Enviado por Do utilizador4326

1. Aula 1 História do Rádio e evolução

Propaganda
As primeiras experiências começaram
em 1863, em Cambridge,
na Inglaterra,
com James Clerk Maxwell.

O professor de física experimental demonstra, por
deduções matemáticas, que as ondas eletromagnéticas
deviam existir.

Em 1863 surge a primeira teoria, baseada em estudos e
experimentações, e aparece o físico alemão Heinrich
Rudolph Hertz como descobridor das ondas
radiofônicas.

Em 1887, Hertz detectou, pela primeira vez, ondas de
rádio. As ondas se propagavam como as ondas na
água.
Hertz comprova o
princípio da
propagação
radiofônica. Por isso, as
ondas de rádio,
identificadas por
quilociclos, passaram a
se chamar ondas
hertzianas ou
quilohertz.
No Brasil, Roberto Landell
de Moura realizou suas
primeiras experiências com
transmissão e recepção de
sons por meio das ondas
eletromagnéticas, entre
1893 e 1894.
Sem apoio do governo
brasileiro, em 1900 o padre
gaúcho busca financiamento
junto ao governo britânico.
As experiências que realizou
nunca obtiveram
reconhecimento.

Anematofono, sem fio, ele obteve todos os efeitos da telefonia
comum, com nitidez e segurança.

Teletiton, sem fio, uma telegrafia fonética pelo qual duas pessoas
podiam se comunicar.

Em 1904 obteve três cartas patentes do governo americano para o
telégrafo sem fio, um telefone sem fio e um transmissor de ondas.
O fato foi noticiado pelo Jornal do Comércio,
do Rio de Janeiro.
O italiano Guglielmo Marconi
fez experiências utilizando
antenas e coesores para
testar a transmissão de sinais.
Em 27 de julho de 1896
realiza a primeira
demonstração pública da
radiotelegrafia. Como era um
empresário, saiu da Itália e foi
buscar apoio às suas
experiências em outros países
da Europa.
Em 1901 conseguiu emitir o
primeiro sinal radiotelegráfico
transoceânico.

Em 27 de julho de 1896, ele realiza a primeira demonstração
pública confirmada de radiotelegrafia, com uma distância de
aproximadamente um quilômetro.

Obtém a patente sobre o telégrafo sem fio.

Em 1897, consegue transmitir sinais a uma distância de 14,5
quilômetros.

Em 1901, consegue enviar o primeiro sinal radiotelegráfico
transoceânico.
O seu uso na forma que se convencionou chamar de rádio surgiu
em 1916, quando o russo radicado nos Estados Unidos David
Sarnoff prevê na Marconi Company a utilização da tecnologia
existente para a criação de um novo produto.
E sugere à diretoria que o novo produto
poderia ser um “meio de entretenimento
doméstico como o piano ou o fonógrafo”.

Quatro anos depois, quando a companhia já era a Radio
Corporation of America (RCA), Sarnoff apresentaria a idéia
novamente, sem sucesso.

Foi a Westinghouse Eletric and Manufacturing Company (KDKA)
que transformou as possibilidades previstas por Sarnoff uma
realidade.

O precursor das transmissões foi Frank Conrad. Em 2 de
novembro de 1920, ao começar suas transmissões, nascia com a
KDKA a indústria de radiodifusão.

Nos Estados Unidos o rádio se popularizou nas duas
primeiras décadas do século 20.

A produção cresceu durante a Primeira Guerra Mundial.
Criada em 1919, a Radio Corporation of América (RCA) foi
vendida a Westinghouse.

A partir da RCA nasce a primeira rede norte-americana, em
15 de novembro de 1926, a National Broadcasting
Corporation (NBC).

O progresso da radiodifusão no mundo foi mais lento.

Em 1925 já existiam transmissões regulares em 19 países
europeus, na Austrália, no Japão e na Argentina.

Em 18 de outubro de 1922, a British Marconi e outros grupos
empresariais cria a British Broadcasting Corporation.

Em 1926, o governo britânico estatiza
a radiodifusão e encampa a empresa.

Surge a
British Brodcasting Corporation (BBC).

A primeira experiência oficial de transmissão radiofônica aconteceu
no centenário da Independência do Brasil, em 7 de setembro de
1922.

As indústrias de transmissores e receptores de som dos Estados
Unidos Westinghouse International Company e a Western Eletric
Company realizaram uma demonstração pública, dentro da
Exposição Internacional do Rio de Janeiro.

Naquela data, centenas de pessoas acompanharam as primeiras
transmissões, pelos alto-falantes instalados no Corcovado e na
Praia Vermelha, no Rio de Janeiro.


Foram transmitidos discursos do presidente
da República, Epitácio Pessoa, e trechos
de O Guarani, de Carlos Gomes,
apresentado no Teatro Municipal.
O educador Edgard Roquette-Pinto e o astrônomo Henrique Morize
estavam no local e, um ano depois, em 23 de abril de 1923, criam a
primeira rádio do Brasil, a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro,
a PRA-A.
Edgard Roquette-Pinto
É considerado o pai do
rádio no Brasil.
Ele sonhava com um rádio
voltado para a educação e
o definia como:
“O jornal de quem não
sabe
ler; é o mestre de quem
não pode ir à escola; é o
divertimento gratuito do
pobre (...)”.

O rádio era tosco, e os receptores, caríssimos – a população.
Com isso, era estimulada a montar seus próprios aparelhos,
os chamados rádios de galena.

Na virada para os anos 1930, multiplicam-se as emissoras por todo
o Brasil e o novo meio passa a ganhar público, atraindo
investidores, e a despertar o interesse do novo regime, comandado
por Getulio Vargas.

Várias rádios surgiram nas décadas de 1930 e 1940. Amigos, em
diferentes cidades, se reuniam em sociedades para criar e pôr no
ar uma emissora.

As primeiras transmissões aconteciam com a utilização de altofalantes, instalados nas frentes das casas de um dos sócios,
em praças ou clubes.

Em 1º de março de 1932, o Decreto 21.111 regulamenta a
publicidade no rádio.

Os comerciais passam a ocupar 10% das transmissões. E os
recursos captados podem ser investidos na programação para
garantir uma maior audiência.

A regulamentação da publicidade impulsiona o rádio como
empreendimento comercial.

E os artigos 66 e 69 destinava 1 hora diária a um programa
noticioso obrigatório e se transforma no: A Hora do Brasil. Entra no
ar em 22 de julho de 1935.
Em 12 de setembro de 1936 nasce a Rádio Nacional do Rio de
Janeiro que criou uma programação diversificada, tornando-se
referência para as demais emissoras do Brasil.
Em 1940 a emissora é encampada pelo presidente Getúlio Vargas,
em troca de uma dívida do grupo A Noite com o governo federal.
Com o apoio do governo e mantendo a publicidade, a emissora
torna-se uma empresa mista (comercial e estatal).
A programação incluia:

Programas de auditório e de humor

Radionovelas

Transmissões esportivas

Musicais

Radiojornalismo:
Repórter Esso

Dois comunicadores desempenhariam papel-chave na
popularização do rádio naquele período: Adhemar Casé (foto), no
Rio, e César Ladeira, em São Paulo.

Casé, imigrante pernambucano que se destacou vendendo
receptores de rádio Philips, aluga um horário na emissora da
fabricante de equipamentos holandesa e começa, em 14 de
fevereiro de 1932, a veicular nas noites de domingo o
Programa Casé.

A primeira parte do programa era dedicada à música
popular e a segunda, à música clássica, mas logo
Casé viu que a cultura erudita não interessava ao
público ouvinte, contratando artistas de sucesso como
Francisco Alves, Carmen Miranda e Almirante.

Casé seria responsável pela veiculação do primeiro jingle da história
do rádio brasileiro, de autoria de Nássara, para a Padaria Bragança.

Trabalharia nas principais emissoras da época (incluindo a Sociedade,
a Mayrink Veiga e a Tupi), antes de migrar para a TV nos anos 1950.

Casé obteve o maior sucesso no período, mas o pioneiro do
profissionalismo nas ondas do rádio foi César Ladeira (foto), que
estruturou a Rádio Record, de SP, a partir de 1931, com
elenco fixo de artistas, provocando uma corrida
pelos principais talentos musicais da época.

Em 1933, Ladeira – que ganharia projeção como a voz do
levante constitucionalista – se mudaria para o Rio,
reformulando a programação da Mayrink Veiga.

Nos anos 1930, com a popularização, o rádio se torna estratégico
para a política.

Em 1932, no levante em SP, o estúdio da Rádio Record é invadido
por estudantes e a emissora passa a ser utilizada para veicular
mensagens dos constitucionalistas contra o governo

Getulio Vargas, após esmagar os rebeldes em 1932 (levante
constitucionalista) e 1935 (intentona comunista) cria A Voz do Brasil,
programa que, com o Estado Novo, torna-se obrigatório em todas
as emissoras.

Em 1939, com a criação do Departamento de
Imprensa e Propaganda (DIP), todas as emissoras
seriam submetidas à censura.

Em 1940, só no Rio, 108 programas foram proibidos.

O pano de fundo da crescente presença estatal no rádio brasileiro é
a tensão geopolítica, que desaguaria na Segunda Guerra Mundial.

A ascensão de Hitler na Alemanha levaria a um uso cada vez mais
intenso do meio como instrumento político – seu ministro da
Propaganda, Joseph Goebbels, defendia o uso do rádio numa
“guerra do espírito”.

Em 1932, a Rádio Berlim inaugura transmissões em Ondas Curtas
para a América Latina, seguida, em 1935, pela estatal italiana
EIAR.

Em 1938, a BBC lança versão em
português de seu Empire Service, que já
contava com transmissões em diversos
idiomas – só em 1941, os EUA lançam
A Voz da América.

O flerte do regime de Getulio com o eixo nazifascista e o grande
número de imigrantes alemães e italianos no Brasil levariam a um
extraordinário volume de transmissões estrangeiras que tinham
como alvo angariar simpatia do público nacional – Hitler sonhava
anexar a América Latina, a partir da Argentina, e os EUA já
reconheciam o continente como esfera de influência a
ser preservada.

Com a entrada do Brasil na Guerra, em 1942, foram baixadas
diversas restrições aos estrangeiros, como uso de outros idiomas
em reuniões (inclusive privadas), exigência de salvo-conduto para
viagens, suspensão de portes de armas, interdição de estações
radioamadoras e confisco de receptores de descendentes de
alemães, italianos e japoneses.

Hitler, aliás, já havia feito omesmo na invasão da Polônia,
confiscando rádios da população local.

A BBC se tornaria referência internacional durante a Guerra
devido ao investimento em jornalismo e à postura de buscar
um noticiário equilibrado, que contemplasse as diversas
versões e opiniões sobre os fatos reportados – linha editorial
que inspiraria John Houseman, da Voz da América, a
privilegiar a informação em lugar da propaganda:
“Nós tínhamos pouca escolha... Enquanto as invasões
japonesas se sucediam com regularidade e o Exército
nazista avançava em direção à Rússia e ao Oriente Médio,
nós tínhamos que informar sobre as condições enfrentadas
sem meias palavras. Apenas assim poderíamos estabelecer
a reputação de honestidade com a qual esperávamos poder
contar naquele distante mas inevitável dia em que iríamos
relatar as nossas próprias invasões e vitórias”.

A BBC teve atuação marcante na Guerra, e estima-se que era
ouvida por 10 a 15 milhões de alemães no fim de 1944, apesar da
proibição nazista para sintonizar emissoras estrangeiras.

A rádio britânica foi a única a enviar um correspondente
(Francis Hallawell, o Chico da BBC) para acompanhar a
Força Expedicionária Brasileira (FEB) na campanha italiana,
em 1944 – na bagagem, um equipamento “portátil” de 15kg,
valvulado, com manivela, que gravava discos de vinil
despachados depois por malotes do Exército até a estação
transmissora mais próxima.

O serviço em português da BBC contava com jovens
jornalistas como Antonio Callado, que descreveria a
experiência (de modo ficcional) em Memórias de Aldenham
House – alusão à casa de campo que abrigou a rádio depois
que uma bomba quase pôs a sede de Londres abaixo.

Nesse contexto, surge no Brasil, em 28 de agosto de 1941, o
Repórter Esso, radiojornal patrocinado pela petrolífera
americana Standard Oil of New Jersey, produzido pela
agência noticiosa United Press e supervisionado pela
agência de publicidade McCann-Erickson.

Resultado da Política de Boa Vizinhança dos EUA e do
trabalho do magnata Nelson Rockefeller à frente do Bureau
Interamericano, o Repórter Esso funcionaria como uma
vitrine do American Way of Life no Brasil, que já se traduzia
pela chegada de produtos made in USA como Coca-Cola,
fabricantes de equipamentos eletrodomésticos como General
Electric e Westinghouse e companhias fonográficas como
RCA Victor.

