intrauterina.
2010
2009
Nova Unidade
de Hospital-Dia
Com novas áreas de
exames e Instituto do
Joelho.
17/11/10 18:53
1
2
6
5
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 10
3
17/11/10 18:53
11
O HCor
hoje
A trajetória de crescimento do HCor confirma sua
preocupação constante com a qualidade, o que
o tornou um dos maiores centros de tratamento
de doenças cardiovasculares da América Latina.
Atualmente, o hospital atende a um conjunto de
especialidades, sempre com o mesmo padrão de
4
qualidade, contando com cerca de 1.000 médicos
cadastrados e aproximadamente 2.000 colaboradores.
O HCor distribui suas atividades por 5 edifícios que
formam o complexo hospitalar HCor Nabiha Abdalla
Chohfi.
Complexo Hospitalar HCor
Nabiha Abdalla Chohfi
(Acessos pela Rua Desembargador Eliseu Guilherme, 147
e pela Av. Bernardino de Campos, 186)
Edifício 1
Unidades de Internação, Centro Cirúrgico, UTI e UCO
Edifício 2
Pronto-Socorro, Unidades de Internação, UTI
e Hemodinâmica
Edifício 3
Centro de Diagnóstico
Edifício 4
Instituto do Joelho, Centro de Reabilitação, Setor de
Arritmias, Hemodinâmica, Gastroenterologia, Medicina
do Sono e Unidades de Hospital-Dia
Edifício 5
(Rua Abílio Soares, 250): IEP – Instituto de Ensino e
Pesquisa, CETES – Centro de Treinamento e Simulação,
Escola Técnica de Enfermagem – Universidade Zumbi
dos Palmares, Áreas Administrativas e Consultórios.
Há ainda uma casa anexa a este edifício onde funciona
a cardiologia pediátrica
Edifício 6
Nova unidade em construção.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 11
17/11/10 18:53
Os números
do
HCor
A estrutura do complexo hospitalar HCor Nabiha Abdalla Chohfi conta com 250 leitos
distribuídos da seguinte forma:
Utilização
Nº de leitos
Apartamentos
Pediatria
UCO
UTI adulto
UTI pediátrica
Pronto-socorro
Hospital-dia
147
15
13
30
10
8
27
TOTAL
250
O Complexo conta ainda com:
Centro cirúrgico: 10 salas - Hemodinâmica: 3 salas - Consultórios: 61
Internações
Exames laboratoriais:
Julho/2009 a junho/2010 | 9.312
Julho/2009 a junho/2010 | 1.022.516
Cirurgias:
Receita do HCor nos últimos
2 anos em milhões de reais:
Julho/2009 a junho/2010 | 4.573
Cirurgias filantrópicas
realizadas em crianças:
2008: 211,4 | 2009: 223,3
Julho/2009 a junho/2010 | 317
Últimos 5 anos: US$ 40,5 milhões
Atendimentos em pronto-socorro:
Informações gerais:
Julho/2009 a junho/2010 | 28.656
Até 2009: mais de 58.000 cirurgias e mais
de 85.000 procedimentos hemodinâmicos
Procedimentos hemodinâmicos:
Julho/2009 a junho/2010 | 3.597
Investimento:
Área construída: 44.594.24 m²
Exames realizados
no centro de diagnóstico:
Número de exames - Imagem:
Julho/2009 a junho/2010 | 191.303
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 12
17/11/10 18:53
O HCor hoje
13
Filantropia e
voluntariado
A filantropia, presente nas ações da instituição desde sua origem,
amplia cada vez mais o trabalho do HCor.
Além da importante obra assistencial dirigida às crianças cardiopatas
– com cerca de 300 cirurgias de alta complexidade e 1.200
atendimentos ambulatoriais por ano –, o HCor dá prosseguimento
ao que foi iniciado pelas senhoras da comunidade árabe em 1918.
Desde o princípio das atividades do hospital, mais senhoras se
Além da importante obra
assistencial dirigida
às crianças cardiopatas –
com cerca de 300 cirurgias
de alta complexidade
e 1.200 atendimentos
ambulatoriais por ano.
juntam ao trabalho voluntário para trazer conforto aos pacientes
e familiares no momento de uma hospitalização. Esse grupo de
voluntárias possui diversas atividades e desenvolve trabalhos de
terapia ocupacional como a Oficina de Trabalhos Manuais, que
reúne mães de crianças internadas para realizar peças artesanais
que são apresentadas e vendidas em bazares beneficentes.
Elas também organizam ciclos de palestras sobre doenças
cardíacas, higiene pessoal e hábitos saudáveis, entre outros
temas, e realizam eventos como festas em datas comemorativas
para pacientes e familiares, chás e bazares. A renda obtida nessas
atividades é revertida para causas sociais e de apoio ao trabalho
da cardiologia pediátrica.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 13
17/11/10 18:53
Para se consolidar como hospital de excelência,
Missão,
visão e
valores
reconhecido nacional e internacionalmente,
o HCor utiliza os recursos humanos e materiais
disponíveis, pautando todas as atividades nos
conceitos e na filosofia definidos em sua missão,
visão e valores:
Missão
Promover com excelência e ética a recuperação da saúde, atuando com
pioneirismo em cardiologia, compartilhando recursos tecnológicos e
conhecimentos com outras especialidades, associando ensino e pesquisa
clínica, valorizando a participação multiprofissional e multidisciplinar
na assistência humanizada, visando a prevenção e o bem-estar com
qualidade de vida.
Visão
Manter e ampliar o nível da instituição e o reconhecimento
nacional e internacional, identificando, atraindo e retendo
profissionais com potencial técnico, científico e social.
Valores
Valorização da vida
Pioneirismo tecnológico
Ensino e pesquisa
Qualidade
Responsabilidade social
e ambiental
Humanização
Ética
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 14
17/11/10 18:53
O HCor hoje
15
Gestão
estratégica
A gestão estratégica e todas as atividades desenvolvidas pelo HCor se orientam por meio de um
planejamento permeado por um mapa que contempla quatro macroperspectivas:
Aprendizado e Crescimento, Processos Internos, Clientes e Finanças. Dessa forma, é possível
conduzir todas as iniciativas de forma orgânica e organizada, na busca dos objetivos maiores definidos
pela instituição.
Aprendizado e Crescimento
Os projetos para atenderem aos objetivos desta perspectiva têm foco no desenvolvimento do capital humano
como diferencial da sustentabilidade institucional. As atividades priorizam práticas de excelência, ensino e
pesquisa e contemplam médicos, gestores e colaboradores de todos os níveis.
Processos Internos
Nesta perspectiva os objetivos se concentram na comunicação interna, na gestão da segurança do paciente, no
gerenciamento de risco e qualidade, no gerenciamento de custos e no contínuo aprimoramento de unidades
estratégicas de serviço.
Clientes
Já em relação a esta perspectiva, busca-se aprimorar a comunicação
com os diferentes stakeholders, manter a excelência no atendimento
em cardiologia e transferir esse reconhecimento de excelência
às demais especialidades, otimizar a negociação com as diversas
fontes pagadoras, ampliar as ações de marketing, promover a
inovação de produtos, serviços e tecnologia e ampliar, diversificar e
fortificar as relações institucionais.
Finanças
Nesta perspectiva, o objetivo é assegurar a perpetuação da
organização, com foco especial na constante atualização tecnológica
e no direcionamento de investimentos.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 15
17/11/10 18:53
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 16
17/11/10 18:53
05
17
Cuidado com o
paciente
O compromisso com o cuidado relacionado ao paciente é o objetivo prioritário do HCor e inspira o
conjunto de ações desenvolvidas pela instituição. Da qualificação da equipe profissional à utilização
das mais modernas tecnologias de diagnóstico e tratamento, da implantação de uma infraestrutura
completa à promoção do ensino e da pesquisa, todos os processos e iniciativas implementados no
âmbito do hospital têm como principal objetivo oferecer ao paciente e seus familiares um atendimento
de qualidade. Essa diretriz se traduz, na prática, nos conceitos de agilidade, empatia e acolhimento que
estão na origem do relacionamento entre o paciente e a instituição.
