EXEMPLOS DE DISCIPLINAS ELETIVAS OFERECIDAS

Propaganda
EXEMPLOS DE DISCIPLINAS ELETIVAS OFERECIDAS
PROGRAMA EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS
ELETIVAS DO DEPARTAMENTO: ADM
Estratégia Internacional da Empresa –
Esta disciplina visa familiarizar os participantes com as oportunidades e os problemas enfrentados pelas
empresas multinacionais, tanto grandes quanto pequenas ou médias. A perspectiva adotada será a
estratégica, ou seja, as decisões e a gestão das atividades internacionais serão examinadas de maneira
abrangente e integrada, sempre adotando a perspectiva dos executivos responsáveis pela formulação e
implementação de estratégias. O material adotado incluirá leituras e análise de situações relatadas na mídia
de negócios. O programa privilegiará a discussão de questões de globalização relevantes a empresas
brasileiras e as subsidiárias de empresas estrangeiras no Brasil.
Gestão Internacional de Recursos Humanos –
A disciplina tem como objetivo desenvolver uma visão crítica sobre a Gestão Internacional de Recursos
Humanos, baseando-se em uma análise dos fundamentos teóricos e em uma discussão de pesquisas
realizadas recentemente. O conteúdo da disciplina terá 3 focos principais: (i) a contextualização da Gestão
Internacional de Recursos Humanos no campo de estudo da Gestão de Pessoas, sob o ponto de vista das
diversas abordagens teóricas; (ii) os sub-temas mais freqüentes de pesquisa, como a lógica dual da Gestão
Internacional de Recursos Humanos, staffing e a movimentação internacional de pessoas, liderança, a gestão
de pessoas em fusões e aquisições internacionais, entre outros; e (iii) a pesquisa acadêmica sobre o tema nos
países em desenvolvimento, com destaque para os estudos sobre Brasil e América Latina. A literatura de apoio
à disciplina contemplará os trabalhos de autores norte-americanos, predominantes no tema, mas atenção
especial será dada a autores europeus e latino americanos.
ELETIVAS DA LINHA DE PESQUISA: ESTRATÉGIA EMPRESARIAL
Seminário Avançado de Estratégia I –
Este curso aborda os fundamentos do processo de formação de estratégia e tomada de nas firmas dando
ênfase aos seus aspectos políticos, sociológicos e psicológicos destes fenômenos, em interação com os
condicionantes econômicos da competição entre as firmas.
Seminário Avançado de Estratégia II –
Este curso analisará em profundidade as correntes teóricas recentes em estratégia empresarial em uma
perspectiva internacional, procurando analisar a produção acadêmica atual em estratégia em função de
experiências e estudos oriundos de diversos países.
ELETIVAS DA LINHA DE PESQUISA: ESTUDOS ORGANIZACIONAIS
Comportamento Organizacional –
O que é comportamento organizacional? Quais as razões que justificam seu estudo? Qual o impacto do
comportamento individual e de grupos na construção das organizações? Este curso tem por objetivo responder
a estas questões a partir de três movimentos: no primeiro, apresentam-se autores clássicos e contemporâneos
na discussão do comportamento humano como: Freud, Simmel, Elias, Adorno, Berger e Luckman, Goffmann,
Foucault, Giddens e Bauman. No segundo, apresenta-se a discussão sobre comportamento nas organizações a
partir de autores consagrados no campo: Maslow, McClelland, Herzberg, Trist e Weick. No terceiro, busca-se em
pesquisas e publicações recentes a utilização das idéias destes autores na análise do comportamento das
pessoas nas organizações contemporâneas.
Estudos Organizacionais no Brasil –
Os Estudos Organizacionais tem no Brasil praticamente meio século. Acumulou-se no período razoável
produção científica. Apesar disto não é objeto de estudos que a revisem. O curso pretende apresentar aos
participantes uma perspectiva dos estudos organizacionais entre nós desde a sua origem até os dias atuais,
apoiando-se em autores e temas de maior destaque. Procurar-se-á também colocar o aparecimento dos
estudos organizacionais no contexto do desenvolvimento das ciências sociais no país e no surgimento das
escolas de administração.
ELETIVAS DO DEPARTAMENTO: POI
Estratégia de Operações - Manufatura e Serviços Desenvolver pesquisadores e estudiosos da área de gestão de produção e operações nos conceitos principais
da estratégia de operações. A área de estratégia de operações tem como objeto de estudo os métodos
descritivos, analíticos e prescritivos que podem ser usados para garantir que a função e os processos
referentes à produção de produtos (sejam eles tangíveis e intangíveis) dêem sua máxima contribuição ao
desempenho e conseqüentemente, à competitividade da organização, provendo a necessária inserção da
função de operações no processo estratégico corporativo. Conceitos contemporâneos como focalização
operacional, pro atividade, estratégias baseadas em competências, serão analisados e discutidos quanto às
suas implicações gerenciais e teóricas. As visões dos principais autores da área serão analisadas e discutidas,
fornecendo aos participantes conteúdo que representa o estado da arte na área.
O Impacto da Inovação na Competitividade –
 Inovação: Tipos, Conceitos e Implantação
 Competitividade: Conceitos, Gaps, Diagnóstico e Melhoria
 Implantação das Melhorias de Competitividade pela Inovação:
- O Processo de Produção de Inovações;
- As Pessoas como Agentes da Inovação;
- Gestão do Conhecimento e Tecnologia (Produto, Processo e Informação);
- Recursos Financeiros para a Inovação;
- Alianças Estratégicas para Inovação;
- Gestão da Inovação (Estratégia, Prospecção do Ambiente e Organização).
 Impactos da Inovação na Competitividade:
- Avaliação e Indicadores da Inovação;
- Avaliação e Indicadores da Competitividade.
 Estudos de Casos
ELETIVAS DA LINHA DE PESQUISA: GESTÃO DE OPERAÇÕES E COMPETITIVIDADE
Qualidade em Serviços –
Nos últimos anos economia sofreu mudanças estruturais, incluindo o aumento da conectividade das
operações, a ascensão do setor de serviços e o aumento da competição. Estamos assistindo uma dramática
mudança nas maneiras de como os serviços são projetados e entregues. O auto-serviço em bancos, na
compra por internet de vários produtos tangíveis como de serviços, a possibilidade de passar sem parar em
pedágios mostra a nova face da competição e do comportamento dos clientes. A disciplina descreve a
evolução e discute as principais idéias pertinentes ao tema “Gestão da Qualidade em Serviços”, considerando
as ferramentas gerenciais para melhor compreensão da característica fundamental dos serviços, incluindo
ainda o aspecto de internacionalização.
Operações e a competitividade - uma abordagem baseada na RBV (Resource-based view) –
As empresas apresentam uma grande variabilidade no seu desempenho. Esta variabilidade está muito mais
associada a fatores individuais idiossincráticos a empresas do que a fatores como ramo de negócios, país ou
ano. A visão baseada em recursos propõe a análise da competitividade das empresas a partir de seus
recursos. A área de operações e, em especial, a estratégia de operações está intimamente ligada a estes
conceitos, pois é a responsável pela gestão de um conjunto relevante dos recursos que compõem as
empresas.
Esta disciplina integra os corpos teóricos de estratégia de operações e visão baseada em recursos. Discute,
sob esta ótica, o estado atual do conhecimento acadêmico sobre os efeitos no desempenho das empresas de
vários campos de atuação de operações como colaboração entre empresas, supply chain management,
gestão da qualidade, práticas gerenciais voltadas à produtividade, pesquisa e desenvolvimento, inovação, e
capacidades dinâmicas.
ELETIVAS DO DEPARTAMENTO: MCD
Pesquisa em Marketing –
O objetivo desse curso consiste em ajudar alunos do doutorado e mestrado interessados em Marketing a:
a) Conhecer os conceitos, técnicas e as ferramentas de pesquisa de marketing.
b) Exercitar o uso dessas técnicas não só para orientar as decisões dos dirigentes de marketing, mas
também para ajudar a construção do conhecimento na área de marketing.
c) Desenvolver maior capacidade de análise e produção do conhecimento em Marketing.
d) Analisar, sob a ótica do pensamento científico, artigos recentes sobre Marketing (em publicações como o
“Journal of Marketing”) com o objetivo de exercitar os fundamentos do desenvolvimento do conhecimento
e da construção de teoria.
e) Estimular a elaboração de artigos, dentro dos paradigmas da “academia” para submetê-los para
apresentação em congressos e/ou publicá-los em revistas acadêmicas.
f)
Relembrar os objetivos fundamentais do conhecimento e das teorias, ou seja:
- Descrever, explicar, prever e controlar fenômenos.
g) Ajudar os alunos a melhor definir e aperfeiçoar os objetivos de tese e a desenvolverem suas teses de
forma mais eficiente, mais rápida, com maior segurança, qualidade, e dentro dos limites de prazo.
h) Facilitar o processo de comunicação e orientação entre orientador e seus orientandos.
Desenvolvimento de Teoria em Marketing –
Além de uma abordagem teórica sobre construção de teoria, o curso irá estimular a avaliação crítica de
diferentes textos acadêmicos na área de marketing. Artigos recentes sobre Marketing (em publicações como o
“Journal of Marketing”, “Journal of Marketing Research”, e outras) serão analisados, à luz da filosofia da
ciência, com o objetivo de exercitar os fundamentos do desenvolvimento do conhecimento e da construção de
teoria em Marketing. O curso terá também o objetivo de identificar e manter os participantes atualizados sobre
os temas emergentes que vem despertando o interesse dos pesquisadores (acadêmicos) na área de Marketing.
Os alunos serão estimulados a elaborar artigos, dentro dos paradigmas da “academia” para submetê-los para
apresentação em congressos e/ou publicá-los em revistas acadêmicas.
ELETIVAS DA LINHA DE PESQUISA: ESTRATÉGIAS DE MARKETING
Marketing e Novos Produtos –
Este curso foca o papel do marketing no campo de novos produtos. No ambiente empresarial globalmente
competitivo de hoje, o desenvolvimento de novos produtos não é uma opção estratégica, mas uma condição
prévia fundamental para a sobrevivência da empresa, sua renovação organizacional e a prosperidade
econômica nacional. Empresas existem e prosperam entregando produtos aos seus clientes. Como as
necessidades e desejos dos clientes mudam e as ofertas da concorrência tornam a seleção de produto mais
difícil, as empresas têm de mudar os produtos que oferecem. Os novos produtos tornam-se críticos para o
crescimento bem sucedido e o aumento dos lucros. Nesta disciplina parte-se da filosofia de marketing de que
novos produtos serão lucrativos se proporcionarem aos clientes alto valor percebido (benefícios comparados
aos sacrifícios). Um conhecimento básico de Administração de Marketing é assumido.
O objetivo principal da disciplina é ajudar o estudante de pós-graduação a entender o estado-da-arte de
teorias, métodos e técnicas de marketing sobre desenvolvimento de novos produtos e como usá-lo (isto é,
conhecimentos mais habilidades). O desenvolvimento de novos produtos é um processo crítico que cruza
áreas funcionais múltiplas em uma empresa. Além disso, esse desenvolvimento não é o domínio de uma só
função, mas um processo multidisciplinar a requerer coordenação, comunicação, e integração. Nesta
disciplina conceitos e técnicas são providos para conectar a função de marketing às funções de P&D,
engenharia e produção, mas está além da extensão da disciplina enfatizar estas funções per se.
Por fim, a disciplina espera preparar e motivar os estudantes - ao prover o conhecimento e as habilidades
necessárias – para avançar a base científica de novos produtos. Mas a disciplina será pertinente a estudantes
que esperam pesquisar diretamente no campo de administração de produto como também àqueles com
interesses em outras direções e funções da Administração.
Comportamento do Consumidor –
O estudo do comportamento do consumidor é a base para a tomada de decisão estratégica em marketing.
Como disciplina acadêmica, surge na década de 1950, nos departamentos de marketing das universidades
norte-americanas, reunindo acadêmicos dedicados a explicar e prever as decisões de consumo. Desde então,
a disciplina tem evoluído, integrando as diversas contribuições das ciências sociais e humanas, como a
economia, a psicologia, a sociologia, a antropologia, a história, a semiologia, a comunicação social, entre
outras, que, sob diversas perspectivas, estudam o comportamento humano.
Assim, o primeiro objetivo deste curso será compreender a evolução da disciplina, nas suas várias abordagens
teóricas, já que cada perspectiva de análise enriquece a visão sobre questões importantes e complexas do
comportamento do consumidor. Para isso, serão debatidos os principais textos dos autores mais
referenciados, que ajudam a entender a natureza do paradigma dominante da disciplina (positivismo) e o novo
paradigma (interpretativismo/humanismo/pós-modernismo), desenvolvido a partir da década de 1980. Será
dada ênfase a textos de acadêmicos brasileiros, que divulguem pesquisas sobre o comportamento do
consumidor brasileiro, realizadas recentemente no país.
O segundo objetivo é ajudar o estudante de pós-graduação a entender o estado-da-arte de teorias, métodos e
técnicas de pesquisa do consumidor e verificar como esses métodos e técnicas têm sido aplicados,
analisando exemplos de pesquisas realizadas recentemente, nas áreas acadêmica e empresarial. Desse
modo, objetiva-se capacitar e motivar os estudantes a desenvolverem seus próprios projetos de pesquisa
sobre o comportamento do consumidor
ELETIVAS DO DEPARTAMENTO FSJ:
Cultura de Consumo e Esfera Pública A proposta deste curso é apresentar as relações históricas entre cultura de consumo e espaço público, bem
como, os seus desdobramentos contemporâneos. Sabe-se que, desde sua emergência, a cultura de consumo
tem reconfigurado radicalmente o espaço público e afetado a esfera da cultura comum e dos bens coletivos.
Nesse sentido, o curso abordará temas já consolidados na literatura sobre cultura, consumo e mercado, tais
como entretenimento, mídia, imagem e marca, visando discutir o alcance propriamente político desse poder de
mercado; além de propor a discussão de aspectos novos nas relações entre consumo e espaço público, tais
como acesso, experiência e consumo ético. Trata-se de uma perspectiva analítica sobre o papel central que o
consumo teve na formatação da cultura contemporânea, especialmente no que diz respeito à diluição das
fronteiras entre o público e o privado, e os desafios que isso coloca para o controle da esfera pública.
O fio condutor teórico está embasado nos autores da Escola de Frankfurt, notadamente Theodor Adorno, Max
Horkheimer e Jurgen Habermas – autores centrais na formulação dos conceitos de ideologia e esfera pública -;
e autores contemporâneos como Fredric Jameson, Slavoj Zizek e Giorgio Agambem, nas discussões em torno
das transformações culturais e subjetivas e na maneira como elas dialogam com a esfera política.
ELETIVAS DO DEPARTAMENTO: IMQ
Planejamento e Implementação de Recursos de Informática
Apresentar uma visão atual da evolução e das tendências do uso das TI - Tecnologias de Informação nas
empresas. Discutir os fatores importantes no planejamento e implementação de recursos de Informática,
enfocando o gerenciamento da nova cultura, das mudanças, das tendências e das transformações provocadas
pela utilização da TI e no novo papel do administrador desses recursos. O objetivo central da disciplina é
continuar a desenvolver os conhecimentos no uso e na administração da TI em ambientes organizacionais,
com ênfase no uso estratégico da informação em benefício do negócio, para que os alunos possam participar
dos processos de tomada de decisão sobre o uso de TI nas empresas. A disciplina se integra às questões
abordadas na disciplina obrigatória da Linha de Pesquisa Administração, Análise e Tecnologia da Informação AATI, discutindo casos reais e explorando as principais estruturas de referência utilizadas no planejamento e
na gestão de informática.
Tecnologia de Informação e Desenvolvimento Social Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) podem contribuir para o desenvolvimento social numa vasta
área de atividades, como na saúde, educação, emprego e outros tantos, ajudando a resolver problemas
sociais especialmente críticos em países com menor nível de desenvolvimento. Contribuindo
significativamente para ampliar o acesso a informação e baixar custos de comunicação, as TIC podem
desempenhar um papel importante no combate à pobreza, na melhoria dos sistemas de saúde e de educação,
e na eliminação de desigualdades regionais e sociais. Entretanto esses benefícios não estão ainda sendo
plenamente realizados, uma vez que essas tecnologias estão freqüentemente longe do alcance das
populações mais pobres e mais remotamente localizadas. Essas mesmas TIC também são geralmente caras,
possuem design inadequado a populações com carências educacionais e de infra-estrutura mais básicas,
além de outros problemas, como falta de recursos humanos e políticas públicas apropriadas.
ELETIVAS DA LINHA DE PESQUISA: ADMINISTRAÇÃO, ANÁLISE E TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO
Administração de Recursos de Tecnologia de Informação As organizações têm procurado um uso cada vez mais intensivo e amplo de Tecnologia de Informação (TI),
como uma poderosa ferramenta empresarial, que altera as bases da competitividade e estratégias
empresariais.
O ambiente empresarial, tanto em nível mundial como nacional, tem passado por profundas mudanças nos
últimos anos, as quais têm sido consideradas diretamente relacionadas com a TI. Um dos aspectos mais
importantes deste novo contexto é o surgimento do ambiente digital, que passou a permitir, de fato, a
realização de Negócios na Era Digital e do Comércio Eletrônico.
A assimilação e utilização de forma ampla e intensa de Tecnologia de Informação estão se tornando parte da
estratégia das organizações. O conhecimento dos vários aspectos e contribuições, bem como da sua utilização
atual, potencial e tendências é importante para o aproveitamento bem sucedido das oportunidades do
ambiente empresarial atual.
O tema central do curso é Tecnologia de Informação, com ênfase na evolução do uso estratégico de TI, até a
realização dos Negócios na Era Digital, tendo como foco principal os aspectos gerenciais e estratégicos, e não
técnicos. O curso apresentará e discutirá os conceitos, os aspectos e as contribuições da utilização desta
tecnologia e sua administração, em especial sobre os seus benefícios para o desempenho empresarial e
governança de Tecnologia de Informação.
Durante o curso, serão realizados, pelos participantes, trabalhos práticos junto às empresas sobre Tecnologia
de Informação e Negócios na Era Digital.
Negócios na Era Digital –
As organizações têm procurado um uso cada vez mais intensivo e amplo de Tecnologia de Informação (TI),
como uma poderosa ferramenta empresarial, que altera as bases da competitividade e estratégias
empresariais.
O ambiente empresarial, tanto em nível mundial como nacional, tem passado por profundas mudanças nos
últimos anos, as quais têm sido consideradas diretamente relacionadas com a TI. Um dos aspectos mais
importantes deste novo contexto é o surgimento do ambiente digital, que passou a permitir, de fato, a
realização de Negócios na Era Digital e do Comércio Eletrônico.
O Comércio Eletrônico já é uma realidade em diversos setores da economia. A sua assimilação e utilização
estão se tornando parte da estratégia das organizações. O conhecimento dos vários aspectos e contribuições,
bem como da sua utilização atual, potencial e tendências é importante para o aproveitamento bem sucedido
das oportunidades do ambiente de Negócios na Era Digital.
Neste ambiente, as estratégias empresariais devem priorizar os novos modelos de negócios, os desafios das
novas formas organizacionais, dos impactos no fator humano e nos investimentos, e na integração das
cadeias de valor, física e virtual, sempre com a perspectiva do futuro deste cenário.
Esta disciplina objetiva oferecer aos participantes os fundamentos destas áreas de conhecimento e estimular
a discussão prática e estruturada de sua aplicação nas empresas. A contribuição do curso, além do
aprimoramento propiciado por este conhecimento, também está na apresentação e aplicação de instrumentos
para a definição, implementação e avaliação das estratégias dos Negócios na Era Digital.
O tema central do curso é Negócios na Era Digital, com ênfase nos aspectos gerenciais e estratégicos, e não
técnicos. O curso apresentará e discutirá os aspectos e as contribuições da utilização deste novo ambiente.
Durante o curso, será realizado, pelos participantes, um trabalho prático junto às empresas sobre Comércio
Eletrônico.
ELETIVAS DO DEPARTAMENTO: CFC
Métodos Empíricos em Finanças
Este curso representa um estudo avançado de pesquisa dos métodos empíricos em finanças econômicas
(intitulado formalmente de “Especificando e Testando Modelos Econométricos de Preço do ativo”). Nós nos
concentramos nas técnicas empíricas usadas mais freqüentemente em análises do mercado financeiro e
como elas são aplicadas no atual mercado de dados. A lista de tópicos inclui:
 Propriedades estatísticas de ativos financeiros,
 testes de modelos de apreçamento ativo (CAPM, APT, Intertemporal CAPM, consumo CAPM),
 hipóteses de mercados eficientes,
 ocorrência no estudo da metodologia, e
 tópicos diversos (i.e. caos e dinâmica não-linear, perfil de avaliação de desempenho, condições da
estrutura das taxas de juros, avaliação do débito corporativo, derivativos, micro-estrutura do mercado).
A ênfase a ser despendida para cada tópico dentro dos limites do último gênero dependerá do interesse dos
alunos.
Financial Economics
Este curso tem por objetivo apresentar os conceitos básicos na área de financial economics, para que o aluno
tenha uma base conceitual inicial para acompanhar artigos em Finanças, e vislumbrar novas possibilidades de
pesquisa. Em desenvolvendo idéias e conceitos, pretendemos cobrir ambos a teoria normativa (como um
indivíduo pode atingir o nível ótimo de satisfação?) e a teoria positiva (como podemos predizer retornos,
preços, etc.). As exposições pretendem abordar Finanças de uma forma microeconômica.
ELETIVAS DA LINHA DE PESQUISA: MERCADOS FINANCEIROS E FINANÇAS CORPORATIVAS
1º/2010 Corporate Finance
O objetivo do curso é apresentar os conceitos básicos de finanças corporativas.
2º/2010: Estratégia Financeira
Este curso aborda aspectos relacionados a levantamento de recursos de longo prazo: qual a sua estratégia de
financiamento e quais os instrumentos financeiros a serem utilizados. Analisa as restrições de cada tipo de
financiamento (equity e debt intruments), e seus conflitos com acionistas controladores, minoritários, credores,
e administradores.
ELETIVAS DA LINHA DE PESQUISA: GESTÃO ÉTICA, SOCIOAMBIENTAL E DE SAÚDE
Políticas e Programação em Saúde
Objetivo Geral
Apresentar aos alunos e discutir com eles questões referentes a planejamento e políticas de saúde
Apresentar aos alunos e discutir com eles as determinações da formulação de políticas de saúde.
Discutir com os alunos planejamento em organizações de saúde
Objetivos Específicos
– inserir em perspectiva políticas, políticas de saúde, planejamento, planejamento em saúde e planejamento
em organizações de saúde
– apresentar e discutir sistemas & sistemas de saúde, fazendo uma análise da realidade dos alunos
– analisar os atores do setor saúde e os grupos de pressão existentes no Brasil em 2004
– discutir o histórico das políticas de saúde no Brasil e a conjuntura atual, no setor público e no setor privado
– apresentar e discutir algumas técnicas de planejamento
– discutir a implantação de uma política
– discutir a implantação de um planejamento numa organização de saúde
Gestão de Serviços de Saúde
Conhecer os tipos de serviço que compõem os sistemas prestação de assistência à saúde e suas mudanças
no decorrer da história.
Conhecer e discutir as atividades de promoção da saúde, prevenção de doenças, assistência à saúde e
reabilitação e as atividades de realizadas para manter os cidadãoes saudáveis e aquelas utilizadas com o
intuito de reduzir os custos da assistência médica.
Conhecer os modelos da assistência nos diferentes locais: residência dos cidadãos (PSF/Assistência
domiciliar), diferentes modelos de assistência ambulatorial (UBS, consultórios privados liberais, clínicas,
unidades de diagnóstico, unidades de check up/medicina preventiva, reabilitação), assistência hospitalar (de
agudos, crônicos, hospice), assistência à urgência/emergência (pré-hospitalar e hospitalar).
Conhecer e analisar as diferentes formas de organização da assistência: linhas de cuidado (população sob
cuidado), departamentalização (programas de atenção direta, apoio clínico e apoio administrativo). Discutir
conceitos e modelos de análise de produtividade e qualidade de serviços.
Agosto 2009
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards