TeaTro LiTeraTura Da nça Música

Propaganda
HHH
ab
Domingo, 16 DE Agosto DE 2015
Fotos raquel cunha/Folhapress
6 série especial primeira infância
offline
EssEncial ao crEscimEnto
E dirEito da infÂncia,
a atividadE lúdica é a
forma mais gostosa dE
EntEndEr o mundo E sE
rElacionar com ElE Em
difErEntEs linguagEns
No teatro, assim como na brincadeira infantil, existe a criação de uma situação imaginária, “um espaço em que se pode ser outra
pessoa”, como diz a a educadora e atriz Maria
Paula Zurawsky. Professora de graduação em
pedagogia e membro da cia. Furunfunfum de
teatro infantil, ela dá ideias para brincar de
teatro com crianças de três e quatro anos.
Brinquem de transformar as coisas: um sofá pode ser o palco de um circo; uma mesa virada de cabeça para baixo pode ser um barco;
um lençol estendido sobre um barbante, a parede de uma casa, ou um rio. Uma variação,
inspirada pelo trabalho dos grupos de teatro
de bonecos, é brincar de faz-de-conta com os
objetos. Andem pela casa olhando os objetos
e tentando encontrar neles características de
seres animados. Por exemplo, um bule: com
que animal ele se parece? E um saca-rolhas?
Depois, criem uma forma para os novos personagens andarem, falarem ou até dançarem.
iara biderman
colaboração para a folha
Brincar é de lei. Direito garantido pelo Estatuto da
Criança e do Adolescente, a
atividade lúdica na infância
é levada tão a sério por ser
uma das melhores —e mais
gostosas— maneiras de a
criança se desenvolver.
“Brincar tem o potencial de
introduzir conceitos ou co-
vincula a criança à vida”, diz
o escritor Ilan Brenman.
É também uma forma de a
criança se expressar nas diferentes linguagens, como
mostram as ideias nesta página, sugeridas por artistas e
educadores. Não é preciso ser
especialista nem ter equipamentos especiais para fazêlas em casa. Basta usar a imaginação e, no máximo, objetos do dia a dia.
Ilan Brenman, autor de mais de 60 livros infantis, conta que se empolgou ao se lembrar
das brincadeiras que fazia quando suas filhas
eram pequenas. Dessas lembranças saem
suas sugestões para brincar com livros.
Montem circuitos de aventura pela casa: as
crianças têm que andar sobre uma corda, passar debaixo de cadeiras etc. No meio do circuito, fica um livro. Quando as crianças chegarem a essa fase da aventura, precisam encontrar uma ilustração determinada: um lobo,
uma bruxa. Só depois de achar a imagem elas
podem passar pelo próximo obstáculo. Outra
brincadeira é o “conte outra vez”. “Crianças
têm muita facilidade de memorização, mude
uma vírgula e a reclamação já começa: ‘Não é
assim que você me contou!’.”
Dança
Música
Crianças pequenas adoram brincadeiras sonoras, afirma o professor de musicalização infantil, psicólogo e instrumentista Roberto
Schkolnick. Além de ouvir e cantar músicas
conhecidas, elas podem brincar de sonoplastia. Enquanto alguém conta uma história, elas
reproduzem os sons do enredo: o sopro forte
do lobo mau, os sons da chuva, dos passos do
gigante. É fácil usar materiais para criar feitos
sonoros, como papel celofane para fazer o
som do fogo ou um chocalho para o barulho
da chuva. Outra sugestão é a cabra-cega sonora. Uma criança fica com os olhos vendados e
as outras ficam em diferentes cantos da casa
com objetos para produzir som (colher de
pau, latinhas). A cabra-cega tem que descobrir de onde vem cada um dos sons.
nhecimentos, desenvolver a
criatividade e ajudar a criança a assimilar emoções ou vivências”, afirma Adriana
Friedmann, coordenadora do
Nepsid (Núcleo de Estudos e
Pesquisas em Simbolismo,
Infância e Desenvolvimento).
É brincando que a criança
aprende a se relacionar com
os outros. “A palavra brincar
vem do latim: ‘vinculum’,
que significa laço. O brincar
LiTeraTura
TeaTro
A BRINCADEIRA É
mia 4, brinca com a
mãe, a atriz mariana
elisabetsky, 35,
em praça na zona
oeste de São Paulo
Gael
elisabetsky,
4 anos
O COMEÇO
O corpo e seus movimentos são tudo o que
se precisa para brincar... ou dançar. É essa a
brincadeira proposta por Uxa Xavier, autora
de “Mapas para Dançar em Muitos Lugares”
e diretora do Lagartixa na Janela, grupo que
cria danças para e com o público infantil. Para um “banho dançante” de mentirinha, imaginem um sabonete. Esfreguem bem as mãos
até deixá-las cheias de espuma de faz-de-conta. Deslize as mãos por todo o corpo. Ao ensaboar as costas, imaginem que a coluna vertebral é uma escadinha. Entrem em um chuveiro imaginário e deixem a água escorrer. Quando o banho acaba, é preciso se secar com o
vento: não tem toalha! Escolham uma música
e dancem fazendo vento até se secarem!
apr esentado por:
DA VIDA
(Be - The beginning of life)
Direção de Estela Renner
U m f i l m e e s s e n c i a l pa r a to da s a s M ã e s , pa i s e c u i da d o r e s
estreia em
u m f i l m e da
M A RÇ O D E
2 01 6
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards