Enviado por tfgodoy

Ginastica de Academia - Aula 1

Propaganda
Metodologia da Ginástica de Academia
Aula 1: Evolução histórica da ginástica de academia
Apresentação
Você sabia que na Grécia Antiga os atletas vencedores das Olimpíadas eram tratados como deuses? Após vencer uma
competição, eles recebiam uma coroa de louros, barris de óleo e tinham sua imagem esculpida e imortalizada em
estátuas.
Naquela época, os atletas treinavam no Estádio Olímpico procurando bater seus recordes todos os dias. Hoje sabemos
que, após um dia de treino intenso, precisamos de um a três dias de recuperação.
Objetivos
Descrever a razão da prática de exercícios físicos pelos antigos;
Listar diferentes aulas de ginástica de academia;
Identi car as tendências do mercado tness.
Atenção! Aqui existe uma videoaula, acesso pelo conteúdo online
Saúde e tness
Embora tenhamos muito mais informação e tecnologia sobre saúde e tness do que nossos ancestrais, estamos num estado
físico pior do que o deles. Você já se perguntou o motivo pelo qual a população está cada vez mais obesa e sedentária?
Se você perguntar para sua família e amigos sobre os benefícios da prática de exercícios físicos, todos concordarão que faz
bem para a saúde. No entanto, essa informação, produzida ao longo das nossas gerações, não é su ciente para convencer as
pessoas a mudarem seus hábitos.
A expectativa de vida da população mundial era de 30 anos de idade
em 1800, quando foi descoberta a vacina. Em 1950 a média de idade
era de 60 anos, quando os pesquisadores mostraram que as pessoas
viveriam melhor em ambientes higienizados e adotando o simples
hábito de lavar as mãos.
Hoje, nossa expectativa de vida está próxima a 80 anos, e já sabemos que pessoas que praticam exercícios vivem mais e têm
menos possibilidade de adoecer. Entretanto, essa relação entre a prática regular de exercício físico e saúde nem sempre esteve
presente em nossa sociedade.
Promoção do exercício para ns militares

Fonte: Wavebreakmedia/Shutterstock.
Os propósitos iniciais foram competitivos ou militares. Os primeiros registros da prática da ginástica datam de 2500 anos antes
do nascimento de Cristo, através de imagens com disputas de força nas tumbas egípcias. Em 1500 a.C. foram encontradas
escrituras de disputa de lançamento de pesos na Irlanda, e até 255 a.C. os militares da Dinastia Chou realizavam testes de
força para medir suas capacidades físicas.
A mitologia grega na ginástica e o princípio da especi cidade de
Crotona
Além dessas manifestações de esforço físico, existem
guras mitológicas como Sansão, que, de acordo com a
Bíblia, foi juiz do povo de Israel e cujos cabelos eram sua
fonte de força.
Outro elemento mitológico foi Mílon de Crotona. Segundo a
lenda, durante anos ele carregou um boi nas costas. Sua
força foi aumentando proporcionalmente ao crescimento
do boi. Hoje, usamos esse exemplo para descrever o
princípio do treinamento desportivo chamado sobrecarga:
Os exercícios começam com pouco peso, aumentando
gradativamente de acordo com a evolução da força do
 Mílon de Crotona. (Fonte: Usawa).
aluno.
Hércules era um semideus muito forte e corajoso, lho de Zeus com uma mortal. Acredita-se que foi o precursor dos Jogos
Olímpicos, que começaram quase 800 anos antes de Cristo, e cujos vencedores eram imortalizados em estátuas.
Naquela época, os competidores passaram a treinar para conseguir melhor desempenho, ou seja, mais força e mais
velocidade. No entanto, tentavam bater seus recordes em todos os dias de treino, o que provavelmente desenvolvia um estado
de fadiga crônico e menor chance de obter resultados melhores no dia da competição.

Fonte: Tan_tan/Shutterstock
Comparando esse método antigo de treinamento com o que
fazemos hoje em dia, imagine a seguinte situação: Você
deseja participar de uma competição de 40km de ciclismo
daqui a dois meses, mas nunca treinou. Compra uma
bicicleta e, durante dois meses, pedala 40km todos os dias,
tentando bater seu recorde diariamente.
O que acontecerá? No início, você se sentirá muito cansado;
depois, sentirá uma melhora e, após um mês, deixará de
evoluir ou começará a sentir lesões. Hoje sabemos que,
após um dia de competição ou treino forte, precisamos ter
um ou mais dias de recuperação, ou um treino leve, para o
corpo se adaptar ao estímulo.
 Pexels
Era Moderna
Durante milênios a ginástica foi praticada com nalidade militar e competitiva. No século XIX, a prática regular de exercício
físico começou a seguir uma concepção higienista, e a Educação Física foi utilizada como instrumento de aprimoramento para
saúde física e moral.
Em 1844, foi fundada na Inglaterra a Associação Cristã de Moços (ACM),
uma instituição com intuito de oferecer abrigo e ensino religioso aos jovens
que chegavam em Londres para trabalhar. Na época, a ACM pregava a
inclusão e o contato social, e logo se tornou uma instituição multidisciplinar,
com ênfase no desenvolvimento espiritual, intelectual e físico.
Perceba que inclusão, contato social e desenvolvimento físico são características presentes na prática desportiva, e a ACM
usou dessa ferramenta para atrair mais associados e disseminar sua proposta.
Em 1983, a ACM chegou ao Brasil, mas na década de 1970
já existiam academias frequentadas por homens, cuja
principal atividade era a musculação e a calistenia (exercício
sem uso de aparelhos de forma ritmada).
Já na década de 1980, houve uma “invasão” das mulheres
na academia em função da propagação da ginástica
aeróbica e aulas de dança. Nesse período de popularização
da ginástica, o objetivo principal era o culto ao corpo; muitas
aulas coletivas passaram a integrar a grade de horário das
academias.
 Fonte: Syda Productions/Shutterstock
Competências físicas e tipos de aula de academia
Ao pensar em Ginástica de Academia, o que vem à sua cabeça? Ginástica Localizada? Saiba que esses termos não são
sinônimos, pois, apesar da Ginástica Localizada ser a mais popular, o termo que utilizamos nessa disciplina refere-se a todas
as atividades coletivas desenvolvidas no espaço da academia que atuam na promoção das quatro competências físicas:
Cardiorrespiratória; neuromotora; exibilidade; e neuromuscular.
Para testar seu conhecimento, identi que a competência física correspondente (cardiorrespiratória; neuromotora; exibilidade;
e neuromuscular) a algumas atividades descritas abaixo:
Bike indoor, conhecida popularmente como Spinning;
Aeroboxe
Corrida indoor ou running class;
Treinamento funcional;
GAP (Glúteo, Abdômen, Perna);
Ioga
Lambaeróbica;
Zumba
Street dance;
Alongamento
Step
Cross t
Ginástica localizada;
Circuito
O Colégio Americano de Medicina do Esporte divide as atividades desportivas nesses quatro grupos citados
(cardiorrespiratória; neuromotora; exibilidade; e neuromuscular), sendo que algumas são mistas. Para facilitar o
entendimento, explicaremos de forma simples e resumida.
Atenção! Aqui existe uma videoaula, acesso pelo conteúdo online
1
2
Cardiorrespiratória
Neuromotora
Exigem aumento da frequência cardíaca e respiratória durante
Trabalham com coordenação motora e equilíbrio, como o
o esforço físico, como corrida, bike indoor, natação, step e
treinamento funcional ou circuito;
danças (zumba; lambaeróbica, street dance);
3
4
Flexibilidade
Neuromusculares
Atuam com o aumento da amplitude da articulação, que é o
Trabalham com sobrecarga; os músculos precisam vencer
caso das aulas de alongamento e ioga;
uma resistência, como por exemplo na ginástica localizada e
GAP.
Perceba que cross t e treinamento funcional são atividades mistas cuja classi cação dependerá da exigência feita pelo
professor no dia da aula

Fonte: Pexels
Wellness X Fitness
O mercado de academias atual está em crescimento contínuo e o número de atividades ofertadas não para de crescer. Hoje
existem duas distinções sobre as atividades ofertadas de acordo com o objetivo do contratante, e que você precisará
diferenciar dentro da sua aula.
A pessoa que procura as atividades de academia geralmente busca melhorar seu bem-estar (Wellness) ou sua aparência física
(Fitness). O grande desa o do professor de academia é corresponder aos diferentes objetivos de seus alunos dentro da mesma
aula.
Para ilustrar essa situação, imagine que você é um(a) professor(a) e está ministrando uma aula de ginástica para 20
alunos, dos quais 10 estão buscando melhora da saúde (wellness) e os outros 10 querem melhorar o shape (forma
física – tness). Como lidar com essa situação?
Responderemos melhor na próxima aula e na aula 4, mas esse exemplo ilustra a necessidade do conhecimento do
pro ssional de educação física. Nesse caso, o ajuste de carga (peso) individual pode contemplar todos os grupos
numa mesma aula.

Fonte: Pixabay
Tendências do mercado tness
Anualmente, a revista cientí ca de tness e saúde publica um artigo com as 20 maiores tendências mundiais do mercado.
Destacamos as cinco principais:
1
2
Em primeiro lugar estão as tecnologias vestíveis
Em segundo lugar está o HIIT (Treinamento Intervalado
(Wearable technology), que são os relógios (smart
de Alta Intensidade), que consiste em estímulos curtos e
bands), anéis, óculos e roupas inteligentes, que medem
intensos com intervalos de descanso.
frequência cardíaca, temperatura, distância percorrida,
número de passos, horas de sono etc.
3
Ocupando o terceiro lugar está o treino em grupo,
executado com pelo menos cinco pessoas e de caráter
motivacional.
4
5
Em quarto está o treinamento com pesos livres,
Na quinta posição está o serviço de personal training,
tendência que cresceu bastante depois da popularização
que sempre ocupa as 10 primeiras posições de
do crosstraining, o que fez com que muitas academias
tendência, devido à procura por serviço individualizado
aumentassem sua área dedicada ao treinamento com
para alcançar resultados e objetivos personalizados
pesos, barras, medicine ball e kettlebells.

Fonte: Shutterstock
Observe as outras 15 tendências na sequência em que aparecem na lista:
6) Exercício como medicamento;
13) Atividades ao ar livre;
7) Treinamento com peso corporal;
14) Ioga;
8) Programa de tness para idosos;
15) Licenciamento para pro ssionais de tness;
9) Coaching para saúde e bem estar;
16) Estilo de vida saudáve;
10) Empregar pro ssionais com certi cação;
17) Treinamento em circuito;
11) Exercício para perda de peso;
18) Promoção de saúde no local de trabalho;
12) Treinamento funcional;
19) Medição de resultados;
20) Exercício para crianças.
Atenção! Aqui existe uma videoaula, acesso pelo conteúdo online
Atividades
1. Algumas imagens em tumbas e cavernas mostram que nossos ancestrais praticavam exercícios como lutas, corridas e
levantamento de peso. Descreva os propósitos da prática de exercício por essas populações.
 Fonte: Googleusercontent
2. Mílon de Crotona foi um personagem descrito na mitologia grega como um ser forte e corajoso. Uma das histórias
impressionantes de Crotona conta que ele carregou um boi nas costas, e a justi cativa para esse feito seria a de que ele começou
a carregar o boi quando este ainda era lhote. Ele repetiu esse feito sistematicamente e, conforme o boi crescia, sua força
também aumentava.
Descreva o princípio do treinamento desportivo associado a esse episódio e justi que.
3. A indústria do mercado tness descreve tendências dos consumidores de nicho anualmente. Cite pelo menos três tendências
atuais.
Descreva o princípio do treinamento desportivo associado a esse episódio e justi que.
4. As tecnologias vestidas estão no topo das tendências do mercado tness. Pesquise pelo menos duas dessas tecnologias e
Referências
descreva o que elas fazem.
ACSM. Diretrizes do ACSM para os Testes de Esforço e sua Prescrição. 10.ed. Guanabara Koogan. Rio de Janeiro, 2018.
KRAEMER, W.J. The evolution of the science of resistance training. The Early Pioneers of Progress. ACSM's Health & Fitness
Journal: 2016 - Volume 20 - Issue 5 - p 10-14 doi: 10.1249/FIT.0000000000000241.
RODRIGUES, J. et al. Enabling Technologies for the Internet of Health Things. IEEE Access, 2018. Disponível em:
https://www.researchgate.net/publication/322261039_Enabling_Technologies_for_the_Internet_of_Health_Things. Acesso em
30 mar. 2020.
THOMPSON, W.R. Worldwide survey of tness trends for 2020. ACSM's Health & Fitness Journal: 2019 - Volume 23 - Issue 6 p 10-18 doi: 10.1249/FIT.0000000000000526.
Próxima aula
Critérios para prescrição de exercícios;
Controle da intensidade do esforço;
Estrutura de uma aula de ginástica.
Explore mais
Acesse o site e leia o texto:
Evolução da expectativa de vida
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards