Bisfosfonatos são drogas anti-reabsortivas potentes, sendo

Propaganda
SÍNDROME CONVULSIVA DESENCADEADA
PELO USO DE BISFOSFONATOS
INTERMITENTE.
Lima, DD; Amaral, LMB; Queiroz, DCLA  Bandeira, F.
Unidade de Endocrinologia e Diabetes - Hospital Agamenon Magalhães
MS/SES/UPE, Recife - Pernambuco, Brasil
INTRODUÇÃO
Bisfosfonatos são drogas anti-reabsortivas potentes, sendo atualmente os medicamentos de
escolha para tratamento da osteoporose. O ácido zolendrônico é um aminobisfosfonato altamente eficaz
utilizado para o tratamento da osteoporose, doença de Paget e metástases ósseas, em infusões anuais,
por via intravenosa. É uma alternativa atraente para os pacientes com múltiplas comorbidades, como os
idosos e aqueles com contra-indicação à medicação oral. Seus principais efeitos colaterais incluem
reação de fase aguda, elevação da creatinina sérica e hipocalcemia transitória. Convulsões associadas
ao uso de zolendronato são ocorrências raras. Recentemente foi publicado uma série de 3 casos, onde
os pacientes apresentavam história de doenças crônicas e doença neurológica preexistente incluindo
convulsões.
RELATO DE CASO
Paciente 48 anos, masculino, vem para acompanhamento na endocrinologia devido á osteoporose.
Portador de Doença de Parkinson, com retardo neuropsicomotor, em uso de Gardenal, Tegretol,
Prolopa, Dienpax, vinha com controle das convulsões há um bom tempo. Exames realizados em 2006:
Densitometria óssea: densidade mineral óssea (DMO) de coluna lombar: 1,034 e colo de fêmur: 0,781 e
T score de -1,72 e -2,23, respectivamente. Cálcio sérico=8,8mg/dl; Albumina=4,3g/dl; 25-OH=:56,7ng/ml;
PTH=27pg/ml; CTX=450,3pg/ml; Testosterona=370ng/ml; Antiendomísio negativo. Rx de coluna não
evidenciou fratura vertebral. Iniciado reposição de cálcio e prescrito alendronato, mas esse logo foi
modificado para zolendronato (Aclasta) devido ao diagnóstico de úlcera de esôfago. Após a primeira
infusão, o paciente apresentou febre, calafrios, vômitos e convulsão cerca de 10 horas após a injeção,
com retorno ao nível de consciência após 8 horas. Foi então iniciado ibandronato oral em substituição ao
Aclasta. Após 1 ano realizou nova densitometria que evidenciou: coluna lombar=1,050 (-1,25) e colo de
fêmur=0,885 (-1,6), com ganho de massa óssea de +1,5% e +0,5% respectivamente. CTX=54pg/ml;
25OHD=38,6ng/ml; Cálcio sérico=8,4mg/dl. Nesta época, passou a presentar crises convulsivas
coincidindo com o período após o uso de Ibandronato . Este foi descontinuado e continuou em
acompanhamento apenas com cálcio e vitamina D. Posteriormente apresentou queda da própria altura,
radiografiamostrou fratura de 1/3 proximal do úmero ainda não consolidada, sendo iniciado tratamento
com teriparatida.
CONCLUSÃO
Este caso ilustra uma complicação rara do uso de bisfosfonato intermitente.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards