Estágio Supervisionado em Fisioterapia Aplicada a Geriatria e

Propaganda
ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE ITAPEVA
FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA - FAIT
PLANO DE ENSINO
1 – IDENTIFICAÇÃO
Curso: Graduação em Fisioterapia
Disciplina: Estágio Supervisionado em Fisioterapia
Aplicada a Geriatria e Gerontologia
Semestre: 8º
Carga Horária: 400
Docente: Profa. Esp. Alessandra Garcia Hanf
Termo: 4°
Turno: Matutino
Ano Letivo: 2012
2 – EMENTA
Noções de envelhecimento humano. Fundamentação dos conhecimentos das técnicas
específicas fisioterapêuticas nas afecções mais comuns e patologias associadas em
geriatria e gerontologia. Estado nutricional do idoso. Bases farmacológicas. Planejamento e
programas de tratamentos para pacientes idosos; prevenção e intervenções comuns.
Controle da dor e da mobilidade. Avaliação, objetivos do tratamento fisioterapêutico e
condutas para tratamento de pacientes idosos e de risco.
3 – OBJETIVOS
3.1) GERAIS: Proporcionar ao acadêmico de fisioterapia embasamento teórico e a vivência
prática da fisioterapia Geriatria a partir dos conhecimentos prévios do processo de
envelhecimento bem como dos múltiplos problemas que acometem o idoso atuando de
forma ética e humanística na informação, prevenção e tratamento de pacientes idosos.
3.2) ESPECÍFICOS:
• Através da vivência em atendimento fisioterapêutico no asilo, capacitar o
acadêmico de fisioterapia a estabelecer planos de tratamento que visem
promoção, prevenção, tratamento e reabilitação na área de estágio;
• Oportunizar vínculo terapêutico e troca de valores entre acadêmico e paciente;
• Conhecer as principais afecções neurológicas do adulto na prática de ações de
prevenção e reabilitação da saúde de pacientes, compreendendo o aspecto
emocional do paciente respeitando a individualidade e as particularidades de cada
um, com ética e respeito;
• Selecionar e aplicar os tratamentos adequados a cada paciente e compreender as
limitações de cada um, com ética e profissionalismo;
• Dominar as técnicas utilizadas a cada tratamento;
• Identificar nos pacientes as diferenças entre as alterações próprias do
envelhecimento das originadas por doenças, direcionando o atendimento a
abordagens específicas. Elaborar a solicitação de avaliações/intervenções de
outros profissionais da área da saúde para a abordagem multidisciplinar.
4 – CONTEÚDO PROGRAMÁTICO (incluindo as visitas técnicas)
DIA / MÊS
CONTEÚDO
01/08/12
Apresentação do local de estágio; normas e regras;
Habilidades para realizar avaliações geriátricas e estabelecer planos de
tratamento nos vários quadros patológico;
Rod. Francisco Alves Negrão (SP 258) Km 285, Bairro Pilão D’Agua Fone: (15) 3526-8888 - CEP: 18412-000 - Itapeva -SP
Site: http:\\www.fait.edu.br
ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE ITAPEVA
FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA - FAIT
Traçar um programa de tratamento por sessão individual;
Realizar cuidados específicos a cada paciente;
Atendimentos individuais e em grupo supervisionados no Lar São Vicente de
Paulo – Itaberá -SP
Discussões clínicas
Prática de estimulação cognitiva em grupo;
Abordagem teórica através de seminários que incluem temas do programa e
apresentação de artigos científicos de outros;
Vivência ‘Idoso por um dia’: realização de algumas AVIs utilizando de
mecanismos simuladores das limitações enfrentadas;
Seminários:
- Conceitos em Geriatria;
- Alterações anatômicas, fisiológicas e funcionais que ocorrem no
envelhecimento;
- Afecções cárdio-vasculares e atuação do fisioterapeuta;
- Fisiologia do Exercício;
- Dificuldades apresentadas nas AVIS pelas modificações sensório-motoras
apresentadas ao envelhecimento. Prática: idoso por um dia.
Reuniões com a equipe multidiciplinar;
Prova Prática e teórica;
5 – METODOLOGIA DE ENSINO
5.1) TÉCNICAS: Aulas teóricas e práticas; debates e demonstrações.
5.2) RECURSOS DIDÁTICOS: livros, artigos, revistas científicas indicados.
Utilização de vídeos e slides.
5.3) ATIVIDADES DOCENTES: Aulas expositivas teórico/prática.
5.4) ATIVIDADES DISCENTES: participação nas atividades; realização de palestras,
grupos de estudos de caso e seminários.
6 – CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM
Volta aos objetivos, a fim de aferir o nível de consecução dos mesmos, através de:
provas regimentais, trabalhos e seminários.
Considerando aprovado durante o estagio o aluno que obtiver aproveitamento igual ou
superior a 7,0 (sete).
7 – BIBLIOGRAFIAS INDICADA
7.1) BÁSICA:
REBELATTO, R. J.; MORELLI, J. G. S. Fisioterapia Geriátrica: a prática da assistência ao
idoso. 2. ed. São Paulo: Manole, 2007.
CARVALHO FILHO, E. T.; PAPALÉO NETTO, M. Geriatria: fundamentos, clínica e
terapêutica. 2. ed. São Paulo: Atheneu, 2006.
VIEIRA, E. B. Manual de Gerontologia: um guia teórico-prático para profissionais,
cuidadores e familiares. 2. ed. Rio de Janeiro: Revienter, 2004.
BUCHOLZ, R. W.; HECKMAN, J. D. Rockwood e Green Fraturas em Adultos. 5ª ed. São
Rod. Francisco Alves Negrão (SP 258) Km 285, Bairro Pilão D’Agua Fone: (15) 3526-8888 - CEP: 18412-000 - Itapeva -SP
Site: http:\\www.fait.edu.br
ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE ITAPEVA
FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA - FAIT
Paulo: Manole, 2006.
7.2) COMPLEMENTAR:
LORDA, C. R; SANCHEZ, C. D. Recreação na terceira idade. 5. ed. Rio de Janeiro:
SPRINT, 2009.
MAFFEI, et al. Doenças vasculares periféricas, V.1 . 4.ed. Rio de Janeiro: Guanabara
Koogan, 2008.
MAFFEI, et al. Doenças vasculares periféricas, V.2 . 4ed. Rio de Janeiro: Guanabara
Koogan, 2008.
MENSE, S.; SOMONS, D. G.; RUSSELL, I. J. Dor muscular: natureza, diagnóstico e
tratamento. São Paulo: Manole, 2008.
ZAGURY, L.; ZAGURY, T. Diabetes sem medo: orientação para diabéticos e seus
familiares. 2ª ed. Rio de Janeiro BestSeller, 2006.
GOLDMAN, L.; AUSIELLO, D. Cecil, Tratado de medicina interna, V.1. 22ª ed. Rio de
Janeiro: Elsevier, 2005.
GOLDMAN, L.; AUSIELLO, D. Cecil, Tratado de medicina interna, V 2. 22ª ed. Rio de
Janeiro: Elsevier, 2005.
O’SULLIVAN, S.B.; SCHMITZ, T. J. Fisioterapia: avaliação de tratamento. 2ª ed. São
Paulo: Manole, 2004.
DUARTE, Y. A. O.; DIOGO, M. J. D. Atendimento domiciliar: um enfoque
gerontológico. São Paulo: Atheneu, 2005.
NETTO, M. P. Tratado de Gerontologia. 2. ed. São Paulo: Atheneu, 2007.
PIRET, S.; BEZIERS, M. M. Coordenação Motora: aspecto mecânico da orientação
psicomotora do homem. Tradução A. Santos. São Paulo: Summus, 1992.
Rod. Francisco Alves Negrão (SP 258) Km 285, Bairro Pilão D’Agua Fone: (15) 3526-8888 - CEP: 18412-000 - Itapeva -SP
Site: http:\\www.fait.edu.br
Download
Random flashcards
A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards