Enviado por Do utilizador4056

07 - Curva de pH

Propaganda
PR
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ
Ministério da Educação - Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Departamento Acadêmico de Química e Biologia
PRÁTICA No 07 – Curvas de pH
Assuntos envolvidos: Equilíbrio Químico
MATERIAIS E REAGENTES
- suporte de ferro com garra
- Potenciômetro ou pH-metro
- 1 copo de Béquer de 50mL
- frasco lavador
- pipeta volumétrica de 20mL
- solução de NaOH padronizada
- bureta de 25mL
- amostras de
- funil
HCl ou HBr ou HNO3
de concentração
desconhecida.
INTRODUÇÃO
A titulação potenciométrica consiste em acompanhar os vários estágios e determinar o ponto
final de um processo de titulação por intermédio da medida do pH. Neste método, o ponto de
equivalência será revelado por uma abrupta modificação do pH. Para a medida do pH, é necessário um
potenciômetro que fornece diretamente os valores variáveis do pH à medida que a titulação avança.
A detecção do ponto final da titulação pode ser feita com maior facilidade pelo exame da curva
de titulação (gráfico da variação do pH em função do volume de titulante adicionado), que em geral é
uma curva segnóide. O segmento central da curva é onde se localiza o ponto final; na realidade o
ponto final está no ponto de inflexão da curva. Pode-se obter um valor aproximado do ponto final
localizando-se o meio caminho do segmento ascendente da curva, quando a mesma, tiver muito
evidente este segmento. Em geral, é necessário adotar um tratamento geométrico para fixar, com
exatidão, o ponto final. Para isto, pode ser adotado o método das tangentes paralelas.
A exatidão dos resultados deste método dependerá da habilidade com que o gráfico da curva de
titulação for desenhada a partir das observações experimentais. Por isso é usualmente preferível
empregar métodos analíticos para localizar o ponto final. Nestes métodos se grafica a curva da
primeira derivada ( pH/V vs V ) ou da segunda derivada ( 2pH/V2 vs V). A curva da primeira
derivada tem um máximo no ponto de inflexão da curva de titulação, isto é, no ponto final. A curva da
segunda derivada ( 2pH/V2) é nula no ponto em que a curva de pH/V for máxima.
PARTE EXPERIMENTAL
Procedimento - 1
a) Carregar corretamente a bureta com a solução de NaOH.
b) Pipetar 20ml da amostra de ácido em um copo de béquer de 50ml.
c) Com cuidado introduzir o eletrodo do pHmetro já calibrado e determinar o valor do pH.
d) Montar uma tabela de pH versus volume de NaOH adicionado.
e) Com a bureta, adicionar 2ml de NaOH na solução de ácido e verificar o pH desta solução.
Anotar na tabela.
f) Repetir a operação do item "e" de 2ml em 2ml de NaOH até mais ou menos 6ml além da
variação brusca do pH que indica que houve a neutralização.
Procedimento - 2
a) Lavar o copo de béquer e o eletrodo do pHmetro.
b) Carregar novamente a bureta com a solução de NaOH..
c) Pipetar 20ml da amostra do ácido no copo de béquer de 50ml.
d) Adicionar o NaOH e fazer a "medição" do pH, mas agora de 0,2ml em 0,2ml, a partir de um
volume próximo ao volume da mudança brusca de pH, observada no item "f" do procedimento
anterior até a mudança brusca do pH, que indica que houve a neutralização.
Relatório
01. Construir os gráficos do:
a)
pH vs volume de NaOH adicionado (V),
b)
da primeira derivada (pH/V vs Vmédio)
c)
e da segunda derivada (2pH/V2 vs Vmédio).
02. Analisar as curvas do item “01” e indicar:
a) o volume preciso de NaOH gasto na neutralização,
b) o pH de neutralização
c) e a concentração em mol/L da solução de ácido analisada
03. Consultar a tabela de indicadores ácido-base e indicar 2 ou 3 indicadores que poderiam ser
utilizados na titulação deste experimento.
INDICADORES ÁCIDO-BÁSICOS
COLORAÇÃO
ZONA DE TRANSIÇÃO
INDICADORES
Solução Ácida
Azul de Timol (A)
Tropeolina OO (B)
2,4-Dinitrofenol (A)
Amarelo de metila (B)
Alaranjado de metila (B)
Azul de bromofenol (A)
Alizarinossulfonato de sódio
Vermelho de  -naftila (B)
-Etoxicrisoldina (B)
Verde de bromocresol (A)
Vermelho de metila (A)
Púrpura de bromocresol (A)
Vermelho de clorofenol (A)
Azul de bromotimol (A)
-Nitrofenol (A)
Azolitmina
Vermelho de fenol (A)
Vermelho neutro (B)
Ácido rosólico (A)
Vermelho de cresol (A)
-naftolftaleína (A)
Tropeolina OOO (B)
Azul de Timol (A)
Fenolftaleína (A)
-Naftolbenzeína (A)
Timolftaleína (A)
Azul do Nilo
Amarelo de Alizarina (A)
Amarelo de Salicil (A)
Diazovioleta
Tropeolina O (B)
Nitramina (B)
Azul de Porier
Ácido Trinitrobenzóico
vermelho
vermelho
incolor
vermelho
vermelho
amarelo
amarelo
vermelho
vermelho
amarelo
vermelho
amarelo
amarelo
amarelo
incolor
vermelho
amarelo
vermelho
amarelo
amarelo
róseo
amarelo
amarelo
incolor
amarelo
incolor
azul
amarelo
amarelo
amarelo
amarelo
incolor
azul
incolor
A: indicador ácido e B: indicador básico
Solução Básica
Amarelo
Amarelo
Amarelo
Amarelo
Amarelo
azul-violeta
Violeta
Amarelo
Amarelo
Azul
Amarelo
Púrpura
Vermelho
Azul
Amarelo
Azul
Vermelho
Amarelo
Vermelho
Vermelho
Verde
róseo-vermelho
Azul
Vermelho
Azul
Azul
Vermelho
Lilás
Alaranjado-marrom
Violeta
Alaranjado-marrom
Alaranjado-marron
Violeta-vermelho
Alaranj.-vermelho
1,2
1,3
2,4
2,9
3,1
3,0
3,7
3,7
3,5
4,0
4,0
5,2
5,4
6,0
5,0
5,0
6,4
6,8
6,8
7,2
7,3
7,6
8,0
8,0
9,0
9,4
10,1
10,0
10,0
10,1
11,0
11,0
11,0
12,0
-
2,8
3,2
4,0
4,0
4,4
4,6
5,2
5,0
5,5
5,6
6,2
6,8
6,8
7,6
7,0
8,0
8,0
8,0
8,0
8,8
8,7
8,9
9,6
10,0
11,0
10,6
11,1
12,0
12,0
12,0
13,0
13,0
13,0
13,4
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards