Processo Seletivo Simplificado para Contratação por Tempo

Propaganda
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA
PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO HUMANO E SOCIAL
DEPARTAMENTO DE DESENVOLVIMENTO DE POTENCIALIZAÇÃO DE PESSOAS
DIVISÃO DE ADMISSÃO E MOVIMENTAÇÃO
EDITAL No 010/DDPP/2009
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO POR TEMPO DETERMINADO
CARGO: MÉDICO/EMERGÊNCIA (CLÍNICA MÉDICA)
Data: 29/03/2009
Duração: 09h00min às 12h00min
INSTRUÇÕES
1 - Para fazer a prova você usará este CADERNO DE PROVA e um CARTÃO-RESPOSTA, os
quais deverão ser assinados.
2 - Confira, no CARTÃO-RESPOSTA, seu nome, número de inscrição e cargo para o qual se
inscreveu. Examine se há marcações indevidas no campo destinado às suas respostas.
Se houver, reclame imediatamente ao fiscal do grupo.
3 - Transcreva os dados do seu CARTÃO-RESPOSTA para os campos correspondentes existentes
na parte inferior desta página.
4 - A interpretação das questões é parte integrante da prova, não sendo permitidas perguntas aos
fiscais.
5 - Verifique, no caderno de prova, se faltam folhas, se a seqüência de questões, no total de 30
(trinta), está correta e se há imperfeições gráficas que possam causar dúvidas. Comunique
imediatamente ao fiscal qualquer irregularidade. Não destaque folhas do caderno de prova.
6 - Para cada questão são apresentadas 5 (cinco) alternativas diferentes de respostas (A, B, C, D e
E). Apenas uma delas constitui a resposta correta em relação ao enunciado da questão.
7 - Utilize caneta esferográfica com tinta preta (preferencialmente) ou azul.
8 - Questões em branco, que contenham mais de uma resposta, emendas ou rasuras não serão
consideradas.
9 - Não será permitida, durante a realização da prova, a comunicação entre os candidatos, o porte e
utilização de aparelhos celulares ou similares, de calculadoras ou similares, de relógios, de
livros, de anotações, de impressos ou de qualquer outro material de consulta, sendo eliminado
do Processo Seletivo Simplificado o candidato que descumprir esta determinação.
10 - Ao terminar a prova, entregue o CADERNO DE PROVA e o CARTÃO-RESPOSTA.
11 - A duração da prova será de 3 (três) horas, incluindo o tempo gasto para preenchimento do
CARTÃO-RESPOSTA. Após este tempo, todo material de prova será recolhido pelo fiscal do
grupo.
12 - Para conferir suas respostas com o gabarito oficial, anote-as no quadro constante do rodapé da
última folha, o qual poderá ser destacado e levado com você.
___________________________________________
ASSINATURA DO(A) CANDIDATO(A)
INSCRIÇÃO
CARGO
NOME DO(A) CANDIDATO(A)
LOCAL / SETOR / GRUPO / ORDEM
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO HU – MÉDICO/EMERGÊNCIA (CLÍNICA MÉDICA)
2
01) Sobre as causas, tratamento e complicações da pancreatite aguda, é CORRETO afirmar que:
A( ) existem evidências conclusivas de que a morfina não deve ser utilizada como analgésico, em
função dos seus efeitos deletérios na pressão do esfíncter de Oddi.
B( ) o uso de antibioticoterapia profilática deve ser rotineiro, sendo os carbapenêmicos os agentes
de escolha.
C( ) infecção, hemorragia, ruptura e obstrução de estruturas subjacentes são possíveis
complicações do pseudocisto pancreático.
D( ) hipercalcemia e hipertrigliceridemia são as causas mais comuns de pancreatite aguda.
E( ) colangiopancreatografia endoscópica retrógrada, quando indicada, não pode ser realizada nas
primeiras 72 horas de apresentação da doença.
02) Sobre obstrução intestinal aguda, assinale com (V) as afirmativas verdadeiras e com (F) as
afirmativas falsas.
( ) Resulta de aderências em função de cirurgias prévias ou de hérnias internas ou externas em até
75% dos casos.
( ) Íleo adinâmico e pseudo-obstrução intestinal são os dois principais diagnósticos diferenciais.
( ) Distensão abdominal é um dos achados mais freqüentes, e é mais evidente nas obstruções do
intestino delgado.
( ) A taxa de mortalidade global da obstrução do intestino delgado é maior do que a da obstrução
colônica.
( ) Mesmo quando a obstrução colônica é incompleta, esta deve ser sempre tratada cirurgicamente.
Assinale a alternativa que apresenta a seqüência CORRETA, de cima para baixo.
A(
B(
C(
D(
E(
)
)
)
)
)
V – V – F – F – V.
V – V – F – F – F.
F – V – F – F – V.
V – F – V – F – F.
F – F – F – V – V.
03) Sobre diverticulite aguda, é CORRETO afirmar que:
A( ) a perfuração dos divertículos é bastante comum, entretanto apresenta baixa taxa de
mortalidade.
B( ) nas primeiras 72 horas o paciente deve receber uma dieta rica em fibras.
C( ) o uso de antibióticos deve ser indicado apenas nos casos de diverticulite aguda complicada.
D( ) o diagnóstico é baseado na história e no exame físico, sendo a tomografia computadorizada o
método complementar de escolha para investigação de pacientes com esta condição.
E( ) todos os pacientes devem receber tratamento intra-hospitalar.
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO HU – MÉDICO/EMERGÊNCIA (CLÍNICA MÉDICA)
3
04) Com relação à fisiopatologia da síndrome coronariana aguda, assinale com (V) as afirmativas
verdadeiras e com (F) as afirmativas falsas.
( ) As alterações que conferem instabilidade às placas ateroscleróticas são: fissura, erosão,
ulceração e hemorragia intraplaca.
( ) As placas ateroscleróticas são menos vulneráveis quando apresentam grande centro lipídico, alta
densidade de macrófagos e cápsula fibrosa fina.
( ) A partir da rotura da placa ocorre exposição de substâncias trombogênicas da camada
subepitelial na luz do vaso, que desencadeiam adesão, ativação e agregação plaquetária.
( ) A progressão da necrose miocárdica depende do fluxo coronário residual, da presença de
circulação colateral para a área afetada, de fatores hemodinâmicos e da lesão celular provocada
pela reperfusão.
Assinale a alternativa que apresenta a seqüência CORRETA, de cima para baixo.
A(
B(
C(
D(
E(
)
)
)
)
)
V – F – F – V.
F – V – V – V.
F – F – V – V.
V – F – F – F.
V – F – V – V.
05) Sobre o infarto agudo do miocárdio, é CORRETO afirmar que:
A( ) a fibrinólise apresenta máximo benefício quando instituída nas primeiras 2 horas do início dos
sintomas.
B( ) a angioplastia é o método de reperfusão de escolha, pois sempre apresenta superioridade nos
resultados em relação à fibrinólise.
C( ) a analgesia deve ser evitada, sob risco de mascarar o quadro clínico e a evolução da condição
clínica do paciente.
D( ) em função dos benefícios apresentados pelo uso de inibidores da enzima de conversão de
angiotensina, tais drogas devem ser prescritas logo após a terapia de reperfusão, independentemente da pressão arterial.
E( ) na classificação de Killip, pacientes que evoluem para choque cardiogênico são considerados
como Classe III.
06) Na parada cardiorrespiratória (PCR), é CORRETO afirmar que:
A( ) após cada desfibrilação devemos checar a presença de pulso central antes de reassumirmos as
manobras de reanimação.
B( ) o uso de antiarrítmicos é preconizado precocemente e em todos os casos de PCR, exceto
quando em assistolia.
C( ) quando indicada, a desfibrilação deve ser aplicada em uma seqüência de três choques (200 J,
300 J e 360 J).
D( ) quando ocorre em fibrilação ventricular (FV) ou em taquicardia ventricular sem pulso (TVSP), a
desfibrilação precoce é a mais importante ação nos esforços de reanimação.
E( ) devemos administrar adrenalina, na dose de 0,1 mg a cada 3 a 5 minutos.
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO HU – MÉDICO/EMERGÊNCIA (CLÍNICA MÉDICA)
4
07) Sobre choque séptico, sepse severa, sepse e síndrome de resposta inflamatória sistêmica
(SIRS), assinale com (V) as afirmativas verdadeiras e com (F) as afirmativas falsas.
( ) SIRS é caracterizada pela presença de duas ou mais das seguintes situações: temperatura maior
que 38,5 oC ou menor que 35 oC; freqüência cardíaca maior que 120 bpm; freqüência respiratória
maior que 32 mrpm; contagem de glóbulos brancos maior que 20000 cels/mm3 ou menor que
1000 cels/mm3 (ou mais de 10% de formas imaturas de glóbulos brancos).
( ) Sepse é caracterizada pela presença de SIRS quando esta é ocasionada por um quadro
infeccioso.
( ) Sepse severa ocorre nos quadros que requerem o uso de drogas vasoativas.
( ) Choque séptico existe quando a sepse severa é acompanhada de hipotensão arterial, apesar da
ressuscitação volêmica adequada e/ou necessidade de uso de drogas vasoativas para
manutenção de pressão arterial adequada.
Assinale a alternativa que apresenta a seqüência CORRETA, de cima para baixo.
A(
B(
C(
D(
E(
)
)
)
)
)
V – F – V – F.
F – V – V – V.
V – V – F – F.
F – V – F – V.
F – F – V – V.
08) Sobre as características associadas à gravidade dos quadros sépticos, é CORRETO afirmar que:
A( ) a presença ou ausência de hemocultura positiva não influencia o desfecho clínico.
B( ) infecções causadas por microrganismos nosocomiais e da comunidade têm aproximadamente a
mesma taxa de mortalidade.
C( ) febre elevada (temperatura maior que 40 oC) ou intensa leucocitose (contagem de leucócitos
maior que 20000 cels/mm3) estão associadas à maior mortalidade.
D( ) a presença de doenças de base e o estado de saúde prévio do paciente não influenciam na
mortalidade.
E( ) pacientes com urosepse têm maior taxa de mortalidade do que pacientes com outros tipos de
infecção.
09) Sobre a fisiopatologia da sepse, assinale com (V) as afirmativas verdadeiras e com (F) as
afirmativas falsas.
( ) Fator de necrose tumoral alfa (TNF-a) e interleucina 1 (IL-1) são as mais importantes citocinas
pró-inflamatórias envolvidas na patogênese da sepse.
( ) Produtos tóxicos liberados por microrganismos invasores (como endotoxina), ou componentes da
parede celular das bactérias não contribuem na patogênese da sepse.
( ) A ativação do complemento desempenha importante papel na patogênese da sepse.
( ) Os mecanismos propostos para explicar a injúria celular e conseqüente disfunção orgânica são:
isquemia, injúria citopática e aumento na taxa de apoptose.
Assinale a alternativa que apresenta a seqüência CORRETA, de cima para baixo.
A(
B(
C(
D(
E(
)
)
)
)
)
F – V – V – V.
V – F – V – F.
V – F – V – V.
F – V – F – F.
V – F – F – V.
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO HU – MÉDICO/EMERGÊNCIA (CLÍNICA MÉDICA)
5
10) Sobre o tratamento de pacientes com sepse severa e choque séptico, é CORRETO afirmar que:
A( ) drogas vasopressoras devem ser iniciadas o mais brevemente possível em todos os pacientes,
paralelamente à infusão de volume.
B( ) a primeira prioridade deve ser a instalação de cateter venoso central para aferição de pressão
venosa central e infusão de volume.
C( ) está bem estabelecido que a infusão de colóides demonstra benefícios em relação à infusão de
cristalóides.
D( ) a primeira prioridade deve ser a estabilização das vias aéreas e da respiração.
E( ) devemos utilizar drogas inotrópicas com o intuito de elevar o débito cardíaco (e
conseqüentemente o índice cardíaco) a níveis supranormais.
11) Com relação às manifestações clínicas e à história natural da infecção pelo vírus da Hepatite B,
assinale com (V) as afirmativas verdadeiras e com (F) as afirmativas falsas.
( ) As manifestações extra-hepáticas são exclusivas da infecção crônica, pois dependem da
participação do sistema imunológico na formação de imunocomplexos.
( ) Aproximadamente 70% dos pacientes apresentam a forma ictérica da doença, não sendo
desprezível, portanto, o número de casos que cursam com ausência de icterícia.
( ) Na vigência de infecção aguda, a ocorrência de falência hepática (hepatite fulminante) é rara,
ocorrendo em aproximadamente 10% dos casos.
( ) O período de incubação da infecção varia de 1 a 4 semanas.
( ) A taxa de progressão da infecção aguda para a infecção crônica é primariamente determinada
pela idade em que o paciente adquire a infecção, sendo de aproximadamente 90% quando
ocorre no período perinatal.
Assinale a alternativa que apresenta a seqüência CORRETA, de cima para baixo.
A(
B(
C(
D(
E(
)
)
)
)
)
V – F – F – F – V.
F – F – F – F – V.
V – V – V – F – V.
F – V – F – V – F.
F – F – V – V – F.
12) Em relação ao tema Fígado e Drogas, é CORRETO afirmar que:
A( ) a associação amoxicilina-clavulanato é uma causa comum de lesão hepática induzida por
droga, normalmente determinando um padrão de colestase.
B( ) as drogas que induzem lesão hepática normalmente não produzem manifestações clínicas,
exceto quando os níveis séricos da alanina aminotransferase (ALT) excedem 10 vezes o limite
superior da normalidade.
C( ) nas lesões hepáticas agudas induzidas por drogas, a suspensão destas usualmente não resulta
em recuperação completa anatomofuncional.
D( ) acetaminofen é um exemplo clássico de lesão hepática com padrão de colestase aguda,
determinando assim aumento predominantemente de fosfatase alcalina e bilirrubinas em
comparação com as aminotransferases.
E( ) a comprovação de lesão hepática crônica, seja por exames laboratoriais, seja por biópsia, exclui
a possibilidade de associação causal com a utilização de qualquer tipo de droga.
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO HU – MÉDICO/EMERGÊNCIA (CLÍNICA MÉDICA)
6
13) Com relação à síndrome colestática, assinale com (V) as afirmativas verdadeiras e com (F) as
afirmativas falsas.
( ) O prurido, quando presente, decorre da impregnação das terminações nervosas cutâneas pela
bilirrubina, seja direta (conjugada) ou indireta (não conjugada).
( ) A colúria, que decorre da presença de bilirrubina direta na urina, sempre sucede o aparecimento
da icterícia, independentemente da causa desta.
( ) Depois da síndrome hemolítica, a doença de Gilbert é a causa mais comum de colúria.
( ) A fosfatase alcalina e gama-glutamiltranspeptidase são enzimas que costumam estar elevadas
na síndrome colestática intra ou extra-hepática.
( ) Uma das formas de diferenciar a colestase induzida por hepatite aguda a vírus daquela
determinada por droga é o princípio de que no primeiro caso a icterícia precede a colúria e no
segundo caso ocorre normalmente o contrário.
Assinale a alternativa que apresenta a seqüência CORRETA, de cima para baixo.
A(
B(
C(
D(
E(
)
)
)
)
)
V – F – V – F – F.
F – F – V – F – V.
V – F – F – V – F.
F – F – F – V – F.
F – V – F – V – F.
14) Em relação à hemorragia subaracnóide, é CORRETO afirmar que:
A( ) quando determinada por rotura de aneurisma intracraniano, a incidência aumenta com a idade,
com uma média de apresentação em torno dos 55 anos, tendo o sexo feminino um risco maior.
B( ) em até 40% das vezes é determinada por rotura de aneurisma intracraniano.
C( ) quando determinada por causas outras que não a de rotura de aneurisma intracraniano, o
prognóstico costuma ser muito pior.
D( ) a chamada “cefaléia sentinela”, sintoma de alarme que precede a rotura de aneurisma, se bem
pesquisada, está presente em quase 100% dos casos.
E( ) a presença de sinal focal tipo paralisia do III par craniano exclui a possibilidade do diagnóstico
de rotura de aneurisma e indica a provável rotura de malformação arteriovenosa.
15) Em relação à demência vascular, assinale a alternativa CORRETA.
A( ) Quando diagnosticada, exclui a possibilidade de concomitância com doença de Alzheimer.
B( ) É sinônimo de “déficit cognitivo leve”.
C( ) Em muitos estudos clínicos é considerada a segunda causa mais comum de demência, só
superada pela doença de Alzheimer.
D( ) O único critério seguro no seu diagnóstico são as alterações anatomopatológicas específicas.
E( ) Os déficits de memória sempre são precedidos pelos déficits motores, secundários às lesões
dos neurônios motores superiores.
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO HU – MÉDICO/EMERGÊNCIA (CLÍNICA MÉDICA)
7
16) Um paciente jovem, imunocompetente, com manifestações clínicas há 2 semanas compatíveis
com o diagnóstico de síndrome colestática, apresenta o seguinte perfil sorológico: HBsAg
positivo, HBeAg positivo, Anti-HBcIgM positivo, Anti-HBcIgG positivo, Anti-HBe negativo e AntiHBs negativo. A interpretação CORRETA em relação ao diagnóstico é:
A( ) Hepatite B – em início da fase de convalescença, incidente em indivíduo não vacinado.
B( ) Hepatite B – fase aguda, com baixa infectividade e tendência à cronicidade pela negatividade
do Anti-HBs.
C( ) Hepatite B – fase aguda, com evolução certa para a cronicidade, pela positividade do HBeAG.
D( ) Hepatite B – em fase de incubação.
E( ) Hepatite B – fase aguda.
17) Em relação à asma brônquica (AB), assinale com (V) as afirmativas verdadeiras e com (F) as
afirmativas falsas.
( ) O diagnóstico clínico de AB é freqüentemente feito através da presença de manifestações
características como dispnéia, sibilos, tosse e rigidez torácica.
( ) Medidas de função pulmonar (ex: espirometria) promovem a mensuração da severidade da
limitação ao fluxo aéreo, sua reversibilidade e sua variabilidade, promovendo a confirmação do
diagnóstico de asma.
( ) Para pacientes com sintomas consistentes com asma, porém com função pulmonar normal,
medida da responsividade das vias aéreas (broncoprovocação) pode ajudar a estabelecer o
diagnóstico.
( ) O conceito de asma controlada é o daquela que nunca apresenta exacerbações.
( ) Ainda que usualmente a asma possa ser distinguida da DPOC, em alguns indivíduos que
desenvolvem sintomas respiratórios crônicos e limitação fixa ao fluxo aéreo, pode ser difícil
diferenciar as duas doenças.
Assinale a alternativa que apresenta a seqüência CORRETA, de cima para baixo.
A(
B(
C(
D(
E(
)
)
)
)
)
V – F – F – F – F.
F – V – F – V – V.
V – F – V – V – F.
V – V – V – F – V.
F – V – V – F – V.
18) Em relação ao acidente vascular cerebral isquêmico (AVCI) embólico, assinale a alternativa
CORRETA.
A( ) A fibrilação atrial, com ou sem valvulopatia cardíaca, aumenta fortemente o risco de AVCI
embólico, especialmente em pacientes acima de 60 anos.
B( ) A fibrilação atrial, com ou sem valvulopatia cardíaca, aumenta fortemente o risco de AVCI
embólico, especialmente em pacientes abaixo de 40 anos.
C( ) Apesar dos múltiplos avanços nos métodos de imagem, ainda não foi possível detectar a
participação de êmbolos provenientes do sistema venoso como causa eventual de AVCI
embólico.
D( ) A utilização de prótese valvular cardíaca biológica (ex: porcina) implica maiores índices de
cardioembolismo, incluindo AVCI embólico, do que a utilização de prótese metálica.
E( ) Em paciente com endocardite infecciosa diagnosticada, e que apresente AVCI embólico, a
relação causal entre ambos só pode ser estabelecida se houver fibrilação atrial concomitante.
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO HU – MÉDICO/EMERGÊNCIA (CLÍNICA MÉDICA)
8
19) Com relação ao tratamento da asma brônquica (AB), assinale com (V) as afirmativas
verdadeiras e com (F) as afirmativas falsas.
( ) Glicocorticosteróides inalados são atualmente as medicações antiinflamatórias mais efetivas no
tratamento da asma crônica persistente.
( ) A maior vantagem da terapia por inalação com glicocorticosteróides na AB é o alto grau de
concentração local das substâncias, implicando significativa ação antiinflamatória, com completa
ausência de efeitos colaterais sistêmicos.
( ) Os antileucotrienos (ex: montelukast) são as drogas mais importantes no controle da asma
persistente severa.
( ) Os β2-agonistas de longa ação (ex: formoterol) são, isoladamente, as medicações de escolha no
tratamento das exacerbações severas de asma.
( ) O uso de anticorpo monoclonal Anti-IgE (ex: omalizumab) é uma opção terapêutica na AB, mas
limitado a pacientes com níveis séricos elevados de IgE, com doença severa, não controlada com
as medicações clássicas utilizadas de forma adequada.
Assinale a alternativa que apresenta a seqüência CORRETA, de cima para baixo.
A(
B(
C(
D(
E(
)
)
)
)
)
F – F – V – F – V.
V – V – F – F – V.
V – F – F – V – F.
V – F – F – F – V.
F – F – V – V – F.
20) Assinale a alternativa que preenche CORRETAMENTE as lacunas.
A Glomerulonefrite Pós-Estreptocócica é tipicamente uma ________________, com resolução
espontânea ocorrendo em ______________ os pacientes, ____________ naqueles que
desenvolvem insuficiência renal durante o episódio agudo.
A(
B(
C(
D(
E(
)
)
)
)
)
doença crônica – todos – exceto
doença aguda – todos – exceto
doença aguda – quase todos – mesmo
doença crônica – quase todos – mesmo
doença aguda – todos – mesmo
21) Assinale a alternativa que preenche CORRETAMENTE as lacunas.
A ________________ é a forma mais freqüente de glomerulonefrite idiopática no(a)
________________, ________________ associada com infecção de vias aéreas superiores,
sendo mais comum no sexo ________________.
A( ) nefropatia por Ig A – Europa – não sendo – feminino
B( ) glomerulonefrite membranoproliferativa – mundo – freqüentemente – masculino
C( ) púrpura de Henoch-Schonlein – Ásia – não sendo – feminino
D( ) nefropatia por Ig A – mundo – freqüentemente – masculino
E( ) glomerulonefrite membranoproliferativa – mundo – não sendo – masculino
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO HU – MÉDICO/EMERGÊNCIA (CLÍNICA MÉDICA)
9
22) As doenças do glomérulo podem resultar em diferentes padrões urinários e clínicos. Com base
nesta afirmativa, assinale a alternativa CORRETA.
A( ) Na nefrite focal as lesões inflamatórias afetam menos da metade dos glomérulos (observada a
microscopia óptica), a urinálise revela hematúria (freqüentemente com aspecto dismórfico),
ocasionalmente cilindros hemáticos, e proteinúria leve (usualmente menos do que 1,5 g/dia).
Proteinúria pesada, edema, hipertensão e insuficiência renal são usualmente ausentes.
B( ) Na nefrite difusa as lesões inflamatórias afetam a maioria ou todos os glomérulos (observada a
microscopia óptica), a urinálise revela hematúria (freqüentemente com aspecto dismórfico),
ocasionalmente cilindros hemáticos, e proteinúria leve (usualmente menos do que 1,5 g/dia).
Não são observadas proteinúria pesada, edema, hipertensão e insuficiência renal.
C( ) No sedimento nefrótico há proteinúria pesada (albuminúria maior do que 3 g/24h) e poucas
células e cilindros. O termo síndrome nefrótica é definido pela presença de proteinúria pesada,
hipoalbuminemia (menos de 3,0 g/dL) e edema periférico. Hiperlipidemia e doença trombótica
são infreqüentes.
D( ) Na nefrite focal as lesões inflamatórias afetam menos da metade dos glomérulos (observada a
microscopia óptica), a urinálise revela hematúria (freqüentemente com aspecto dismórfico),
ocasionalmente cilindros hemáticos, e proteinúria leve (usualmente menos do que 1,5 g/dia).
Proteinúria pesada, edema, hipertensão e insuficiência renal são usualmente presentes.
E( ) Na nefrite difusa as lesões inflamatórias afetam a maioria ou todos os glomérulos (observada a
microscopia óptica), a urinálise revela hematúria (freqüentemente com aspecto dismórfico),
ocasionalmente cilindros hemáticos, e proteinúria leve (usualmente menos do que 1,5 g/dia).
Sempre são observados proteinúria pesada, edema, hipertensão e insuficiência renal.
23) Sobre urgências/emergências hipertensivas, é CORRETO afirmar que:
A( ) hipertensão severa (freqüentemente definida como pressão sanguínea sistólica maior ou igual a
180 mmHg e pressão sanguínea diastólica maior ou igual a 120 mmHg) é considerada uma
emergência hipertensiva na presença de sintomas e de lesões em órgão-alvo, e o objetivo no
manejo é reduzir a pressão arterial em alguns dias pois não está provado que exista benefício
quando há uma redução rápida da pressão arterial.
B( ) hipertensão severa (freqüentemente definida como pressão sanguínea sistólica maior ou igual a
180 mmHg e pressão sanguínea diastólica maior ou igual a 120 mmHg) é considerada uma
emergência hipertensiva mesmo na ausência de sintomas e de lesões em órgão-alvo, e deve
ser substancialmente reduzida em uma hora.
C( ) hipertensão severa (freqüentemente definida como pressão sanguínea sistólica maior ou igual a
180 mmHg e pressão sanguínea diastólica maior ou igual a 120 mmHg) é considerada uma
emergência ou urgência hipertensiva mesmo na ausência de sintomas e de lesões em órgãoalvo, e deve ser substancialmente reduzida em uma hora.
D( ) hipertensão severa (freqüentemente definida como pressão sanguínea sistólica maior ou igual a
180 mmHg e pressão sanguínea diastólica maior ou igual a 120 mmHg) é considerada uma
urgência hipertensiva mesmo na presença de sintomas e de lesões em órgão-alvo, e deve ser
substancialmente reduzida em uma hora.
E( ) hipertensão severa (freqüentemente definida como pressão sanguínea sistólica maior ou igual a
180 mmHg e pressão sanguínea diastólica maior ou igual a 120 mmHg) é considerada uma
urgência hipertensiva na ausência de sintomas e de lesões em órgão-alvo, e o objetivo no
manejo é reduzir a pressão arterial gradativamente, em horas a dias, pois não está provado que
exista benefício quando há uma redução rápida da pressão.
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO HU – MÉDICO/EMERGÊNCIA (CLÍNICA MÉDICA)
10
24) Leia o caso clínico abaixo com atenção.
Um homem de 78 anos, atendido em um ambulatório, tem apresentado em 2 medidas da
pressão arterial em cada avaliação, em mais de 2 consultas, níveis tensionais de pressão arterial
sistólica (PAS) = 180 mmHg e pressão arterial diastólica (PAD) = 70 mmHg. Tem o diagnóstico
prévio de angina pectoris e de insuficiência arterial periférica severa.
Com base no caso acima, assinale o que for CORRETO em relação à conduta médica
adequada.
A( ) O paciente é portador de hipertensão arterial sistólica isolada, tendo indicação de mudanças no
estilo de vida. Entre as medidas não farmacológicas, o exercício físico e a dieta hipossódica são
as que mais contribuem na redução dos níveis tensionais quando comparado à redução de
álcool e à suplementação de potássio. O tratamento farmacológico deve ser direcionado aos
diagnósticos prévios.
B( ) O paciente é portador de hipertensão arterial sistólica isolada, tendo indicação de tratamento
farmacológico e mudanças no estilo de vida. Diurético tiazídico é uma escolha adequada,
seguido de um antagonista de canal de cálcio se houver necessidade de terapia combinada,
levando-se em consideração os diagnósticos prévios.
C( ) O paciente é portador de hipertensão arterial sistólica isolada, tendo indicação de tratamento
farmacológico. Diurético tiazídico é uma escolha adequada, seguido de um betabloqueador se
houver necessidade de terapia combinada, levando-se em consideração os diagnósticos
prévios.
D( ) O paciente é portador de hipertensão arterial sistólica isolada, não tendo indicação de
tratamento farmacológico e/ou mudança no estilo de vida por ser um hipertenso geriátrico. O
tratamento deve ser direcionado aos diagnósticos prévios.
E( ) O paciente é portador de hipertensão arterial sistólica isolada, não tendo indicação de
tratamento farmacológico por ser um hipertenso geriátrico. O tratamento deve ser direcionado
aos diagnósticos prévios.
25) Com relação à classificação da pressão arterial de acordo com a medida casual no consultório
em indivíduos maiores de 18 anos, é CORRETO afirmar que:
A( ) somente as diretrizes brasileiras introduziram o conceito de pré-hipertensão, com valor de
pressão arterial sistólica entre 130 e 139 mmHg e pressão arterial diastólica entre 85 e
89 mmHg.
B( ) as diretrizes americana, européia e brasileira divergem no valor de corte – pressão arterial
sistólica = 140 mmHg e pressão arterial diastólica = 90 mmHg – para a denominação de
hipertensão.
C( ) as diretrizes americana, européia e brasileira divergem no valor de corte – pressão arterial
sistólica = 139 mmHg e pressão arterial diastólica = 89 mmHg – para a denominação de
hipertensão.
D( ) as diretrizes americana, européia e brasileira não divergem no valor de corte – pressão arterial
sistólica = 139 mmHg e pressão arterial diastólica = 89 mmHg – para a denominação de
hipertensão.
E( ) as diretrizes americana, européia e brasileira não divergem no valor de corte – pressão arterial
sistólica = 140 mmHg e pressão arterial diastólica = 90 mmHg – para a denominação de
hipertensão.
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO HU – MÉDICO/EMERGÊNCIA (CLÍNICA MÉDICA)
11
26) Sobre tireoidites, é CORRETO afirmar que:
A( ) a tireoidite supurativa aguda é uma condição comum que se apresenta com dor severa na
tireóide, febre e outras manifestações sistêmicas de infecção.
B( ) a tireoidite linfocítica caracteriza-se por aumento importante e extremamente doloroso da
tireóide, ocorrendo com a mesma freqüência em mulheres em período pós-parto e em não
parturientes.
C( ) a tireoidite subaguda de Quervain caracteriza-se pelo aumento doloroso da tireóide, sintomas
sistêmicos de inflamação, tireotoxicose transitória, freqüentemente seguida por hipotireoidismo
transitório.
D( ) a tireoidite de Riedel é uma condição idiopática em que a tireóide está aumentada,
extremamente dolorosa, mas sem aderência a planos profundos.
E( ) a tireoidite droga-induzida é uma condição em que a tireóide está aumentada, extremamente
dolorosa, mas sem aderência a planos profundos.
27) Assinale a alternativa CORRETA sobre a avaliação de nódulo tireoidiano.
A( ) Quando detectado nódulo tireoidiano, com nível de TSH (= hormônio tireotrófico hipofisário)
normal ou elevado, a biópsia aspirativa é o procedimento inicialmente indicado.
B( ) Quando detectado nódulo tireoidiano, com nível de TSH (= hormônio tireotrófico hipofisário)
elevado, a biópsia aspirativa é o procedimento inicialmente indicado.
C( ) Quando detectado nódulo tireoidiano, com nível de TSH (= hormônio tireotrófico hipofisário)
reduzido, a biópsia aspirativa é o procedimento inicialmente indicado.
D( ) Quando detectado nódulo tireoidiano, com nível de TSH (= hormônio tireotrófico hipofisário)
normal, reduzido ou elevado, a biópsia aspirativa é o procedimento inicialmente indicado.
E( ) Quando detectado nódulo tireoidiano, com tamanho maior do que 1,0 cm a 1,5 cm no maior
diâmetro, com nível de TSH (= hormônio tireotrófico hipofisário) normal, a biópsia aspirativa é o
procedimento inicialmente indicado.
28) Sobre os efeitos da reposição de hormônio tireoidiano (levotiroxina), no hipotireoidismo
subclínico, tendo como referencial teórico os estudos clínicos, é CORRETO afirmar que:
A( ) o benefício da reposição de levotiroxina parece estar limitado a pacientes com concentração
sérica basal de TSH (hormônio tireotrófico hipofisário) maior ou igual a 8 mU/L.
B( ) o benefício da reposição de levotiroxina parece estar limitado a pacientes com concentração
sérica basal de TSH (hormônio tireotrófico hipofisário) maior ou igual a 9 mU/L.
C( ) o benefício da reposição de levotiroxina parece estar limitado a pacientes com concentração
sérica basal de TSH (hormônio tireotrófico hipofisário) maior ou igual a 10 mU/L.
D( ) o benefício da reposição de levotiroxina parece estar limitado a pacientes com concentração
sérica basal de TSH (hormônio tireotrófico hipofisário) maior ou igual a 7 mU/L.
E( ) o benefício da reposição de levotiroxina parece estar limitado a pacientes com concentração
sérica basal de TSH (hormônio tireotrófico hipofisário) maior ou igual a 12 mU/L.
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO HU – MÉDICO/EMERGÊNCIA (CLÍNICA MÉDICA)
12
29) Com relação ao tratamento da insuficiência cardíaca devido à disfunção sistólica, assinale com
(V) as afirmativas verdadeiras e com (F) as afirmativas falsas.
( ) Os inibidores da enzima de conversão da angiotensina (ACE) diminuem a progressão da
insuficiência cardíaca e melhoram a sobrevida.
( ) Os betabloqueadores (BB) também diminuem a progressão da insuficiência cardíaca e melhoram
a sobrevida.
( ) Os benefícios dos ACE e dos BB não são aditivos.
( ) Os diuréticos de alça corrigem a sobrecarga hídrica quando presente.
Assinale a alternativa que apresenta a seqüência CORRETA, de cima para baixo:
A(
B(
C(
D(
E(
)
)
)
)
)
V – V – F – F.
V – V – F – V.
F – F – V – V.
F – V – F – F.
V – F – V – V.
30) Sobre o uso de warfarin em pacientes com insuficiência cardíaca, assinale a alternativa
CORRETA.
A( ) Na ausência de estudos clínicos controlados em pacientes com cardiomiopatia idiopática, há
uma tendência em se adotarem os critérios estabelecidos pelo Colégio Americano de
Cardiologia (ACC) e pela Associação Americana do Coração (AHA).
B( ) O uso de warfarin é universal para todos os pacientes com insuficiência cardíaca desde que
não haja contra-indicação ao uso dessa droga.
C( ) O uso de warfarin é bem estabelecido em pacientes com insuficiência cardíaca por meio de
uma profusão de estudos randomizados.
D( ) O ACC e a AHA recomendam o uso de warfarin somente para pacientes com insuficiência
cardíaca estável com fibrilação atrial.
E( ) Quando existe contra-indicação ao uso do warfarin, na vigência de indicação clínica para
anticoagulação, o uso da aspirina não é benéfico.

GRADE DE RESPOSTAS (Somente esta parte poderá ser destacada)
QUESTÕES
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15
RESPOSTAS
QUESTÕES
16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30
RESPOSTAS
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO HU – MÉDICO/EMERGÊNCIA (CLÍNICA MÉDICA)
13
Download
Random flashcards
Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards