CORRENTE FARÁDICA

Propaganda
CORRENTE FARÁDICA
INTRODUÇÃO
Prof. Kleber R. Andolfato
HISTORICO
1831- MICHAEL FARADAY
1855- DUCHENNE
DEFINIÇÃO
A CORRENTE FARÁDICA É UMA CORRENTE ALTERNADA DE BAIXA
FREQUÊNCIA QUE APLICADA SOBRE UM MÚSCULO PRODUZ
CONTRAÇÕES E TAMBÉM É UTILIZADA CLASSICAMENTE NA EXECUÇÃO
DO ELETRODIAGNÓSTICO.
CONTI....
SEUS IMPULSOS TEM DURAÇÃO DE 0,1 A 1 ms e FREQUÊNCIA DE 50 Hz à
100 Hz.
EFEITOS FISIOLÓGICOS
MOTOR
SENSITIVO
CONTRAÇÃO MUSC.
MOTOR
A AÇÃO DA CORRENTE FARÁDICA SOBRE OS NERVOS MOTORES
PROVOCA CONTRAÇÃO MUSCULAR QUE SERÁ AINDA MAIS POTENTE SE
REALIZADA NO PONTO MOTOR.
SENSITIVO
ESTE EFEITO PODE SER OBTIDO MEDIANTE A UTILIZAÇÃO DE
ELETRODOS SOB A FORMA DE PINCEL OU ROLO. ESTA MANIFESTAÇÃO É
DENOMINADA SENSAÇÃO FARADOCUTÂNEA, REPRESENTADA PELA
SENSAÇÃO DE COMICHÃO E ARDÊNCIA.
CONTRAÇÃO MUSCULAR
PROVOCA TROCAS À NÍVEL CELULAR . EXPLICADA PELA TEORIA DO
DESLIZAMENTO FILAMENTOSO.
CONTRAÇÃO MUSCULAR
DESPOLARIZAÇÃO DA MEMBRANA
ELEVAÇÃO DO CÁLCIO NO MEIO INTRACELULAR
ATIVAÇÃO DO ATP.
FORMAÇÃO DE PONTES
DESLIZAMENTOS DOS FILAMENTOS DE ACTINA PARA A ZONA DOS
FILAMENTOS DE MIOSINA (CONTR)
EXCITABILIDADE FARÁDICA
O ESTÍMULO PROVOCADO PELA CORRENTE ‘FARÁDICA RESULTA EM
UMA CONTRAÇÃO MUSCULAR, ESTA PODE SER AVALIADA EM FUNÇÃO
DA INTENSIDADE DE CORRENTE NECESSÁRIA PARA PRODUZIR A MESMA.
DEVE-SE DETERMINAR:
REOBASE
INTENSIDADE DE UMA CORRENTE CONTÍNUA PARA PRODUZIR UM
ESTÍMULO QUE PROVOCA CONTRAÇÃO MUSCULAR EM UM TEMPO DE
1.000mS.
CRONAXIA
É O TEMPO MÍNIMO QUE DEVE DURAR UM IMPULSO COM O DOBRO DE
INTENSIDADE DA REOBASE.

A ADMINISTRAÇÃO DE ESTÍMULOS LENTOS POR INTERMÉDIO DE UMA
CORRENTE ALTERNADA, COM INTERVALOS DE TEMPOS SUFICIENTES
PARA DESCANSAR OS MÚSCULOS PODE DAR LUGAR À HIPERTROFIA.
RETORNO VENOSO E LINFÁTICO
A CONTRAÇÃO E O RELAXAMENTO MUSCULAR PRODUZEM SOBRE OS
VASOS LINFÁTICOS E VEIAS UMA AÇÃO DE “BOMBEAMENTO”.
AÇÃO SOBRE A MICROCIRCULAÇÃO
TRABALHO MUSCULAR
AUMENTO DO APORTE DE O²
AUMENTO DO METABOLISMO
MAIOR FLUXO CIRCULATORIO
EFEITO DE ACOMODAÇÃO
QUANDO HÁ A PASSAGEM DE UMA CORRENTE COM INTENSIDADE
CONSTANTE, O MÚSCULO SE ADAPTA AO IMPULSO.
TÉCNICAS DE APLICAÇÕES
A) BIPOLAR
B) UNIPOLAR
TÉCNICA BIPOLAR
ELETRODOS DE TAMANHOS IGUAIS
POLO POSITIVO- O ELETRODO CONECTADO NO POLO POSITIVO DEVE
SER COLOCADO NO INÍCIO DO VENTRE MUSCULAR (ORIGEM).
POLO NEGATIVO- O ELETROTO NEGATIVO FICARÁ SEMPRE
DISTALMENTE AO POSITIVO.
TEMPO DE APLICAÇÃO
DE ACORDO COM O QUADRO CLÍNICO DO PACIENTE ( 5 A 10 MINUTOS )
TÉCNICA UNIPOLAR
ELETRODOS DE TAMANHO DIFERENTES.
POLO POSITIVO- É COLOCADO PROXIMALMENTE AO SEGMENTO A SER
ESTIMULADO.
CONTINUAÇÃO
POLO NEGATIVO- NESTE É CONECTADO A CANETA ELETRODO QUE
FICARÁ NA MÃO DO FISIOTERAPEUTA, A CANETA DEVE SER DESLIZADA
SOBRE A REGIÃO ATÉ OBSERVAMOS UMA CONTRAÇÃO MUSCULAR
POTENTE (PONTO MOTOR)
Nº DE CONTRAÇÕES POR MINUTOS
DURANTE CINCO MINUTOS DE ESTIMULAÇÃO TRABALHAMOS
APROXIMADAMENTE COM 30 CONTRAÇÕES POR MINUTO PERFAZENDO
UM TOTAL DE APROXIMADAMENTE 150 CONTRAÇÕES NO TEMPO TOTAL
PRINCIPAIS INDICAÇÕES
FORMA BIPOLAR:
ESTIMULAÇÃO DE GRUPOS MUSCULARES;
MÚSCULOS DE GRANDE E MÉDIO PORTE
FORMA UNIPOLAR
ESTIMULAÇÃO DE UM MÚSCULO DE PEQUENO PORTE;
ESTIMULAÇÃO MÚSCULAR SELETIVA.
INDICAÇÕES GERAIS
CONTRA-INDICAÇÕES
EXTREMOS DE IDADE;
PARALÍSIA ESPÁTICA;
DEGENERAÇÃO OU SECÇÃO DO AXÔNIO;
PARALÍSIA FLÁCIDA COM REAÇÃO DE DEGENERAÇÃO;
REGIÃO PRÉ-CORDIAL
ATUALMENTE
A
CORRENTE FARÁDICA USA-SE PARA REALIZAR O
ELETRODIAGNÓSTICO .
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Criar flashcards