ETICA E GESTAO EM ENFERMAGEM

Propaganda
__________________________________________________________________________________________
Etec Antonio Devisate
Plano de Trabalho Docente – 2014
Ensino Técnico
Etec
Etec: Antonio Devisate
Código: 031
Município: Marília
Eixo Tecnológico: Ambiente e Saúde
Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Auxiliar de Enfermagem
Qualificação: Auxiliar de Enfermagem
Módulo: II
Componente Curricular: Ética e Gestão em Enfermagem
C.H. semanal: 01 –teoria
Professor: Maria Cristina Furlaneto Marega
01 metodologia
diferenciada
I – Atribuições e atividades profissionais relativas à qualificação ou à habilitação
profissional, que justificam o desenvolvimento das competências previstas nesse
componente curricular.
O Auxiliar de Enfermagem executa as atividades auxiliares, de nível médio atribuídas à equipe
de Enfermagem, cabendo-lhe: preparar o paciente para consultas, exames e tratamentos;
observar, reconhecer e descrever sinais e sintomas, ao nível de sua qualificação; executar
tratamentos especificamente prescritos, ou de rotina, além de outras atividades de
Enfermagem, tais como: ministrar medicamentos por via oral e parenteral; realizar controle
hídrico; fazer curativos; aplicar oxigenoterapia, nebulização, enteroclisma, enema e calor ou
frio; executar tarefas referentes à conservação e aplicação de vacinas; efetuar o controle de
pacientes e de comunicantes em doenças transmissíveis; realizar testes e proceder à sua
leitura, para subsídio de diagnóstico; colher material para exames laboratoriais;
Prestar cuidados de higiene e conforto ao paciente e zelar por sua segurança, inclusive:
alimentá-lo ou auxiliá-lo a alimentar-se; zelar pela limpeza e ordem do material, de
equipamentos e de dependência de unidades de saúde; integrar a equipe de saúde; participar
__________________________________________________________________________________________
Etec Antonio Devisate
de atividades de educação em saúde, inclusive: orientar os pacientes na pós-consulta, quanto
ao cumprimento das prescrições de Enfermagem e médicas; auxiliar o Enfermeiro e o Técnico
de Enfermagem na execução dos programas de educação para a saúde; executar os trabalhos
de rotina vinculados à alta de pacientes: participar dos procedimentos pós-morte.
ÁREA DE ATIVIDADES
A - EFETUAR PROCEDIMENTOS DE ADMISSÃO
-se situando paciente no ambiente.
ito.
B - PRESTAR ASSISTÊNCIA AO PACIENTE
mentos ativos e passivos).
-intestinal.
-se.
dar de corpo após morte.
C - ADMINISTRAR MEDICAÇÃO PRESCRITA
ia de administração.
veis.
D - AUXILIAR EQUIPE TÉCNICA EM PROCEDIMENTOS ESPECÍFICOS
E - REALIZAR INSTRUMENTAÇÃO CIRÚRGICA
e compressas.
compressas cirúrgicas.
-cirurgia.
F - ORGANIZAR AMBIENTE DE TRABALHO
__________________________________________________________________________________________
Etec Antonio Devisate
materiais de uso de paciente e de posto de enfermagem.
G - DAR CONTINUIDADE AOS PLANTÕES
ntos, jejum...).
H - TRABALHAR COM BIOSSEGURANÇA E SEGURANÇA
-se.
-se contra efeitos adversos dos produtos.
te e terminal.
aminação ou acidente.
I – PRESTAR COMUNICAÇÃO TÉCNICA
os.
ministração de medicação.
J - DEMONSTRAR COMPETÊNCIAS PESSOAIS
Trabalhar com ética.
Levar paciente à autossuficiência.
Incentivar continuidade de tratamento
__________________________________________________________________________________________
Etec Antonio Devisate
II – Competências, Habilidades e Bases Tecnológicas do Componente Curricular
Componente Curricular: Ética e Gestão em Enfermagem
Nº
1
2
3
Competências
Analisar na gestão do SUS, as
competências nos níveis federal, estadual
e municipal.
Nº
Módulo: II
Habilidades
1.1 Conhecer a história das políticas públicas de
saúde
1.2 Identificar a estrutura da rede de serviços do
SUS em seu município e estado.
Analisar os limites de atuação dos
1.3 Relacionar as políticas de saúde identificando a
profissionais de Enfermagem face às leis
atuação como profissional e cidadão nas
do exercício profissional e código de ética,
questões de saúde
considerando os direitos dos usuários dos
2.1 Aplicar o código de ética diante das diversas
serviços de saúde.
situações profissionais, sempre preservando,
respeitando e promovendo a vida.
Analisar as ações que possibilitem à
2.2 Relacionar as entidades de classe e as
comunidade com necessidades especiais
organizações de interesse da enfermagem e de
equiparação de oportunidades no exercício
defesa da cidadania.
da cidadania
2.3 2.3 Empregar princípioséticos na prestação de
Serviços de Saúde.
2.4 2.4. Identificar os direitos referentes à saúde do
cidadão.
3.1 Refletir sobre os direitos dos portadores de
deficiência
3.2 Relacionar as medidas facilitadoras para a
inclusão social de portadores de necessidades
especiais
Nº
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Bases Tecnológicas
Políticas de saúde no Brasil
SUS – Sistema Único de Saúde
Lei do exercício profissional da enfermagem
Código de Ética profissional
Entidades da Enfermagem: ABEN, COFEN,
COREN, Sindicatos – suas finalidades
Ética e bioética: aborto, eutanásia, morte e
morrer, estupro, doação de sangue, doação
de órgãos, clonagem...
Direitos do cliente dos serviços de saúde
Pessoas portadoras de deficiências físicas:
Conceito Tipos Prevenção integração social
Direitos legais
Medidas facilitadoras para a vida dos
deficientes físicos
__________________________________________________________________________________________
Etec Antonio Devisate
III – Procedimento Didático e Cronograma de Desenvolvimento
Componente Curricular: Ética e Gestão em Enfermagem
Habilidade
Conhecer a história das políticas públicas de
saúde
Identificar a estrutura da rede de serviços do SUS
em seu município e estado. Relacionar as políticas
de saúde identificando a atuação como
profissional e cidadão nas questões de saúde
Aplicar o código de ética diante das diversas
situações profissionais, sempre preservando,
respeitando e promovendo a vida.
Módulo: II
Bases Tecnológicas
Políticas de saúde no Brasil
Procedimentos Didáticos
Leitura de texto, síntese em
grupos e discussão em plenária
Metodologia ativa.
Cronograma / Dia e
Mês
27/01 a 24/02
SUS – Sistema Único de Saúde
Pesquisa
Metodologia ativa
Lei do exercício profissional da
enfermagem. Código de Ética
profissional
Phillips 66
Síntese individual
Metodologia ativa.
24/03 a 31/03
Relacionar as entidades de classe e as
organizações de interesse da enfermagem e de
defesa da cidadania.
Entidades da Enfermagem: ABEN,
COFEN, COREN, Sindicatos – suas
finalidades
Aula expositiva dialogada
Trabalho em grupo
Metodologia ativa
07/04 a 14/04
Empregar princípios éticos na prestação de
Serviços de Saúde.
Ética e bioética: aborto, eutanásia,
morte e morrer, estupro, doação de
sangue, doação de órgãos, clonagem...
Seminário
Estudo de caso
Metodologia ativa
21/04 a 12/05
Identificar os direitos referentes à saúde do
cidadão.
Direitos do cliente dos serviços de
saúde
Refletir sobre os direitos dos portadores de
deficiência
Relacionar as medidas facilitadoras para a
inclusão social de portadores de necessidades
especiais
Pessoas portadoras de deficiências
físicas: Conceito Tipos Prevenção
integração social Direitos legais
Medidas facilitadoras para a vida dos
deficientes físicos
Aula expositiva dialogada
Leitura de texto
Metodologia ativa
Cartilha orientadora em grupos
Metodologia ativa
10/03 a 17/03
19/05
26/05 a 09/06
__________________________________________________________________________________________
Etec Antonio Devisate
IV - Plano de Avaliação de Competências
Componente Curricular: Ética e Gestão em Enfermagem
Competência
Analisar na gestão do SUS,
as competências nos níveis
federal, estadual e
municipal.
Analisar os limites de
atuação dos profissionais de
Enfermagem face às leis do
exercício profissional e
código de ética,
considerando os direitos dos
usuários dos serviços de
saúde.
Analisar as ações que
possibilitem à comunidade
com necessidades especiais
equiparação de
oportunidades no exercício
da cidadania
Indicadores de Domínio
Conhecer a história das políticas públicas de
saúde
Identificar a estrutura da rede de serviços do
SUS em seu município e estado.
Relacionar as políticas de saúde identificando
a atuação como profissional e cidadão nas
questões de saúde
Aplicar o código de ética diante das diversas
situações profissionais, sempre preservando,
respeitando e promovendo a vida.
Relacionar as entidades de classe e as
organizações de interesse da enfermagem e
de defesa da cidadania.
Empregar princípios éticos na prestação de
Serviços de Saúde.
Identificar os direitos referentes à saúde do
cidadão.
Refletir sobre os direitos dos portadores de
deficiência
Relacionar as medidas facilitadoras para a
inclusão social de portadores de necessidades
especiais
Módulo: II
Instrumento(s) e
Procedimentos de
Avaliação1
Argumentaçã
o escrita e
oral
Exposição oral e
escrita
Avaliação escrita
Participação
Apresentação escrita
e oral
Critérios de
Desempenho
Evidências de Desempenho
Precisão,
clareza,
coesão,
criticidade
Analisa a gestão SUS com
propositivas fundamentadas
em preceitos teóricos conforme
critérios estabelecidos
Objetividade
Uso correto de termos
técnicos
Linguagem adequada
Embasamento conceitual
Registros e exposição oral
participativa, clara e objetiva
devidamente
fundamentadas em preceitos
teóricos.
Clareza
Objetividade
Trabalho em grupo
Participação
Demonstrou identificar os
direitos dos portadores de
deficiências com orientações
claras, objetivas e
demonstrando participação em
grupo e exercício de cidadania.
__________________________________________________________________________________________
Etec Antonio Devisate
__________________________________________________________________________________________
Etec Antonio Devisate
V – Material de Apoio Didático para Aluno (inclusive bibliografia)
Daniel, Liliana Felcher - Enfermagem Planejada, A - 2ª Edição - Editora Pedagógica e Universitária; São
Paulo.
Horta, Wanda de Aguiar - Processo de Enfermagem - Editora Pedagógica e Universitária; São Paulo
NANDA International - Diagnósticos de Enfermagem da NANDA - Definições e Classificação 2005-2006.
Editora Artmed.
Kurcgant, Paulina - Administração em Enfermagem - E.P.U.
Lira - História da Enfermagem e Legislação - Florence Distribuidora . De Livros Ltda.
VI – Estratégias de Recuperação Contínua (para alunos com baixo rendimento/dificuldades
de aprendizagem)

A recuperação contínua realizada no dia a dia em sala de aula e decorrente da avaliação
diagnóstica do desempenho do aluno, constituindo intervenções imediatas, dirigidas às
dificuldades específicas, assim que estas forem constatadas. Estudos de caso, pesquisas na
internet, atendimento individualizado em sala de aula e exercícios extraclasse.
VI – Outras observações/ informações
1 – Parcerias:
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
Empresas e Entidades diversas: Convênios para concessão de estágios (47);
Casa do Contabilista: Apoio em eventos da área contábil;
CIEE – Centro de Integração Escola Empresa: Agente de Integração – Estágios;
Contmatic: Aplicativos informatizados de gestão, Capacitação de Professores;
COREN – Conselho Regional de Enfermagem: Apoio em eventos e estágios;
CRC – Conselho Regional de Contabilidade: Apoio em eventos da área contábil;
Cuca Fresca: Aplicativos informatizados de gestão;
Dori Alimentos: Convênio de Concessão de vagas para Aprendizes;
EMDURB: Programa Viva Feliz sem Acidentes;
Fatec: Compartilhamento do Laboratório de Química;
Fundo Social de Solidariedade: Campanha do Agasalho;
Marília Shopping: Divulgação dos Cursos e Vestibulinho, Capacitações aos Lojistas;
OAB – Subseção Marília: Divulgação dos Cursos e Vestibulinho;
Prefeitura Municipal de Marilia: Aluguel do prédio, refeições e lanches;
Rotary Club;
Secretaria Estadual da Educação;
Secretaria Municipal da Educação;
Secretaria Municipal da Juventude: Bolsas de Estudo;
Secretaria Municipal do Meio Ambiente: Campanha do Meio Ambiente;
Sófolha: Aplicativos informatizados de gestão;
UNIJOVEM – Bolsa de estudos;
UNIMAR: Utilização de espaços físicos;
UNIVEM: Estágios; utilização de espaços físicos e biblioteca, desconto nas mensalidades
2 – Projetos:
2.1- Projetos institucionais





Portal Educacional Clickideia – 2014;
Projeto Inova;
Reciclaetec;;
Parceria Microsoft x Centro Paula Souza – 2014;
Consciência Negra.
__________________________________________________________________________________________
Etec Antonio Devisate
2.2 - Projetos do curso e interdisciplinares:
SBV para Leigos
3 – Outras Informações:
O presente plano estará sujeito a alterações durante o período, que serão devidamente
registrados (adendo).
VII – Identificação:
Nome do professor: Maria Cristina Furlaneto Marega
Assinatura:
Data:
13/02/14
VIII– Parecer do Coordenador de Curso:
O presente plano de Trabalho Docente está coadunado ao que está estabelecido do Plano de Curso, em
especial no que está definido para este Componente Curricular. Além disso, as metodologias de avaliação
estão em conformidade com as diretrizes pedagógicas da Instituição e as estratégias de recuperação estão
alinhadas com a missão1 e com a visão2 da Unidade.
Nome do coordenador(a): Maria Aparecida B. J. Passaroni
Assinatura:
Data:
13/02/14
__________________________________________________________________________________________
Etec Antonio Devisate
Plano de Trabalho Docente - 2014
Ensino Técnico - Adendo
Etec: Antônio Devisate
Código: 031
Município: Marília
Eixo Tecnológico: Meio Ambiente e Saúde
Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Auxiliar de Enfermagem
Qualificação: Auxiliar de Enfermagem
Componente Curricular:
C. H. Semanal: 02
Data
Módulo: II
Ética e Gestão em Enfermagem
Professor: Maria Cristina Furlaneto Marega
Conteúdo/Atividades (alterado/incluído/excluído)
Aulas Dadas
Visto
Prof.º
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

Criar flashcards