universidade federal de santa catarina

Propaganda
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS AGRARIAS
DEPARTAMENTO DE FITOTECNIA
LABORATÓRIO DE FITOPATOLOGIA
PLANO DE ENSINO
SEMESTRE 2012-2
I. IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA:
CÓDIGO
NOME DA DISCIPLINA
FIT 5607
Fitopatologia
NO DE HORAS-AULA SEMANAIS
TEÓRICAS
PRÁTICAS
04
TOTAL DE HORAS-AULA
SEMESTRAIS
03
126
I.1. HORÁRIO
TURMAS TEÓRICAS
3as feiras das 13:30h às 15:10h (2 horas-aulas)
4as feiras das 08:20h às 10:00h (2 horas-aulas)
TURMAS PRÁTICAS
Turma A: 4as feiras das 15:10 h às 17:40 h
Turma B: 5as feiras das 08:20 h às 10:50 h
II. PROFESSOR (ES) MINISTRANTE (S)
- Robson Marcelo Di Piero (RMP- responsável): Engº Agrônomo, Mestre e Doutor em Fitopatologia
(ESALQ/USP)
- Marciel J. Stadnik (MJS): Engº Agrônomo (UFSC), Mestre em Fitopatologia (UFV), Doutor em Ciências
Agrárias (Universität Hohenheim, Alemanha), Pós-Doutorados na Embrapa e na University of Kentucky (EUA).
- Tarsis de Aguiar (TAR)*: Bióloga e Mestre em Biologia Vegetal (UFSC), doutoranda do Programa de PósGraduação em Recursos Genéticos Vegetais (PPG-RGV-UFSC). Estágio de Docência.
- Argus Cesar da Rocha Neto (ARG)*: Engº Agrônomo (UFSC), Mestrando do PPG-BIOTECNOLOGIAUFSC.
* Estágio de Docência
II. PRÉ-REQUISITO (S):
CÓDIGO
NOME DA DISCIPLINA
MIP 5117
Microbiologia
IV CURSO (S) PARA O QUAL(IS) A DISCIPLINA É OFERECIDA
Agronomia
V. EMENTA
Histórico e importância, conceito e classificação de doenças. Sintomatologia. Diagnose de doenças. Etiologia.
Micologia. Bacteriologia. Virologia. Nematologia. Fisiologia do parasitismo. Variedades dos agentes
Fitopatológicos. Resistência das plantas a doenças. Epidemiologia. Métodos de controle de doenças de plantas.
Algumas doenças típicas causadas por fungos, bactérias, vírus e nematóides. Técnicas laboratoriais visando
estudo de fungos, vírus, bactérias e nematóides.
VI. OBJETIVOS
Proporcionar ao estudante do Curso de Agronomia um conhecimento básico de fitopatologia quanto a conceitos,
importância e sintomatologia de doenças de plantas, etiologia, ciclo das relações patógeno/hospedeiro e
utilização correta de métodos de controle.
VII. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
Histórico e importância da fitopatologia; Conceito e natureza das doenças de plantas; Sintomatologia de doenças
de plantas; Reino Stramenopila (Chromysta) /Oomicetos; Reino Fungi: Fungos fitopatogênicos: Sub-divisões
Ascomycotina; Deuteromycotina; Basidiomycotina; Bacteriologia; Fitoplasmas; Vírus; Nematóides; Ciclo das
relações patógeno/hospedeiro. Princípios gerais de controle de doenças de plantas; Controle físico de doenças
de plantas; Controle biológico e controle cultural de doenças de plantas; Controle químico; Fungicidas protetores
e curativos; Epidemiologia de doenças de Plantas; Sistema de Previsão e Avisos Fitossanitários; Manejo
Integrado de Doenças; Patologia e Tratamento de sementes; Controle de doenças em pós-colheita.
VIII. METODOLOGIA DE ENSINO / DESENVOLVIMENTO DO PROGRAMA



Aulas expositivas, teórico-práticas de laboratório e campo, trabalhos práticos e de biblioteca.
Plataforma MOODLE
Orientação de estudo no site: http://www.cca.ufsc.br/labfitop
IX. METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO
A avaliação de aprendizagem será realizada através de um conjunto de atividades obrigatórias a serem
desenvolvidas durante o semestre, compreendendo quatro provas escritas (PE) com assuntos teóricos e
práticos, um herbário com exsicatas e lâminas com fitopatógenos (70% de TR) e relatórios de aula prática
entregues durante o semestre (30% de TR). A nota final resultará da média [(PE1 + PE2 + PE3 + PE4 + TR)/ 5].
O aluno que por ventura deixar de realizar avaliação prevista no plano de ensino deverá formalizar pedido de
1
avaliação à chefia do Depto de Fitotecnia de acordo com a Resolução 017/CUN/97.
Datas importantes:
1ª prova (PE1): 03 de outubro de 2012;
2ª prova (PE2): 13 de novembro de 2012;
3ª prova (PE3) (no laboratório de Fitossanidade): 12 e 13 de Dezembro de 2012;
4ª prova (PE4): 19 de Dezembro de 2012;
Data limite para entrega do herbário e lâminas: 07 de dezembro de 2012, até as 18:00h no laboratório de
Fitopatologia. Para cada dia de atraso será descontado um (1,0) ponto.
Trabalhos do semestre:
-Herbário fitopatológico: Doenças fúngicas (Hyphomycetes (4), Coelomycetes (2), Peronosporales (2),
Teliomycetes (2)); Doenças bacterianas (2) e viróticas (2). Para cada doença, descrever os sintomas, a etiologia
e os principais métodos de controle, numa folha A4 ao lado de cada exsicata citando a bibliografia utilizada.
-Coleção de lâminas microscópicas de cada exsicata de doenças fúngicas (10).
X. NOVA AVALIAÇÃO
Não há provas de recuperação, conforme Resolução 017/CUN/97.
XI. CRONOGRAMA TEÓRICO
DATA
NA DIA
CONTEÚDO
PROFESSOR
04/09/2012
1
T
Apresentação do programa; histórico e importância da fitopatologia
RMP
05/09
2
Q
Conceito e natureza das doenças de plantas
RMP
11/09
3
T
Sintomatologia de doenças de plantas
RMP
12/09
4
Q
Reino Stramenopila (Chromysta) /Oomicetos
RMP
18/09
5
T
Reino Fungi: Fungos fitopatogênicos: Ascomycotina
RMP
19/09
6
Q
Fungos fitopatogênicos: Sub-divisão Deuteromycotina - Coelomycetes
RMP
25/09
7
T
Fungos fitopatogênicos: Sub-divisão Deuteromycotina - Hyphomycetes
RMP
26/09
8
Q
Fungos fitopatogênicos: Sub-divisão Basidiomycotina (1)
RMP
02/10
9
T
Fungos fitopatogênicos: Sub-divisão Basidiomycotina (2)
RMP
03/10
10
Q
Prova 1 (PE 1)
RMP
09/10
11
T
Interações patógeno-hospedeiro (mecanismos de ataque e defesa)
RMP
10/10
12
Q
Bacteriologia
RMP
16/10
13
T
Bacteriologia
RMP
17/10
14
Q
Bacteriologia /Fitoplasmas/Vírus
RMP
23/10
15
T
Vírus
RMP
24/10
16
Q
Vírus
RMP
30/10
17
T
Nematóides
RMP
31/10
18
Q
Nematóides
RMP
06/11
19
T
Ciclo das relações patógeno/hospedeiro
RMP
07/11
20
Q
Ciclo das relações patógeno/hospedeiro
RMP
13/11
21
T
Prova 2 (PE 2)
RMP
14/11
22
Q
Epidemiologia
RMP
20/11
23
T
Epidemiologia
RMP/ARG
21/11
24
Q
Princípios gerais de controle
RMP/TAR
27/11
25
T
Controle físico
RMP
28/11
26
Q
Controle biológico e cultural
RMP
04/12
27
T
Controle genetico
RMP/TAR
05/12
28
Q
Controle químico
RMP
11/12
29
T
Controle químico
RMP
12/12
30
Q
Manejo Integrado Doenças (1)
RMP
18/12
31
T
Manejo Integrado Doenças (2) e Revisão
RMP
19/12
Prova 4 (PE4)
32
Q
RMP
19/02
33
T
Avaliação da disciplina
2
XI. CRONOGRAMA PRÁTICO
DATAS
SETEMBRO
05 e 06
12 e 13
19 e 20
26 e 27
Outubro
03 e 04
10 e 11
17 e 18
24 e 25
31 e 1 NOV
PROFESSOR
CONTEÚDO
Sintomatologia e diagnose / Visita ao CETRE
Coleta e preparação de amostras para exame fitopatológico; métodos de
preparação de lâminas p/ exame microscópico; herbário
Reino Stramenopila e Zigomycotes
Fungos fitopatogênicos: Classe Hyphomycetes – Moniliaceae
MJS
MJS
Fungos fitopatogênicos: Classe Hyphomycetes – Dematiaceae
Fungos fitopatogênicos – Coelmycetes e Ascomycotina
Fungos fitopatogênicos – Teliomycetes
Bactérias fitopatogênicas
Nematóides
MJS
MJS
MJS
RMP
MJS
Fitovírus
Dia não letivo
Fitovírus - ELISA
Patógenos associados a sementes
RMP
Preparação da calda bordalesa e sulfocálcica, e outros fungicidas
Prova (P3)
RMP
MJS
MJS
Novembro
07 e 08
14 e 15
21 e 22
28 e 29
Dezembro
05 e 06
12 e 13
RMP/TAR
MJS
MJS/RMP
XII. BIBLIOGRAFIA BÁSICA
AGRIOS, G. N. Plant Pathology. Academic Press. (versão inglesa ou espanhola). 804p.
BERGAMIN FILHO, A.; KIMATI, H.; AMORIN, L. Manual de Fitopatologia: Princípios e Conceitos. Vol. 1, Ceres: São
Paulo, 1995. 919p.
BETTIOL, W. Controle biológico de doenças de plantas. Embrapa: Jaguariúna. 1991. 388p.
KIMATI, H.; AMORIM, L.; BERGAMIN FILHO, L.E.A.; REZENDE, J.A.M. Manual de Fitopatologia: Doenças das Plantas
Cultivadas. Vol. 2., Ceres : São Paulo, 774 p.
ROMEIRO, R.S. Bactérias fitopatogênicas. UFV: Viçosa, 1995. 283p.
STADNIK, M.J. Manejo Integrado de Doenças da Macieira. CCA/UFSC: Florianópolis, 229p. 2009.
STADNIK, M.J. & TALAMINI, V. Manejo Ecológico de Doenças de Plantas. CCA/UFSC: Florianópolis, 293p. 2004.
XIII. BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
Azevedo, L.A.S. Fungicidas protetores: fundamentos para o uso racional. São Paulo, Emopi, 2003. 320p.
CAVALCANTI, L.; DI PIERO, R.M.; CIA, P.; PASCHOLATI, S.F.; RESENDE, M.L.V.; ROMERO, R. Indução de resistência
em plantas a patógenos e insetos. Piracicaba: FEALQ, 2005, v.1, 263p.
CHITARRA, M.I.F.; CHITARRA, A.B. Pós-colheita de frutas e hortaliças: Fisiologia e manuseio. Lavras: UFLA,
2005. 785p.
LORDELLO, L.G. Nematóides de Plantas Cultivadas. Nobel : São Paulo, 1988. 314p.
MELZER, R.; BERTON, O. Sistema de alerta para o controle da sarna da macieira. Florianópolis: Empasc, 1989.
75p.
SOAVE, J. & W ETZEL, M. M. V. S. Patologia de Sementes. Fundação Cargill: Campinas. 1987.480p.
STADNIK, M.J. & RIVERA, M.C. Oídios. Embrapa/ UBA, 2001. 584p.
Artigos em nas Revistas Científicas (Journals): Tropical Plant Pathology (Fitopatologia Brasileira), Summa
Phytopathologica, Phytopathology, entre outras.
3
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards