6 anos – Biomas Brasileiros

Propaganda
BIOMAS
BRASILEIROS
Ecossistema é o conjunto formado pelos seres vivos que
habitam certo lugar e pelas características do ambiente em
que vivem.
Bioma é um conjunto de diferentes ecossistemas, que
possuem certo nível de homogeneidade (semelhança).
São as comunidades biológicas, ou seja, as populações de
organismos da fauna e da flora interagindo entre si e
interagindo também com o ambiente físico.
O conjunto de todas as regiões da Terra onde existem
seres vivos, inclusive os humanos, é denominado Biosfera.
O conjunto de seres vivos de um ecossistema é
denominado componente Biótico; o conjunto de fatores
físicos (temperatura, umidade, água, substâncias
químicas, etc) é denominado componente Abióticos.
A alimentação é a principal relação que se estabelece entre
os seres vivos de um ecossistema. Os animais que se
alimentam de plantas são chamados de Herbívoros; os que
se alimentam de outros animais são chamados de
Carnívoros; os que se alimentam tanto de plantas quanto de
outros animais são denominados Onívoros.
O Brasil encontra-se me uma região quente da Terra, com
sol e calor durante o ano todo na maior parte de suas
regiões. Além disso, em quase todo o território brasileiro
existe água doce em abundância, o que, associado ao clima
quente, tornou nosso país a maior reserva de diversidade
biológica do planeta (biodiversidade).
Para facilitar o processo de identificação dos seres vivos, os
cientistas atribuem um nome científico a cada um, composto
por duas palavras: a primeira corresponde ao grupo de
parentes mais próximos e a segunda especifica o ser. O
nome científico deve ser destacado do texto por itálico ou
sublinhado e negrito, sendo que só a primeira letra da
primeira palavra escrita em maiúsculo.
Exemplo: lobo, coiote e cão doméstico.
Canis (gênero) = Grupo de parentes mais próximos
Canis lupus (espécie) = lobo
Canis latrans (espécie) = coiote
Canis familiaris (espécie) = cão doméstico
O nome científico se refere aos seres vivos de determinada
espécie. Uma espécie é um conjunto de seres vivos
semelhantes entre si e que, além dessa semelhança, podem
se cruzar produzindo descendentes que também tem a
capacidade de se reproduzir.
Exemplo: todos os cavalos existentes no planeta pertencem
à mesma espécie, cujo nome científico é Equus caballus.
Quando um casal de cavalos gera um filhote, este filhote
também pertencerá a essa espécie e será capaz de se
reproduzir.
Porém, se um cavalo cruzar com um jegue (Equus asinus), o
novo ser, denominado mula ou burro, não terá a capacidade
de se reproduzir, pois é o resultado do cruzamento de duas
espécies diferentes (Equus caballus e Equus asinus).
BIOMAS BRASILEIROS
O Brasil tem seu território ocupado por seis grandes Biomas
terrestres:
Amazônia, cujo domínio ocupa 49,29% do território nacional;
Cerrado, cujo domínio ocupa 23,92% do território;
Mata Atlântica, cujo domínio ocupa 13,04% do território
nacional;
Caatinga, cujo domínio ocupa 9,92% do território nacional;
Pampa ou campos sulinos, cujo domínio ocupa 2,07% do
território nacional; Pantanal, cujo domínio ocupa 1,76% do
território nacional.
Além destes, há vários ambientes marinhos.
REGIÃO DE TRANSIÇÃO é o nome dado às regiões que se
encontram entre dois biomas.
A Amazônia
A maior parte da floresta está presente em território
brasileiro (estados do Amazonas, Amapá, Rondônia, Acre,
Pará e Roraima).
É uma floresta tropical fechada, formada em boa parte por
árvores de grande porte, situando-se próximas uma das
outras (floresta fechada). O solo desta floresta não é muito
rico, pois possui apenas uma fina camada de nutrientes.
Esta é formada pela decomposição de folhas, frutos e
animais mortos. Este rico húmus é matéria essencial para
as milhares de espécies de plantas e árvores que se
desenvolvem nesta região. Outra característica importante
da floresta amazônica é o perfeito equilíbrio do
ecossistema. Tudo que ela produz é aproveitado de forma
eficiente. A grande quantidade de chuvas na região
também colabora para o seu perfeito desenvolvimento.
O Cerrado
Características do Cerrado:
- presença marcante de árvores de galhos tortuosos e de pequeno
porte;
- as raízes destes arbustos são profundas (propriedade para a
busca de água em regiões profundas do solo, em épocas de seca);
- as cascas destas árvores são duras e grossas;
- as folhas são cobertas de pêlos;
- presença de gramíneas e ciperáceas no estrado das árvores.
O cerrado é uma vegetação típica de locais com as estações
climáticas bem definidas (uma época bem chuvosa e outra seca) e
regiões de solo de composição arenosa. Podemos encontrar a
vegetação de cerrado, principalmente, na região centro-oeste do
Brasil, ou seja, nos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul,
Goiás e Tocantins. Está presente também nas seguintes regiões:
oeste de Minas Gerais e sul do Maranhão e Piauí.
O Pantanal
Um dos ecossistemas mais ricos do Brasil, o Pantanal,
estende-se pelos territórios do Mato-Grosso (região sul), MatoGrosso do Sul (noroeste), Paraguai (norte) e Bolívia (leste). Ao
todo são aproximadamente 228 mil quilômetros quadrados.
O Pantanal é formado por uma planície e está situado na
Bacia Hidrográfica do Alto Paraguai. Recebe uma grande
influência do Rio Paraguai e seus afluentes, que alagam a
região formando extensas áreas alagadiças (pântanos) e
favorecendo a existência de uma rica biodiversidade. A época
de chuvas e cheias dos rios ocorre durante os meses de
novembro a abril.
O ecossistema do Pantanal é muito diversificado, abrigando
uma grande quantidade de animais, que vivem em perfeito
equilíbrio ecológico.
A Caatinga
A caatinga é uma formação vegetal que podemos encontrar
na região do semi-árido nordestino. Está presente também
nas regiões extremo norte de Minas Gerais e sul dos estados
do Maranhão e Piauí.
A caatinga é típica de regiões com baixo índice de chuvas
(presença de solo seco).
As principais características da caatinga são:
- forte presença de arbustos com galhos retorcidos e com
raízes profundas;
- presença de cactos e bromélias;
- os arbustos costumam perder, quase que totalmente, as
folhas em épocas de seca (propriedade usada para evitar a
perda de água por evaporação);
- as folhas deste tipo de vegetação são de tamanho pequeno;
Pampa ou Campos Sulinos
Os Campos caracterizam-se pela presença de uma
vegetação rasteira (gramíneas) e pequenos arbustos
distantes uns dos outros. Podemos encontrar esta formação
vegetal em várias regiões do Brasil (sul do Mato Grosso do
Sul, nordeste do Paraná, sul de Minas Gerais e norte do
Maranhão), porém é no sul do Rio Grande do Sul, região
conhecida como Pampas Gaúchos, que encontramos em
maior extensão.
Características principais dos Campos:
- vegetação formada por gramíneas e arbustos e árvores de
pequeno porte.
- não dependem de grande quantidade de chuvas.
- sua extensão atingem os territórios da Argentina e
Paraguai.
Mata Atlântica
A Mata Atlântica é uma formação vegetal que está presente em grande parte
da região litorânea brasileira. Ocupa, atualmente, uma extensão de
aproximadamente 100 mil quilômetros quadrados. É uma das mais
importantes florestas tropicais do mundo, apresentando uma rica
biodiversidade. A Mata Atlântica encontra-se, infelizmente, em processo de
extinção. Isto ocorre desde a chegada dos portugueses ao Brasil (1500),
quando iniciou-se a extração do pau-brasil, importante árvore da Mata
Atlântica. Atualmente, a especulação imobiliária, o corte ilegal de árvores e a
poluição ambiental são os principais fatores responsáveis pela extinção
desta mata.
As principais características da Mata Atlântica são:
- presença de árvores de médio e grande porte, formando uma floresta
fechada e densa;
- rica biodiversidade, com presença de diversas espécies animais e vegetais;
- fauna rica com presença de diversas espécies de mamíferos, anfíbios,
aves, insetos, peixes e répteis.
- na região da Serra do Mar, forma-se na Mata Atlântica uma constante
neblina.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Criar flashcards