Receber o paciente no ambiente hospitalar significa muito mais do que apenas tratar de sua enfermidade
com diagnósticos, medicações e avaliações. É preciso acolher o paciente e seus
familiares de forma integral, respeitando a sua individualidade, o que se
mostra fundamental na sua recuperação.
O HCor, conhecendo e se antecipando ao momento de fragilidade
que paciente e familiares se submetem em sua experiência de
doença, promove o cuidado integrado, modelo assistencial que
visa atender o paciente com foco na pessoa, na ética e na
responsabilidade, com maior eficiência, em ambiente seguro e
O compromisso com
o cuidado relacionado
ao paciente é o objetivo
prioritário do HCor
e inspira o conjunto de
ações desenvolvidas pela
instituição.
confortável, mantendo total respeito aos hábitos e culturas de
cada um, com atitude solidária e respeitosa.
No HCor, aliam-se as práticas de excelência médico-assistenciais a processos de segurança e qualidade,
em que o diálogo e o acolhimento são partes vitais do cuidado, desde o agendamento da internação,
passando por acomodações adequadas, cuidados multidisciplinares na medicação, na alimentação,
no gerenciamento de riscos, além do conforto do paciente e seus acompanhantes.
Os profissionais do HCor passam por constantes atualizações através da educação continuada para
garantir a excelência na prática e por este motivo estão preparados para lidar com todas as situações,
o que faz com que pacientes e familiares sintam-se seguros, confiantes e protegidos.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 17
17/11/10 18:53
Serviços
A premissa do HCor é agregar ao cuidado integral, essencial na conduta de tratamento disponibilizada aos pacientes, serviços
diferenciados que facilitam a experiência com a instituição. No Núcleo de Consultórios, são realizadas aproximadamente
12 mil consultas médicas por mês, nas diversas especialidades, como cardiologia, gastroenterologia, urologia, neurologia,
ortopedia e clínica médica. O HCor conta com um serviço de Check-up conduzido por profissionais altamente qualificados,
disponibilizando protocolos específicos que incluem exames de imagens, análises clínicas e consultas com equipe
multidisciplinar. Entre os protocolos, estão o Clinic Check-Up, o Sport Check-Up, o Check-Up Neurológico e o Check-Up do
Sono. No Centro de Diagnóstico, um dos mais modernos da América Latina, são recepcionados mais de 9 mil pacientes por
mês para realização de exames ambulatoriais, com um atendimento humanizado e qualificado.
Capela ecumênica
Hospitalidade
Serviço de hospitalidade
HCor
Para proporcionar melhor atendimento para o paciente e seus acompanhantes, o HCor conta com serviço de mensageiro,
capitão-porteiro e profissionais treinados no setor de internação. A área de hospitalidade do hospital acompanha o paciente
e seus familiares durante todo o período de internação. Após a admissão do paciente, a equipe que compõe a hospitalidade
passa também a ser referência para o paciente, atuando como um conhecido dentro da instituição sempre disponível para
auxiliá-lo no que for preciso.
A equipe de profissionais que compõe a hospitalidade está preparada e treinada para atender às diversas solicitações do
paciente e do acompanhante, como assistência religiosa, reserva de hotéis e restaurantes, passagens aéreas e serviços de
traslado. Também se ocupa de apresentar as facilidades dos apartamentos e disponibilizar informações sobre serviços
existentes no hospital e proximidades, além de fornecer orientações para a segurança do paciente e a verificação do
conhecimento sobre os procedimentos internos. O diferencial do atendimento realizado pela Hospitalidade é a prestação
de um serviço personalizado aos pacientes e acompanhantes.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 18
17/11/10 18:53
Cuidado com o paciente
Gerenciamento
19
de fluxo
O fluxo de pacientes é uma preocupação da instituição. Para gerenciamento adequado, a instituição conta com ferramentas
que permitem visualizar a quantidade diária de internações, as taxas de ocupação atual e futura para unidades críticas
e apartamentos e, para cada paciente internado, a data estimada de alta, o que gera maior conforto ao paciente e
acompanhante durante sua estada e nos processos de internação e alta hospitalar.
Bistrô
Apartamento
Hotelaria e
demais serviços
O HCor conta com acomodações adequadas para cada perfil de procedimento. Além dos apartamentos convencionais,
a instituição dispõe de apartamentos de hospital-dia, todos com infraestutura completa agregada ao cuidado integrado.
Além disso, o hospital dispõe de uma área social, pensada para oferecer mais conforto aos pacientes e seus familiares, que
conta, entre outros serviços, com:
• Mini-shopping: grande variedade de presentes e conveniências doadas,
com renda revertida às crianças cardiopatas carentes. Mantido pelas voluntárias do HCor
• Lanchonete e bistrô: variedade de opções saudáveis de alimentação para funcionários,
visitantes e acompanhantes
• Capela ecumênica: aberta 24 horas para receber todos os visitantes,
independentemente de seu credo
• Conectividade: áreas Wi-Fi (conexão sem fio) em vários pontos do complexo
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 19
17/11/10 18:53
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 20
17/11/10 18:53
21
05
Cuidado com os
colaboradores
A principal premissa da área de recursos humanos do HCor é propiciar um ambiente favorável
aos colaboradores que estimule a integração dos profissionais e auxilie na obtenção dos
resultados e metas institucionais alinhados à missão do hospital e às estratégias estabelecidas.
Dessa forma, é possível contribuir para a construção do futuro da instituição por meio do bom
relacionamento entre as equipes, forte comprometimento e espírito de motivação, gerando
um ambiente em que o colaborador possa criar e desempenhar seu papel junto a sua chefia ou
subordinados, tendo como resultado a produtividade, a eficácia no atendimento e a satisfação dos
pacientes e familiares.
Objetivos da área de
Recursos Humanos
Estabelecer diferencial de recursos humanos, atraindo, retendo e desenvolvendo competências, experiência
e potencial que estejam alinhados à missão e valores do HCor, assegurando o alcance dos resultados
e excelência contínua.
Perfil dos colaboradores:
Colaboradores por Contrato de Trabalho
Funcionários Ativos
Médicos Contratados
Estagiários
Aprendizes
Pessoas com Deficiência
Total
Até jun / 2010
1.836
20
19
16
31
1.922
Quantidade de Colaboradores
Masculino
Feminino
Casados
Solteiros
Outros
Até jun / 2010
703
1.133
847
830
159
Demais Colaboradores
Terceiros
Médicos Credenciados
Até jun / 2010
344
990
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 21
17/11/10 18:53
Gestão do
Clima Organizacional
A Pesquisa de Satisfação HCor é uma iniciativa do hospital e uma contribuição dos funcionários para a melhoria
contínua do ambiente interno. Ela também serve de referência para a prestação dos melhores serviços para os
colaboradores e, consequentemente, para pacientes e familiares.
Realizada em 2006 e 2009, a pesquisa teve como objetivo identificar o grau de satisfação dos funcionários sobre diversos
temas, como imagem do hospital, oportunidades de promoção, realização profissional, humanização no atendimento,
liderança, relacionamentos e comunicação, entre outros.
As respostas respeitaram os critérios de confidencialidade e anonimato. Em 2009, a nota média geral foi de 7,3, o que
demonstra que a equipe profissional percebe como positivas as ações voltadas para as políticas e normas, bem como o
estilo de gestão em vigor.
Através dos resultados tabulados por uma consultoria externa em parceria com o HCor, foi iniciada uma pesquisa qualitativa
com as áreas que apresentaram médias abaixo de 7,0. Com envolvimento das lideranças e equipes, foram identificadas
oportunidades de melhoria e desenvolvidos planos de ação que são acompanhados pela área de recursos humanos. As
ações serão monitoradas até o ano de 2011, quando será feita nova pesquisa.
Indicador de Satisfação
2006
2009
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 22
Questionários Respondidos
864
823
% Participantes
59%
47%
Média Geral
7,20
7,30
17/11/10 18:53
Cuidado com os colaboradores
Desenvolvimento de
23
Lideranças e Equipes
Um dos objetivos estratégicos para o crescimento e aprimoramento de todos os colaboradores é o desenvolvimento
contínuo e o estímulo a programas de atualização em todas as áreas. As iniciativas nos departamentos de treinamento
e desenvolvimento e educação continuada envolvem ações como capacitação de lideranças, programas comportamentais
e técnicos para manter e aprimorar os conhecimentos, habilidades e atitudes dos profissionais da instituição.
Também são realizados treinamentos para os recém-admitidos que incluem integração com informações sobre a instituição,
como missão, valores, visão, além de qualidade, benefícios, procedimentos de parada cardiorrespiratória, entre outros
assuntos. Após a integração, os novos funcionários realizam o treinamento admissional para conhecerem os principais
procedimentos técnicos.
Anualmente os profissionais assistenciais são submetidos a avaliação periódica de conhecimentos para que suas habilidades
técnicas sejam verificadas, identificando eventuais lacunas. Caso não atinjam a média estabelecida, são submetidos a
reciclagem e a nova avaliação.
Todos os profissionais da instituição realizam anualmente a avaliação de desempenho, quando são discutidas as competências
organizacionais e específicas de cada profissional, e o plano de desenvolvimento, que será a base de planejamento para os
programas de educação continuada.
Em 2009, foi desenvolvida a avaliação de desempenho por competências para 180 lideranças, com o estabelecimento
de metas e resultados para as competências de gestão e pessoais. Como competências de gestão, a liderança e gestão
por resultados foram definidas como obrigatórias para todas as áreas. Para competências pessoais foram estabelecidos
obrigatórios o atendimento diferenciado e manutenção da cultura organizacional. Todas as competências foram definidas
com base no planejamento estratégico da instituição.
Além dos programas desenvolvidos internamente, a instituição subsidia total ou parcialmente os custos referentes à
participação em cursos externos, congressos e eventos que propiciam a aquisição de novos conhecimentos e habilidades,
visando o desenvolvimento profissional, tais como especializações, MBA, cursos de capacitação, etc.
Indicadores de Ensino
Jul/2008 a jun/2009
Jul/2009 a jun/2010
Horas de treinamento
64.872
63.717
% de investimento / faturamento
0,10%
0,09%
% de investimento / folha de pagamento
0,45%
0,44%
Horas treinamento / pessoa
36
33
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 23
17/11/10 18:53
Captação e Retenção
de Pessoas
Recrutamento e seleção são ferramentas estratégicas de negócios para a empresa.
Para que a instituição possa contar com profissionais competentes e competitivos
é preciso buscar e atrair pessoas com tais potenciais. O mercado atual da saúde
reflete uma concorrência por profissionais que agreguem condições determinantes
no diferencial de qualidade das empresas.
No HCor, colaboradores da instituição são priorizados por meio do Programa de Recrutamento Interno (PRI), que consiste
no preenchimento de vagas por profissionais do HCor, desde que atendidos todos os requisitos de acesso e competências
do cargo, ou seja, que atendam ao perfil e qualificação necessários. O recrutamento interno estimula o desenvolvimento
profissional e oferece perspectivas de crescimento na carreira de funcionários da empresa.
Também é utilizado o recrutamento externo, quando não é possível preencher a vaga com um funcionário interno. Esse
tipo de processo proporciona a incorporação de novos talentos ao quadro de pessoal, inovação da composição das equipes,
atualização de estilos e tendências do mercado, além de auxiliar na oxigenação da equipe.
Em 2009, o índice de rotatividade de pessoal sofreu um aumento em relação a 2008, sendo parte consequência do
aumento de quadro devido à inauguração da nova unidade – Av. Bernardino de Campos – e da ampliação das unidades
de internação do hospital.
O HCor possui um processo uniforme de contratação de profissionais, com a definição de técnicas de seleção padronizadas
de acordo com os grupos de cargos. A instituição estimula a diversidade nas equipes, o que inclui a contratação de pessoas
deficientes e jovens aprendizes, sem preconceito quanto à raça ou crença.
O programa de contratação de estagiários profissionalizantes é importante fonte de captação de talentos. Esses
profissionais se incorporam às equipes de trabalho e são acompanhados e supervisionados dentro de um programa
de planejamento de atividades para que se desenvolvam em suas áreas de atuação. Em 2008, o HCor conquistou o
prêmio de Melhor Empresa para Estagiar e, em 2009, o hospital também permaneceu entre as melhores.
O HCor acredita nos programas voltados para inclusão profissional como importante ação social e de oxigenação das
equipes, com novas contratações de diversos perfis.
Ano
% PRI / Contratações
% Efetivação
% Efetivação Estagiários
jul / 2008 a jun / 2009
29%
92%
53%
jul / 2009 a jun / 2010
21%
85%
35%
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 24
17/11/10 18:53
Benefícios
Oferecer benefícios compatíveis ao mercado da saúde está entre os objetivos estratégicos do hospital. Esses benefícios
atualmente complementam a remuneração total, impactando diretamente na retenção dos talentos institucionais, além de
se tornar um fator motivacional.
O hospital procura implantar formas criativas e participativas para a administração dos benefícios e gestão dos custos
(seguro saúde, odontológico, vale-transporte, cesta básica, etc).
Por meio da pesquisa de satisfação HCor, foi também possível avaliar o nível de satisfação com relação aos benefícios oferecidos,
importante subsídio para futuras decisões em relação às modificações nos planos ou na inclusão de novos benefícios.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 25
17/11/10 18:54
Programa
Qualidade de Vida e Promoção à Saúde
Para o HCor, a área de qualidade de vida é a base para o programa de gestão de pessoas, que tem como objetivo
contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos colaboradores por meio de ações planejadas e monitoradas que
visam promover a saúde integral e a prevenção. Os projetos desenvolvidos são realizados com apoio de uma equipe
multidisciplinar, da qual participam as áreas de recursos humanos – benefícios, treinamentos –, medicina do trabalho,
marketing, nutrição, psicologia, qualidade e enfermagem.
Em 2009, foram formados grupos de colaboradores com fatores de risco cardiovascular e
obesidade, com o objetivo de orientar os funcionários para a reeducação alimentar, redução de
peso e controle de alterações metabólicas por meio de atendimento com médicos, nutricionistas
e psicólogos. O programa contou com a participação de 35 funcionários.
Outro grupo que obteve destaque foi o de combate ao tabagismo, criado em 1990 com a
finalidade de prestar atendimento e orientações com acompanhamento psicológico e uso
de medicação a colaboradores interessados em parar de fumar.
Em 2009, o programa de imunização, disponibilizado para todos os colaboradores,
ministrou 3.400 doses de vacinas contra tríplice viral e influenza.
Para o HCor, a área de Qualidade
de Vida é a base para o programa
de Gestão de Pessoas, que tem como
objetivo contribuir para
a melhoria da qualidade de vida
dos colaboradores por meio de
ações planejadas e monitoradas que
visam promover a saúde integral
e a prevenção.
O departamento de medicina do trabalho realizou consultas com cardiologista e
ginecologista sem qualquer custo aos funcionários. Em 2009, foram realizadas 217
consultas.
Os acidentes de trabalho e de trajeto são monitorados pelos departamentos de segurança do trabalho e medicina do
trabalho.
Ao longo do ano realizamos palestras buscando promoção
da saúde e prevenção de doenças. Temas como
prevenção de câncer de colo e mama, hipertensão,
diabetes, obesidade, saúde bucal, alimentação
saudável, saúde do homem, entres outros, fazem
parte do cronograma de atividades.
Um dos propósitos da instituição se concentra
na promoção da saúde, por meio das ações
desenvolvidas no programa de qualidade
de vida com o objetivo de atingir as metas
institucionais relativas à redução do
absenteísmo,
gestão
preventiva
de
acidentes do trabalho e de doenças
ocupacionais, visando o aumento
da produtividade e satisfação dos
colaboradores.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 26
17/11/10 18:54
Cuidado com os colaboradores
Comunicação
27
Interna
A prática da comunicação em todos os níveis da organização é um importante
instrumento de gestão e deve abranger vários canais de comunicação interna.
Por meio dos instrumentos de comunicação, é possível disseminar e fortalecer
a cultura organizacional.
É orientação estratégica do HCor que a comunicação flua nos diferentes níveis
da organização, utilizando-se, para essa finalidade, o Comitê Estratégico,
reuniões com todos os gestores para análise de resultados econômicos e financeiros,
Comitê de Qualidade e as reuniões formais entre superintendências e gerentes.
A partir desses fóruns, a comunicação é de responsabilidade dos gestores
e deve se difundir para os demais níveis de lideranças e equipe.
Como meios de comunicação interna são utilizadas as revistas “Notícias do
Coração”, destinada aos colaboradores, e a “Revista do Coração”, que tem foco
nos clientes, médicos e fornecedores, ambas com veiculação trimestral. A Intranet
é uma importante ferramenta de divulgação de eventos, notícias diversas, ações
de qualidade de vida e comunicados, entre outras informações do interesse de
todos os colaboradores. O site para médicos traz notícias, indicadores, biblioteca
virtual e resultados de exames, entre outros temas específicos para o corpo médico
do HCor.
Ainda como forma de comunicação com o público interno, o HCor possui quadros
de aviso, banners, campanhas internas, mensagens informativas no holerite,
e-mails MKT e folders.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 27
17/11/10 18:54
Cuidado com a
sustentabilidade
A responsabilidade social de uma instituição pode ser observada, em sua dimensão mais ampla, na
forma como se empenha para preservar e melhorar o meio ambiente. Essa postura reflete seu grau
de consciência relacionado à saúde de seu público interno e da comunidade em que está inserida,
além de demonstrar com ações concretas o compromisso com a melhoria da qualidade de vida.
Projetos sustentáveis se tornaram prioridade nas ações, construções e ampliação do HCor.
Da utilização de insumos a escolhas de materiais tecnológicos, há uma avaliação para que
o hospital garanta que a vida no planeta também esteja sendo protegida.
O aquecimento global e a poluição são problemas que interferem na vida de toda a população
e merecem uma atenção especial de nosso hospital. Implantar ações de sustentabilidade focadas
na melhoria da qualidade de vida é um dos quesitos importantes para a nossa gestão ambiental.
Nessa importante questão, cujos reflexos se estendem para as gerações futuras, o HCor implanta
práticas administrativas e operacionais que buscam sempre garantir a saúde e a segurança
das pessoas e do meio ambiente. Todos os processos estabelecidos têm como objetivo evitar
desperdícios de insumos, principalmente de água e de energia elétrica, aumentando a reutilização
e a reciclagem dos materiais, reduzindo a geração de resíduos.
Para cumprir esse compromisso, o hospital conta com duas frentes simultâneas: desenvolvimento
de novos projetos e estudo de implantação de melhorias nos equipamentos e instalações existentes.
Com base nessa política de disseminação da consciência ambiental, foi criada a campanha “Vamos
acabar com esta história de desperdício”. Por meio de cartazes e reuniões nos departamentos,
alertou-se para o uso consciente do telefone e das torneiras dos banheiros e para o cuidado de
desligar a iluminação, os aparelhos elétricos e o ar-condicionado, quando não houver ninguém no
ambiente.
Quanto aos resíduos gerados, eles são adequadamente tratados (como as lâmpadas incandescentes
e as soluções de revelação de filmes de raios-X) e descartados com segurança.
Projetos sustentáveis se tornaram prioridade nas ações, construções
e ampliação do HCor. Da utilização de insumos a escolhas
de materiais tecnológicos, há uma avaliação para que o hospital
garanta que a vida no planeta também esteja sendo protegida.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 28
17/11/10 18:54
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 29
17/11/10 18:54
Cuidado com a
água
Nas novas instalações, ainda na fase de projetos, são estudadas as tecnologias de engenharia que permitem o uso racional
dos recursos hídricos. Dessa forma, as edificações mais recentes do HCor contam com sistemas de reaproveitamento
de água de chuva (para ser utilizada nos sanitários, na lavagem de áreas comuns e na rega de jardins) e com aparelhos
sanitários com caixa de descarga acoplada, que proporcionam o reuso e a diminuição do desperdício de água.
Também são estudadas reformas e a implantação de sistemas e equipamentos que melhoram o desempenho das instalações
existentes. Nos sistemas de ar condicionado e de geração de água quente e vapor foram instalados abrandadores (filtros de
partículas) da qualidade do ar, o que permite uma economia significativa no consumo de água das torres de resfriamento
do sistema de ar condicionado e de produtos químicos para tratamento de água para produção do vapor. As torneiras
com registros comuns das pias dos banheiros foram substituídas por torneiras com fechamento automático e os produtos
químicos utilizados no processamento de roupas deram lugar a produtos de nova geração, que proporcionam lavagens
mais eficientes, diminuindo a quantidade de relavagens e utilizando-se menos água. Essas ações resultaram numa redução
do consumo de água, mesmo com a incorporação de um novo edifício ao complexo HCor.
Economia de água
jul /2008 a jun / 2009
3,36
Consumo de água*
(em m3/m2)
Cuidado com a
jul / 2009 a jun / 2010
3,31
energia elétrica
Os novos projetos são concebidos com a preocupação de aproveitar ao máximo os recursos
naturais disponíveis, aliando tecnologia e sustentabilidade. Os novos edifícios aproveitam
o máximo de iluminação natural, usando materiais que permitem a passagem da luz
sem comprometer o conforto do ambiente. São incorporadas ainda novas tecnologias,
como a utilização de lâmpada “led”, que apresenta baixo consumo de energia.
Nas instalações já existentes, estuda-se a substituição de equipamentos e materiais por
outros que apresentem maior eficiência enérgica e menor consumo de energia elétrica, como, por exemplo:
• Substituição de luminárias com duas lâmpadas de 32W por uma luminária com uma lâmpada de 28W, sem prejudicar
a qualidade da iluminação.
• Automação da central de água gelada, com programação para funcionar apenas nos horários e dias necessários.
Economia de energia elétrica
Consumo de energia elétrica*
(em KWh/m²)
jul /2008 a jun / 2009
247
jul / 2009 a jun / 2010
252
* Em agosto de 2009 foi incorporado ao complexo o novo edifício 4, o que gerou impacto no consumo e na geração de resíduos.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 30
17/11/10 18:54
Cuidado com o meio ambiente
Cuidado com os
31
resíduos
O HCor aplica o princípio dos 3R’s – Redução, Reuso e Reciclagem – dos materiais
resultantes de suas atividades e é difundida a cultura da separação dos resíduos por
tipo. Com isso, é possível diminuir a totalidade dos resíduos gerados e aumentar
a proporção do resíduo comum, que, além de ter tratamento menos complexo,
pode ser parcialmente reciclado.
Residuos gerados (em Kg)*
Infectantes
Comuns
Soma
jul /2008 a jun / 2009
349.393
308.803
658.196
jul / 2009 a jun / 2010
326.365
342.686
669.051
Redução – Sabe-se que o óleo é um grande contaminante das águas. O serviço
de nutrição e dietética do HCor reduziu o uso de óleo de cozinha nas frituras ao
adquirir um forno combinado, que permite processar os alimentos sem usar óleo,
mantendo o sabor e a textura do alimento preparado. Como resultado, é possível
oferecer mais saúde para os colaboradores e para o meio ambiente.
Reuso – Diversas áreas do HCor utilizam impressão em frente e verso em seus
documentos, ordens de serviço e comunicados internos, proporcionando uma
economia de cerca de 50% no consumo de papel nessas áreas.
Reciclagem – A cultura da reciclagem aumenta a cada ano no HCor. Há cerca de
14 anos, papelão e certos tipos de papel são separados, prensados, enfardados e
enviados para recicladoras. Quanto ao óleo de cozinha, foi feita uma campanha
interna de conscientização e criado um posto de coleta do óleo usado pelos
colaboradores que, somado ao óleo utilizado pelo hospital, é encaminhado a uma
empresa parceira que o utiliza como matéria-prima para a fabricação de sabão.
Material enviado para reciclagem *
jul /2008 a jun / 2009
jul / 2009 a jun / 2010
Papel e papelão (em kg)
47.630
61.122
Óleo usado (em litro)
910
608
* Em agosto de 2009 foi incorporado ao complexo o novo edifício 4, o que gerou impacto no consumo e na geração de resíduos.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 31
17/11/10 18:54
Cuidado com os
resíduos diferenciados
Lâmpadas fluorescentes – Este tipo de lâmpada é considerado um resíduo perigoso, pois além do risco de provocar cortes
naqueles que o manipulam, contém gases de metal pesado que podem contaminar o ar e as águas. Há mais de cinco anos
o HCor trata o material, utilizando uma tecnologia aprovada pela CETESB. Nesse processo, as lâmpadas são moídas e o
material resultante – metal e vidro – deixa de ser perigoso e pode ser enviado para reciclagem.
Lâmpadas flourescentes
tratadas (em unidade)*
jul / 2008 a jun / 2009
5.278
jul / 2009 a jun / 2010
7.000
Pilhas e baterias – Assim como foi feito para o óleo de cozinha, foi criado um posto de coleta no HCor para todos os tipos
de pilhas e de baterias usadas que são encaminhados a uma empresa especializada na reciclagem desse tipo de material.
Produtos químicos de revelação – Na revelação de filmes dos exames por imagem, são usados, além do
nitrato de prata, produtos químicos reveladores e fixadores. A água utilizada para lavar o filme anteriormente era
contaminada por esses produtos e descartada diretamente no esgoto. Esse lançamento deixou de ser problema
quando o hospital implantou o PACS, sistema que disponibiliza as imagens aos médicos via computador, não
havendo a necessidade de revelar o filme. E, nos poucos casos em que é necessário revelar o filme, foram
adotadas duas soluções: instalação de um sistema de filtração em série, que retém os metais pesados (prata)
e os produtos químicos, que serão descartados corretamente; e a instalação de reveladoras Dry, que dispensam
a utilização de produtos químicos.
* Em agosto de 2009 foi incorporado ao complexo o novo edifício 4, o que gerou impacto no consumo e na geração de resíduos.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 32
17/11/10 18:54
Cuidado com o meio ambiente
Cuidado com o
33
fornecedor
A responsabilidade com a qualidade dos serviços oferecidos deve envolver todas as
instâncias de trabalho, inclusive os fornecedores, que, no entender do HCor, devem estar
alinhados aos propósitos da instituição. Por essa razão, o hospital considera os fornecedores
seus parceiros fundamentais para que sejam alcançados os objetivos de excelência.
A avaliação de fornecedores é realizada para garantir insumos e serviços dentro dos padrões
exigidos. Periodicamente são realizadas visitas técnicas para avaliação do cumprimento dos
critérios relacionados à legislação vigente.
O HCor participa também do Grupo de Avaliação de Fornecedores (GAFO), do qual fazem
parte farmacêuticos de diversos hospitais com o objetivo de avaliar se os fornecedores
se enquadram em quesitos como armazenagem, transporte e linha de produção, entre
outros.
As compras realizadas são conjuntas e focadas, o que permite otimizar recursos financeiros,
possibilitando o controle e a redução de custos.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 33
17/11/10 18:54
Cuidado com a
sociedade
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 34
17/11/10 18:54
35
reconhecida
HCor. Excelência
pelo Ministério da Saúde
O HCor é referência nacional e internacional em cardiologia
e em outras especialidades e, por isso, foi selecionado pelo
Ministério da Saúde como um dos hospitais de excelência
para atuar em projetos de melhoria da saúde pública.
O convênio a serviço do SUS, assinado em 17 de novembro de
2008, reforça o conceito de filantropia que orienta as atividades
do HCor desde a sua fundação e objetiva humanizar e melhorar
o atendimento aos pacientes. Além disso, permite compartilhar
com toda a sociedade a qualificação técnica, a capacidade de gerar
conhecimento e a adequação do modelo de gestão, diferenciais que
passam a ser incorporados pelo Sistema Único de Saúde.
Os benefícios proporcionados pelo HCor a seus pacientes a partir da
geração de conhecimento científico, aprimoramento permanente no
tratamento médico-hospitalar e implantação de um modelo de gestão
eficiente se estendem assim para toda a sociedade. Por meio do convênio
de apoio institucional ao Sistema Único de Saúde, o Hospital do Coração
desenvolve uma série de estudos e ações com foco em temas de grande
interesse para a saúde da população, cujos resultados se refletem diretamente na
qualidade do atendimento oferecido pelo sistema público de saúde.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 35
17/11/10 18:54
Telemedicina
SAMU
O atendimento de emergências cardíacas é um dos maiores desafios da medicina. Cada segundo é precioso para evitar
o comprometimento das funções do coração. No caso do infarto do miocárdio, por exemplo, a cada 30 minutos de
espera o paciente perde 7% da chance de sobreviver. O HCor deu um importante passo para agilizar os atendimentos de
emergência com a criação do Sistema de Tele-Eletrocardiografia Digital, implantado nas ambulâncias do SAMU em todo o
território nacional com o objetivo de oferecer um atendimento rápido e eficiente aos pacientes do SUS. A iniciativa faz parte
da parceria firmada entre o HCor e o Ministério da Saúde, por meio do Programa Hospitais de Excelência a Serviço do SUS.
As ambulâncias do SAMU estão sendo equipadas com o aparelho
tele-eletrocardiógrafo digital portátil, capaz de transmitir o
eletrocardiograma via web, por meio de telefone fixo ou celular.
Em seguida, o exame é analisado na Central de Telemedicina do HCor
e o laudo retorna à ambulância de origem e à Central de Regulação
do SAMU. Todo o processo demora, em média, quatro minutos. Além
disso, o médico que está atendendo o paciente pode discutir o caso com
cardiologistas de apoio no HCor.
Entre novembro de 2009 e junho de 2010, foram atendidos 1.793 pacientes
de 13 estados brasileiros que aderiram ao programa. Eles tiveram seus exames analisados pela equipe de 16
médicos da Central de Telemedicina, que está em atividade as 24 horas do dia.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 36
17/11/10 18:54
Cuidado com a sociedade
37
Cardiopediatria
A Unidade de Cardiopediatria ocupa um lugar de destaque
dentro do HCor e é formada por uma equipe profissional de
alto padrão que acompanha a criança desde o nascimento,
utilizando modernos recursos tecnológicos que são
atualizados constantemente. A criança com cardiopatia
congênita de alta complexidade recebe no Hcor
tratamento adequado, por cirurgia ou cateterismo
intervencionista, de acordo com o diagnóstico
prévio.
O atendimento especializado às crianças no
período neonatal é uma preocupação do HCor,
que tem se dedicado à formação de equipe
multidisciplinar com capacitação profissional
e conhecimento nas diferentes áreas de
atuação nessa faixa etária, aprimorando o diagnóstico clínico e, por métodos complementares, o tratamento hemodinâmico
ou cirúrgico e os cuidados no período pós-operatório imediato e tardio, contando com modernos recursos tecnológicos
constantemente atualizados.
O processo de tratamento de uma doença cardíaca infantil precisa ser observado de perto e com dedicação extrema, já que
as cardiopatias de alta complexidade necessitam de abordagem logo após o parto com cuidados intensivos clínicos, por
meio do cateterismo cardíaco ou cirurgias, e devem ser observadas desde o nascimento até a idade adulta.
A unidade contempla a possibilidade da realização de partos cujos fetos sejam acometidos por cardiopatias dependentes do
canal arterial patente e/ou que necessitem de tratamento cardiológico imediato no próprio hospital, já que está comprovado
que o neonato portador de cardiopatia grave tem seu quadro clínico alterado quando transportado da maternidade para
o local onde será submetido ao tratamento cirúrgico/intervencionista. Ao viabilizar o nascimento no local de atendimento
clínico-cirúrgico-intervencionista, evita-se este fator descompensador, reduzindo a morbimortalidade e o período de
internação dos pacientes.
Com o avanço das técnicas cirúrgicas, do cateterismo, os especialistas podem fazer tratamentos preventivos em bebês
e crianças, com o objetivo de postergar problemas futuros no sistema cardiovascular para posteriormente tratá-los no
momento mais adequado.
Visando minimizar as dificuldades de uma internação e focado na humanização, o HCor se preocupa com o bem-estar
dos pacientes, principalmente com o daqueles que ficam privados de uma vida normal por causa do tratamento.
Para isso, voluntárias coordenam projetos para mães e as
crianças internadas e cuidam da brinquedoteca.
A unidade de cardiopediatria é mais um dos projetos
É nesse lugar que se desenvolvem atividades lúdicas,
integrantes do Programa Hospitais de Excelência a
adequadas à idade e condição clínica, permitindo
maior integração ao universo infantil e melhorando a
recuperação do indivíduo.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 37
Serviço do SUS. Entre janeiro de 2009 e junho de
2010, a unidade atendeu 2.357 pacientes ambulatoriais
e realizou 221 cirurgias assistenciais.
17/11/10 18:54
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 38
17/11/10 18:54
Cuidado com a sociedade
Medicina
Fetal
39
A Unidade Fetal tem como objetivo atender a criança cardiopata desde a vida
intrauterina. Este serviço diagnostica e trata cardiopatias no período perinatal,
promovendo maior chance de sobrevida dos fetos e neonatos afetados por
cardiopatias congênitas graves e potencialmente letais.
Uma vez identificada a cardiopatia, através da ultrassonografia obstétrica, as gestantes
de alto risco são encaminhadas ao HCor para realizarem o ecocardiograma fetal, que é
ultrassom detalhado do coração fetal. Uma vez encontrada alguma anomalia cardíaca
no feto, uma equipe multidisciplinar, composta de cardiologista, neonatologista,
obstetra, psicóloga, assistente social e enfermeiras especializadas, orienta a
gestante para que o paciente tenha o melhor atendimento desde o início de
sua vida.
Algumas situações específicas requerem intervenção
A Unidade Fetal tem como objetivo
atender a criança cardiopata desde
a vida intrauterina. Este serviço
diagnostica e trata cardiopatias
no período perinatal, promovendo
maior chance de sobrevida dos
fetos e neonatos afetados por
cardiopatias congênitas graves
e potencialmente letais.
ainda na vida fetal. Para esses casos, o HCor oferece uma
assistência terapêutica que garante um melhor prognóstico
e uma maior expectativa de vida àqueles bebês acometidos
por malformação.
A Unidade Fetal HCor conta com equipamentos de última
geração, tanto nas áreas diagnósticas quanto nas unidades
de terapia intensiva, cirúrgica e intervencionista.
As cardiopatias congênitas são tão graves que podem trazer
sintomas ainda dentro do útero ou imediatamente após o
nascimento, com necessidade de tratamento específico
nas primeiras horas ou dias de vida. O conhecimento pré-natal
das anomalias favorece imensamente a evolução clínica dos
bebês, pois permite uma programação do local ideal, da
idade gestacional e via de parto apropriada.
A Unidade Fetal tem suas atividades incluídas no Programa Hospitais
de Excelência a Serviço do SUS. Entre janeiro de 2009 e junho de 2010,
realizou 120 ecocardiogramas fetais e 29 partos, além de procedimentos
invasivos cardíacos intrauterinos e tratamento de arritmias fetais.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 39
17/11/10 18:54
Cuidado com o
ensino e a pesquisa
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 40
17/11/10 18:54
41
A geração e difusão do conhecimento científico, que se dá por meio da pesquisa e do ensino, fazem parte das atribuições de uma
instituição responsável e comprometida socialmente, como é o caso do HCor.
Empenhado há anos em promover essas atividades, ao lado da prática de uma assistência médica de excelência, o HCor fundou
em 2007 o Instituto de Ensino e Pesquisa, entidade sem fins lucrativos que tem como principal objetivo o desenvolvimento das
atividades de pesquisa, da investigação científica de vanguarda e do ensino de pós-graduação e extensão.
Na área de pesquisa, o HCor oferece toda a orientação necessária para o desenvolvimento de projetos próprios, com ênfase
na pesquisa clínica aplicada que permite avaliar a eficácia dos tratamentos e graus de precisão dos diagnósticos.
Além de conduzir projetos próprios, o IEP do HCor coordena em âmbito nacional projetos multicêntricos
internacionais de grande porte, por meio de parceria com institutos de pesquisas de outros países.
Entre os principais objetivos do IEP-HCor, destacam-se ainda a publicação de artigos em periódicos nacionais
e internacionais, a apresentação de temas livres em eventos científicos no Brasil e no exterior, a geração de patentes
para produtos decorrentes das pesquisas e a capacitação de profissionais em pesquisa clínica.
Áreas de atuação em pesquisa:
•
•
•
•
•
•
•
•
Cardiologia intervencionista
Síndromes coronarianas agudas
Medicina perioperatória cardiovascular
Cirurgia cardíaca
Imagem cardiovascular
Nutrição
Medicina intensiva
Medicina de urgência
•
•
•
•
•
•
•
•
Hipertensão
Diabetes e obesidade
Psicologia hospitalar
Prevenção cardiovascular na comunidade
Valvopatias
Cardiologia pediátrica
Outras áreas médicas não-cardiológicas
Educação Médica Baseada em Simulação (EMBS)
Participação em estudos das seguintes modalidades:
•
•
•
•
Ensaios clínicos randomizados
Registros
Revisões sistemáticas e metanálises
Estudos observacionais
•
•
•
•
Análises econômicas em saúde
Programas de melhoria de qualidade assistencial
Pesquisa translacional mediante parcerias
Avaliação de Tecnologias em Saúde
Empenhado há anos em promover
essas atividades, ao lado da prática
de uma assistência médica de
excelência, o HCor fundou em 2007
o Instituto de Ensino e Pesquisa,
entidade sem fins lucrativos
que tem como principal objetivo
o desenvolvimento das atividades
de pesquisa, da investigação
científica de vanguarda e do ensino
de pós-graduação e extensão.
O IEP-HCor tem ainda como missão coordenar os projetos
de pesquisa que fazem parte do Programa Hospitais de
Excelência a Serviço do SUS, contribuindo de forma significativa
para o desenvolvimento da saúde no País.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 41
17/11/10 18:54
Ensino e
eventos
Na área de ensino, o IEP-HCor desenvolve atividades destinadas a capacitação, atualização
e aprimoramento dos profissionais dedicados às áreas de interesse da saúde pública, contribuindo
para disseminar os benefícios dos conhecimentos reunidos na instituição para todos os segmentos
da sociedade. Por meio de iniciativas próprias ou em parceria com outras instituições de ensino e de
pesquisa, realiza cursos periódicos de educação continuada.
O IEP-HCor conta com um dos mais completos centros de treinamento e simulação do país,
em sintonia com os modernos conceitos de “Simulation-based Medical Education (SBME)”
ou Educação Médica Baseada em Simulação (EMBS).
O IEP conta também com o Centro de Ensino, Treinamento e Simulação – CETES–HCor –,
que oferece a profissionais de várias áreas uma chance de atuar em situações nas quais
a simulação e o treinamento são essenciais. Atendendo aos modernos conceitos de
EMBS – Educação Médica Baseada em Simulação –, utiliza técnicas que reproduzem os
casos clínicos reais por meio de manequins/robôs, atores e simuladores de alta tecnologia.
O CETES–HCor é afiliado à Society for Simulation in Healthcare – SSH –, que reconhece
a excelência dos centros de treinamento e simulação espalhados pelo mundo e é
associado à American Heart Association – AHA –, possibilitando que cursos de
Suporte Básico e Suporte Avançado de Vida sejam ministrados utilizando todo
o material didático e a certificação credenciada.
Entre julho de 2009
e junho de 2010, foram
realizados 48 cursos,
treinando um total
de 938 alunos.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 42
17/11/10 18:54
Estudos
Os benefícios proporcionados pelo HCor a seus pacientes a partir da geração de conhecimento científico, aprimoramento
permanente no tratamento médico-hospitalar e implantação de um modelo de gestão eficiente se estendem para toda a
sociedade. Por meio do convênio de apoio institucional ao Sistema Único de Saúde assinado com o Ministério da Saúde,
o Hospital do Coração desenvolve uma série de estudos e ações com foco em temas de grande interesse para a saúde da
população, cujos resultados se refletem diretamente na qualidade do atendimento oferecido pelo sistema público de saúde.
Conheça algumas das ações em desenvolvimento dentro desse convênio, que define um novo conceito de filantropia para o país:
Estudo ACT
/
A N-Acetilcisteína na Prevenção
de Nefropatia Induzida por Contraste
Trata-se de um ensaio clínico randomizado, multicêntrico, pragmático, nacional, com esquema de cegamento, que avalia
o papel na N-acetilcisteína na prevenção da nefropatia induzida por contraste (NIC), comparado com placebo. O objetivo
geral é determinar a eficácia da N-acetilcisteína na prevenção de NIC entre 48 e 96 horas após a realização do procedimento
com utilização de contraste (definida como um aumento de 25% no valor da creatinina basal pré-procedimento) comparada
com placebo.
Aplicabilidade do projeto ao SUS: a nefropatia induzida por contraste é uma condição clínica que representa uma causa
comum de insuficiência renal aguda e está associada de forma independente ao aumento de mortalidade total, aumento
do tempo de internação hospitalar e aumento de custos diretos e indiretos com saúde. Caso a N-acetilcisteína demonstre
ser eficaz na prevenção da Nefropatia Induzida por Contraste, esta resposta será definitiva, devendo ter sua administração
incorporada na prática clínica de todas as Instituições.
Até o dia 10 de junho de 2010, foram incluídos 2.266 pacientes nas 41 instituições que aderiram ao estudo até essa data.
Foi iniciado também um subestudo para determinar se a administração de N-acetilcisteína resulta em menor
grau de lesão renal induzida por contraste, mensurada pela cistatina C entre 48 e 96 horas após a realização
de procedimentos angiográficos intravasculares, em pacientes com risco elevado para nefropatia induzida por
contraste. Este estudo incluiu 177 pacientes até o final do primeiro semestre de 2010 e deverá envolver, no total, 270
pacientes.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 43
17/11/10 18:54
BRIDGE (Brazilian inteRvention to Increase eviDence usaGe in practicE)
Programa de Melhoria de Prática Clínica em Síndromes Coronarianas Agudas
O estudo envolve um projeto de melhoria da qualidade assistencial por meio de incorporação de intervenções baseadas
em evidências, em hospitais públicos vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS). Seu principal objetivo é avaliar
se, em hospitais terciários que atendam pelo SUS, uma estratégia multifacetada para melhoria da prática clínica é
mais eficaz do que o atendimento usual em relação ao padrão de prescrição de terapias baseadas em evidência no
atendimento de pacientes com síndromes coronarianas agudas.
QUALITI
Programa de Qualidade em UTI
Esse estudo visa aprimorar a qualidade assistencial no cuidado a pacientes gravemente doentes em unidades de
tratamento intensivo de hospitais localizados em regiões geograficamente distantes dos grandes centros urbanos, pela
adoção de práticas médicas baseadas em evidência e adaptadas à realidade local. O programa objetiva a qualificação
técnica, tecnológica e de gestão de unidades de tratamento intensivo credenciadas ao atendimento de pacientes
vinculados ao SUS.
Entre julho e novembro de 2009, foram realizadas visitas a 17 unidades de terapia intensiva brasileiras a citar:
No período de agosto de 2009 a novembro de 2009, foram instalados os equipamentos de teleconferência e a base de
dados up to date em 13 instituições.
Hospital Getúlio Vargas
Hospital Geral de Clínicas de Rio Branco
Hospital Municipal de Urgência e Emergência Clementino Moura
Hospital Geral Tarquínio Lopes Filho
Fundação Hospital Adriano Jorge
Fundação CECON
Hospital Pronto Socorro Dr. João Lúcio Pereira Machado
Pronto Socorro 28 de Agosto (duas UTI´s)
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 44
Hospital de Base Ary Pinheiro
Hospital Geral de Roraima
Fundação Pública Estadual de Clínicas Gaspar Viana
Hospital e Pronto-Socorro João Paulo II
Maternidade Dona Evangelina Rosa (Teresina)
Hospital Municipal de Pronto-Socorro de Cuiabá
Hospital Materno Infantil de Goiânia
Hospital José Pedro Bezerra (Hospital Santa Catarina – Natal)
17/11/10 18:54
Cuidado com o ensino e a pesquisa
Pill Pilot
/
45
Estudo Randomizado Controlado por Placebo de Medicação Combinada
em Dose Fixa em Indivíduos com Risco Aumentado de Doença Cardiovascular
A principal finalidade desse estudo é avaliar se uma polipílula (contendo baixa dose de aspirina, uma estatina e dois
medicamentos anti-hipertensivos) resulta em melhora da pressão arterial sistólica e dos níveis de LDL-colesterol e
tolerabilidade, comparado com placebo, em pessoas com risco aumentado de doença cardiovascular. Os benefícios do
tratamento combinado com aspirina, anti-hipertensivos e redutores do colesterol em pacientes com risco cardiovascular nos
próximos cinco anos – de 7,5% ou mais – e na presença de outros fatores de riscos cardiovasculares importantes podem
ser substanciais, uma vez que cada droga age complementando a outra. Com base em extrapolações de estudos prévios,
pode-se esperar uma redução de mais de metade do risco cardiovascular. Além disto, o custo deste tratamento constituído
de medicações com patentes liberadas é baixo, o que colabora para sua aplicabilidade a uma ampla parcela da população.
Estudo VISION
/
Estudo de Avaliação de Eventos Vasculares
em Corte de Pacientes Submetidos à Cirurgia Não-Cardíaca
O Estudo VISION determinará a incidência atual de eventos vasculares maiores no período perioperatório e pós-cirurgia
não-cardíaca e irá identificar o modelo clínico ideal para prognosticar o risco em pacientes submetidos a esse tipo
de cirurgia. Apesar de seus benefícios, a cirurgia não-cardíaca está associada a eventos vasculares maiores (ou seja, morte de
causa vascular, infarto do miocárdio não-fatal, parada cardíaca não-fatal e acidente vascular cerebral não-fatal) e, do ponto
de vista humano e econômico, é trágico o fato de pacientes serem submetidos a uma cirurgia não-cardíaca para obter a cura
de seu câncer ou para recuperar a mobilidade do quadril, mas não conseguirem usufruir desses benefícios por sofrerem
um infarto do miocárdio não detectado que pode tirar sua
vida. Mesmo representando um importante problema de
saúde pública, existem poucos estudos adequadamente
delineados e de larga escala que forneçam informações
relevantes e atualizadas sobre uma série de questões
envolvendo eventos cardiovasculares maiores no
período perioperatório.
Este grande estudo aborda quatro questões sobre
eventos vasculares perioperatórios fundamentais
que terão imensas repercussões na saúde
pública, considerando os 100 milhões de adultos
no Brasil e no exterior que são submetidos a
cirurgia não-cardíaca anualmente.
a
Até o dia 10 de junho de 2010, foram incluídos
no Estudo VISION 908 pacientes. Nesse grupo,
foi registrada uma incidência de infartos do miocárdio
perioperatórios em torno de 3,5, dos quais cerca de 73%
não teriam sido detectados sem a monitoração
da Troponina T, o que possibilitou a adoção, por parte do
corpo clínico, de intervenções apropriadas em tempo hábil.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 45
17/11/10 18:54
Centro de
Metanálise
O objetivo do centro é elaborar revisões sistemáticas conforme demanda do Ministério da Saúde que sirvam de base
científica para que os gestores públicos em saúde tomem suas decisões. Em conjunto com o Ministério da Saúde, o centro
atua na elaboração de projetos que utiliza essas metodologias e avaliam a efetividade de tratamentos relevantes para a
saúde coletiva no país. A área cardiovascular (incluindo fatores de risco, promoção da saúde e organização de sistemas
de saúde para atendimento de pacientes com doenças cardiovasculares) será o foco inicial, mas futuramente o centro
expandirá suas atividades para outras áreas médicas do interesse do Ministério da Saúde, como fornecimento de dados
relevantes para elaboração de protocolos clínicos e diretrizes terapêuticas.
Curso de Formação em
Pesquisa Clínica
A iniciativa estimula e qualifica profissionais de hospitais públicos ligados à rede nacional de pesquisa clínica para
a condução de estudos clínicos nacionais de larga escala que possam fornecer respostas relevantes para uma série de
questões clínicas prioritárias para o Sistema Único de Saúde. A programação destina-se a
fornecer aos participantes, indicados pelos coordenadores da cada instituição, condições
São oferecidas 35 vagas
para desenvolver ou aprimora suas habilidades na área de pesquisa clínica, fornecendo
anualmente e em 2009
informação e formação adequadas para seu crescimento profissional. O curso também
aprimora a capacidade técnico-científica dos participantes na elaboração e execução
de projetos de pesquisa, com claros benefícios para a geração de conhecimento com
foram realizados dois módulos,
com excelente avaliação global
concluída pelos alunos.
impacto direto para os usuários do Sistema Público de Saúde.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 46
17/11/10 18:54
Cuidado com o ensino e a pesquisa
47
Equipe
A equipe do IEP-HCor é constituída de profissionais de diversas áreas, altamente capacitados, inclusive com educação formal
para a elaboração, condução, análise e publicação de estudos clínicos randomizados, metanálises e outros delineamentos
de estudos epidemiológicos.
Alianças
Para o desenvolvimento de suas atividades nas áreas de ensino e de pesquisa, o instituto estabeleceu alianças com
conceituadas instituições internacionais congêneres:
Internacionais
• Global ALLIANCE for Clinical Trials
• McMaster University (Canadá)
• The George Institute (Austrália)
• Cardiovascular Research Foundation
• Columbia University (EUA)
• American Heart Association (AHA)
• Clinical Trials Research Unit (Nova Zelândia)
• SSIH: Society for Simulation in Healthcare
Nacionais
• Rede Brasileira de Avaliações de Tecnologia em Saúde
• Universidades e Institutos de Pesquisa Brasileiros
• UNIPALMARES
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 47
• Marinha do Brasil
• Sociedade Brasileira de Clínica Médica (SBCM)
• Colégio Brasileiro de Enfermagem em Emergências (COBEEM)
17/11/10 18:54
Reconhecimento
internacional
No imaginário popular, hospital é o ambiente que acolhe o doente e salva
vidas. De fato é esta sua função principal, mas o que poucos sabem é o grau de
risco inerente a uma hospitalização, que pode ocorrer, por exemplo, quando as
metas de segurança ao paciente não são seguidas com rigor.
A boa notícia é que a segurança em hospitais deu um salto de qualidade ao
utilizar sistemas de certificações denominados acreditação, que auditoram a
cadeia de cuidados dos pacientes em todos os seus aspectos, visando à garantia
de uma assistência segura e minimizando as possibilidades de falhas ou erros.
A acreditação é uma metodologia de avaliação que contempla todas as
atividades que ocorrem em um hospital, organizadas para garantir a segurança
no cuidado com o paciente, desde registros e identificações corretos,
cuidados na administração de medicamentos, cirurgias e procedimentos com
anestesia, vigilância com a lavagem de mãos, cuidados com o ambiente e os
equipamentos, entre outras medidas descritas nos procedimentos operacionais.
Tudo isso controlado por indicadores comparados aos melhores hospitais do
Brasil e do exterior.
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 48
17/11/10 18:54
Atualmente, a OMS – Organização Mundial da Saúde – definiu
No fim de 2009, o HCor foi auditado mais uma vez por
programas que permitem reduzir riscos à saúde, utilizando recursos
especialistas da JCI, representada no Brasil pelo Consórcio
de segurança muito simples, como evitar quedas, lavar as mãos,
Brasileiro de Acreditação - CBA -, visando à reacreditação.
verificar a administração de medicamentos, uso correto da tecnologia,
A instituição obteve o certificado de acreditação com
entre outras ações que podem aumentar a segurança dos pacientes.
conformidade total em 98,33% dos 1.138 elementos de
A segurança, portanto, está diretamente associada à qualidade da
gestão hospitalar que proporciona uma equipe muito bem preparada,
mensuração, atendendo a padrões de qualidade com foco no
paciente e na gestão.
com foco no paciente e na família, aliada a um ambiente com recursos
necessários para oferecer o tratamento correto e um relacionamento
digno e respeitoso em um ambiente acolhedor e confortável.
No HCor, a qualidade e a segurança do paciente são parte dos
objetivos estratégicos da instituição, desde a missão e a visão,
que são desdobradas em projetos e por meio de programas de
melhoria contínua para obedecer rigorosamente aos padrões
Certificado pela
Joint Commission
International
Padrão Internacional de qualidade
em atendimento médico e hospitalar
internacionais preconizados na Metodologia de Certificação
da Joint Commission International (JCI).
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 49
17/11/10 18:54
Gestão
Associação do Sanatório Sírio Hospital do Coração
Diretora-Presidente:
Ivone Sallum Maksoud
Diretoria do HCor – Hospital do Coração
Diretor-Geral:
Prof. Dr. Adib Jatene
Diretor Clínico:
Prof. Dr. Luiz Carlos Bento de Souza
Diretor Administrativo:
Luciano Joacyr Chuahy
Superintendente Corporativo:
Antonio Carlos Kfouri
Superintendente Médico e de Relações Institucionais:
Dr. Luiz Henrique de Almeida Mota
Superintendente de Operações:
Jorge André Bacha dos Santos
Superintendente Assistencial:
Bernardete Weber
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 50
17/11/10 18:54
Relatorio Social Hcor FINAL.indd 51
17/11/10 18:54
2009/2010 Relatório Social
Hospital do Coração – Associação do Sanatório Sírio
Certificado pela
Joint Commission International
Rua Desembargador Eliseu Guilherme, 147 – CEP 04004-030
Paraíso – São Paulo – SP
Telefones – Geral: (11) 3053-6611 – Central de Agendamento: (11) 3889-3939
Pronto-Socorro: (11) 3889-9944 – Fax: (11) 3887-3363 – www.hcor.com.br
Relatorio Social Capa final2.indd 2-3
Padrão Internacional de qualidade
em atendimento médico e hospitalar
17/11/10 19:00
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards