N°.: 215 Abril/2009 - gpuim - Universidade Federal do Ceará

advertisement
N°.: 215
Abril/2009
Centro de Informação sobre
Medicamentos da Universidade
Federal do Ceará (CIM/UFC)
(85) 3366 8293
E-mail: [email protected]
INFORMAÇÕES SOBRE A GRIPE SUÍNA (GRIPE A H1N1)
1. O que é gripe suína?
A Influenza suína (gripe suína) é
uma doença respiratória causada
pelo vírus Influenza tipo A que
normalmente causa surtos de gripe
entre os suínos. Em geral este vírus
não infecta o homem, no entanto,
existem registros de transmissão do
vírus para os seres humanos.
2. O vírus da gripe suína é
contagioso?
Sim. O vírus é contagioso e se
propaga de pessoa a pessoa através
da tosse ou espirro de pessoas com
a gripe suína. Às vezes as pessoas
podem ficar infectadas pelo vírus da
gripe ao tocar em algum objeto ou
superfície contaminada com o vírus
e, em seguida, tocar em sua boca
ou nariz.
3. Quais são os sinais e sintomas de
gripe suína nas pessoas?
Os sintomas da gripe suína nas
pessoas são semelhantes aos
sintomas da gripe humana comum
e inclui febre, tosse, dor de
garganta, dores no corpo, dor de
cabeça, calafrios e fadiga. Algumas
pessoas têm relatado diarréia e
vômitos associados. com a gripe
suína Como a gripe sazonal a gripe
suína pode provocar complicações
respira rias.
4. Posso pegar gripe suína ao
comer ou preparar a carne de
porco?
Não. O vírus da gripe suína não se
propaga pelos alimentos. Você deve
ter os mesmos cuidados no
manuseio da carne e a carne de
porco cozida é segura.
5. Existem medicamentos para
tratar a gripe suína?
Sim. São os antivirais oseltamivir e
zanamivir os quais só devem ser
usados por orientação médica para
o tratamento e / ou prevenção da
infecção nas pessoas que tiveram
contato com o vírus. Esses
medicamentos reduzem a duração
dos sintomas e a incidência das
complicações, mas não evitam a
doença e pode provocar o
desenvolvimento de resistência
pelo vírus e ainda o medicamento
não resultar em nenhum efeito. A
indicação desses medicamentos
pelos médicos deve avaliar de
forma criteriosa a relação riscobenefício
considerando
as
circunstâncias e características
individuais. Para o tratamento, os
medicamentos antivirais funcionam
melhor se usados logo após o início
da doença (dentro de 2 dias de
sintomas).
alérgicas, incluindo edema facial e
orofaríngeo, broncoespasmo. Os
pacientes devem estar atentos para
sinais de hipersensibilidade ao
zanamivir e aos componentes do
produto incluindo a lactose (açúcar
do leite).
Em relação ao oseltamivir: náuseas
e vômitos, delírios, alucinações,
confusão,
comportamental
anormal, convulsão e encefalite.
Também foi observada reação
grave de pele (como reações
alérgicas) em crianças. Vale a pena
ressaltar que o uso desse
medicamento em crianças até 12
anos aumenta a ocorrência de
vômitos. Os pacientes devem estar
atentos
para
sinais
de
hipersensibilidade ao oseltamivir e
aos componentes do produto.
7. Quais os grupos de pacientes em
que o uso de antivirais é contraindicado?
Pacientes grávidas: Por conta dos
efeitos desconhecidos nesse tipo de
paciente, o médico deverá ser
sempre consultado antes da
administração.
6. Quais os efeitos indesejáveis que
a pessoa poderá apresentar caso
esteja
tomando
esses
medicamentos?
Pacientes
com
problemas
respiratórios e cardíacos: Não há
aprovação do zanamivir para o uso
nesses tipos de pacientes.
Em relação ao zanamivir: diarréia,
náusea, sinusite, sinais nasais e
sintomas, bronquite, tosse, dor de
cabeça, vertigem, infecções de
garganta, orelha e nariz, reações
Pacientes asmáticos: Não é
recomendado o uso do zanamivir
nesses pacientes.
8. Posso usar outros medicamentos
para aliviar sintomas na gripe
suína?
Ao
apresentar
sintomas
semelhantes aos descritos para a
gripe suína, procurar as unidades de
saúde de referência para o
atendimento dos casos de gripe
suína: Hospital Universitário Walter
Cantídio e Hospital São José. O uso
de outros medicamentos somente
deverá ser feito com orientação
médica.
9. Caso eu esteja tomando o
medicamento e sentir algo, o que
eu devo fazer?
LEMBRE-SE:
A INFORMAÇÃO É O
MELHOR REMÉDIO. EVITE
A AUTO-MEDICAÇÃO!
Maiores informações:
-Disque Saúde:
0800-61-1997
-GPUIM:
3366-8293
3366-8276
Você
deve
consultar
imediatamente o médico que o
receitou.
Responsável: Ana Claudia de Brito Passos – farmacêutica CIM/UFC
Henry Pablo L C Reis – farmacêutico CEATENF/UFC
Eudiana Vale Francelino-farmacêutica do CEFACE/UFC
Revisão: Profa. Dra. Helena Lutéscia Luna Coêlho – coordenadora do GPUIM
Profa. Dra. Mirian Parente Monteiro - coordenadora do CIM/UFC
Apoio: Conselho Regional de Farmácia
Fontes consultadas:
1.
http://Clinicalevidence.bmj.co
m MICROMEDEX - base de
dados
2.Inc.,Englewood,CO/periódic
osCapes
3.Boletim CDC, Influenza
Porcina(gripe Porcina) 23 de
abril de 2009 Department o
Health and Human
Services/Centers For Disease
Control and Prevention.
4.www.saude.gov.br
Download