RECUPERAÇÃO FINAL 2011 Biologia

Propaganda
RECUPERAÇÃO FINAL 2011
Biologia - EURIPEDES
3ª Série do Ensino Médio
ROTEIRO
TÓPICOS
 CICLOS BIOGEOQUÍMICOS.
 CADEIAS ALIMENTARES
 TEIAS ALIMENTARES
 PIRÂMIDES ECOLÓGICAS
LISTA DE EXERCÍCIOS
01 A vida na Terra está baseada fundamentalmente no elemento carbono, que compõe a estrutura básica de todas as
moléculas orgânicas. Em relação à química desse elemento, a seu ciclo e à dinâmica planetária, analise as proposições
e conclua.
1. ( ) É a versatilidade do carbono, cujos átomos podem se ligar entre si e com átomos de outros elementos químicos,
que torna possível a existência da grande diversidade de moléculas orgânicas.
2. ( ) O ciclo do carbono consiste na fixação desse elemento pelos heterótrofos, por meio da fotossíntese ou da
respiração, processos que incorporam o carbono proveniente das moléculas de gás carbônico (CO 2) do meio a
moléculas orgânicas, que ficam disponíveis para os produtores e, através da cadeia alimentar, para os
consumidores e decompositores, que restituem o CO2 para o meio através da quimiossíntese ou da fermentação.
3. ( ) O carbono acumulado nos combustíveis fósseis não provém do período Quaternário – época Recente, tendo sido
retirado dos ecossistemas há muito tempo. Com a queima desses combustíveis, como o carvão mineral, o
petróleo e o gás natural, ocorreu liberação desse elemento, o que tem contribuído para diminuir a quantidade de
gás carbônico na atmosfera.
4. ( ) A tectônica de placas desempenha um papel decisivo para a vida na Terra, participando ativamente do ciclo do
carbono. Parte do CO2 atmosférico dissolve-se nos lagos e oceanos, formando, juntamente com o cálcio, o
composto carbonato de cálcio (CaCO3), que se deposita no fundo submerso. Nas zonas de colisão, esse
composto se decompõe, liberando o CO2, que retorna à atmosfera e evita o aquecimento da Terra.
5. ( ) Se não ocorresse a reciclagem de gás carbônico, ocorreria redução na taxa de fotossíntese, ocasionando uma
diminuição na oferta de alimento para os seres heterotróficos.
02 A ilustração abaixo mostra um efeito decorrente da emissão de gases poluentes, devido ao avanço do crescimento
mundial em relação à qualidade do meio ambiente.
Esse efeito está diretamente ligado ao ciclo do:
a) fósforo.
b) carbono.
c) oxigênio.
d) nitrogênio.
1
03 O nitrogênio é um dos principais gases que compõem o ar atmosférico. No esquema abaixo, estão resumidas
algumas etapas do ciclo biogeoquímico desse gás na natureza.
O processo de nitrificação, composto de duas etapas, e o de desnitrificação, ambos executados por microrganismos,
estão identificados, respectivamente, pelos seguintes números:
a) 2 e 3; 4
b) 1 e 5; 7
c) 4 e 6; 8
d) 2 e 5; 1
04 O esquema a seguir representa de forma parcial o ciclo do nitrogênio presente na natureza com alguns dos seus
componentes bióticos.
A respeito da dinâmica desse ciclo e das informações obtidas no esquema, é correto afirmar:
a) As plantas convertem o componente inorgânico em moléculas orgânicas que contém nitrogênio, que poderá ser
transferido para os outros níveis tróficos através das cadeias alimentares.
b) As bactérias desnitrificantes convertem o nitrogênio molecular, presente na atmosfera, fixando-o ao solo na forma
orgânica.
c) A reciclagem dos resíduos nitrogenados pelos consumidores permite a reutilização desses compostos pelas bactérias
nitrificantes.
d) O nitrato fixado pelas bactérias desnitrificantes deve ser convertido inicialmente em nitrito e finalmente em amônia
para que possam estar acessíveis aos vegetais.
e) Consumidores e decompositores que consomem matéria nitrogenada se posicionam invariavelmente no 1º nível
trófico das cadeias alimentares.
05 Nos mercados e peixarias, o preço da sardinha (Sardinella brasiliensis) é oito vezes menor do que o preço do
cherne (Epinephelus niveatus). A primeira espécie é de porte pequeno, tem peso médio de 80 gramas e se alimenta
basicamente de fitoplâncton e zooplâncton. A segunda espécie é de porte grande, tem peso médio de 30.000 gramas e
se alimenta de outros peixes, podendo ser considerado um predador topo.
Considerando a eficiência do fluxo de energia entre os diferentes níveis tróficos nas redes tróficas marinhas como o
principal determinante do tamanho das populações de peixes, justifique a diferença de preço entre as duas espécies.
2
06 Resultados de uma pesquisa publicada na revista Nature, em 29 de julho de 2010, mostram que a quantidade
média de fitoplâncton dos oceanos diminuiu cerca de 1% ao ano, nos últimos 100 anos.
Explique como a redução do fitoplâncton afeta:
a) os níveis de carbono na atmosfera.
b) a biomassa de decompositores do ecossistema marinho.
07 A biomassa de quatro tipos de seres vivos existentes em uma pequena lagoa foi medida uma vez por mês, durante o
período de um ano.
No gráfico abaixo estão mostrados os valores obtidos.
A curva pontilhada representa a variação da biomassa do fitoplâncton.
A variação da biomassa do zooplâncton está representada pela curva identificada por:
a) W
b) X
c) Y
d) Z
08
Sabe-se que os organismos necessitam de energia para realizar suas funções vitais, como metabolismo e
reprodução, e que essa energia pode ser obtida de diversas formas e fontes, as quais permitem agrupar os organismos
em diferentes níveis tróficos.
Considerando os diversos níveis tróficos e a forma de obtenção de energia pelos organismos, identifique as afirmativas
corretas:
1. (
2. (
3. (
4. (
5. (
)
)
)
)
)
Produtores obtêm energia a partir da luz do sol.
Onívoros obtêm energia a partir de plantas e de outros animais.
Herbívoros obtêm energia a partir de tecidos dos produtores.
Decompositores obtêm energia a partir de outros organismos vivos.
Carnívoros obtêm energia a partir de cadáveres e excretas de outros organismos.
09 Considere a cadeia alimentar abaixo.
Capim  gafanhoto  sapo  cobra
Assinale a alternativa correta em relação à cadeia alimentar acima.
a) O gafanhoto é carnívoro.
b) A cobra é consumidor terciário.
c) O sapo é consumidor primário.
d) O capim é heterótrofo.
3
10 Observe as informações da ilustração abaixo.
A partir do cartaz, assinale a opção que utiliza os elementos ilustrados (I- árvore, II- sol, III- fungo e IV- borboleta) para
fornecer informações corretas sobre o fluxo de energia na natureza.
a) Introduzida na comunidade biótica (seres vivos) por I, sendo transferida, sob a forma química (alimento), aos demais
seres vivos.
b) Obtida do ambiente físico e passa de ser vivo a ser vivo, retornando integralmente ao ecossistema, pela ação de III.
c) Originada em II, sendo fixada, sob a forma química, diretamente por IV.
d) Utilizada por III, a partir de compostos orgânicos, quando ele realiza a fotossíntese.
e) Ampliada em III e IV, pois aumenta nos últimos níveis tróficos.
11 Analise as proposições a seguir, a respeito da energia nos ecossistemas.
I. Organismos fotossintetizantes (como algas e plantas) são capazes de capturar a energia luminosa do Sol e convertê-la
em energia química, que fica armazenada nas moléculas das substâncias orgânicas. Este processo é chamado de
fotossíntese.
II. Em uma cadeia alimentar, a quantidade de energia de um nível trófico é sempre maior que a energia que pode ser
transferida ao nível seguinte, uma vez que todos os seres vivos consomem parte da energia do alimento para a
manutenção de sua própria vida.
III. A transferência de energia na cadeia alimentar é unidirecional; tem início nos organismos produtores, passa para os
consumidores e finaliza com os organismos decompositores.
IV. Os consumidores primários obtêm a energia necessária à sua sobrevivência alimentando-se diretamente dos
organismos fotossintetizantes.
V. Os organismos decompositores obtêm a energia necessária à sua sobrevivência através da decomposição da matéria
orgânica morta.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas I, IV e V são verdadeiras.
b) Somente as afirmativas III e IV são verdadeiras.
c) Somente as afirmativas II, III e V são verdadeiras.
d) Somente as afirmativas I, II e V são verdadeiras.
e) Todas as afirmativas são verdadeiras.
4
12 Observe a teia alimentar representada no digrama abaixo.
Com base neste diagrama, assinale a afirmação correta.
a) O mosquito e o gavião ocupam níveis tróficos diferentes.
b) O nível trófico dos produtores não está representado no digrama.
c) O homem e o gambá ocupam o mesmo nível trófico.
d) O pássaro e o gato ocupam o mesmo nicho ecológico.
e) O gavião e o gambá são equivalentes ecológicos.
13 Observe:
Analisando a regulaçăo dos ecossistemas através de cadeias alimentares e poluentes que interferem na estabilidade
desses ecossistemas, assinale a afirmativa correta.
a) Em uma cadeia alimentar, a quantidade de energia de um nível trófico é sempre menor que a energia que pode ser
transferida para o nível seguinte.
b) Sem os organismos fotossintetizantes, não haveria, nos ecossistemas, cadeias alimentares como existem hoje, ou
seja, baseadas no fluxo de energia proveniente do Sol.
c) Consumidores secund‫ل‬rios ou terci‫ل‬rios, como podem ser as ‫ل‬guias, acumulam maiores quantidades de energia
qu‫ي‬mica potencial em relaç‫م‬o a n‫ي‬veis trَficos inferiores.
d) Quando está no meio ambiente, o inseticida DDT segue geralmente um caminho diferente daquele realizado pela
energia que circula na cadeia alimentar, usando vias específicas para determinado nível trófico.
e) Considerando os problemas que a concentração de poluentes causa ao longo da cadeia alimentar, as espécies dos
níveis inferiores dessa cadeia são as mais prejudicadas.
5
14 Analise a teia alimentar a seguir.
Com relação aos níveis tróficos e ao fluxo de energia na teia, assinale a alternativa correta.
a) Os consumidores terciários, jacaré, onça pintada e piranha, recebem a maior quantidade de energia que foi
acumulada na teia.
b) Os organismos produtores são autótrofos e transformam energia luminosa em energia química, que diminui a cada
nível trófico.
c) Os organismos heterótrofos sintetizam seu próprio alimento e disponibilizam toda energia produzida para os
consumidores primários.
d) Os peixes, dourado e piranha, ocupam o segundo nível trófico da teia e utilizam a energia disponibilizada pelos
organismos produtores.
e) Os consumidores secundários, como capivara e veado campeiro, são herbívoros e tem sua energia reaproveitada
pelos consumidores terciários.
15 A ilustração representa, simplificadamente, uma teia alimentar com seus diversos componentes bióticos espalhados
nos diferentes níveis tróficos.
Com base na interpretação dessa teia e nos conhecimentos sobre o fluxo de alimento nos ecossistemas naturais, é
possível afirmar:
a) Os consumidores primários dessa teia competem entre si pela obtenção de alimento diretamente dos produtores.
b) O fluxo de energia flui de forma cumulativa a medida que se distancia do primeiro nível trófico.
c) Os seres produtores primários são responsáveis pela manutenção do fluxo de energia da teia a partir da conversão da
luz solar em matéria orgânica.
d) Eventos de biorremediação devem ser esperados nessa teia afetando mais intensamente os níveis tróficos mais
elevados.
e) Os insetos representados ocupam o mesmo nível trófico por serem ambos predados pelo mesmo organismo.
6
16 Em artigo recente (Nature 461, 472-475 — 24 set. 2009), um grupo internacional de cientistas liderados por J.
Rockström, diretor executivo do Stockholm Resilience Centre, na Suécia, propôs o conceito de “limites planetários”
(planetary boundaries) como forma de medir o nível de estresse a que a Terra está submetida. Entre os mais
importantes, três — a perda de biodiversidade, o ciclo do nitrogênio e as mudanças climáticas por ação antrópica — já
ultrapassaram o limite máximo aceitável. Na ilustração que destaca esse conceito, a área sombreada interna representa
o espaço operacional seguro proposto para nove processos ambientais, e as áreas hachuradas apresentam uma
estimativa para a posição atual de cada variável.
Antes do uso de fertilizantes químicos nitrogenados, as únicas entradas de nitrogênio via atmosfera nos ecossistemas
eram feitas pela fixação biológica de nitrogênio e, em menor escala, por descargas elétricas atmosféricas. A humanidade
consome atualmente cerca de 85 milhões de toneladas de fertilizantes nitrogenados, com 65% desse total aplicados no
cultivo de cereais, a maior fonte global de alimentos. Acrescente-se ainda cerca de 30 milhões de toneladas de
nitrogênio pelo cultivo de plantas fixadoras e 45 milhões de toneladas pela queima de combustíveis fósseis.
(BUSTAMANTE; NARDOTO; PINTO, s/d, p. 81).
Com base nas informações da ilustração e dos textos, explique:
• a implicação da ocorrência de elevadas taxas de nitrogênio sobre a integridade dos ecossistemas.
• o modo como ocorre, nos ecossistemas, a entrada do nitrogênio atmosférico por ação biológica.
17 Competição é um processo que envolve duas ou mais espécies que utilizam os mesmos recursos. Nicho, habitat e
nível trófico são conceitos utilizados para se descrever a associação de uma espécie com o meio (biótico e abiótico) em
que vive. Esses conceitos são fundamentais para a compreensão do ecossistema. Considerando os conceitos de nicho,
habitat e nível trófico, defina qual deles é o mais eficiente na detecção de processos de competição entre duas espécies,
justificando porque ele é superior aos outros dois.
7
18 As plantas têm um importante papel no ciclo da água na natureza. A figura representa, de forma simplificada, esse
ciclo:
Explique como a planta retira a água do solo e o mecanismo pelo qual essa água chega até as folhas e retorna para a
atmosfera.
19 Em comemoração aos cinco séculos do descobrimento do País, em 21 de setembro de 2000 foi inaugurado no
Horto Florestal da cidade de São Paulo o Arboreto 500 anos. No local foram plantadas 500 mudas de 24 espécies de
árvores nativas do Brasil.
Em 2008, aos 8 anos, a área possuía exemplares com altura de até 26 metros, como o mutambo e o ingá. Nesse ano, os
organizadores do Arboreto 500 anos resolveram calcular o sequestro de CO2 pelas árvores plantadas. Para isso,
calcularam o volume dos troncos, ramos, raízes e densidade da madeira das árvores do local.
Estimaram que, em oito anos, o Arboreto absorveu 60 toneladas de CO 2.
Contudo, os pesquisadores acreditam que este número esteja subestimado, pois, ao longo dos oito anos de crescimento
das árvores, o total de carbono sequestrado teria sido maior que aquele presente quando do cálculo do volume dos
troncos, ramos e raízes. Outro importante fator deveria ter sido considerado.
Que processo fisiológico permitiu às árvores o acúmulo de 60 toneladas de carbono e que fator deveria ter sido
considerado no cômputo do total de carbono sequestrado pelas árvores do Arboreto ao longo dos oito anos? Justifique
suas respostas.
8
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

teste

2 Cartões juh16

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards