Apresentação do PowerPoint - Diretoria de Ensino

Propaganda
“Um Dia na Escola da Meu filho e
Semana da Alimentação”
Ações do Programa Escola da Família
Semana da Alimentação – 16 à 20 de maio
Um Dia na Escola da Meu Filho – 21 de maio
Cozinhar - resgatando receitas de
família
Justificativa
O projeto “Um dia na escola do meu filho”, da Secretaria Estadual de
Educação do Estado de São Paulo, realizado em dias específicos ao longo
do ano, abre as portas das unidades escolares no final de semana para
que haja uma aproximação dos familiares e responsáveis pelos alunos
com a unidade escolar.
Assim, o Programa Escola da Família contribui com o projeto, desde a
inauguração do evento em 2011 , desenvolvendo atividades e ações
especiais junto a comunidade, familiares e alunos, o que qualifica essa
aproximação e contribui para o fortalecimento da Educação.
Por outro lado, temos a Semana da Alimentação, realizada pela Secretaria
Estadual de Educação do Estado de São Paulo, realizada sempre na
terceira semana do mês de maio, que incentiva ações educativas junto
aos alunos que estimulem hábitos saudáveis e qualidade de vida por meio
do tema da Alimentação e Nutrição.
Justificativa
Novamente, o Programa Escola da Família, busca integrar
atividades aos finais de semana para contribuir com as ações
desenvolvidas pelas SEE e pela semana letiva, sendo um
referencial para a integração da comunidade com a escola.
Portanto, em 2016, acontecerá, por meio do Programa Escola
da Família, a união do dois projetos da Secretaria, Um Dia na
Escola do Meu Filho e Semana da Alimentação, através do
tema “Cozinhar – resgatando receitas de família”, visando
dessa maneira maior integração e participação dos familiares
e responsáveis dos alunos e alunos com as atividades e ações
desenvolvidas pelo Programa nas escolas estaduais.
Objetivos
 Realizar o projeto “Um Dia na Escola do Meu Filho” integrado ao
projeto “Semana de Educação Alimentar” abordando o tema
“Cozinhar – resgatando receitas de família.
 Mobilizar a comunidade intra e extra escolar para participar das ações





e atividades educativas realizadas no Programa Escola da Família no
final de semana.
Fortalecer a integração das famílias, responsáveis e alunos com a
escola.
Promover o desenvolvimento e a partilha de habilidades culinárias
junto a comunidade, principalmente as crianças e jovens.
Resgatar a história, documentar e compartilhar as receitas de família.
Realizar oficinas e um festival gastronômico.
Promover hábitos saudáveis e melhoria na qualidade de vida.
Grupo de Trabalho
 Vice-Diretores do Programa Escola da Família
 Educadores Universitários
 Voluntários
 Educadores da unidade escolar
 Alunos da unidade escolar
 Membros da comunidade (oficineiros)
Público Alvo
 Educadores da unidade escolar
 Alunos da unidade escolar
 Membros da comunidade: crianças, jovens, adultos e da
terceira idade
 Parceiros
 Voluntários
Plano de Ação
 Mapeamento de Parceiros e Voluntários
 Mapear possíveis instituições públicas ou privadas na região que possam
contribuir para a realização do evento
 Mapear lideranças na comunidade que possam ajudar na mobilização de
pessoas
 Mapear lideranças na Unidade Escolar que possam ajudar na mobilização de
pessoas
 Reunião de parceiros e voluntários
 Elaborar uma carta convite para as possíveis instituições públicas ou privadas
 Reunir-se com possíveis voluntários e lideranças da comunidade para
apresentação do evento
 Reunir-se com as lideranças da unidade escolar para apresentação do evento
 Reunir-se com possíveis parceiros para apresentação do evento
Plano de Ação
 Construção de trilhas educativas
 Incentivar o corpo docente para contribuir com o evento, por meio de
experiências educacionais que tenham como foco o tema Cozinhar resgatando receitas de família junto aos alunos.
 Incentivar parceiros e voluntários que possam complementar, no dia do
evento, o processo educacional do tema Cozinhar – resgatando receitas de
família
 Comunicação do Evento
 Divulgar o evento para a comunidade por meio de mídias eletrônicas e
materiais impressos
 Mobilização para a realização do Evento




Mobilizar os profissionais da escola para participar do evento
Mobilizar os alunos da escola para participar do evento
Mobilizar pessoas da comunidade para participar do evento
Mobilizar pessoas da comunidade para serem “oficineiros culínários”
Plano de Ação
 Promovendo o desenvolvimento e a partilha de habilidades
culinárias
 Reunir-se com os “possíveis” oficineiros culinários para organização
do evento e das oficinas
 Levantamento das necessidades para a realização das oficinas
culinárias
 Divulgação das oficinas na região para participação da comunidade
 Captação de Recursos
 Conscientizar os possíveis parceiros sobre a importância da
elaboração do evento
 Enviar um ofício ou reunir-se com as instituições públicas/privadas
para solicitar doação de alimentos para a realização das oficinas
culinárias
 Divulgar junto a comunidade a necessidade de doação de alimentos
para a realização das oficinas culinárias
Plano de Ação
 Criando um “portfólio” ou livro de receitas familiares (resgatando a
história, documentando e compartilhando)
 Reunir-se com os oficineiros culinários para elaboração de um “portfólio” de
receitas de família contendo:
 Nome da receita
 Nome da Unidade Escolar
 Nome da Família (responsável pela oficina)
 Descrição da história da receita na família e sua tradição
 Ingredientes da receitas (itens e quantidades – medidas caseiras)
 Modo de Preparo
 Foto da receita (após preparo)
 Reunir-se com membros da comunidade que desejam contribuir para a
elaboração de um livro de receitas de família, utilizando-se a estrutura acima
para sua confecção
 Utilizar o modelo sugerido para a criação do Portfólio / Livro de Receitas
Plano de Ação
 Realizando o evento: oficinas culinárias e festival gastronômico
 Organizar a unidade escolar e seus ambientes, principalmente a cozinha, para






a realização das oficinas culinárias.
Acompanhar os oficineiros no desenvolvimento das oficinas culinárias
Organizar a unidade escolar para o desenvolvimento de atividades educativas
subsidiadas pelo tema Cozinhar – resgatando receitas de família
Organizar um festival gastronômico, usando principalmente os produtos
advindos dos preparos das receitas familiares
Organizar uma jurado, composto por: professor, aluno, membro da
comunidade e parceiro convidado, para provar as receitas familiares e eleger
a melhor receita conforme método de avaliação indicado
Realizar o mutirão de limpeza para a higienização dos ambientes da escola e
da cozinha
Certificar os oficineiros culinários pelo desenvolvimento de ação voluntária
Avaliação
 Avaliar a realização do evento por meio de um questionário
(feedback) junto a comunidade:
 Oficineiros culinários
 Participantes das oficinas
 Visitantes
Registro
 Registrar as ações e atividades realizadas por meio de texto
escrito e arquivos fotográficos, elaborando uma matéria para
publicação em meio eletrônico.
Recursos
 Recursos Humanos:





Profissionais do Programa Escola da Família
Profissionais da Unidade Escolar
Parceiros e Voluntários
Alunos da Unidade Escolar
Comunidade em Geral
 Recursos Materiais:
 Ambiente escolar
 Equipamentos e materiais disponíveis na unidade escolar
 Produtos e materiais doados por órgãos públicos, instituições
privadas ou pela comunidade
Cronograma
 Realização do evento no dia 21 de maio (preferencialmente)
ou 22 ou 28 ou 29 de maio.
 Retorno da atividade até 31 de maio
ORIENTAÇÕES
Cozinhar – resgatando receita de família
 Guia Alimentar da População Brasileira (2014)  Apresenta mudanças nos 10
passos da alimentar saudável
 Os hábitos alimentares no Brasil e no mundo estão mudando rapidamente o que
representa uma diminuição dos alimentos in natura, minimamente processados e
receita feitas a base desses alimentos e aumento de produtos industrializados
 Aumento dos alimentos industrializados  contribuíram para a transição
nutricional que vemos no Brasil e no mundo inteiro, ou seja, diminuição da desnutrição e
aumento do excesso de peso e as doenças crônicas e ela associadas.
 Segundo POF (2008-2009) 1/5 da população brasileira apresenta a alimentação baseada
em produtos in natura e minimamente processados, correspondendo a 85% desse
alimentos no valor calórico total.
Alimentos in Natura e Minimamente
Processados
 Alimentos in natura  obtidos diretamente de plantas ou de
animais (como folhas e frutos ou ovos e leite) e adquiridos para
consumo sem que tenham sofrido qualquer alteração após
deixarem a natureza.
 Alimentos minimamente processados  são alimentos in
natura que, antes de sua aquisição, foram submetidos a alterações
mínimas.
Ex: grãos secos, polidos e empacotados ou moídos na forma de
farinhas, raízes e tubérculos lavados, cortes de carne resfriados ou
congelados e leite pasteurizado, oleaginosas sem sal.
Alimentos Processados
 Alimentos Processados  são fabricados pela indústria com a
adição de sal ou açúcar ou outra substância de uso culinário a alimentos
in natura para torná-los duráveis e mais agradáveis ao paladar.
 São usualmente consumidos como parte ou acompanhamento de
preparações culinárias feitas com base em alimentos minimamente
processados.
Ex: Cenoura, pepino, ervilhas, preservados em salmoura ou em solução de
sal e vinagre; extrato ou concentrados de tomate (com sal e ou açúcar);
frutas em calda e frutas cristalizadas; carne seca e toucinho; sardinha e
atum enlatados; queijos; e pães feitos de farinha de trigo, leveduras, água
e sal.
Alimentos Processados
“Embora o alimento processado mantenha a identidade básica e a
maioria dos nutrientes do alimento do qual deriva, os
ingredientes e os métodos de processamento utilizados na
fabricação alteram de modo desfavorável a composição
nutricional”
Alimentos Ultraprocessados
 Alimentos ultraprocessados  correspondem a produtos
cuja fabricação envolve diversas etapas e técnicas de
processamento e vários ingredientes, muitos deles de uso
exclusivamente industrial.
Ex: incluem refrigerantes, biscoitos recheados, “salgadinhos de
pacote” e “macarrão instantâneo” entre outros.
Alimentos Ultraprocessados
 Alimentos ultraprocessados  correspondem a produtos
cuja fabricação envolve diversas etapas e técnicas de
processamento e vários ingredientes, muitos deles de uso
exclusivamente industrial.
Ex: incluem refrigerantes, biscoitos recheados, “salgadinhos de
pacote” e “macarrão instantâneo” entre outros.
Cozinhar – Resgatando Receitas de Família
 O processo do preparar do alimento e o resgate dos hábitos culturais são
apontados como indispensáveis a uma Alimentação Saudável
 O ato de cozinhar é considerado saudável e participativo
 Refeições compartilhadas feitas no ambiente em ambientes domésticos são
momentos preciosos para cultivar e fortalecer laços entre pessoas que se
gostam.
 “ No momento em que, no mundo inteiro, culturas alimentares tradicionais,
baseadas no consumo de alimentos in natura ou minimamente processados,
em preparações culinárias e em refeições compartilhadas, vêm perdendo
espaço e valor, torna- se cada vez mais importante que nossas melhores
tradições sejam preservadas”
Cozinhar – Resgatando Receitas de Família
“Melhor do que apenas comer em companhia, é
compartilhar parte ou todas as atividades que
precedem e sucedem o consumo das refeições,
incluindo o planejamento do que se irá comer, a
aquisição dos alimentos, a preparação das refeições
e as atividades de limpeza necessárias para que as
próximas refeições possam ser preparada”
Orientações para uso da cozinha da escola
durante as oficinas culinárias
 O responsável pela realização do Projeto deve assinar um Termo
de Responsabilidade pelo uso da cozinha.
 Documento será encaminhado a DAN (Merenda municipal de
Piracicaba)
 Abaixo itens necessários ao utilizar a cozinha
 Há necessidade de zelar pela conservação da cozinha e pela sua limpeza
 Zelar pela conservação e limpeza dos utensílios e equipamentos
 Não utilizar produtos do estoque destinado à merenda escolar
 Ao final da atividade deixar a cozinha limpa e organizada para
que não interfira o serviço de alimentação escolar.
Habilidades Culinárias
enfraquecimento da transmissão de habilidades culinárias
entre gerações favorece o consumo de alimentos
ultraprocessados
 Desenvolva, exercite e partilhe suas habilidades culinárias;
 valorize o ato de preparar e cozinhar alimentos
 defenda a inclusão das habilidades culinárias como parte do
currículo das escolas
 integre associações da sociedade civil que buscam proteger o
patrimônio cultural representado pelas tradições culinárias
locais.
Modelo de Portfólio / Livro de Receita
Nome da Receita
Nome da Escola
Nome da pessoa/família que fez a receita
Ingredientes
Descreve todos ingredientes utilizados em
medidas caseira
Ex: 1 colher de sopa de margarina
1 e ½ copo de requeijão de leite
História da Receita
Modo de Preparo
Descrever qual a história da receita
• Qual a origem da receita na família
• a receita é relacionada a algum evento do
ano ou faz parte da alimentação familiar.
• Foi repassada entre gerações
• Continua sendo elaborada nos dias atuais
• Quais lembrança desperta
Descreva a ordem dos ingredientes, os
equipamentos utilizados e o tempo de
preparo aproximado.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

Criar flashcards