Em 1942, era ouvido em 15 países, por meio de 60 emissoras. Cinco
delas Brasil.
O radiojornal tinha duração de 5 minutos e o conteúdo priorizava o
noticiário internacional.
O texto continha um novo estilo de redação, próprio para o rádio: frases
curtas e diretas.
Foi o primeiro noticiário a ser veiculado em horários predeterminados:
 Manhã – 8 horas
 Hora do Almoço – 13 horas
 Noite – 19h25 e 22h30
 Edições extraordinárias
Sábado e domingo: 13 horas e 19h25
Ficou no ar até 31 de dezembro de 1968.

O Repórter Esso consagrou locutores como Heron Domingues que
chegou a passar meses acampado na Rádio Nacional para dar, em
primeira mão, a notícia do fim da Guerra – e foi furado...

Considerado marco inaugural do radiojornalismo no Brasil, o
Repórter Esso também seria lembrado pela identidade sonora, uma
novidade na época, e pelos slogans que o tornaram referência
noticiosa fundamental:
- O primeiro a dar as últimas
- Testemunha ocular da história









Radionovelas
Repórter Esso
Cantoras do rádio
Comerciais
Carmen Miranda canta
Pronunciamento político
Programas humorísticos
Programas de auditórios
Música Popular Brasileira

Em 7 de setembro de 1936, Roquette-Pinto doa a
Rádio Sociedade do Rio de Janeiro para o Ministério
da Educação e pede para a rádio ser voltada para a
cultura. Hoje a emissora é a Rádio MEC do Rio de
Janeiro.

Em 22 de julho de 1935, o governo de Getúlio
Vargas cria o programa Hora do Brasil (hoje Voz do
Brasil) para transmitir informações, pronunciamentos
e música popular. O principal objetivo é divulgar as
realizações do governo.
Em 30 de outubro de 1938
Orson
Wells
faz
a
transmissão
da
dramatização de “A Guerra
dos Mundos” de H.G.Wells
pela estação de rádio CBS.
O programa foi realizado
como se a Terra estivesse
realmente sendo invadida
por extraterrestres e gerou
medo na população.

Em 8 de março de 1940, um decreto-lei nº 2.073,
determina a encampação do grupo que integrava a
Rádio Nacional do Rio de Janeiro. No governo está
Getúlio Vargas, em pleno Estado Novo. A emissora
passa a constituir as Empresas Incorporadas ao
Patrimônio da União.

No dia 28 de agosto de 1941 entra no ar o Repórter
Esso, patrocinado pela Esso Brasileira de Petróleo e
com noticiário da United Press International. A estréia é
na Rádio Nacional do Rio de Janeiro e na Record. Ficou
no ar até 31 de dezembro de 1968. O mundo estava sob
a Segunda Guerra Mundial.

Começa a decadência do rádio. Uma das causas é a chegada da
televisão.

A influência da política no rádio torna-se mais forte. Radialistas
famosos são eleitos para ocupar diferentes cargos, principalmente no
Legislativo.

Em 18 de setembro de 1950, a PRF-3 TV Tupi-Difusora, de São
Paulo, começa as transmissões regulares. É a primeira estação de
televisão da América Latina.

No dia 20 de janeiro de 1951 é inaugurada a TV Tupi do Rio de
Janeiro.

Em 1º de julho de 1950 a Rádio da Universidade, de Porto Alegre,
recebe autorização para operar como estação de radiotelefonia. Em
janeiro de 1951 inicia oficialmente suas transmissões como rádio
educativa.
O pioneiro é o
empresário Assis
Chateaubriand,
responsável por um
dos maiores
conglomerados de
comunicação na época
“Os Diários e
Emissoras Associados”
que reunia rádios,
jornais e televisões.

O espetáculo se transfere para a televisão. Artistas,
cantores, humoristas, apresentadores levam seus
programas de grande sucesso no rádio para a televisão.

Os ouvintes agora se encantam pela televisão que
mostra a imagem dos seus ídolos.

Patrocinadores transferem seus investimentos para a
televisão.

Rádios sem patrocinadores decretam falência. Outras
são vendidas e algumas conseguem se reestruturar
para sobreviver num novo mercado competitivo.

Em julho de 1951, o governo constitucional de Getúlio Vargas
institui um novo sistema de concessão e permissão para a
radiodifusão: reduz para 3 anos.

24 de agosto de 1954, Getúlio Vargas se suicida, no Palácio do
Catete. A tragédia comoveu a população que saiu às ruas. Jornais
e rádios foram invadidas por pessoas furiosas. Em Porto Alegre, o
Diário de Notícias foi invadido e depredado.

Em 1956 é inventado o transistor. A partir daquele momento eram
dispensados os condensadores, bobinas e componentes que
faziam o rádio ser pesado e estático. Os responsáveis pela
invenção foram os norte-americanos John Barden, Walter H.
Brattain e Willian B. Schockley.

Brasil vive sob regime militar. A radiodifusão começa a mudar.
Surgem as FMs (Freqüência Moduladas).

A Freqüência Modulada foi desenvolvida por Edwin Howard
Armstrong, antes da Segunda Guerra Mundial.

A FM é ideal para a transmissão musical e contribuiu para a
segmentação nas rádios que se fortalece no final da década de
1980.

A primeira FM é inaugurada em 2 de dezembro de 1970: a
Diários e Emissoras Associados põe no ar a Rádio Difusora FM,
em São Paulo.

O regime militar torna a expansão das FMs uma prioridade com a
portaria nº 333, de 27 de abril de 1973.

Dia 1º de maio de 1977, a Rádio Cidade FM, do Rio de
Janeiro, do grupo Jornal do Brasil, entra no ar.

A emissora inova. Traz o modelo norte-americano de
comunicador mais humorado.

A nova forma de apresentação faz a emissora liderar a
audiência e o seu formato de programação é copiada por
outras rádios FMs.

A Rádio Cidade FM é resultado da compra do JB da Jornal
Fluminense FM, de Niterói.

A Fluminense FM era especializada em rock.

A Ipanema FM, de Porto Alegre, do grupo Bandeirantes, é
tida como continuadora da Fluminense FM.

Em 1972, a Jovem Pan AM, de São Paulo, cria o Jornal de
Integração nacional. Utilizam a estrutura que a segurança
nacional estava montando para fazer a integração do território
nacional.

A Embratel cria uma rede de telecomunicações que interliga
vários pontos do Brasil. O jornal antecipou-se aos noticiários
que depois utilizariam o sistema via satélite, nas décadas de
80 e 90.

Em 4 de outubro de 1970, o Serviço de Radiodifusão Educativa do
Ministério de Educação e Cultura começar a operar o Projeto
Minerva.

O programa tinha 30 minutos semanais, de segunda a sexta, e
1h15 aos sábados e domingos. A Rádio MEC (RJ) gerava a
programação educativa via Embratel.

Esse é um exemplo de como o governo militar se
utiliza do rádio.
Outro exemplo da Ditadura Militar. O artigo primeiro da lei
nº 6.301, de 15 de dezembro de 1975, cria a Radiobrás,
vinculada à doutrina da Segurança Nacional.
A
radiodifusão era estratégica para o governo militar.
A Radiobrás chegou a ter 38 emissoras de rádio e 2
televisões. Na década de 80, a maioria foi privatizada.
Hoje a Empresa Brasil e Comunicação (EBC), criada em
2007, é pública e reúne 7 rádios (Nacional) e 2 canais de
TV. É responsável pela geração da Voz do Brasil, que
chamava-se Hora do Brasil e surgiu em 22 de julho de
1935.

Em 31 de dezembro de 1978 o AI-5 deixa de vigorar. O presidente
era o general Ernesto Geisel.

As rádios começam a buscar um público diferenciado dentro da
totalidade da audiência.

A radiodifusão entra na era das redes via satélite. Em março, a
Bandeirantes AM, de São Paulo, começa a gerar o radiojornal
Primeira Hora, usando o espaço ocioso do canal de TV.

Em 1979, com o governo de João Figueiredo, o país volta a sofrer
com a censura e repressão. O Brasil queria Diretas-já.

Sem a pressão do povo e com a repressão do governo, a Câmara
dos Deputados não tem votos suficientes para que a emenda Dante
de Oliveira fosse aprovada.

A ditadura pressionava as rádios e as televisões para não divulgar o
movimento das Diretas-Já.

Em 1985, o Brasil tem um satélite próprio de comunicação, o
Brasilsalt A1.

Com o Radiosat, em 25 de setembro de 1989, a Rede Bandeirantes
passa a operar com um canal de satélite próprio

A Radiobrás também usa o serviço da Embratel para
transmitir o informativo Jornal Nacional.

Interessadas nas mudanças políticas e econômicas, 3
emissoras investem em informação. A pioneira é a
Jornal do Brasil AM, do Rio de Janeiro, que cria o
jornalismo em tempo integral.

A segunda é a Rádio Gaúcha, do Rio Grande do Sul.

A terceira é a CBN, do Sistema Globo de Rádio, criada
em 1º de outubro de 1991.
Informativas e tem abrangência nacional e regional:

BandNews – Rio de Janeiro e São Paulo

CBN FM – Rio de Janeiro e São Paulo

Gaúcha AM – Porto Alegre

Guaíba AM – Porto Alegre

Jovem Pan AM – São Paulo

É dada pelo Ministério de Comunicações, que realiza licitações.

Os interessados nas concessões para emissoras comerciais devem
comprovar capacidade financeira e técnica para executar o serviço.

A programação deve valorizar a produção local e independente,
com o objetivo de ampliar a geração de empregos e fomentar um
mercado produtor nas cidades sede das novas outorgas.
Rádios comunitárias e educativas

A rádio comunitária funciona com uma outorga para execução do
serviço de radiodifusão, concedido de acordo com um Plano
Nacional de Outorgas 2012-2013.

Emissoras educativas – desde 2011, o ministério determinou que
a seleção passaria a ser feita por meio de aviso de habilitação.
Além disso, criou um Plano Nacional de Outorgas exclusivamente
para emissoras educativas e estabeleceu critérios objetivos para a
escolha dos vencedores dos avisos, com o estabelecimento de
pontuações.

Rádios comerciais – empresas que têm como objetivo o lucro.
Têm espaços publicitários e são maioria no Brasil.

Rádios educativas – não têm fins lucrativos e podem ser mantidas
pela União, governos estaduais, municipais, fundações e
universidades.

Rádios comunitárias – visa atender à comunidade para difundir
ideias, elementos culturais, tradições e hábitos locais.
Em 29 de outubro de 1982, representantes de 10 canais de TV e 11
rádios não-comerciais lançaram as bases do Sistema Nacional de
Radiodifusão Educativa (Sinred).
O objetivo é promover a cultura e o ensino e a coordenação era
representada pela Fundação Roquette-Pinto, extinta e substituída
pela Associação de Comunicação Educativa Roquette-Pinto
(Acerp).
Rádio Universidade de Porto Alegre (RS) –
1080 AM foi a primeira emissora universitária
no Brasil, inaugurada em 1951.
Em 19 de fevereiro de 1998, o Congresso Nacional aprova a lei nº
9.612 que autoriza o serviço de radiodifusão comunitária e passa a
ter existência legal.
O artigo 1º diz que a transmissão é em FM, em baixa potência,
cobertura restrita, outorgada a fundações e associações
comunitárias, sem fins lucrativos, com sede na localidade de
prestação do serviço.
O artigo 3º da lei diz que um dos objetivos é “dar oportunidade à
difusão de idéias, elementos de cultura, tradições e hábitos sociais
da comunidade”.
Não pode ter vínculos de qualquer tipo, tais como: partidos políticos e
instituições religiosas.

b) oferecer mecanismos à formação e integração da comunidade,
estimulando o lazer, a cultura e o convívio social;

c) prestar serviços de utilidade pública, integrando-se aos serviços
de defesa civil, sempre que necessário;

d) contribuir para o aperfeiçoamento profissional nas áreas de
atuação dos jornalistas e radialistas, de conformidade com a
legislação profissional vigente; e

e) permitir a capacitação dos cidadãos no exercício do direito de
expressão da forma mais acessível possível.
As rádios utilizadas pelas igrejas
Igrejas evangélicas e católicas conquistam concessões
de rádio e compras emissoras para usar como
instrumento de conversão religiosa. Na década de 80,
10% das rádios estavam nas mãos de religiosos.
O exemplo mais típico do crescimento messiânico no
rádio é a igreja Universal do Reino de Deus, do bispo
Edir Macedo.
Exemplo: Record (TV) e Rádio Guaíba (no RS)
De acordo com os dados gerais do Ministério das
Comunicações (2017), existem hoje no Brasil:
9.973 emissoras licenciadas para executar serviços de
radiodifusão entre comerciais e educativas. E mais 4.377
comunitárias com outorgas.
Das comerciais, são 1.501 rádios FM; 66 operando em
Ondas Curtas; 1.583 em Ondas Médias; 72 em Ondas
Tropicais.
Das educativas, são 164 rádios e 79 TVs, somando 243
emissoras educativas no país.
Comerciais (8) – 6 FMs e 2 AMs








Rádio Mirante (95,1)
Rádio Difusora (105,1)
Rádio Terra (100,3)
Rádio Nativa (99,5)
Rádio 102 (Gospel)
Rádio Cidade Esperança (106, 9)
Rádio Mirante (600 KHz)
Rádio Cidade Esperança (570 KHz)
Comunitárias

Rádio Missão (106,3) – evangélica

Rádio Maranhão Sul (87,9)
Poste
 Rádio Caema - Projeto de Extensão
de alunas da UFMA e tem apoio do
Instituto PES
A digitalização na radiodifusão é o futuro que já está
sendo testado por emissoras como a Bandeirantes,
Gaúcha, CBN e Jovem Pan.
As emissoras terão qualidade semelhante a de CDs e as
informações poderão ser captadas em um display no
receptor. Para ouvir o som digital será necessário ter um
receptor digital.
O sistema digital para o rádio ainda está em discussão
entre 2 tipos: DRM e IBOC.

Acompanhando a tendência mundial, o Brasil vem estudando
a implantação da tecnologia digital no sistema de
radiodifusão sonora. Em março de 2007, foi criado o
Conselho Consultivo do Rádio Digital, com o objetivo de
assessorar o Ministro das Comunicações no planejamento da
implantação do Rádio Digital no Brasil.

O Conselho era formado por representantes da sociedade
civil, do Governo Federal, do setor de radiodifusão
(comercial, educativa, comunitária e pública), da indústria
(recepção, transmissão e audiovisual), das instituições
acadêmicas e dos anunciantes.

Em 2010, foi instituído o Sistema Brasileiro de Rádio Digital –
SBRD, por meio da Portaria nº 290. O Ministério das Comunicações
tem executado testes técnicos, em parceria com emissoras
executantes dos diferentes serviços de radiodifusão, para verificar o
desempenho dos diferentes modelos existentes.
O decreto presidencial nº 8139 autoriza a migração das emissoras
de rádio que operam na faixa AM para a faixa FM. As regras foram
definidas pelo Ministério das Comunicações na portaria nº 127, de
12 de março de 2014.
O documento define como os radiodifusores devem proceder para
pedir a mudança da frequência e a forma como os processos vão
ser analisados pelo MiniCom e pela Agência Nacional de
Telecomunicações (Anatel).

Em junho de 2013, a NOP World apontou os resultados de seu
Pontuação Cultura (TM) Index "Hábitos de Mídia", com uma
perspectiva global sobre o consumidores e o tempo gasto para
assistir televisão, ouvir rádio e ler na internet.

O Brasil é um dos países cujos habitantes mais veem TV. Está
em 8º lugar, com 18 horas e quinze minutos por semana.

Os brasileiros também ouvem muito rádio, com as mais de 17
horas por semana. O Brasil está em 2ºlugar mundial, ficando
atrás da Argentina.

E o Brasil está 9º lugar no uso de computadores e internet para
fins não profissionais, com 10 horas e 30 minutos semanais.
On demand (streaming):
 Celular (Smartphone)
 Notebook
 Computador
 Televisão paga
 Tablet
Sob demand:
Podcast – nas redes sociais como Facebook, Souncloud,
YouTube e aplicativos como WhatsApp.
Informativos
Noticiários

Síntese noticiosa

Radiojornal

Edição extra

Toque informativo

Informativo especializado
Informativos

Programa de entrevistas

Documentário

Programa especial

Programa de opinião

Mesa-redonda: painel ou debate
Entretenimento

Programa de Variedades

Radionovela ou dramatização (ficção)

Programa humorístico

Programa musical

Programa de auditório

Programa instrucional – usado para dar suporte aos cursos de
alfabetização, de ensino de idiomas e disciplinas como história,
matemática ou geografia

Audiobiografia – o tema central é a vida de uma personalidade, da
área cultural, política ou histórica

Documentário educativo-cultural – tem cunho humanístico como
uma escola, um movimento literário ou musical

Programa temático – aborda e discute temas sobre a produção do
conhecimento
Izani Mustafá
Jornalista e doutora em Comunicação (PUCRS)
E-mail: [email protected]
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards