As muitas faces do poder

Propaganda
As muitas faces do poder
Uma introdução a filosofia de Michel
Foucault
Livro: Tempos modernos, tempos de
sociologia. Páginas: 84 a 97 ou 148 a 158
Michel Foucault (1926 – 1984)

Filósofo, historiador, crítico;

Aproximação entre história e filosofia

Temas de trabalho: poder, conhecimento,
discurso, sexualidade, loucura.

Interessava-se pela relação entre poder,
conhecimento científico e discurso.

Também objetivava entender a relação entre
verdade e poder;

Para isso, realizou pesquisas sobre temas bastante
variados: investigou a origem de várias
instituições de controle social, como abrigos,
prisões, hospitais psiquiátricos, a fim de entender
como a disciplina é criada.
Algumas indagações:

Como os homens e mulheres aprendem a se comportar?

O que acontece quando não se comportam conforme o
previsto?

Em que tipos de justificativas se baseiam as regras de
comportamento?

Onde as regras sociais são transmitidas?

Por que e por quem elas são cobradas?
A NAU DOS INSENSATOS – HIERONYMUS
BOSCH – 1490
A pintura, datada da Idade Média, faz uma crítica aos costumes da época.
Serviu de inspiração para Foucault escrever a introdução do livro A história
da loucura.
Durante a Idade Média e o Antigo Regime, a sociedade ocidental contava
com mecanismos de controle que punia os anormais – ou seja, aqueles que
não obedeciam as normas – por meio de castigos ou também por meio de
confinamentos.





Estudou os seguintes saberes: biologia, economia política,
psiquiatria, sociologia a fim de compreender os dispositivos
disciplinares;
Século XVIII: Processo de organização e classificação científica dos
indivíduos, que veio a garantir uma nova forma de classificar e
controlar a sociedade;
Cada “anormalidade” passou a ser identificada e tratada por um
determinado saber científico;
Século XIX e XX: formação das “sociedades disciplinares” –
caracterizadas pelo controle e penalização (Vigiar e Punir:
nascimento da prisão);
Estabelecimento de procedimentos de controle muito eficazes e
menos dispendiosos – exemplo: prisões.
Medicina como classificadora: estabelece quem é normal (saudável) e
quem não é;
 Medicina clássica: trabalhava com um vago conceito de saúde, a
medicina clínica tem como foco trazer o corpo do doente de volta à
normalidade. Ex: temperatura normal, peso normal, estatura ideal.
 Esse padrão de normalidade passou a ser parâmetro para toda a
sociedade;
 Atualmente, a medicina ganhou uma dimensão política de controle;
 A escola também se insere nessa dimensão: é o espaço onde os sujeitos
aprendem a obedecer as regras sociais.



Prisões: local de reclusão de indivíduos que não se adequaram as regras
sociais;
Fábricas: reproduzem a estrutura da prisão à medida que os
trabalhadores são constantemente vigiados e controlados;

Foucault entende que o poder está difundido em todas a sociedade, não se faz
presente apenas na esfera econômica (crítica a Marx) ou na esfera do Estado
(crítica a Weber). Os governantes possuem poder, mas apenas até certo ponto –
não são apenas os governantes que ditam qual o comportamento social deve
ser adotado;

Outro ponto importante: para Foucault existe uma íntima relação entre saber
e poder.

Instituições sociais (escolas, hospitais, prisões) nem são politicamente neutras
e nem tampouco estão a serviço do bem geral da população.

Nós é que julgamos que elas são neutras, legítimas e eficazes porque
acreditamos na legitimidade e na eficácia dos conhecimentos científicos.

O conhecimento não é uma entidade neutra, ele expressa uma vontade de
poder.
Poder x Biopoder

Poder: tem como alvo o corpo de cada indivíduo;

Biopoder: dirige-se ao corpo das massas, ao conjunto da população e
ao seu local de convívio;

O objeto do biopoder são os fenômenos coletivos, como os processos
de natalidade, longevidade, mortalidade, fecundidade.

São acionadas afim de garantir a resolução e o controle dos problemas
da coletividade;

Muitas instituições, além do Estado, são mobilizadas: instituições de
ensino, meios de comunicação de massa, hospitais, etc.

Introjetamos esse discurso como verdades absolutas e não como
convenções históricas socialmente estabelecidas.
Tarefa!
Livro
didático: página
96 e 97, exercício 2 ao
5 – exercícios do ENEM,
portanto, FAÇAM!
ATIVDADE DE SALA DE AULA

1) Escreva, usando suas palavras, o que você
entendeu por política, poder, dominação,
disciplina, controle. Procure estabelecer uma
relação entre esses conceitos.

2) Na sua opinião, na busca pelo poder, os fins
justificam os meios? É preciso que exista algum tipo
de controle? Quais são os riscos que o poder
proporciona à sociedade? Reflita e justifique.
PARA CASA:
 PÁGINA
158 (MONITORANDO A
APRENDIZAGEM): 1, 2, 3 E 5;
 PÁGINA
158 (DE OLHO NO ENEM): 1 AO 3
 PÁGINA
160 (ASSIMILANDO CONCEITOS) 1 (A
e B)
 PÁGINA
2
160 (OLHARES SOBRE A SOCIEDADE):
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

teste

2 Cartões juh16

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards