Resumo

Propaganda
NANOPARTÍCULAS DE SÍLICA MESOPOROSA VISANDO A LIBERAÇÃO
CONTROLADA DE FÁRMACOS
Mestranda: Silvana Pontes Pereira
Orientador: Prof. Dr. Marco Antonio Utrera Martines
Co-Orientadora: Profa. Dra. Aline Regina Hellmann Carollo
RESUMO
Os sistemas de liberação controlada têm como meta prolongar e melhorar a
administração de fármacos, possibilitando a redução da dose administrada e,
consequentemente, a diminuição de seus efeitos colaterais. O presente trabalho tem
como objetivo contribuir para o desenvolvimento de sistemas de liberação controlada de
fármacos para o tratamento de patologias, usando a quercetina como um fármaco
modelo de liberação. A quercetina apresenta diversas propriedades biológicas, entre elas
atividades antioxidante, anti-inflamatória e carcinogênica. Assim, nanopartículas de
sílica mesoporosa do tipo MCM-41 com arranjo de poros hexagonal foram sintetizadas
e impregnadas com quercetina em diferentes intervalos de tempo. As matrizes de sílica
mesoporosa foram caracterizadas pelas técnicas de espectroscopia de absorção no
infravermelho (FTIR), microscopia eletrônica de transmissão (TEM), espalhamento de
raios X a baixo ângulo SAXS, medidas de superfície específica e de porosidade pelo
método de BET. Através da técnica de FTIR confirmou-se a eliminação do surfactante
dos poros da sílica deixando-os livre para a incorporação do fármaco quercetina. As
técnicas de SAXS e TEM apresentou que as nanopartículas possuem arranjo poroso
hexagonal e dimensões de 50 a 100 nm. A técnica de BET confirma a formação de
mesoporos com diâmetro médio de 3 nm e a redução da área de superfície indica que
houve a impregnação de quercetina nos mesoporos das nanopartículas de sílica. Foi
realizado um estudo do meio de liberação em soluções aquosas de HCl 0,1%, NaOH pH
9,0 e tampão fosfato pH 7,2, simulando a liberação no estômago, intestino e fluido
corpóreo. Após a escolha do meio de liberação em pH 1,0, realizou-se a validação do
método analítico pela técnica de cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC) da
quercetina liberada em meio ácido e, posteriormente, o estudo cinético da liberação de
quercetina impregnada nas nanopartículas de sílica mesoporosa. As nanopartículas de
sílica mesoporosa apresentaram-se como matrizes adequadas para o desenvolvimento de
sistemas de liberação controlada de fármacos.
Palavras-chave: nanopartículas de sílica mesoporosa; quercetina; impregnação;
liberação controlada; técnica HPLC.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards