Belo Horizonte, 10 de janeiro de 2012. Ao setor de

Propaganda
Belo Horizonte, 10 de janeiro de 2012.
Ao setor de Capacitação
da Secretaria de Aviação Civil
da Presidência da República – SAC/PR:
Considerando a necessidade de fomentar e a garantir competência e a
qualidade técnica do ‘Pessoal da Aviação Civil’, escrevo para sugerir o
estudo de implantação das idéias adiante apontadas.
Sugiro a criação de um programa de formação baseado com o que
ocorre na marinha mercante, a exemplo da EFOMM - Escola de Formação
de Oficiais da Marinha Mercante – que forma oficial de náuticas, bacharéis
em Ciências Náuticas, altamente capacitadas em um prazo de três anos
(170 novos pilotos - de nível superior - para a marinha mercante por ano)
em uma ação conjunta entre o Governo Federal e Empresas Marítimas,
onde são submetidos a estágios.
Como tal sistema de fomentação aplicado à Marinha Mercante se
demonstrou acertado e bem adotado, é conveniente que a Aviação Civil
brasileira adote um sistema semelhante, através de uma cooperação
mista publica-privada e com a criação de um Fundo especifico para a
manutenção e para a implantação de um programa que garanta alta
qualidade de pessoal para a aviação civil.
Em vista os Pólos Aeronáuticos já implantados pela ANAC divididos por
estados da federação, observa-se então a necessidade de centralizar os
recursos financeiros em prol de aumentar a eficiência na formação, o que
me sugere ser viável a criação de um Pólo Único de Aviação, um Pólo
Nacional, como um Pólo Universitário de administração publica - indireta
e com um governante que seja responsável por administrar os recursos
para formar o candidato a Piloto Comercial em nível superior (Bacharel em
Ciências Aeronáuticas) de maneira que o aluno, classificado através de
processo seletivo dentro deste sistema, receba concessão de ‘bolsas’ (na
forma de treinamento do programa) nos aeroclubes já existentes no Brasil
para completar e consolidar através da parte prática sua formação
cientifica (horas de aulas práticas mínimas), inovando e direcionando
também os recursos, antes destinados ao programa antigo das bolsas,
para a formação de um especialista amplo, pronto para assumir qualquer
área operacional na aviação.
A criação de um Pólo Universitário de Aviação Civil, com a centralização
dos seus respectivos alunos em um espaço centralizado (espaço físico o
qual em curto prazo poderia ser concebido em parceria com alguma
Universidade Federal, por exemplo) possibilitaria, entre outros:
• A economia e bom uso de corpo docente designado para o projeto;
• O melhor controle da qualidade, da padronização do curso e da
fiscalização dos recursos financeiros a ser investidos neste projeto;
• ¹Em termos estratégicos: a formação de profissionais melhores
capacitados à disposição da reserva da força aérea (quadro da reserva não
remunerada), fortalecendo o poder nacional;
¹ Possíveis acordos bilaterais junto ao Ministério da Defesa;
• Formação de especialistas à disposição da segurança operacional, de
pessoal qualificado para funções nas áreas de infraestrutura aeronáutica e
aeroportuária, da gerencia e analise da navegação aérea, de
pesquisadores e cientistas para o setor aeronáutico e indústrias.
• Formação de professores e de profissionais com capacidades ampliadas
na área de aviação civil.
• Formação continua de profissionais especializados visando o
abastecimento das carências no setor ênfase em Segurança operacional e
Gestão (administrativo ou operacional);
• Manter a devida competitividade no processo seletivo, essencial para a
manutenção da qualidade do corpo discente.
A ‘Escola Nacional’ também poderia fornecer treinamento para terceiros,
através de cursos complementares e educação continuada para o publico
de interesse.
Esses cursos, por exemplo, podem ser elaborados sem dificuldades,
adaptando os cursos já existentes ministrados pelo (a) CENIPA, ANAC,
INFRAERO, DECEA, Universidades e outras organizações aeronáuticas,
firmados através de parcerias. Além disso, o sistema também poderia
fornecer capacitação para mecânicos e gestores.
Acreditando que esta Secretaria de Aviação Civil providenciará estudos a
respeito da viabilização desta idéia, fico à disposição para outras
informações, sugestões, e possíveis reuniões presenciais.
Atenciosamente,
Gustavo Mateus Carolino
Código ANAC 143093
[email protected]
Tel.: (31) 3825-2271 / (31) 9397-6381
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards