01 - Coopercon

Propaganda
COOPERCON
Cooperativa de Trabalho Médico e Atividades Afins do
Estado de Minas Gerais
PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO - 2ª. Versão.
Data: 11.04.2007
3ª. Revisão em: 30/06/2010
4ª. Revisão em: 16/02/2013
5ª. Revisão em: 25/09/2013
6ª. Revisão em: 15/03/2014
7ª. Revisão em:13/01/2015
FOCO: SATISFAÇÃO DO COOPERADO
Sugestões Diretoria: Drs. Rubens, Guilherme e Eduardo.
 Crescimento da Cooperativa (novos serviços)
 Força política
 Facilitar a comunicação junto ao cooperado
MISSÃO:
Criar oportunidades e valorizar o trabalho do cooperado, com remuneração
justa e ações éticas de saúde, buscando a satisfação e o respeito de
nossos parceiros de negócios.
VISÃO:
Ser melhor cooperativa em seu segmento no estado de Minas Gerais em
constante expansão organizacional, sendo respeitada pela sua gestão,
representatividade e credibilidade nos seus negócios.
NEGÓCIO:
Defender e representar seus cooperados financeiramente.
VALORES:
Democracia
Ética
Solidariedade
Profissionalismo
Foco no cooperado e nos resultados
1
Empreendedorismo
Transparência
Clientes:
Segmento Alvo
Operadoras de planos de saúde
Cooperativas: Cooperados
Colaboradores
Diretores
1 - Proposta de valor
Escolha estratégica: Baixo custo com intimidade com o cliente
gerente/diretor.
A- Cooperados
Melhor remuneração (maior faturamento com menor custo – foco na
qualidade da prestação de serviços)
Agilidade
Transparência
B- Gerentes /diretor/demais colaboradores
Responsividade
Sistema de informação (estável, regular, seguro, responsivo, atualização
continua antecipando as necessidades)
Acessibilidade aos serviços e pessoas
Menor custo (menor despesa e outras fontes de receita)
Informações rápidas, acessíveis e seguras
Capacitação
C- Diretor
Ampliação do espaço político
2- Partes interessadas
Partes interessadas
Hospitais e clínicas
Interesses da Parte
Bom funcionamento
operacional
Interesse COOPERCON
Apoio na operação de
faturamento
2
Fontes Pagadoras
Não atrapalhar as
negociações com as
operadoras
Informação integrada:
operacional e mercado
Retirar o vinculo
empregatício
Apoio nas negociações
com operadoras
Parceria nas
negociações, os
honorário só a
cooperativa negocia,
ações pactuadas
Apoio na operação de
faturamento
Bom funcionamento
operacional
Maior flexibilidade
Gestão da assistência
Sindicato dos médicos
de MG
Canal de comunicação
Apoio financeiro
Informação integrada
(segura, ágil e clara).
Canal de comunicação
aberto
Cumprir regras
Apoio político nas
negociações
Alinhamento e apoio
político
UNIMED
Intermediação da
relação com o médico
não cooperado (boa
operação) cooperação
universal indireta
Integração política e
operacional com
contrapartida
adequada
Apoio político frente aos Canal aberto de
não cooperados e junto comunicação
aos cooperados
Canal de comunicação
Cooperativa de Crédito
Informações de
mercado
Concentração do
repasse
Integração política
Apoio econômico
3
Apoio político
Apoio político, canal de
comunicação.
Ocemg
Outras cooperativas
AMMG:
CRM
Município e Estado
Comunidade
Fidelização conjunta
Apoio político
Integração e fusão
operacional
Apoio político,
Canal de comunicação,
Informações de
mercado
Apoio político, canal de
comunicação,
informações de
mercado
Repasse do SUS
Canal político com o
estado
Treinamentos
Fidelização conjunta
Apoio político
Integração e fusão
operacional
Integração política e
disponibilização de
serviços ao cooperado
Integração política
Legislação que
reconheça a diferença
da cooperativa em
relação às empresas
privadas (Tributo)
Contribuição para o
Reconhecimento pelos
bom funcionamento do representantes da
sistema de saúde
sociedade da
através da boa
importância do
operação e construções cooperativismo médico
de políticas adequadas
CENÁRIO
OBJETIVO
1- Clientes tem a percepção de
distanciamento e baixa
disponibilidade
Implementar a gestão de
relacionamento baseada no
tratamento personalizado do cliente
diretor/gerente
2- Baixa capacitação de usuários.
Clientes com operação frágil: não
padronizada, não formalizada,
Instituir um programa de
capacitação de clientes
4
ineficaz e ineficiente
3-Dirigentes eleitos, participantes do Criar um corpo de executivos e um
setor de saúde, sem formação
sistema de gestão que permitam a
profissional em administração.
continuidade operacional do negócio
independente das mudanças de
direção.
4- Baixa capacitação dos
Capacitação de colaboradores na
colaboradores no relacionamento
operação e atendimento
com clientes e na operação
5- Ausência de adequada gestão de
Implantar a gestão de não
não conformidades e demandas de
conformidades de clientes
clientes
6- A operação da Coopercon é não
Padronização de processos
padronizada e não formalizada
operacionais
7-Ativos subutilizados
Aumentar o uso captando novos
negócios
8- Serviços Coopercon não utilizados Aumentar venda cruzada ???
em todo seu espectro pelas demais
singulares, e ou unidades.
9- Comunicação interna e externa
Estabelecer os processos de
ineficaz
comunicação externa e interna
10- Coopercon é uma entidade
Manter as parcerias políticas com
política que necessita de rede de
todas as entidades: Sindicato,
suporte e relacionamento
AMMG, Credicom, Unicred, OCEMG ,
CRM, UNIMED, FENCOM,
Operadoras de planos de saúde.
11- Coopercon possui uma ampla
Manter a representatividade política
representação política, no meio
médico cooperativista e no ramo
trabalho
12- Falta conhecimento sobre as
Conhecer o mercado
cooperativas nacionais para construir
referenciais e parcerias
?
13-Não há diretriz para o produto
Estabelecer um projeto de
SASC CM
comercialização
?
14- A segurança de TI deve ser
Criar redundância plena
melhorada atingindo redundância
plena
15- Aumentar o Leque de serviços
Gestão comercial para a Coopercon
disponibilizados como fonte de
e seus produtos
geração de valor.
5
16- Não há um departamento nem
uma política comercial
17- É possível a Coopercon ser
agente de comercialização de
produtos das partes interessadas,
entre as partes interessadas
componentes do ramo saúde
18- Oportunidade de divulgação de
marcas ao público médico, podendo
vir a ser uma fonte alternativa de
receita para a Coopercon
19- Uso de aplicativos eletrônicos
que requerem licença elevam o
custo
20- Capacidade de gestão deve ser
demonstrada ao cliente
21- Corpo funcional com formação
de nível acadêmico de nível
superior. Cerca de 40% dos
funcionários possuem graduação
completa ou em andamento.
22- Software proprietário para
gestão e operação de cooperativas
de trabalho médico
23- Convênios: dificuldade de
integração com as cooperativas
Gestão comercial para a Coopercon
e seus produtos
Gestão comercial para a Coopercon
e seus produtos
24-Setor de saúde estagnado, com
colapso do sistema público e crise
financeira no setor suplementar
Apoio à política de defesa do
honorário médico
Redução dos custos para o médico
Aproveitamento do poder de compra
conjunto de todos os médicos
cooperados
25- Queda na remuneração do
profissional médico no exercício
clínico da medicina em direção
oposta aos ganhos no uso de
aparelhos e medicamentos
26- Maior foco de ganho econômico
médico na alta complexidade
Apoio à mudança do modelo de
remuneração
27- É necessário uma maior
Gestão comercial para a Coopercon
e seus produtos
Uso de software livre
Certificação ISO
Gerenciar as potencialidades em
beneficio dos resultados
organizacionais
Gestão comercial para a Coopercon
e seus produtos
Gestão de relacionamento com
operadoras
Apoio à mudança do modelo de
remuneração com valorização do
trabalho médico
Projeto Político integrado com as
6
organização e representação política
legislativa das cooperativas de
trabalho médico
28-Tentativa de unificação do
sistema de informática das
operadoras de saúde pela ANS
29-Cultura: internalizar visão,
missão, valores
30- Alinhamento com a estratégia
31 – Inadimplência de algumas •
operadoras.
32- Ação Social
•
33- Socioambiental
•
demais organizações médicas na
defesa de leis adequadas ao sistema
Projeto Político para a padronização
do sistema de informação
A criação do FAR para garantir ao
médico cooperado, a garantia de
recebimento de seus honorários,
antecipando repasses que não
puderem ser realizados por
inadimplência de algumas
operadoras.
Definir em AGO um valor de sobra
para destinação da ação social
Definir ferramentas para visar à
sustentabilidade da cooperativa.
Quais são os gargalos para atingir a visão?
VISÃO:
Ser melhor cooperativa em seu segmento no estado de Minas Gerais em
constante expansão organizacional, sendo respeitada pela sua gestão,
representatividade e credibilidade nos seus negócios.
Referência-comunicação
Eficiência e Eficácia operacional-gestão operacional técnica em um modelo
Certificável
Eficiência e Eficácia político-projeto político claro implementado
Auto suficiência orçamentária – Gestão comercial
OBJETIVOS ORIUNDOS DO CENÁRIO
Temas estratégicos internos
7
Gestão de relacionamento personalizado com o cliente, foco no
cooperado, diretor/gerente/colaboradores
Gestão de relacionamento com operadoras
Capacitação de clientes externos na operação
Estabelecer os processos de comunicação externa e interna
privilegiando a transparência
Implantar a gestão no modelo ISO sendo prioritário implantar a
gestão de não conformidades de clientes, padronização de
processos operacionais com foco na eficácia e eficiência, e na
satisfação do nosso cooperado
Implementar a gestão comercial para a Coopercon e seus
produtos: captar novas singulares, aproveitamento do poder de
compra conjunto de todos os médicos cooperados ,conhecer o
mercado,comercializar a informação,SASC CM,novos produtos ????
Projeto Político integrado com as demais organizações médicas
para: a defesa de leis adequadas ao sistema, apoio a política de
defesa do Honorário médico, apoio a mudança do modelo de
remuneração com valorização do trabalho médico, manter as
Parcerias políticas com todas as entidades: Sindicato, AMMG,
Credicom, Unicred, UNIMED, FENCOM, OCEMG, CRM, manter a
representatividade política,formação e informação de dirigentes
Temas estratégicos / aprendizado
Montar um Sistema de relacionamento personalizado com clientes
(CRM) para diretor/gerente/colaboradores
Montar um Sistema de relacionamento personalizado com clientes
(CRM) para operadoras de planos de saúde
Capacitação de colaboradores na operação e atendimento.
Gerenciar as potencialidades dos colaboradores em beneficio dos
resultados organizacionais
Capacitar os colaboradores nas ferramentas de gestão para a
certificação
Criar redundância plena em software / Uso de software livre
Internalizar visão, missão, valores
Alinhamento com a estratégia
Contagem, 13 de Janeiro de 2.015 – (Diretoria: Dr.Rubens, Dr.Eduardo e Dr.Guilherme).
8
Download
Random flashcards
Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Criar flashcards