Resumo Floresta Amazônica

Propaganda
Resumo Floresta Amazônica
● Pode-se definir um bioma como um complexo de ecossistemas terrestres
abrangentes em uma extensão bastante ampla, de clima definido, caracterizado por
formação vegetal e fauna próprias, conferindo estrutura e funcionalidade próprias.
● O domínio amazônico não é constituído por um único tipo de floresta, de
forma que tal domínio não é constituído por um único bioma, mas sim por diferentes
tipos de biomas.
● As florestas tropicais pluviais (bioma predominante) estão localizadas em
regiões quentes, bem umedecidas ao longo de todo o ano e normalmente sem
estação seca. Abriga maior número de espécies de plantas e animais que todo o
restante dos biomas juntos, porém, há normalmente poucos indivíduos por espécie.
É também o bioma mais produtivo, sendo este um resultado da associação da alta
radiação solar recebida ao longo do ano com as constantes e volumosas chuvas.
● Estas florestas são constituídas predominantemente por árvores
perenifólias, que freqüentemente alcançam de 40 a 60 metros de altura. Além das
árvores, a vegetação é vastamente composta por tipos morfológicos como
trepadeiras e lianas e epífitas.
● A fauna é muito rica e variada, sendo que muitas espécies de animais vivem
nas copas das árvores, sendo esta a área onde é observada a mais abundante e
diversa vida animal dessas florestas.
● O clima predominante na região é o equatorial úmido e sub-úmido, devido a
Linha do Equador, mantido pela ação dos ventos típicos de regiões tropicais. A
distribuição do clima na região caracteriza duas épocas distintas, a época seca e a
chuvosa.
● A média anual de temperatura varia de 22°C a 28°C, não havendo
mudanças bruscas de temperatura durante todo o ano. A pluviosidade média anual é
de 1.400 a 3.500 mm por ano, e o período chuvoso é de aproximadamente seis
meses.
● O solo da floresta amazônica é considerado pouco fértil e pobre em
nutrientes, devido à grande quantidade de chuvas na região e às altas temperaturas
típicas desta.
● Há grande quantidade de micorrizas no solo, o que contribui com a
absorção mais rápida dos nutrientes pelas raízes das plantas. Boa parte desses
nutrientes é proveniente da decomposição de materiais orgânicos no solo, como
plantas e animais mortos.
● A lixiviação é um grande problema em regiões com altos índices de
precipitação como a floresta amazônica, fazendo com que ocorra a perda de
minerais e nutrientes, contudo, a chuva é responsável pelo fato de os solos
amazônicos serem bem drenados.
● O ambiente heterogêneo e a variabilidade genética são dois principais
fatores que em muito contribuem com a biodiversidade. Esses fatores proporcionam
interações entre o meio ambiente e os seres vivos, que podem, com a evolução,
criar ambientes megadiversos, como a floresta amazônica, em que há grande
diversidade de fauna e flora.
● As interações existentes entre a fauna e a flora amazônica são muito
estreitas, de forma que a existência de algumas espécies, depende de outras, fato
que agrava ainda mais o processo de desmatamento que atinge essas regiões.
● A flora Amazônica é extremamente diversificada, apresentando Matas
Alagadas, as quais são áreas da floresta inundadas pelos rios da Bacia Amazônica.
As árvores dessas áreas possuem diversas adaptações tanto morfológicas quanto
fisiológicas, como, por exemplo, raízes respiratórias. As Matas Alagadas apresentam
duas subdivisões, as chamadas matas de várzea e as chamadas florestas de igapó.
● Matas de várzea, que apresentam inundações periódicas, solo mais rico,
uma vez que são banhadas por águas ricas em minerais e suspensões orgânicas.
● Florestas de igapó, que geralmente apresentam-se alagadas
permanentemente, apresentam solo mais pobre, uma vez que são banhadas por
águas oriundas de terras arenosas pobres em minerais.
● O domínio Amazônico apresenta também Florestas de Terra Firme, as quais
encontram-se em planaltos pouco elevados, planos ou com poucas ondulações,
ocupam terras não inundáveis, sendo caracterizadas pelo grande porte de suas
árvores que formam uma espessa e frondosa cobertura a partir de suas copas,
formando uma camada quase que impenetrável, o que torna o interior de tal floresta
bastante úmido e escuro. As florestas de terra firme apresentam também duas
subdivisões, as florestas densas e as abertas.
● Florestas densas, que são bastante diversas e com grande quantidade de
madeira.
● Florestas abertas, que localizam-se mais próximas dos escudos e
depressões e abrigam maior biomassa animal.
● Ocorre ainda a presença de regiões de floresta semidecídua, cerrado,
campos rupestres, o cipoal, e o babaçual (região que serve de transição entre
floresta Amazônica e Caatinga), entre outros.
● Existência e manutenção de diferentes formas de vida em diversos
ambientes ou biomas são garantidas pelas adaptações que cada espécie possui
e/ou adquire com a evolução, como por exemplo, a camuflagem e o mimetismo.
● A cauda dos primatas é muito importante para a sua locomoção e
conseqüentemente, para a sua alimentação considerando os hábitos de vida desses
animais. Outros exemplos de adaptações para a locomoção podem ser as
nadadeiras caudais das lontras e as asas dos morcegos.
● Muitas espécies da flora amazônica, também dependem de importantes
adaptações, um bom exemplo é a grande presença de raízes respiratórias nas
florestas fluviais alagadas. Em outras áreas há uma associação das raízes com
fungos, essas associações fazem com que a matéria orgânica seja decomposta de
forma mais rápida a fim de gerar mais nutrientes para o solo, que como se sabe, é
pobre em nutrientes em grande parte da região amazônica.
● O epifitismo é a forma mais eficiente de captar a maior quantidade de raios
solares possível, pois a vegetação arbórea é muito densa e por esse motivo o
interior das florestas recebe pouca iluminação solar, o que implica na realização da
fotossíntese e logo, no desenvolvimento das plantas herbáceas, e assim garantir a
sobrevivência de algumas espécies.
● A degradação dessa região é acelerada pela exploração desenfreada e/ou
desordenada realizada por indivíduos que são beneficiados pelos lucros
provenientes de tais ações, o que resulta num comprometimento da biodiversidade
da floresta.
● A atual exploração é impulsionada por ações como desmatamento,
pecuária, agricultura, biopirataria e exploração madeireira, o que faz com que esta
esteja passando por um período de constantes degradações.
Download
Random flashcards
Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards