Enviado por diegoolszowski

CR e DR

Propaganda
Aproximadamente 75% do total de exames de um serviço de
radiodiagnóstico referem-se a exames de radiografia geral
(filmes planos).
Existem três formas de se obter uma radiografia digital:
• Digitalizadores de filme
• CR (Computed Radiography)
• DR (Digital Radiography)
BENEFÍCIOS
(possível)
(possível)
BENEFÍCIOS
(possível)
(possível)
(possível)
mALEFÍCIOS
CR
DR
As radiografias são realizadas em equipamentos
convencionais de Raios X. Para tal são utilizados cassetes
especiais que, após realizar a radiografia, são inseridos
em um aparelho que extrai a imagem e cria um arquivo
digital. Por meio da visualização da imagem em uma tela
sensível ao toque, ela pode ser manipulada com a
utilização dos diversos recursos digitais disponíveis
(brilho, contraste, zoom, medidas etc), o que contribui
para melhorar a qualidade da imagem, reduzir repetições
dos exames, agilizar o procedimento e tornar o
diagnóstico mais preciso.
• Quando o PSP é exposto a uma luz com comprimento de onda adequado
(700nm – vermelho) os elétrons aprisionados são estimulados e
conseguem se libertar das armadilhas e podem, então, decair para seu
estado não excitado através da emissão de luz (350nm-550nm – azulverde).
• A luz emitida é capta por um tubo fotomultiplicador (PMT), que gera um
sinal elétrico, que é digitalizado e armazenado na memória do computador.
The Essential Physics Of Medical Imaging. Bushberg JT,
Seibert JA, Leidholdt Jr. EM, Boone JM. Lippincott Williams 
Wilkins, Philadelphia, USA, 2002.
PROCEDIMENTO PARA OBTENÇÃO DA IMAGEM:
1. O cassete com a placa de imagem dentro é colocado na
bandeja do “bucky”
2. Uma exposição é feita
3. O cassete é removido da bandeja do “buck” e inserido no
leitor de imagem. Dentro do leitor, a placa de imagem é
retirada do cassete e exposta à luz de um laser (+ de uma
vez), que lê a informação da Placa e a radiografia aparece
no computador.
4. A placa de sinal é apagada ainda dentro do leitor, inserida
no cassete e devolvida, pronta para uma nova exposição
VANTAGENS:
•
A imagem gerada é digital
•
utiliza os equipamentos de raios X já existentes no serviço
•
É móvel, facilita utilização fora de sala
•
Excelente qualidade de imagem
•
Inicialmente menos caro que o DR
DESVANTAGENS:
• Necessita de placas de imagem e cassetes
• Não existe ganho real de tempo em comparação com o sistema
tradicional (tela/filme)
• É necessário comprar um leitor de imagem
O pequeno porte do CR 35-X permite que
ele seja facilmente colocado em qualquer
lugar. Criado com a intenção de facilitar o
uso, exige apenas uma tomada de parede
normal.
 Seu desenho modular e
ergonômico inclui:
 - Função de identificação
de cassete
 - Espaço para:
 Estação de trabalho para
manuseio, processamento
e envio da imagem
 Monitor, switches de rede
e no-break
 Armazenamento de
cassetes
O CR 35-X é compatível com todos os
sistemas de raios-x existentes, permitindo
que os departamentos migrem para
aplicações
digitais
sem
grandes
investimentos adicionais ou adaptações do
fluxo de trabalho.
Tamanhos de Cassetes: CR 35-X
Tamanhos de Cassete
35 x 43 cm (14 x 17 pol.)
35 x 35 cm (14 x 14 pol.)
Resolução Espacial
6 píxels / mm
6 píxels / mm
Tamanho da Matriz
de Pixels
2320 x 2826
2320 x 2320
Radiologia Digital
(Direct) Digital
Radiography (DR)
• Direct Digital radiography (DR) é um método de radiografia
digital que utiliza um sensor digital para obtenção da imagem.
O sensor pode ser fixo em uma mesa ou estativa, ou ligado ao
computador do DR por meio de fios (atualmente não existe
solução “wireless”).
• Os sensores podem ser de Amorfo de Selenium (Amorphous
Selenium) ou Amorfo de Silicone (Amorphous Silicon).
• Durante a exposição, a interação dos raios X com o material
do sensor libera elétrons que são lidos por um conjunto de
transistores presentes em uma camada abaixo do sensor,
gerando um sinal elétrico que é digitalizado e armazenado na
memória do computador.
The Essential Physics Of Medical Imaging.
Bushberg JT, Seibert JA, Leidholdt Jr. EM, Boone
JM. Lippincott Williams  Wilkins, Philadelphia, USA,
2002.
PROCEDIMENTO PARA OBTENÇÃO DA IMAGEM:
1. O sensor de obtenção de imagem é exposto aos raios X
2. A imagem aparece na tela do computador
VANTAGENS:
•
Aquisição imediata da imagem
•
Não utiliza placas de imagens e nem cassetes
•
Excelente qualidade de imagem
DESVANTAGENS:
• Mais caro que o CR
• Não é prático para radiografia móvel
• O sensor de imagem é muito mais caro do que a placa de imagem
e o cassete
• Em geral, a adaptação para uso com equipamentos já existentes
no serviço é difícil e pode não ser possível
TENDÊNCIAS
• Em alguns anos, é provável que todas as modalidades de imagem
sejam digitais.
• Inicialmente o CR deverá se tornar a modalidade dominante para a
radiologia geral, devido ao seu custo menor e adaptação aos
equipamentos já existentes nos serviços.
•O CR deverá ter seu custo bastante reduzido ($60.000), tornando-se
uma opção inclusive para serviços com pequeno volume de exames.
• Em serviços com grande volume de exames de radiografia geral, o CR
deverá ser gradualmente substituído por unidades de radiografia digital
direta (DR), conforme forem ocorrendo substituições de equipamentos.
• Com uso de tecnologia “wireless” o DR pode se tornar também uma boa
opção para procedimentos fora de sala.
• O DR deverá também ser uma alternativa para as salas de fluoroscopia.
• Soluções mistas utilizando DR e CR deverão existir por muito tempo.
Quais são os benefícios reais da
radiografia digital?
Benefícios relacionados ao paciente:
diminuição da dose recebida pelo paciente
(até 50% de redução c/ DR) e o resultado do exame mais rápido.
Benefícios relacionados ao diagnóstico:
correção de sobre e sub-exposição (exames no leito)
melhoria na visualização de tecido mole (processamento de imagem
visualização simultânea e remota de imagens (teleradiologia)
diagnóstico auxiliado por computador (CAD)
•Benefícios relacionados ao serviço (“pay back”):
• diminuição de custos (diminuição de repetições,
redução do uso de filmes, cassetes, químicos, etc...)
• aumento de eficiência (CR:7,60 min, TF:7,49 min,
DR:2,92min)
• Benefícios (financeiros) significativos  ambiente sem filme
PACS
Reporting
100%
90%
80%
Taxa de transição para
ambiente sem filme nos EUA
70%
60%
50%
40%
30%
20%
Fonte: Dorenfest & Assoc. and
eDictation estimates, 2003
10%
0%
1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006
Ambiente sem Filme
Estação de
visualização
Modalidade
de Imagem
PACS
DB
Reconhecimento de voz
RIS
DICOM
HL-7
DICOM
Rede de alta
velocidade
HIS/MIS
Firewall
RAID
Web-based
RIS/PACS/EMR
PACS
Arquivamento
Diagnóstico por Imagem –
Processo Convencional Ideal
Clínico
Recepicionista
Paciente
Solicita
Recebe laudo
Agenda
Exame
Técnico
Revela, imprime
Arquivo de raios-X
Filmes anteriores
Radiologista
Secretária
Envio resultado
Dita laudo
Assina
Transcreve
Fax, correio, entrega
1 dia
Diagnóstico por Imagem
Processo Convencional Real
Cobra o Radiologista
Cínico
Recepcionista
Paciente
Técnico
Arquivo de raios-X
Solicita
Recebe laudo
Agenda
Sobre, subexposição
Exame
dano/perda
Revela, imprime
Filmes anteriores
perda
atraso
atraso
Radiologista
Secretária
Envio resultado
Dita laudo
Assina
Transcreve
Fax, correio, entrega
1-3 dias
Diagnóstico por Imagem
Processo Totalmente Digital (HIS-RIS-PACS)
Clínico
Recepcionista
Paciente
Técnico
Arquivo de raios-X
Solicita
Cobra o Radiologista Recebe laudo
Agenda
Sobre, subexposição
Exame
dano/perda
Revela, imprime
perda
Filmes anteriores
atraso
Radiologista
Secretária
Envio resultado
Dita laudo
atraso
Assina
Transcreve
Fax, email, entrega
1-3 horas
Computador distribui/gerencia a informação, eliminação de filmes
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards