UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS

Propaganda
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE
CURSO DE FARMÁCIA
Disciplina: CS07015 – Imunologia Clínica
CARGA HORÁRIA: 90 h (30 h teórica e 60 h prática)
EMENTA
- Fundamentos de imunologia; avaliação da imunologia humoral e celular; relação:
parasito-hospedeiro; sorologia e vacinas; radioimunoensaio; ensaio imunorradiométrico;
imunoensaio enzimático homogêneo; ensaio do imunoadsorvente ligado por enzima
(ELISA); ensaios imunofluorimétricos; quimiluminescência; bioluminescência, reação
de aglutinação, reação de precipitação.
OBJETIVO GERAL
Orientar os acadêmicos sobre o cotidiano de trabalho dos profissionais que lidam com
doenças mediadas pelos complexos mecanismos imunológicos e familiarizá-los com as
formas de diagnóstico e as técnicas utilizadas na imunologia clínica.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS: Capacitar os discentes a:
1 – Colher e conservar material para exames imunológicos.
2 – Conhecer a fisiopatologia de doenças imunológicas
3 – Realizar os diversos tipos de provas mais utilizadas em Imunologia Clínica.
4 – Expedir os resultados de exames imunológicos.
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
Parte teórica
1 – Introdução: apresentação da disciplina: o que a turma já sabe sobre imunologia. O
que a turma deverá saber sobre imunologia clínica. Como os alunos vão aprender
sobre imunologia clínica;
2 – Imunologia das infecções: respostas imunes aos diversos patógenos e evasão destes
patógenos aos mecanismos imunológicos. Doenças bacterianas. Infecções virais.
AIDS e outras infecções virais do sistema imunológico. Doenças fúngicas. Doenças
parasitárias;
3 – Hipersensibilidades: mecanismos imunológicos, bioquímicos e fisiológicos das
reações de hipersensibilidade. As doenças atópicas. Anafilaxia e urticária. Doenças
4
5
6
7
8
alérgicas por imunocomplexos. Doença por hipersensibilidade mediada por células.
Alergia a fármacos;
– Autotolerância e autoimunidade: mecanismos da autotolerância e autoimunidade,
anormalidades linfocitárias que causam autoimunidade e fatores genéticos,
infecciosos e anatômicos na autoimunidade. Doenças reumáticas. Doenças
endócrinas. Doenças hematológicas. Vasculites inflamatórias;
– Imunidade contra tumores: antígenos tumorais, mecanismos efetores na imunidade
antitumoral, mecanismos de evasão do sistema imune pelos tumores e imunoterapia
dos tumores. Neoplasias do sistema imunológico;
– Imunodeficiências: distúrbios por imunodeficiência de anticorpos (células B).
Distúrbios por imunodeficiência de células T. Doenças por imunodeficiência
combinada de anticorpos (células B) e celular (células T). Doenças por disfunção
da fagocitose. Deficiências do complemento. Abordagem terapêutica;
– Imunoprofilaxia, vacinas, soroterapia e terapia imunológica: imunidade passiva e
ativa. Dessensibilização alérgica. Transplante clínico. Terapia imunossupressora,
antiinflamatória e imunomoduladora;
– Resposta imune aos transplantes de tecidos: tipos de enxertos, base celular e
molecular do transplante alogênico, mecanismos efetores na rejeição de
aloenxertos, prevenção e tratamento da rejeição de transplantes;
Parte prática
1 – Apresentação do laboratório: cuidados básicos, pré-requisitos e metodologia de
trabalho. Introdução aos testes laboratoriais imunológicos. Sensibilidade e
especificidade;
2 – Métodos laboratoriais clínicos para a detecção de antígenos e anticorpos. Reação de
Floculação: fundamento, aplicação, metodologia e interpretação de resultados (ex.
Técnica do V.D.R.L. para o diagnóstico laboratorial da sífilis);
3 – Métodos laboratoriais clínicos para a detecção de antígenos e anticorpos. Reação de
aglutinação: fundamento, aplicação, metodologia e Interpretação de resultados (ex.
Ensaios de identificação de microrganismos e ensaios de tipificação de antígenos
hematológicos - sistema ABO e Rh);
4 – Métodos laboratoriais clínicos para a detecção de antígenos e anticorpos. Reação de
fixação de complemento: fundamento, aplicação, metodologia e interpretação de
resultados. ELISA, imunofluorescência e método de eletroforese (Western blot);
5 – Métodos laboratoriais clínicos para a detecção de antígenos e anticorpos. Reação de
neutralização da hemólise: fundamentos, aplicação, metodologia e interpretação de
resultados (ex. Titulação de A.S.L.O. pela técnica de Rattz e Randall). Técnicas
imunohistoquímicas;
6 – Métodos laboratoriais clínicos para detecção da imunidade celular. Separação,
identificação e contagem de linfócitos T e B. Citometria de fluxo para a detecção de
antígenos leucocitários.
7 – Métodos laboratoriais clínicos para detecção da imunidade celular. Testes cutâneos
de hipersensibilidade de tipo tardio. Ensaios de ativação dos linfócitos. Ensaio de
monócitos-macrófagos. Ensaio da função dos neutrófilos.
8 – Outros métodos laboratoriais clínicos. Técnicas de genética molecular para a análise
clínica do sistema imunológico. Teste de histocompatibilidade. Avaliação
laboratorial da imunocompetência.
9 – Discussão dos temas abordados e problematização (PBL).
10 – Seminários.
METODOLOGIA DE ENSINO/DESENVOLVIMENTO DO PROGRAMA
Aulas teóricas expositivas e dialogadas, discussão em pequenos e grandes grupos,
análise e discussão de publicações científicas, seminários, discussão de casos clínicos,
utilização de recursos audiovisuais.
METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO
Avaliação teórica:
Serão realizadas 2 avaliações teóricas (7,0 sete pontos cada) – com consulta a material
bibliográfico e às anotações feitas durante as aulas teóricas e práticas.
Avaliação prática:
Para as avaliações das aulas práticas serão utilizados relatórios no final de cada aula,
onde será observado o nível de discussão e participação do aluno.
Discussão e participação (3,0 três pontos)
Para aprovação, é necessária a freqüência mínima de 75% em todas as atividades
previstas.
DATA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS AULAS TEÓRICAS E PRÁTICAS
Semana 1
Semana 2
Semana 3
Introdução: apresentação da disciplina:
o que a turma já sabe sobre imunologia.
O que a turma deverá saber sobre
imunologia clínica. Como os alunos vão
aprender sobre imunologia clínica;
Apresentação do laboratório: cuidados
básicos, pré-requisitos e metodologia de
trabalho.
Introdução
aos
testes
laboratoriais imunológicos. Conceitos
de sensibilidade e especificidade;
Imunologia das infecções: respostas
imunes aos diversos patógenos e evasão
destes patógenos aos mecanismos
imunológicos. Doenças bacterianas.
Infecções virais. AIDS e outras
infecções virais do sistema imunológico.
Doenças
fúngicas.
Doenças
parasitárias;
Métodos laboratoriais clínicos para a
detecção de antígenos e anticorpos.
Reação de Floculação: fundamento,
aplicação, metodologia e interpretação
de resultados (ex. Técnica do V.D.R.L.
para o diagnóstico laboratorial da
sífilis);
Hipersensibilidades:
mecanismos
imunológicos, bioquímicos e fisiológicos
das reações de hipersensibilidade. As
doenças atópicas. Anafilaxia e urticária.
Semana 4
Semana 5
Semana 6
Semana 7
Doenças alérgicas por imunocomplexos.
Doença por hipersensibilidade mediada
por células. Alergia a fármacos;
Métodos laboratoriais clínicos para a
detecção de antígenos e anticorpos.
Reação de aglutinação: fundamento,
aplicação, metodologia e Interpretação
de resultados (ex. Ensaios de
identificação de microrganismos e
ensaios de tipificação de antígenos
hematológicos - sistema ABO e Rh);
Autotolerância
e
autoimunidade:
mecanismos da autotolerância e
autoimunidade,
anormalidades
linfocitárias que causam autoimunidade
e fatores genéticos, infecciosos e
anatômicos na autoimunidade;
Métodos laboratoriais clínicos para a
detecção de antígenos e anticorpos.
Reação de fixação de complemento:
fundamento, aplicação, metodologia e
interpretação de resultados. ELISA,
imunofluorescência e método de
eletroforese (Western blot);
Doenças
reumáticas.
Doenças
endócrinas. Doenças hematológicas.
Vasculites inflamatórias;
Métodos laboratoriais clínicos para a
detecção de antígenos e anticorpos.
Reação de fixação de complemento:
fundamento, aplicação, metodologia e
interpretação de resultados. ELISA,
imunofluorescência e método de
eletroforese (Western blot);
Imunidade contra tumores: antígenos
tumorais, mecanismos efetores na
imunidade antitumoral, mecanismos de
evasão do sistema imune pelos tumores
e imunoterapia dos tumores. Neoplasias
do sistema imunológico;
Métodos laboratoriais clínicos para a
detecção de antígenos e anticorpos.
Reação de neutralização da hemólise:
fundamentos, aplicação, metodologia e
interpretação de resultados (ex.
Titulação de A.S.L.O. pela técnica de
Rattz
e
Randall).
Técnicas
imunohistoquímicas;
Imunodeficiências:
distúrbios
por
imunodeficiência de anticorpos (células
Semana 8
Semana 9
Semana 10
Semana 11
B). Distúrbios por imunodeficiência de
células
T.
Doenças
por
imunodeficiência
combinada
de
anticorpos (células B) e celular (células
T);
Métodos laboratoriais clínicos para a
detecção de antígenos e anticorpos.
Reação de neutralização da hemólise:
fundamentos, aplicação, metodologia e
interpretação de resultados (ex.
Titulação de A.S.L.O. pela técnica de
Rattz
e
Randall).
Técnicas
imunohistoquímicas;
Doenças por disfunção da fagocitose.
Deficiências
do
complemento.
Abordagem terapêutica;
Métodos laboratoriais clínicos para
detecção
da
imunidade
celular.
Separação, identificação e contagem de
linfócitos T e B. Citometria de fluxo
para a detecção de antígenos
leucocitários;
Imunoprofilaxia, vacinas, soroterapia e
terapia imunológica: imunidade passiva
e ativa. Dessensibilização alérgica.
Transplante
clínico.
Terapia
imunossupressora, antiinflamatória e
imunomoduladora;
Métodos laboratoriais clínicos para
detecção da imunidade celular. Testes
cutâneos de hipersensibilidade de tipo
tardio. Ensaios de ativação dos
linfócitos. Ensaio de monócitosmacrófagos. Ensaio da função dos
neutrófilos;
Resposta imune aos transplantes de
tecidos: tipos de enxertos, base celular e
molecular do transplante alogênico,
mecanismos efetores na rejeição de
aloenxertos, prevenção e tratamento da
rejeição de transplantes;
Outros métodos laboratoriais clínicos.
Técnicas de genética molecular para a
análise clínica do sistema imunológico.
Teste
de
histocompatibilidade.
Avaliação
laboratorial
da
imunocompetência;
Revisão e preparo para avaliação
teórica;
Discussão e Apresentação de seminários
Semana 12
pelos alunos;
AVALIAÇÃO TEÓRICA
Discussão dos temas abordados
problematização (PBL);
e
BIBLIOGRAFIA
1. PARSLOW, T. G.; STITES, D. P.; TERR, A. I.; IMBODEN, J. B. Imunologia Médica
10ª Edição, Guanabara Koogan, 2004.
2. CALICH, V; Vaz, C. Imunologia. Ed. Revinter, 2001.
3. CARRAZZA, F.R.; ANDRIOLO, A, Diagnóstico Laboratorial Em Pediatria. Ed.
Sarvier, 2000.
4. FERREIRA, A; ÁVILA, S. Diagnóstico Laboratorial Guanabara Koogan, 2001.
5. GORCZYNSKI, R; STANLEY, J.Imunologia Clínica. Reichmann e Afonso, 2001.
6. JANEWAY, C; TRAVERS, P; WALPORT, M. Immunobiology. CB Publications, 1999.
7. JIALAL, I; WINTER, W; CHAN, D. Handbook of Diagnostic Endocrinology. AACC
Press, 1999.
8. KAPLAN, L.A; PESCE, A J, Clinical Chemistry Mosby Year Book, 1996.
9. RICH, R.R. Mosby Year Book Clinical Immunology Principles and Practice, 1996.
10. ROITT, I., BROSTOFF, J., MALE, D. Imunologia. São Paulo: Editora Manole Ltda.,
1997.
11. ROSE, N; DE MACARIO, E.C.; FOLDS, J.D.; LANE, C.H.; NAKAMURA, R.M . Manual
of Clinical Laboratory Immunology. ASM Press, 1997.
12. VAZ, A.J.; TAKEI, K.; BUENO, E.G. Ciências Farmacêuticas, Imunoensaios,
Fundamentos e Aplicações. Guanabara Koogan, 2007.
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards