Preço natural e Preço de Mercado

advertisement
Preço natural e Preço de
Mercado
Taxas Naturais e Preço natural
• Taxas de remuneração comuns, médias “no
tempo e lugar em que comumente vigoram”.
• Preço natural: exatamente o que a mercadoria
vale, o que ela custa realmente a pessoa que
a coloca no mercado.
• Inclui o lucro normal como um custo da
produção.
Preço de Mercado
• O preço de mercado de uma mercadoria
específica é regulado pela proporção entre a
quantidade que é efetivamente colocada no
mercado e a demanda daqueles que estão
dispostos a pagar o preço natural da
mercadoria, ou seja, o valor total da renda
fundiária, do trabalho e do lucro que devem
ser pagos para levá-la ao mercado (WN, I.vii.8)
Preço de mercado
• Preço efetivo ao qual uma mercadoria é
vendida.
• Quantidade que é efetivamente colocada no
mercado: quantidade ofertada
• Demanda efetiva: quantidade demandada aos
preços naturais.
• Proporção entre Qo e De
• Qo<De
– Há um aumento do preço pois alguns
consumidores estarão dispostos a pagar mais
– Preço subira proporcionalmente:
• Ao grau de escassez da mercadoria;
• À riqueza, audácia e luxo dos concorrentes
• Entre concorrentes de igual riqueza, audácia e luxo, o
grau de escassez provocará uma concorrência maior ou
menor de acordo com a maior ou menor importância,
para eles, da aquisição da mercadoria (utilidade está
subordinada à questão da renda).
– Qo=Qd
• Qo>De
– não há possibilidade da quantidade ofertada “ser toda
vendida àqueles que desejam pagar o valor integral da
renda da terra, dos salários e do lucro”.
– Uma parte deve ser vendida aqueles que devem pagar
menos:
• “segundo for para eles [vendedores] mais ou menos
importante desembaraçar-se mediatamente da mercadoria.
O mesmo excedente na importação de artigos perecíveis
(laranjas, por exemplo) provocará uma concorrência muito
maior do que na de mercadorias duráveis (ferro velho, por
exemplo)”.
– Embora não discuta, é compatível com outros fatores:
financiamento, estocagem, especulação.
– Diminuição de Qo e aumento de Qd
• Qo=De
Pm=Pn
p
Pn
De
Qd, Qo
Adaptado de Garegnani (1998)
Ajustamento da Qo à De
• Pm<Pn
– Algum dos componentes de seu preço estará sendo
remunerado abaixo da taxa natural.
– Desviar parte do trabalho, capital ou terra da
produção da referida mercadoria (diminuição de Qo).
• Pm>Pn
– Algum dos componentes de seu preço estará sendo
remunerado acima da taxa natural.
– Concorrência: aplicar mais trabalho, capital e terra na
produção leva a um aumento de Qo.
– Identifica escassez com quantidade de trabalho
necessária à produção.
“Consequentemente, o preço natural é como
que o preço central ao redor do qual
continuamente estão gravitando os preços de
todas as mercadorias. Contingências diversas
podem, às vezes, mantê-los bastante acima
dele, e noutras vezes, forçá-los para baixo desse
nível. Mas, quaisquer que possam ser os
obstáculos que os impeçam de fixar-se nesse
centro de repouso e continuidade,
constantemente tenderão para ele” (WN, I.vii).
Dispersão das taxas naturais
• Concorrência
• Na medida que o desvio do preço de mercado em
relação ao preço natural define-se pelo desvio da
remuneração das taxas naturais de salários,
lucros e renda, o mesmo mecanismo que faz com
que o preço das mercadorias convirja para o
natural age significa também diminuir a dispersão
das taxas efetivas de salário, lucros e renda da
terra na direção das taxas naturais.
A composição da oferta ajusta-se à
composição da demanda
“É dessa maneira que naturalmente todos os
recursos anualmente empregados para colocar
uma mercadoria no mercado se ajustam à
demanda efetiva. Todos objetivam,
naturalmente, colocar no mercado a quantidade
precisa que seja suficiente para cobrir a
demanda, sem, por outro lado, excedê-la” (WN,
I.vii).
Determinação do preço relativo
Preço
Normal
Custo de
Produção
Técnica de produção
Variáveis
distributivas
Preço de
Mercado
Concorrência
Quantidades
ofertadas
Quantidades
demandadas
Desvios temporários Pm>Pn
• Maiores na agricultura que na
indústria/manufatura pois naquela varia
também a oferta além da demanda
(quantidades).
• Produtores buscam esconder elevações da
“De” para manter o preço acima do natural.
Mas é raro tais segredos guardados por muito
tempo (segredos comerciais).
Desvios do Pm > Pn
• Segredos industriais: tem maior duração.
• Terras particulares que não são suficientes para
suprir toda demanda efetiva: renda acima da
natural. Desvio permanente
• Desvios criados politicamente (perduram
enquanto durarem os regulamentos que lhes
deram origem).
– Monopólios – preço mais alto que se possa conseguir
extorquindo os compradores.
– Privilégios exclusivos detidos por corporações.
Pm<Pn
• Baixa duração dessa situação pois não há
assimetria de informação: aquele que está
perdendo rapidamente retira seu capital.
• Exceção: estatutos de aprendizagem e leis de
corporação quando o emprego está em baixa
para ocupação exclui o trabalhador de muitos
empregos.
– Perdura no máximo uma geração
Capitalistas e Proprietários de terra
• Coloca por vezes, e contraditoriamente com
sua própria argumentação, os lucros como
salários do capitalista pelo seu esforço ao
aplicar o capital, e também sua “subsistência”,
pois quer fundamentar o lucro em outras
bases que não a mera propriedade (como no
caso da renda da terra). A burguesia tem uma
função no sistema (acumular capital e riqueza)
enquanto os donos de terra não.
Download