Identificar as causas da crise econômica de 1929

Propaganda
UD IVUD
– ASSUNTO
5. – A CRISE
SOCIEDADE
LIBERAL
IV – ASSUNTO
4. – A 2ªDA
GUERRA
MUNDIAL
OBJETIVOS:
OBJETIVOS:
os principais
antecedentes
da Segunda
GuerraeMundial.
--Explicar
Identificar
as causas
da crisee causas
econômica
de 1929
seus efeitos
mundiais.
-Diferenciar as fases da Segunda Guerra Mundial.
- Definir Fascismo e Nazismo.
--Descrever
Identificar
os princípios
da doutrina
fascista.
a participação
do Brasil
na 2ª Guerra
Mundial.
- Justificar a expansão do nazi-fascismo no período de entre - Relacionar a 2ª Guerra Mundial com a Guerra Fria.
guerras.
O SALDO DA 1ª GUERRA MUNDIAL
Com um saldo de 9 milhões de mortos e 21 milhões de feridos, a 1ª
Guerra Mundial gerou efeitos desastrosos para a economia dos
países envolvidos
A desorganização causada pela destruição dos meios de produção e
de boa parte da infraestrutura, além da devastação dos campos, iria
desencadear uma profunda crise econômica, uma década após seu
término
Nesse mesmo período, fruto do novo desenho dado ao continente
europeu, da exacerbação de ódios e revanchismos e da profunda
humilhação a que foram submetidos os perdedores da guerra,
desenvolveram-se regimes políticos autoritários em vários países,
destacando-se o fascismo e o nazismo
AMERICAN WAY OF LIFE
Ao final da 1ª Guerra Mundial, a economia dos EUA tinha se
tornado a mais poderosa do mundo
Até por volta de 1925, quando as nações europeias lutavam com
dificuldade para reconstruir o que fora destruído na guerra, os EUA
exportavam aos europeus tudo o que eles precisavam: alimentos,
máquinas, combustível, armas, etc
Devido a essa prosperidade econômica, uma onda de euforia tomou
conta da população americana: eram os chamados “anos felizes”
Foi nessa época que se cunhou a expressão American way of life
(estilo de vida americano), caracterizado pelo consumismo em
geral. Viver bem se tornara sinônimo de consumir mais
A CRISE DE 1929
Porém, com a gradativa recuperação dos meios de produção e da
economia, os países europeus começaram a adotar uma série de
medidas protecionistas para reduzir as importações de produtos
norte-americanos
Nos EUA, entretanto, o ritmo da produção industrial e agrícola
continuou a crescer ultrapassando a capacidade de compra dos
mercados interno e externo
Passou a haver então, uma superprodução de mercadorias, isto
é, uma enorme quantidade de produtos para os quais não
existiam compradores
Isso ocasionou queda dos preços e dos lucros; redução da
atividade econômica e desemprego em massa
QUEBRA DA BOLSA DE VALORES DE NOVA YORK
A redução constante da atividade econômica levou grande número
de investidores e acionistas a vender as ações que possuíam, fosse
porque precisavam do dinheiro ou porque o valor dessas ações
estava em baixa
O movimento de venda de ações cresceu rapidamente, até que a 24
de outubro de 1929 – dia conhecido como quinta-feira negra –
ocorreu a queda vertiginosa do valor de milhões de ações na Bolsa
de Nova York, que não encontraram compradores
Era a quebra do mercado financeiro e o marco principal da crise
econômica que afetou o país e o mundo
QUEBRA DA BOLSA DE VALORES DE NOVA YORK
Inúmeras empresas e bancos faliram, dando início ao período
conhecido como Grande Depressão
Tal fato abalou grande parte do mundo capitalista, pois nessa
época, os EUA já eram a maior potência industrial e financeira
do planeta
Os EUA reduziram suas importações, o que gerou problemas
econômicos para seus parceiros comerciais. Entre eles estavam os
países latino-americanos, que se apoiavam na agro-exportação
(Brasil – café e leite, Argentina – trigo, leite e gado, etc.)
Foram 4 anos de forte depressão mundo afora, devido à grande
dependência para com a economia norte-americana
A fila da fome
A CRISE DE 1929
A situação começou a mudar
com a eleição, em 1933, do
Presidente Franklin Delano
Roosevelt, que governou até
1945 e era defensor de um
programa misto de reformas
denominado New Deal (Novo
Acordo)
Franklin Delano Roosevelt
O New Deal procurou conciliar
as leis do mercado e o respeito
pela iniciativa privada com a
intervenção do Estado em
vários setores da economia
A CRISE DE 1929
As principais medidas adotadas foram o controle governamental dos
preços de diversos produtos agrícolas e industriais, a realização de
obras públicas a fim de criar empregos para milhões de
desempregados, a concessão de empréstimos aos fazendeiros
arruinados, a criação de salário-desemprego e a fixação de salários
Apesar do discurso eloquente, Roosevelt não conseguiu com seu
New Deal o êxito esperado, tendo sido acusado de inchar a máquina
pública
Na verdade, o que reergueu pouco a pouco a economia norteamericana foi a reativação da indústria bélica, a partir de 1937,
em resposta ao rearmamento da Europa e devido também à
incorporação de milhares de desempregados nas Forças
Armadas americanas
REGIMES TOTALITÁRIOS
Os seguintes fatores favoreceram o surgimento de regimes
totalitários na Europa a partir da década de 1930:
 A crise do capitalismo patenteada pelo Crash da Bolsa
 A fragilidade das democracias liberais dependentes do fracasso
norte-americano
 A exportação das ideias socialistas bolcheviques
 A insatisfação de vencedores e perdedores da 1ª Guerra com os
acordos de paz
 O ressentimento social e o nacionalismo exagerado do povo
humilhado pelos termos do Tratado de Versalhes
Vários foram esses regimes totalitários, mas os principais foram
o Nazismo, na Alemanha e o Fascismo na Itália
REGIMES TOTALITÁRIOS
O Fascismo e o Nazismo tinham algumas semelhanças:
 Possuíam caráter nacionalista, militarista, imperialista,
antissocialista e antiliberal
 Defendiam a existência de um Estado forte e centralizador nos
planos político e econômico
 Possuíam um único partido
 Possuíam uma ideologia oficial
 Estavam alicerçados em um vigorosa propaganda estatal, com
promoção do culto à personalidade dos líderes do regime
O FASCISMO
Após a 1ª Guerra Mundial, a insatisfação provocada pelas reduzidas
compensações territoriais recebidas intensificou o sentimento
nacionalista italiano
A isso se somava o descontentamento social pela crise econômicofinanceira, que veio a se agravar durante toda a década de 20
Naquele contexto, o movimento sindical se radicalizou e o atuante
Partido Socialista conquistou milhares de adeptos. Nos anos de
1919/20, cerca de 2 milhões de trabalhadores fizeram greve em
todo país
O FASCISMO
Temendo a incapacidade do governo em controlar as greves e
agitações, a burguesia industrial italiana começou a apoiar o Fascio
di Combattimento, uma organização paramilitar, fundada em
1919, por Benito Mussolini, que viria a transformar-se, em 1921,
no Partido Nacional Fascista
Em outubro de 1922, numa demonstração de força para obrigar o
governo a entregar o poder ao Partido Fascista, Roma foi invadida
por milhares de fascistas, que vestiam camisas negras, no episódio
conhecido como “Marcha sobre Roma”
O FASCISMO
Marcha sobre Roma
Mussolini
O FASCISMO
No poder, Mussolini procurou organizar um Estado autoritário e
nacionalista, marcado pela organização de milícias fascistas e pela
perseguição e anulação dos opositores políticos
A partir de 1925, Mussolini, agora chamado de Duce (guia),
implantou uma ditadura com as seguintes características
internas:
 Forte intervenção estatal na economia
 Forte repressão social
 Criação de tribunais especiais para defesa do Estado (anulação
de opositores)
 Instituição da Carta Del Lavoro (Carta do Trabalho), um
eficiente instrumento de controle sobre a classe operária,
combinando concessões aos trabalhadores com medidas
repressivas
O FASCISMO
Em compensação, tomou decisões que garantiram enorme
popularidade para o fascismo:
 Mobilizou a juventude
 Transformou as instituições educacionais
 Resolveu a disputa entre o Estado e a Igreja na famosa Questão
Romana, tornando o Catolicismo a religião oficial do país
 Ampliou seus domínios coloniais
O FASCISMO
Importante colaborador do
Nazismo, regime totalitário
da vizinha Alemanha,
Benito
Mussolini,
governou a Itália até 1945,
quando
foi
julgado
sumariamente e fuzilado
com sua amante e alguns
correligionários
Seus
corpos
foram
pendurados de cabeça para
baixo numa praça de Milão
A REPÚBLICA DE WEIMAR
Ao final da 1ª Guerra Mundial, a Alemanha estava arrasada e
humilhada pelas duras condições impostas pelo Tratado de
Versalhes
Nessas condições, em 1918, surgiu a República de Weimar, que
enfrentou elevado índice de desemprego, uma inflação galopante e
contou, desde o início, com protestos e greves contra a situação
social, organizados pelos partidos socialistas e comunistas da
Alemanha
A República de Weimar foi instaurada na Alemanha logo após a 1ª
Guerra Mundial, tendo como sistema de governo o modelo
parlamentarista democrático
A REPÚBLICA DE WEIMAR
A República de Weimar tem este nome, pois foi proclamada na
cidade de Weimar
Prestes a perder a Primeira Guerra Mundial, a liderança militar
alemã, altamente autocrática e conservadora, atirou o poder para as
mãos dos civis, que tiveram que negociar a paz
Com isso, ficava no ar o saudosismo de uma nação outrora
poderosa, nos tempos do Imperador, em comparação com a nova
realidade democrática, cheia de derrotas e humilhações
Aquela grave situação política, social e econômica fez surgir um
líder: Adolf Hitler
O NAZISMO
Adolf Hitler era austríaco de nascimento e combateu na 1ª GM pela
Alemanha
Devido ao pluripartidarismo da República de Weimar, tornou-se,
em 1921, chefe do National-sozialistische Deutsche Arbeiterpartei NSDAP ou Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães,
também chamado de Nazi, devido à contração do primeiro nome
O Partido Nazista era autoritário e antidemocrático
Em 1923, Hitler tentou sem sucesso um golpe de estado e foi preso.
Na prisão, escreveu o livro Mein Kampf (Minha Luta), em que
expôs as bases do nazismo, profundamente ligadas às bases
culturais germânicas: pureza e superioridade da raça ariana,
antissemitismo, totalitarismo e expansionismo
O NAZISMO
O interminável colapso na economia tornou o povo alemão mais
sensível aos apelos nazistas
Ao mesmo tempo que simbolizava a esquerda trabalhista
preocupada com as altas taxas de desemprego, o Nazi fascinava a
burguesia ao pregar a esperança de um dia a Alemanha voltar ao
passado glorioso da raça ariana
Hitler tornou o Partido Nazista o único partido político alemão e
tratou de esmagar as oposições e impor a ideologia nazista
Utilizou, para isso, de muita violência pelas mãos da SA
(Sturmabteilung) e de muita propaganda enganosa conduzida pelo
ministro da educação do povo e da propaganda Joseph Goebbels
O NAZISMO
Em 1934, com a morte do presidente Hindenburg, o 1º ministro
Hitler assumiu também a presidência do país, tornando-se o chefe
supremo (Führer) da Alemanha
Durante seu governo, além da censura política, Hitler manteve
rígido controle sobre todos os setores da sociedade alemã
No plano econômico, Hitler dedicou-se à reabilitação do país,
estimulando a agricultura e a industrialização, principalmente na
área de armamentos
No plano externo, desrespeitando as proibições do Tratado de
Versalhes, o governo nazista militarizou rapidamente o país e, em
1938, iniciou sua política de expansão pela Europa
Hitler
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards