HCor é pioneiro na implantação do marca

Propaganda
Informativo do HCor - Hospital do Coração da Associação do Sanatório Sírio
Ano 9 - Nº 35 - 200
2006
HCor é pioneiro na implantação do
marca-passo com alarme
O novo equipamento
com sensor é similar aos
modelos convencionais,
só que além de aplicar
estímulos no músculo
cardíaco ele também faz um
monitoramento do volume
de líquido no pulmão
página 6
O prof. dr. Adib Jatene lança o livro
“Medicina, Saúde e Sociedade”
O diretor-geral do HCor - Hospital do Coração
recebeu mais de 200 convidados para a noite de
autógrafos
página 10
Diagnóstico por imagem
Novo tomógrafo 64 cortes adquirido pelo HCor facilita a
investigação médica em pacientes com altas freqüências
cardíacas e batidas irregulares; pioneiro no setor,
o Hospital já realizou mais de 14 mil tomografias de
coração desde 1999
página 4
-1-
A
...Editorial...
tento à crescente evolução tecnológica na
área de saúde, o serviço de arritmias do
HCor - Hospital do Coração vem implementando
constantes avanços. Um dos exemplos que reforçam
essa posição de vanguarda no segmento é a matéria
de capa desta edição do Notícias do Coração.
Trata-se do implante de marca-passo com alarme,
uma iniciativa pioneira que começa a ser adotada
em vários Estados brasileiros. O equipamento, que
funciona como uma espécie de UTI móvel, possui
sensores elétricos que disparam um alarme quando
há acúmulo de líquido nos pulmões do paciente,
avisando com antecedência sobre uma possível
complicação.
Outra importante reportagem é sobre o novo
Somatom Sensation Cardiac 64, um tomógrafo de
alta performance que permite avaliações do sistema
nervoso central, de pequenas estruturas do corpo e
de órgãos como o coração, fígado, pâncreas, rins e
vias urinárias. Ainda sobre a área de diagnóstico por
imagens, temos a aquisição do mamógrafo digital,
um equipamento que torna o diagnóstico do câncer
de mama ainda mais preciso.
O livro Medicina, Saúde e Sociedade, lançado
pelo diretor geral do HCor, prof. dr. Adib Jatene,
também é destaque nesta edição. A obra reúne 63
artigos publicados em grandes jornais brasileiros
e traça um panorama da saúde no país. No mês de
abril, mais de 200 convidados compareceram à noite
de autógrafos realizada no auditório do HCor.
Para finalizar, outro assunto importante que
merece atenção especial é o Programa de Qualidade
de Vida lançado no início do ano pelo Hospital. O
projeto é composto por uma série de ações voltadas
para a promoção da saúde de seus colaboradores,
que vai desde suporte psicológico até ações recreativas como aulas de dança e teatro, coral e atividades
esportivas. Um bom exemplo de incentivo à criatividade é o rodo cata-metal desenvolvido pelo auxiliar
de limpeza e higienização, João Maria Borges de
Oliveira. A inovação, que já vem sendo utilizada no
Hospital, reduz significativamente o risco de acidentes com materiais perfurocortantes.
Boa leitura!
-2-
Expediente
Conselho Diretor:
Presidente
Antonio Carlos Kfouri
Conselho Editorial:
Dr.Carlos Alberto Buchpiguel, Douglas de
Moura Gavião, Dr. Edson Romano, Fumico
Sonoda, Helio Raia, Dr. Ibraim Pinto, Ivani
Yunes, Mauro Garcia, Dr.Pedro Mathiasi
Neto, Wilson Robson Miguel.
Jornalista Responsável:
Antonio P. Rossini - MTB. 3.174
Coordenação e Edição:
Ronald Nicolau
Colaboração:
Marjorie Sapatel
Produção Editorial:
Target Consultoria em Comunicação
Empresarial Tel:.(11) 3063-0477
Editoração Eletrônica:
Adriano Cristian
Fotos:Roberto Loffel
Impressão:
YM Stúdio Gráfico
Tel: (11) 3283-5040
Diretoria do HCor - Hospital do Coração
da Associação do Sanatório Sírio
Presidente da Associação:
Ivone Sallum Maksoud
Diretor Geral:
Prof. Dr. Adib Jatene
Diretor Clínico:
Prof. Dr. Luiz Carlos Bento de Souza
Diretor Médico:
Prof. Dr. José Eduardo Sousa
Diretor Administrativo:
Luciano Jacyr Chuahy
Superintendente:
Antonio Carlos Kfouri
Correspondências:
Rua Desembargador Eliseu Guilherme,
147 - Paraíso - São Paulo - SP - CEP
04004-030 Tel:.(11)3053-6611
Home Page: www.hcor.com.br
e-mail: [email protected]
Novo sistema de controle torna prescrição de
medicamentos mais rápida e precisa
O
erro de administração de medicamentos
atualmente é uma grande preocupação das
instituições hospitalares no Brasil e no mundo.
De acordo com pesquisas realizadas nos hospitais
americanos pelo Instituto de Investigações Médicas,
a cada cinco doses de medicamentos administrados
uma dose é errônea. Sem contar que até 77% dos
erros de ministração podem ser prevenidos com
soluções tecnológicas.
As conseqüências destes erros podem variar
desde um pequeno desconforto até a morte do
paciente, em casos extremos. Atento à gravidade
deste problema, o HCor – Hospital do Coração
acaba de implementar um novo sistema de controle
e ministração de medicamentos, que torna o
procedimento mais rápido e preciso.
“Trata-se de um novo programa informatizado
que orientará e disciplinará a forma de trabalho da
equipe de Enfermagem durante todo o processo de
ministração”, afirma Marcelo Fornitano Murad,
gerente da farmácia do HCor.
Os medicamentos prescritos pelo médico de
forma eletrônica ficarão disponíveis à Enfermagem
de forma on-line, através de dispositivos portáteis –
denominados PDA’s ou Hand Helds (equipamentos
portáteis de uso pessoal). Estes dispositivos estão
conectados à rede de computadores do hospital
por meio de tecnologias sem fio e estão equipados
com leitores de código de barras para facilitar a
manipulação dos produtos.
No momento da ministração todos os processoschaves são validados automaticamente, a fim
de garantir que as variáveis envolvidas estejam
refletindo à orientação médica. A Enfermagem, de
posse do medicamento, faz a leitura de seu código de
barras, utilizando-se do PDA, o sistema confrontará
os dados com a prescrição médica, analisando
o medicamento em questão, seus respectivos
horários e dosagens. Por outro lado, o paciente
também é checado, onde através de sua pulseira de
identificação, que também se utiliza de código de
barras, é confrontado a fim de validar se também
o paciente é o correspondente. Somente após estas
certificações o sistema autoriza a ministração do
medicamento, registrando todas as etapas para
possíveis consultas no futuro.
“Trata-se de uma intervenção para eliminar
possibilidades de erros, pois o grande benefício
deste projeto é proporcionar aos pacientes uma
maior segurança e eficiência. Além do fato de
assegurar ao médico que seus pacientes estarão
recebendo o medicamento certo, na dosagem certa
e na hora certa”, ressalta Murad.
Outro benefício relevante é a fácil rastreabilidade
de um medicamento consumido, desde o recebimento do remédio até sua respectiva reposição,
passando pelas etapas de armazenamento, soli-citação,
consumo e cobrança. Este novo sistema representa um
grande avanço para o setor, visto que anteriormente o
procedimento era feito de forma manual, onde todas
as etapas eram orientadas através de papéis, e na forte
dependência da atenção humana.
O sistema de código de barras garante segurança na
prescrição dos medicamentos ao paciente
-3-
E
Novo tomógrafo gera
194 imagens por segundo
m sintonia com os freqüentes avanços no setor
de diagnóstico por imagem, o HCor - Hospital
do Coração instalou recentemente o Somatom
Sensation Cardiac 64, um tomógrafo de alta
performance que gera cerca de 194 imagens por
segundo. “Esse tomógrafo facilita a investigação
médica em pacientes com freqüência cardíaca
mais alta, além de captar, com alta precisão,
imagens de pequenas estruturas de várias partes
do corpo, como os vasos intracranianos, em cerca
de 2 minutos”, afirma o dr. Ibraim Pinto, um dos
responsáveis pelo serviço de Diagnósticos por
Imagem do HCor.
O exame realizado pelo tomógrafo de 64 cortes
favorece a precisão do diagnóstico precoce de
alterações em pacientes que apresentam fatores
de risco como hipertensão, tabagismo, diabetes e
histórico familiar de doença coronária. Segundo
o dr. Ibraim, “para avaliar um órgão que está em
movimento constante como o coração, é preciso
um equipamento de alta performance como o
tomógrafo de 64 cortes”.
Outra indicação para utilização do equipamento
se dá na avaliação dos resultados de cirurgias de
ponte de safena e no esclarecimento de dores no
peito. Também permite avaliações do sistema
nervoso central; identifica nódulos pulmonares,
enfisemas, doenças do aparelho digestivo e ainda
realiza avaliações do fígado, pâncreas, rins e vias
urinárias.
A ortopedia também ganhou um novo aliado:
através dessa análise mais profunda, o equipamento
faz uma avaliação do sistema músculo-esquelético,
identificando tumores, fraturas, lesões na coluna
vertebral e acompanhamento pós-operatório.
“Para se ter um bom resultado no diagnóstico do
paciente, são necessários além de um equipamento
que forneça vantagens tecnológicas, uma equipe
médica e de enfermagem altamente capacitada e
um hospital com uma infra-estrutura completa,
que ofereça segurança e comodidade ao paciente”,
ressalta o médico.
O tomógrafo de 64 cortes analisa com precisão
diversos órgãos do corpo em cerca de 2 minutos
-4-
Mamografia digital de última geração
torna diagnóstico de câncer mais preciso
O
HCor - Hospital do Coração acaba de
adquirir um moderno equipamento que
facilitará a detecção do câncer, principalmente nas
mamas mais densas. Trata-se do mamógrafo digital
de campo total, uma tecnologia que permite gerar
imagens de alta definição, aumentando a precisão
do diagnóstico.
O câncer de mama é atualmente uma das
principais causas de morte em mulheres. No Brasil,
segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), a
projeção para 2006 é de que 48.930 novos casos da
doença sejam diagnosticados.
A mamografia é a única maneira cientificamente
aceita para fazer o rastreamento do câncer de mama
em mulheres, com a finalidade de detecção precoce
desta doença. Embora a mamografia digital seja
uma técnica nova, sua eficácia já é comparável
à mamografia convencional no rastreamento do
câncer de mama. E em mulheres, principalmente
abaixo de 50 anos, sua eficácia ainda é maior, tanto
na fase que antecede quanto durante a menopausa.
“Mulheres que não apresentam sintomas, mas
realizam a mamografia regularmente, apresentam
menor mortalidade que mulheres que não a fazem”,
ressalta Luciano Chala, especialista em radiologia
mamária, do HCor - Hospital do Coração.
Na mamografia digital, as imagens são analisadas
em workstations que permitem a manipulação
eletrônica, facilitando a identificação de pequenas
lesões mamárias.
O equipamento do HCor conta ainda com a solução
CAD - Computed Aided Diagnosis, que funciona
como uma segunda leitura computadorizada. O
mamógrafo está equipado com a função Opdima,
que dentre as atribuições estão os procedimentos
intervencionistas como biópsias e localizações préoperatórias.
Além de equipamentos de última geração como o
mamógrafo digital, o HCor conta com radiologistas
especializados em radiologia mamária, também
habilitados a realizar exames de ultra-sonografias, ressonâncias magnéticas
e procedimentos percutâneos
de mama. Aliada à tecnologia
e infra-estrutura hospitalar do
HCor, uma equipe multiprofissional formada por técnicas
em radiologia mamária, enfermeiros, equipes de informática
e engenharia permitem um
melhor aproveitamento do
equipamento, explorando todo
seu potencial de diagnóstico.
O mamógrafo digital é um
grande aliado na detecção do
câncer de mama, pois gera
imagens de alta resolução que
facilitam o diagnóstico
-5-
Serviço de Arritmia do HCor começa
a implantar marca-passo com alarme
O
HCor começou a utilizar uma nova tecnologia
que vai melhorar significativamente a
qualidade de vida dos pacientes portadores de
insuficiência cardíaca, doença que atinge cerca de
2,5 milhões de brasileiros. Trata-se do novo marcapasso com “monitor de líquido nos pulmões”, que
dispara um alarme quando há enfraquecimento do
músculo cardíaco.
“Quando o coração está debilitado há um reflexo
direto no pulmão, que fica com excesso de líquido
surgindo a falta de ar. Nesta situação, mesmo antes
que os sintomas apareçam, o equipamento dispara
um alarme sonoro e o paciente pode entrar em
contato com o médico para tomar as principais
providências e reverter o quadro antes de precisar de
internação”, afirma dr. José Carlos Pachón, chefe do
setor de arritmias do HCor – Hospital do Coração.
Uma das principais vantagens deste sistema é que o
paciente e o médico são avisados 15 a 18 dias antes
que o quadro grave se instale.
O HCor começou a implantar este novo marcapasso no início deste ano, quase simultâneo aos
Estados Unidos, que também aprovaram a nova
técnica recentemente por meio do FDA (Food and
Drug Administration). “Estamos na vanguarda
da cardiologia mundial. Esse marca-passo com
monitoramento abre uma nova perspectiva para o
tratamento da insuficiência cardíaca, uma doença
com incidência cada vez maior devido ao aumento
de expectativa de vida da população”, explica dr.
Pachón, ressaltando que há cerca de 90 milhões de
portadores da doença no mundo.
Além de evitar que a crise atinja um estágio crítico
e comprometa as funções cardíacas, o novo marcapasso vai proporcionar uma melhoria na qualidade
de vida e, principalmente, vai reduzir as internações
destes pacientes, que sofrem de falta de ar, cansaço
constante, inchaço nas pernas, falta de apetite, entre
outros. “É como se o paciente estivesse em uma
UTI com monitoração permanente”, compara o
cardiologista.
Dr. José Carlos Pachón mostra o equipamento que dispara um alarme quando há enfraquecimento do músculo cardíaco
-6-
Como funciona o marca-passo
O novo marca-passo
com sensor é similar aos
modelos convencionais,
só que além de aplicar
estímulos no músculo
cardíaco também faz
um monitoramento do
volume de líquido no
pulmão. Por meio
d o eletrodo do marcapasso, o equipamento
emite sinais elétricos
diariamente entre 12h
e 18h para detectar qual
a proporção de líquido e de ar existente
dentro do pulmão.
A partir da análise desses dados, o médico
programa um limite para que seja acionado o
alarme sonoro. Isso evita o agravamento da crise e
eventuais seqüelas deixadas pelo enfraquecimento
HOSPITAL DO CORAÇÃO ESTÁ NA RETA FINAL DO
PROCESSO DE ACREDITAÇÃO INTERNACIONAL
O HCor vem intensificando nos últimos meses
as ações para consolidar o processo de Acreditação
Hospitalar - certificação internacional concedida pelo
CBA (Consórcio Brasileiro de Acreditação de Sistemas
e Serviços de Saúde) em conjunto com a JCI (Joint
Commission International).
O CBA é o agente autorizado para conduzir a
Acreditação da JCI, no Brasil. A JCI é uma entidade
que já acreditou mais de 60 hospitais em vários países.
Ela é a subsidiária internacional da americana JCAHO
(Joint Commission on Acreditation of Healthcare
Organizations), a maior organização acreditadora do
mundo, com mais de 50 anos de experiência e cerca de
20 mil instituições avaliadas.
Segundo Dr. Pedro Mathiasi, responsável pelo
processo de Acreditação Hospitalar do HCor, “a
acreditação é uma tendência e por meio dela o HCor
assume o compromisso de melhorar a qualidade
do cuidado ao paciente, garantir ambiente seguro e
trabalhar continuamente para reduzir os riscos para
seus pacientes e profissionais.”
No ano de 2001, o Banco de Sangue do Hospital
do Coração conquistou o Certificado de Qualidade
baseado nos requisitos da norma ISO 9001 e em 2003
foi conferido ao Laboratório de Análises Clínicas o
Certificado de Excelência do PELM - Programa de
Excelência para Laboratórios da Sociedade Brasileira
de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial.
De acordo com Allan Kern, Coordenador da
Qualidade, “o HCor preocupa-se com a melhoria
permanente da qualidade de sua gestão, buscando
uma integração harmônica das áreas assistencial,
administrativa e de apoio”. Visando reforçar os
conceitos de melhoria contínua e disseminar a aplicação
de métodos e ferramentas da gestão da qualidade, foram
ministradas quinze horas de treinamento para um grupo
de multiplicadores formado por gerentes, supervisores e
coordenadores de todas as áreas do Hospital.
“Há algum tempo, dispor de recursos humanos
habilitados e capacitados, infra-estrutura tecnicamente
avançada e processos padronizados eram garantia
suficiente da qualidade dos cuidados de saúde.
Atualmente, a segurança do paciente está na ordem
do dia”, ressalta Kern. Uniformizar esforços em torno
da qualidade dos serviços prestados e da segurança do
paciente é o papel do Setor da Qualidade do HCor.
-7-
O
Programa Qualidade de Vida oferece
cultura e entretenimento
Hospital do Coração iniciou este ano o
Programa de Qualidade de Vida. Trata-se
de uma iniciativa voltada para o público interno,
que tem como objetivo contribuir para o bem-estar
dos colaboradores por meio do planejamento de
diversas ações que promovam as saúdes física e
mental.
As diretrizes do projeto estão embasadas em
fatores como a avaliação do ambiente de trabalho,
dos riscos proporcionados pela área de atuação e
no relacionamento interpessoal, abrangendo o
colaborador em sua totalidade.
De acordo com a gerente de Recursos Humanos
do HCor, Silvana Castellani, “esse projeto envolve o
indivíduo e a empresa, em uma relação de valorização
do potencial humano, fomentando parcerias, melhor
ambiente de trabalho e resultados”.
O trabalho consiste em um conjunto de ações
que incluem a identificação de dificuldades, a
implementação de melhorias, inovações gerenciais
e tecnológicas. “Há muito tempo que o Hospital
utiliza esse tipo de ferramenta, pois as ações
ocorriam de forma isolada em diferentes setores
da empresa, mas agora, estamos valorizando todas
essas ações que correspondem às necessidades dos
colaboradores, expandindo o Programa Qualidade
de Vida”, afirma Castellani. O projeto está dividido
em quatro enfoques: educacional, emocional, social
e saúde.
O conteúdo educacional é composto por programas de formação profissional, desenvolvimento de
lideranças, treinamentos técnicos e promoção de
eventos. O enfoque emocional consiste na formação
de grupos de apoio aos colaboradores com suporte
psicológico nas questões relacionadas ao trabalho
e a como lidar com o estresse. Outra faceta
do projeto se dá no âmbito social, que inclui
atividades esportivas, de lazer e culturais, como o
HcorArte - grupo de teatro do Hospital formado por
colaboradores e as aulas de dança, onde há cerca de
110 colaboradores participando ativamente. Essas
atividades são realizadas no Espaço de Recreação do
Colaborador. Além disso, também há o Programa
de Incentivo a Atletas, exposições de pintura e
fotografia, concursos de música e canto.
Ações que visam a prevenção e a assistência à
saúde como campanhas de vacinação, controle do
colesterol e diabetes, acompanhamento nutricional,
saúde da mulher e ginástica laboral fazem parte do
enfoque da saúde.
O projeto, organizado por uma equipe
multiprofissional, é formada por profissionais
das áreas de treinamento, benefícios, nutrição,
psicologia e medicina do trabalho.
HCor cria espaço de recreação
para colaboradores
A humanização do ambiente hospitalar é uma
das grandes preocupações do Hospital do Coração.
Para garantir o bem-estar dos profissionais que
dedicam atenção integral aos pacientes, o HCor
inaugurou, em fevereiro, o Espaço de Recreação
dos colaboradores. “Essa sala vem ao encontro dos
ideais do Programa Qualidade de Vida, pois reserva
um espaço confortável e agradável ao profissional
que tanto se dedica psico e emocionalmente àqueles
que precisam”, explica Silvana Castellani.
O espaço, localizado na Rua Abrão Dib, 50,
conta com mesas de pebolim, ping-pong, xadrez,
confortáveis cadeiras de descanso, revistas e
televisão. Todos os colaboradores podem utilizá-lo
diariamente das 10h às 15h e das 18h às 5h.
-8-
Colaborador do setor de Limpeza e
Higienização cria o rodo cata-metal
C
om o objetivo de recolher agulhas
e outros materiais perfurocortantes
metálicos caídos acidentalmente pelo chão,
João Maria Borges de Oliveira desenvolveu o
rodo cata-metal, acessório que evita acidentes
e facilita o trabalho dos profissionais da
Hotelaria.
Responsável pela limpeza e higienização de
diversas áreas como a Hemodinâmica, Centro
Cirúrgico e Unidade de Terapia Intensiva,
Oliveira notou que era muito grande a
utilização de materiais perfurocortantes, que,
se não descartados corretamente, poderiam
causar danos à saúde de outros profissionais e
até mesmo de outros pacientes.
Observador, esse criativo colaborador de
41 anos, que trabalha há sete no HCor, decidiu
desenvolver um instrumento apropriado
para essa limpeza. Utilizando-se de um rodo
comum, silicone e um imã retirado de uma
borracha de geladeira, Oliveira colou o imã à
borracha de puxar água do rodo, criando um
sistema imantado que atrai os metais.
“A grande importância dessa ação é que foi
uma idéia criativa e simples, que soluciona
um problema muito comum nos hospitais, que
é o acidente com materiais perfurocortantes”,
ressalta dr. Pedro Mathiasi, responsável pelo
processo de acreditação hospitalar do HCor.
Além do rodo cata-metal, Oliveira tem um
histórico de boas idéias: adaptou alças em todas
as lixeiras do hospital, evitando que o saco de
lixo ficasse visível externamente. Incentivado
pela supervisora de Hotelaria, Margarida Floresta
Medina, João Maia desenvolveu também um
suporte para vassouras nos carrinhos de limpeza.
“Como trabalho no período noturno, percebi que
quando caía uma vassoura o barulho era muito
grande, assustando os pacientes. Com esse
sistema, todos os cabos de vassouras, rodos e
pás estão afixados e não há como isso acontecer
mais”, explica João. Foram instalados suportes
em todos os cerca de cem carrinhos do hospital.
No período da manhã, Oliveira está concluindo
os estudos do 2º grau e nos finais de semana,
conserta geladeiras na região de Itaquera, onde
mora. Em um futuro próximo, Oliveira pretende
tornar-se empreendedor. “Quero ter uma oficina
de refrigeração. Sou muito curioso e esse tipo de
trabalho me ensina coisas novas e me distrai”,
explica.
Rodo com imã inventado
por Oliveira reduz
riscos de acidentes com
perfurocortantes
-9-
Voluntárias recebem homenagem especial
no Dia Internacional da Mulher
No dia 06 de março, cerca de 45 voluntárias
do HCor - Hospital do Coração participaram da
palestra “Fazer o bem faz bem”, com a escritora
Maria Helena Gouveia, no auditório do Hospital.
Coordenado por Leila Tacla, presidente das
Voluntárias do HCor e membro da diretoria da
Associação do Sanatório Sírio, o evento foi
realizado em comemoração ao Dia Internacional
da Mulher, celebrado no dia 8 de março.
Para completar a homenagem, o prof. dr.
Adib Jatene, diretor-geral do HCor, fez um relato
emocionante sobre sua trajetória e agradeceu
à esposa e à mãe, pela dedicação, força e amor.
De acordo com Leila, “não poderia haver melhor
homenagem às voluntárias do que as palavras
ditas pelo dr. Jatene, que contou com muita
emoção a história de sua vida”.
Ivone Maksoud, Maria Helena Gouveia,
Leila Tacla, Aurice e dr. Jatene
Livro do prof. dr. Adib Jatene
faz análise da saúde no país
O prof. dr. Adib Jatene, diretor-geral do
HCor – Hospital do Coração, lançou no mês
de abril o livro Medicina, Saúde e Sociedade.
Mais de 200 convidados compareceram
à noite de autógrafos da obra, que é uma
coletânea de 63 artigos publicados nos jornais
O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo.
Embora publicados ao longo de diversos
anos, os textos reunidos são extremamente
atuais e contêm análises profundas sobre
o papel da universidade brasileira e os
problemas enfrentados pelo ensino médico
qualificado. Além disso, aborda a questão do
avanço tecnológico sobre o cenário médico,
salientando as vantagens dessa evolução
na saúde. Dentre os diversos assuntos
abordados, está o complexo tema da política
nacional da saúde e suas implicações na
sociedade.
Dr. Adib Jatene recebe os cumprimentos de
Luiz Roberto Barradas Barata, secretário da
saúde do Estado de São Paulo
- 10 -
A
Nova home page do HCor facilita a
navegação de internautas
equipe de Informática do Hospital do Coração
lançou, em fevereiro, uma nova versão do site
www.hcor.com.br, que facilita a navegação do usuário
e oferece novas ferramentas aos visitantes.
Iniciado em janeiro de 2005, “o projeto do novo site
atende às expectativas de diversas áreas que utilizam
a ferramenta para atualização profissional ou para
consultas constantes”, afirma o analista de sistemas
Carlos Cardoso, um dos responsáveis pelo projeto.
Além de contar com um novo design, mais moderno e
simplificado, a nova página do HCor oferece aos seus
pacientes acesso completo, através de uma senha, aos
resultados dos exames laboratoriais e radiológicos.
Outra novidade é a atualização de notícias na
página inicial. Foi estabelecida uma rotina interna na
qual diversos setores do HCor enviam as informações
para a área de TI, que é a responsável por fazer com
que o conteúdo seja divulgado. Outra vantagem foi
a área criada ao lado esquerdo da página, destinada
à divulgação dos cursos do Centro de Estudos,
permitindo que as notícias sejam constantemente
atualizadas. O site ainda dispõe de
recursos que permitem aos familiares enviarem e-mails
para os pacientes internados.
O cadastro de currículos e a verificação de vagas
disponíveis na empresa também estão mais acessíveis.
“Ainda estamos implantando uma série de melhorias
em nosso sistema de comunicação on-line e em breve
teremos um link que informará os planos de saúde
e convênios médicos credenciados pelo HCor”,
complementa o gerente de TI, Adaílton Mendes.
Novo sistema agiliza confirmação de consultas pelo celular
C
om o objetivo de manter seu pioneirismo na área
de tecnologia da informação, o HCor passa a
disponibilizar a seus pacientes um novo serviço de aviso de
consulta ambulatorial pelo sistema SMS, mais conhecido
como “torpedo”.
O sistema, iniciado em novembro de 2005, envia por
SMS um lembrete com a data e horário da consulta para
o celular do paciente com dois dias úteis de antecedência.
O coordenador de suporte à Informática do HCor, Carlos
Yoshihara, destaca que a novidade da solução está na
facilidade do paciente informar a impossibilidade de
comparecimento à consulta, simplesmente respondendo à
mensagem recebida.
A Central de Reservas e Marcação de Exames é
automaticamente notificada e entra em contato com
o paciente para reagendamento da consulta. “Várias
empresas utilizam o SMS como forma de comunicação,
mas somente a tecnologia disponibilizada pelo HCor
permite o cancelamento da consulta através de uma função
do próprio celular”, ressalta Yoshihara.
A tecnologia, desenvolvida pela equipe de Informática
do HCor em parceria com a DACI Software, foi criada
a partir da necessidade de se ter uma comunicação mais
rápida com o paciente ambulatorial, agilizando novos
agendamentos e diminuindo o tempo de espera de outros
pacientes. De acordo com Paulo Henrique da Costa,
coordenador do atendimento ao cliente, cerca de 2500
pacientes recebem o torpedo mensalmente, evitando
assim que haja a necessidade de outras áreas despenderem
tempo nessa atividade.
Segundo afirma Yoshihara, até o término do 1º
semestre, outros tipos de “torpedos” estarão disponíveis
para o paciente do HCor. “Entre eles estão o aviso de
disponibilização de laudos médicos pelo site e também
a autorização para retirada dos exames já prontos na
Central de Entregas”. Além disso, a partir de junho deste
ano, médicos das equipes cirúrgicas do HCor receberão
a notificação de internação de paciente, já aprovado pelo
convênio médico, facilitando a comunicação e evitando
problemas como o atraso das cirurgias.
- 11 -
Um novo capítulo na história do HCor
* Dr. Rene Abdalla
...Artigo...
Q
uando alguém sofre um traumatismo
ou tem dor, o objetivo destas pessoas
é encontrar cuidado médico que lhe permita
retornar às atividades normais e esportivas com
segurança e o mais precoce possível.
O CORE - Centro de Ortopedia e Reabilitação
no Esporte foi fundado em 2000, como um centro
privado dentro do HCor – Hospital do Coração.
Nosso objetivo e missão é
a investigação, avaliação,
tratamento e pesquisa em
traumas ortopédicos.
A idéia, no momento
da fundação, era interrelacionar a cardiologia e
a traumatologia esportiva.
O tempo foi evoluindo,
a idéia se solidificando e
funcionando. Hoje, 6 anos
após “cortarmos a fita” de
inauguração, a estrutura
evoluiu.
Uma das grandes
vantagens é nossa localização dentro do Hospital
do Coração que permite
diagnóstico clínico preciso
e apoio da infra-estrutura
hospitalar (Ressonância
Magnética, Tomografia Computadorizada,
internação, urgências etc.) permitindo portanto,
diagnósticos e tratamento precisos em um menor
espaço de tempo.
O Centro é especializado no tratamento de
traumas ortopédicos e esportivos em joelho,
ombro, tornozelo, pé, coluna e mão. Nosso
grupo é formado por especialistas experientes,
aptos a programarem e realizarem o tratamento
adequado para cada tipo de problema.
O Centro de Reabilitação (Fisioterapia) é um
dos mais bem equipados e conta com especialistas
na área que se dedicam ao CORE desde sua
fundação, além dos equipamentos de avaliação
e tratamento assistidos por computador, o que
permite adicionar mais precisão aos resultados.
Possuímos quatro divisões básicas:
Assistência – setor em que nossos
profissionais diagnosticam e tratam todos
os tipos de traumas ortopédicos específicos,
com uma média de 1400 internações para
cirurgias ao ano. O objetivo é obter resultados
que difundam nosso serviço como “Centro de
Excelência”. Prestamos também apoio médico
- 12 -
hospitalar a grandes clubes profissionais no Estado
(São Paulo F.C.) e fora dele (Atlético Paranaense).
Diversos atletas de destaque como Rogério Ceni,
Grafite, Souza, Dagoberto, Junior Baiano, Fabio
Aurélio (Valencia-Espanha), Zetti e outros, já se
beneficiaram de nossa estrutura. Contamos também
com Pronto-Socorro ortopédico direcionado ao
esporte com plantonista 24 horas por dia.
Pesquisa – nossa equipe
está sempre buscando novas
estratégias e técnicas no
tratamento das patologias. A
análise de nossos resultados
é a base para que possamos
mostrar as vantagens e
eventuais desvantagens
em cada modalidade do
tratamento proposto, permitindo informar de maneira
precisa porcentagens de
sucesso, eventuais complicações e expectativas
futuras quanto à função
do segmento tratado, o
que
viabiliza
também
publicações científicas na
área médica.
Prevenção e melhora de
desempenho - nosso centro é
o único da América do Sul licenciado para o método
Sports MetricsTM, idealizado em Cincinnati (EUA),
que permite avaliações tanto para prevenção de
lesões, como adaptado em nossa clínica, quanto para
critérios de retorno ao esporte após o tratamento.
Educação - em nossos 6 anos de existência,
sempre nos preocupamos com a educação continuada.
O CORE é um dos 3 Centros no Brasil credenciado
pela I.S.A.K.O.S. - International Society of
Arthroscopy, Knee Surgery and Orthopaedic Sports
Medicine como centro institucional de treinamento.
Nesses anos, mais de 100 profissionais estiveram
sob nossa orientação e hoje estão trabalhando em
diversas regiões do país.
Enfim, todos do CORE nos sentimos
extremamente orgulhosos de ajudar a escrever mais
um capítulo na história do HCor.
* Rene Abdalla é ortopedista do
HCor - Hospital do Coração
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards