Enviado por krisperdown

startup weekend

Propaganda
Startup Weekend
Como Levar uma Empresa do Conceito a Criação em 54 Horas
Autores: Marc Nager, Clint Nelsen e Franck Nouyigat
Aluno: Diogo de Jesus Pina ­ 6798294
Este é um livro escrito pelos co­fundadores do evento com o mesmo nome do livro.
Eles exaltam os benefícios do evento, utilizando explicações das características que são
trabalhadas no evento. Em todo o livro, são registrados depoimentos de diversas
pessoas, de diversos eventos e lugares, que permitem que as explicações tomem vida e
facilitem o entendimento.
O livro é dividido em cinco capítulos, a seguir irei descrever as principais ideias
contidas em cada um deles:
1. Sem conversa, ação total: networking orientado a ação. Este capítulo trata da
importância em construir relações com outras pessoas que possam o ajudar no mundo do
empreendedorismo. O trabalho em equipe é destacado como um processo que ajuda a
conhecer como as pessoas trabalham, permitindo diminuir o risco financeiro, uma vez que
é possível descobrir quem pode ajudar no seu negócio e assegurar que abrir um negócio,
seja pessoalmente gratificante. Eles dizem que o evento faz com que as pessoas saiam
da bolha, fazendo com que as pessoas aprendam um pouco de cada aspecto do
negócio.
2. Boas ideias pedem grandes times: busque talento, não investimento. O capítulo
é iniciado descrevendo os benefícios das apresentações de 60 segundos, em especial, a
capacidade de atrair pessoas rapidamente. Em seguida, é destacado a importância de
montar uma boa equipe, com pessoas que tenha habilidades complementares, interesses
claros e alinhados, e energia e entusiasmo. Além disso, é comentado possibilidade de
trabalhar em outras funções, sendo esta uma forma de com um baixo risco, descobrir
seus talentos.
3. Educação experiencial: saia da sua zona de conforto enquanto trabalha com
uma equipe. Este capítulo descreve a importância do contexto, para atingirem de forma
efetiva as pessoas; dos prazos, pois este faz com que as pessoas saiam da fase de
braimstorm; e o feedback instantâneo, permitindo tomar decisões. Ele também descreve
como no evento é trabalhado desde o refinamento da ideia inicial, passando pela
viabilidade da ideia, a construção do produto, a mitigação de riscos, a delegação de
tarefas até o reconhecimento do fracasso (ou do sucesso).
4. O modelo de negócios da startup: adaptar, manter enxuto e reiterar. Este capítulo
trata da criação do modelo de negócios, iniciando pelo desenvolvimento do cliente, assim
como proposto por Steve Blank. Também é discutido a importância da validação da ideia
em diversos níveis e da importância do lean e de métodos ágeis na construção de um
MVP. Além disso, é tratado a importância da comunicação, para a melhoria de todo o
processo.
5. Mapear o ecossistema de startups e reconstrução subversiva. O último capítulo
aborda os passos que um empreendedor pode percorrer, avançado nível a nível.
Começando no degrau do empreendedor, onde a vontade de resolver problemas
aparece; depois tem o degrau do cofundador, onde pessoas se junto para resolver os
problemas de um jeito melhor; após vem o degrau da startup, onde já se tem um time
trabalhando de forma integral na ideia; em seguida vem o degrau do investimento, onde a
startup recebe investimentos de anjos; depois vem o degrau do ganho de escala, onde a
empresa recebe investimento de capitais de risco; em seguida vem o degrau do
crescimento externo, onde a startup, pode adquirir startups menores ou ser encorporadas
a uma maior; em seguida vem o degrau do IPO, onde qualquer posseoa pode investir,
agora na empresa; e por fim o degrau do top 500 da Forbes.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Criar flashcards