SAÚDE MENTAL: PACIENTE PSIQUIÁTRICO X SOFRIMENTO

Propaganda
SAÚDE MENTAL: PACIENTE PSIQUIÁTRICO X SOFRIMENTO FAMILIAR
Jaudete Silva Frontino De Nadai1
João Gabriel Roque2
Pablo Luiz de Souza3
Paloma Prado Piveta4
Scarlat Horrara Leite5
INTRODUÇÃO. A doença mental ainda hoje continua sendo um desafio para a
psiquiatria, tendo inúmeras causas, considerada estigmatizante.No entanto, a
percepção do doente com transtornos mentais se diferem,considerando os
comportamentos normalmente aceitos socialmente. Para as famílias que convivem e
cuidam de pessoas que possuem algum transtorno psiquiátrico, não se torna uma tarefa
das mais fáceis, visto que os familiares também adoecem, em virtude da pouca
compreensão em relação à doença e também por dificuldades na prática do cuidado,
frente às situações do dia a dia, enfrentadas pelas cuidadoras.OBJETIVO. Identificar e
analisar artigos publicados em periódicos nacionais relativo ao sofrimento dos familiares
que cuidam de seus doentes portadores de transtornos mentais. METODOLOGIA.
Utilizada revisão de literatura, voltada para o sofrimento dos familiares que lidam com
os doentes mentais. A identificação das fontes bibliográficas foi realizada através dos
sistemas informatizados de busca Biblioteca Científica Eletrônica em Linha (SCIELO).
Foram selecionados e analisados artigos relativos a relato de familiares, cuidadoras de
portadores de transtornos mentais. RESULTADOS. Foram consideradas publicações no
período de 2002 a 2008 identificados na pesquisa, oito artigos sobre a temática,
considerando os relatos de familiares. Foram identificados 62 relatos dos familiares,
classificados quanto à natureza das dificuldades enfrentadas pelos familiares:
dificuldade financeira devido ao custo do tratamento, em 3,2%, agressões (vindo do
paciente) em 4,9%; dificuldade no relacionamento social (seja do paciente ou da
cuidadora) em 25,8%; desgaste psicológico (causado pelo tratamento do doente) em
22,6% ; problemas familiares (causados pelo doente, pelo tratamento em domicílio) em
25,8%; desconhecimento sobre a doença (por parte da família) em 14,5% e outros
fatores (por parte dos familiares, em tentativas de tratamentos para a doença, também
como em outras tentativas de explicação) em 3,2% , relatos estes das cuidadoras pois
em sua grande maioria, cabe a mulher esta tarefa. CONCLUSÃO. Identificou-se que o
cuidado do paciente com problemas mentais é assumido pela figura feminina da família,
assim como a desarmonia familiar contribui para o agravamento da relação. O
desconhecimento sobre a doença faz com que as dificuldades no trato com o doente
tornem-se cada vez mais difícil. A falta de assistência para esta demanda é uma
realidade, sendo necessário que os serviços de saúde assim como os profissionais da
área fiquem atentos quanto à necessidade de apoio às cuidadoras dos doentes mentais.
Necessário ampliar pesquisas neste campo do conhecimento.
Descritores: Psiquiatria; Saúde mental; Sofrimento mental
¹Enfermeira.Especialista em Atenção Primária à Saúde.²Academico de Enfermagem
Referência Bibliográfica:1.COLVERO, Luciana de Almeida; IDE, Cilene Aparecida Costardi; ROLIM, Marli Alves.
Família e doença mental: a difícil convivência com a diferença. Ver. Esc. Enferm. USP, 2004. 2.PEREIRA, Maria Alice
Ornellas. Representação da doença mental pela família do paciente. Interface- comunic, Saúde, Educ, v7, n.12, p 7182, 2003. 3.SILVA, Marcela Bruno de Carvalho; SADIGURSKY, Dora. Representações sociais sobre o cuidar do doente
mental em domicílio. Rev. Bras. Enferm. Vol 61 nº4 Brasília Julho/Agosto 20008.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards